Quantcast
PplWare Mobile

Tem medo de mexer em partições? Conheça o Parted Magic 2019_12_24

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Ribeiro says:

    Totalmente gratuita por 11 dólares.

    • Douglas Ferreira says:

      Também não entendi porque a matéria disse que era gratuita! No site não achei como baixar sem ter de pagar.

      Mas independente disso, a principal ferramenta da distribuição é o GParted, que está disponível em praticamente todas as distribuições. Basta escolha uma distribuição que faça boot em live cd e instalar a ferramenta.

      Eu indico o SystemRescueCd que é uma distribuição baseado no Arch Linux e que, além de diversas outras ferramentas de recuperação de sistemas, traz também o GParted.

      • fak says:

        Douglas Ferreira

        vais usar uma distro em liveCD por causa do Gparted para quê?
        https://gparted.org/livecd.php
        basta fazer download do Gparted e instalar com o UnetBootIn, como diz nas instruções presentes no link acima, não é necessária nenhuma distro, estás a complicar o que é simples.

        O SystemRescueCD é bom, mas quem precisar apenas de um gestor de discos não precisa de SRCD e muito provavelmente nem vai saber usar direito.

        • Douglas Ferreira says:

          Fiz um teste rápido para comparar o live cd do Gparted e o SystemRescueCD. Vamos aos pontos que notei:

          1 – Ao iniciar, no menu do Grub, o SRCD dá a opção de iniciar o sistema e copiá-lo para a RAM. Isso é bom pois libera o drive de CD para uso enquanto o próprio SRCD funciona em modo live. Para mim não faz muito sentido, hoje em dia ninguém pouca gente usa CD. Mas para computadores mais antigos (diria jurássicos), que não possuem USB, era uma boa opção. O GParted também tem essa opção, mas fica escondida num submenu do Grub. Achei o menu do grub no gparted mais complicado do que no SRCD, mas é mais completo.

          2 – O SRCD entra em modo de console, e para iniciar o modo gráfico temos de digitar startx. Já o GParted, apesar de funcionar em modo gráfico, também faz duas perguntas em modo texto sobre o layout do teclado e sobre a inicialização em modo gráfico.

          3 – O Gparted usa o fluxbox que, diga-se de passagem, é bem menos polido do que o XFCE disponível no SRCD. No XFCE qualquer usuário sabe que pode acessar as ferramentas no menu na barra inferior; já no FluxBox é necessário clicar com o botão direito na tela para ver as (poucas) ferramentas disponíveis. Muita gente pode achar que não existe um gestor de arquivos no Gparted, mas ele está lá, escondido.

          4 – Ao abrir o navegador no SRCD, que vem com o Firefox, a internet já estava conectada e funcionando normalmente. Já no Gparted, tive de configurar a rede manualmente. Na verdade o Gparted tem uma ferramenta para configurar a rede de modo mais facilitado, mas seria interessante que já estivesse configurado automaticamente pelo DHCP.

          Pelo que notei, o Gparted é bem menos intuitivo e polido do que o SRCD. Ele cumpre bem sua principal função: usar o gparted, mas peca em todo o resto.
          Ter um navegador de internet que funcione sem ser preciso configurar a interface de rede me parece algo muito importante: quantas vezes eu precisei fazer alguma pesquisa na web para resolver algum problema de uma máquina que não inicializava!?

          Acredito que quem precise editar as partições de um disco vai saber fazer em qualquer dos dois sistemas, ou então não saberá fazer em nenhum deles… afinal, a grande maioria dos usuários não sabe o que é uma partição.

    • Artemus says:

      Deve ser obra de marketing. Não cobram nada pelo download, é totalmente gratuito. Tens de pagar depois é a ativação.

  2. fak says:

    @Pedro Pinto, admin do site,
    o Parted Magic já desde 2013 que é pago. No entanto, dava para continuar a descarregar de graça na página do SourceForge e do MajorGeeks do Parted Magic até 2018.

    de 2013 a 2018 o programa ainda constava como gratuito devido aos sites acima, no entanto, em 2018 a PartedMagic retirou o Software de circulação do SourceForge e já não dá para descarregar. A partir desse momento o PartedMagic passou a designar-se por Programa Comercial.

    No entanto, ainda dá para descarregar o Parted Magic de graça. Na Página Oficial do PartedMagic no MajorGeeks ( http://m.majorgeeks.com/files/details/parted_magic.html ), se clicares em “Download @MajorGeeks” consegues descarregar a versão 2013.08.01, que foi a ultima versão gratuita antes do programa se tornar comercial (em 2013, por isso já está desatualizada à anos).

    • Pedro Pinto says:

      Pois, eu descarreguei grátis via torrent. Mas do sei oficial é pago. Vou incluir essa nota

    • Ruy Acquaviva says:

      Já usei o Parted Magic no passado (antes de 2010) e achei muito bom, no entanto não vejo sentido em pagar por ferramentas que já fazem parte da maioria das distros Linux. Se a questão for ter uma mini distribuição leve especializada em particionamento de HDs pode-se usar a distro Gparted Live que cumpre muito bem esse papel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.