PplWare Mobile

MX Linux – A distribuição Linux que o fará abandonar o Windows?


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Cleomar says:

    A distribuição Linux que o fará abandonar o Windows?
    Só que não, é mais do mesmo, se fosse o Mint 19.1 até que poderia, um S.O simples, completo etc.
    Com certeza é mais um que terá problemas com alguns drivers como o OpenSuse, Distro linda, completa, mas não consegue encontrar os drives da minha HP 1102W, já os Ubuntus e derivados encontra tudo facilmente.
    Mas vou testar mesmo assim

  2. João Pereira says:

    Tenho instalada no meu computador Tecra de 32 bits, e até agora nada a dizer! Mesmo com dois GB de memória RAM, é bastante rápida. Com tudo o que é necessário para ver, ouvir e navegar na Internet… O que o comum utilizador do Windows faz!

    Mas… Não obstante, para mim, Arch rules!

    • Lucas says:

      Claro que sim, ou Slackware rules! O resto é para meninis…

    • Daniel says:

      Mas é uma distro de poucos devs e que está presa ao passado sendo baseada no Debian.

      É melhor Arch Linux, openSUSE Tumbleweed, Fedora.

      Quem gosta de passado é museu.

      E quem tem medo de usar distro bleeding edge por medo de “quebrar” porque continua usando ruindows 10 que segue o mesmo padrão? E pior? Só os preguiçosos querem tudo fácil e sem problemas.

      Problemas ajudam-te a crescer intelectualmente.

      • Monks says:

        Eu acho que um SO que se preze deve oferecer tudo fácil e sem problemas. Você compraria um carro estragado pra você mesmo ficar consertando ele toda hora? Acho que não, né? Abraço.

        • Daniel says:

          Não entendes, e se teu carro zero km der problema depois de um tempo? Como ficas? Mudas de carro automaticamente ou enfrentas o problema? Vais a fugir?

          • Márcio says:

            Pois, então… Se eu for comprar um carro zero km, eu quero ele sem problemas e pronto pra usar. Se eventualmente der problema, aí eu vou querer consertar.

  3. scp says:

    Não… Mas fará abandonar a pplware com estes títulos

  4. Joao says:

    Será que não há nenhum distribuição linux que faça abandonar o OSX?

  5. Fulano says:

    Este tipo de posts não ajuda a ganhar adeptos… Porque razão não serve para abandonar o OSX em máquinas velhas?

  6. Christian says:

    Qual a versão do DirectX?

  7. Marcos says:

    Não é a número 1. É apenas a que teve maior índice de buscas no Distrowatch, o que não quer dizer que foi instalada e usada.

  8. Djalma Paiva says:

    No Brasil o Windows é “gratuito”, então, apesar de seu kernel cheio de penduricalhos, continuo a usá-lo devido o DirectX.

    • Tony Sena says:

      Gratuito? Que Brasil é esse?

    • ADILSON BAPTISTA MOREIRA says:

      O cara crackeia o Windows e acha que ele é de graça kkkkkk

    • GILSON MARQUES says:

      Estás falando besteira, querendo passar vergonha na cena? Que papo é esse de Windows gratuito aqui no Brasil? Então você não é um profissional de tecnologia e sim um cracker.

    • Daniel says:

      Foi gratuito por um período de 1 ano, quem atualizou do Windows 7 ou 8.1 durante esse tempo, de fato, não pagou pelo Windows 10.
      Mas você paga pelo Windows 10 com seus dados. Tudo que existe no seu computador é escaneado, todos os documentos, se tiveres senhas, tudo é enviado pros servidores da Microsoft onde a CIA, FBI tem acesso.

      • Fuma says:

        E daí? Não tenho nada a esconder sou uma pessoa comum. Não uso drogas ou faço tráfico de pessoas. Para eles sou mais um de milhares de pessoas sem utilidade

        • Daniel says:

          Mas eu tenho coisas a esconder, tenho pesquisas de campo no computador, senhas, fotos intimas, e dados sensíveis. Não posso correr o risco de ter essas dados vazados. Se você cag* e anda pra sua privacidade o problema é todo seu. Podes não ter importância, mas eu tenho. E mesmo que não tivesse, privacidade é um direito e não uma exceção.

        • Daniel says:

          A propósito, sugiro ler:
          https://www.privacytools.io/

          “Arguing that you don’t care about the right to privacy because you have nothing to hide is no different than saying you don’t care about free speech because you have nothing to say.”
          – Edward Snowden

      • José Antonio says:

        Não se engane amigo. Todos os sistemas operacionais são descansados e monitorados. Basta ligar seu PC ou smartphone.

  9. headbrother says:

    Muito sinseramente será que esses humanos não desistem dessa história, estou ouvindo essa estória a duas décadas e meia, então vamos combinar que o que vai acontecer é ao contrário o Windows vai se tornar Linux, está combinado assim. !
    Parem de viajar !

  10. Danchini says:

    Teste a distro e comente

  11. Tony Sena says:

    Irei testar esse.

  12. fak says:

    nem vou testar, para mim tem de ter uma boa interface e facilidade de uso, e só de olhar para os screenshots do MX linux, na minha opinião claro está, o Solus continua a reinar.

    • arc says:

      Ora, ora…continuamos a ter artigos em formato “mini”, para uma Distribuição de Linux, que merece um bocadinho mais.

      NÃO, eu não uso MX Linux, mas sim Arch Linux, Manjaro Linux e Debian Linux, e em todas elas, o meu Ambiente Desktop Perfeito é o XFCE, excluindo os dias em que não necessito de perfumarias no meu Desktop e lá vem o i3 tomar o lugar do XFCE, mas isso são contas de outro rosário.

      É claro, que este XFCE moldado pelo MX Linux, certamente terá os seus encantos para muitos, mas também não deixa de ser verdade, que pode ser alterado para um XFCE, bastante mais apelativo. Assim, não impeditivo a utilização do MX Linux, por essa razão!

      E para ser “feio”, já temos i3, xmonad, awesome, bspwm e restantes Tilling Window Managers, sendo que a título de exemplo e para verem o que é mesmo “feio” numa qualquer Distribuição de Linux moderna, queiram se passear por:

      Qtile (http://www.qtile.org)
      spectrwm (https://github.com/conformal/spectrwm)
      Sway (https://swaywm.org/)
      Xmonad (https://xmonad.org/)

      É claro, que estes Windows Managers, não são para todos os users de uma Distribuição de Linux, porque são “feios”, no entanto, são para os outros que querem ou necessitam do máximo de rentabilidade em termos de workflow no Ambiente Desktop de uma Distribuiçao de Linux.

      (Era interessante, uma abordagem sumária, pelo menos a estes Window Managers)

      Eu até começo a pensar que o XFCE incluso no MX Linux, é bastante BONITO.

      Assim, uma das vantagens de uma Distribuição de Linux, é a capacidade de esta ser totalmente personalizável ao gosto de cada user.

      Por isso, penso que não faz muito sentido, afirmar que é feio, este XFCE apresentado pelo MX Linux.

      Pouco me importa, qual é o DE presente numa Distribuição de Linux, não é isso que vai contar para a forma como é apresentado o trabalho final!

      • Kos says:

        Obrigado por apresentar sugestões de WM’s, vou dar uma olhada na distro da matéria mas com certeza vou testar esses windows managers também, atualmente uso XFCE no dia a dia e i3wm para trabalhar, então já vou dar uma olhada no Sway. Comentários assim são sempre úteis à comunidade.

      • Luisa says:

        Voltaste depois daquela humilhação?

      • Lucas says:

        Window Managers não são feios, são simples, minimalistas e direto ao ponto.
        Basta ver lá /unixporn do Reddit.
        Há pessoas que transformam um qtile, spectrwm, sway, xmond, bspwm, icewm, awesome, openbox em algo muito lindo.

    • arc says:

      @fak, o meu comentário, por engano foi para o teu post.

      Este é um comentário para o Geral.

      • SP says:

        @arc.
        Se calhar tu és o men que me podes ajudar.
        Tenho um portátil com Windows 10 instalado a correr num SSD. E instalei uma distro Linux chamada Deepin, versão 10.15. Só que tive a brilhante ideia de instalar na mesma partição do Windows. Ou melhor esqueci-me de criar uma partição para o Linux e enquanto estava no processo de instalação lembrei-me da trampa que tinha feito, e o que receava aconteceu. O Windows não inicia. Eu quero que se lixe o Windows, formato a máquina e está feito. Só que o problema é que tenho documentos importantíssimos de trabalho que estava na partição do Windows. Não consegui de forma nenhuma aceder aos ficheiros pretendidos para resgata-los. Já tentei reparar o Windows com as ferramentas nativas, com uma pen drive de instalação, através do cmd, tirei o SSD fora e liguei a outra máquina, mas não aparece nada. Já usei software específico para extrair e nada. Procurei em fóruns Linux como desinstalar o Deepin através do terminal e nada. Há uma ferramenta avançada no boot do Deepin que resolveria a situação, mas não sei mexer naquilo. Se me desses uma ajudinha até te pago um jantar cá no norte. É que estou mesmo lixado com a cena. Documentos que preciso mesmo.
        Já agora a melhor distro para substituir quase o Windows. Quase, pois o office não dá hipótese. Acho o Deepin bonito, mas não me convenceu muito. Ja ando há dias nisto e não resolvo nada. Agora até tenho trabalhado com Linux a tempo inteiro. Não tenho outro remédio. Consigo fazer o mesmo, mas falta o office.

        • arc says:

          @SP, vamos a ver, se consigamos resolver o problema.

          ==========ITENS NECESSÁRIOS==========

          1. Pen USB, no mínimo com mais de 4GB de espaço total, que vai conter a imagem .iso da Distribuição de Linux.

          1.1 Talvez por ser mais intuitivo para este exemplo, vou optar pelo Linux Mint 19.1, escolha outra Distribuição de Linux.

          2. Outra Pen USB ou um HD externo ou um HD interno, para a realização do Backup.

          ==========GRAVAR IMAGEM .iso==========

          Escolha qual o programa da sua preferência para a gravação da imagem .iso do Linux Mint 19.1

          ==========RECUPERAÇÃO DE FICHEIROS==========

          1. Ligue a Pen USB ou outra qualquer drive externa, a qual vai receber o backup.

          2. boot pela Pen USB, a qual contém o Linux Mint 19.1 e esperar o termino do boot.

          3. Em lugar de instalar o Linux Mint 19.1, fique em Live Mode.

          4. No Ambiente de Trabalho, 2 clique em Home.

          5. No lado esquerdo do Gestor de Ficheiros, verifique Devices e escolha o local onde se encontra o MS Windows10, qualquer coisa como:

          50 GB Volume (isto é um exemplo fictício)

          6. Se der um 2 clique neste device, neste momento, está certamente a ver a totalidade de ficheiros que se encontram no MS Windows10.

          7. Agora vou pressupor que os seus documentos IMPORTANTES, se encontram alocados no directório Meus Documentos do MS Windows10.

          8. Voltando a esse device, o referido em 6., executar um clique 2 em Users.

          9. Dentro de Users, pesquisar pelo seu User, para este exemplo vou utilizar, como user=arc

          10. Neste momento, deve estar a visionar tudo o que se encontra no user=arc, ou seja:

          Desktop= Área de trabalho
          Documents= Meus Documentos
          Downloads= Transferências
          etc., etc.

          11. Selecionar tudo o que deseja copiar e escolher a opção Sendo to, escolhendo o local para onde deseja que seja realizado o envio, ou seja, para a Pen USB que vai receber o BACKUP ou para o HD externo, ou até mesmo para um cloud.

          ==========FINAL==========

          Agora, tudo o que é necessário é reinstalar o MS Windows10 e de imediato copiar a totalidade dos ficheiros para os mesmos locais do MS Windows, ou instalar a sua Distribuição de Linux Favorita e copiar o BACKUP para um diretório de nome Backup Win10 (escolha outro nome) e todos os seus documentos do MS Windows, estão disponíveis para si, na sua Distribuição de Linux Favorita!!

          NOTA: existem outros métodos, mas penso que este seja o mais simples para o fim em vista.

          Resolvido!

          PS: caso a sua opção seja instalar conjuntamente o MS Windows10 com a sua Distribuição de Linux Favorita, instale sempre em primeiro lugar o MS Windows e num outro HD ou SSD, a sua Distribuição de Linux Favorita.

          Desta forma, vai ser o GRUB2 a fazer a gestão do boot como penso que deve saber. Existe uma razão para este procedimento ser desta forma, mas penso que isso já sabe.

          Qual a razão de eu apelidar de Distribuição de Linux Favorita?

          Simplesmente, porque é a sua Distribuição de Linux (não a minha, a do zé ou a do manel), a qual se encontra mais familiarizado, aonde se sente melhor a resolver os seus possíveis problemas e certamente é essa que lhe vai dar um melhor entendimento/conhecimento, de como são os truques e macetes a serem resolvidos.

          Se alguém o criticar por utilizar a sua Distribuição de Linux Favorita, só existe um remédio…solte uma grande gargalhada e siga a todo o vapor, com a sua Distribuição de Linux Favorita.

          Por último, o Pplware tem um fórum, esta dúvida, poderia ter sido colocada lá…

          Divirta-se.

  13. Bill Gates says:

    Difícil abandonar o Windows, apesar dos apesares ele ainda vai demorar a ser substituído por uma distro Linux.

  14. Mateus Pinto says:

    Pergunta adicional offtopic: que Android 6 ou 7 ou 8 conhecem que corra em x86 a partir duma pen usb (sem instalar num SSD) ou que corra em Windows a uma boa velocidade? (Eu já experimentei várias mas são muito pesadas, Android 4 Ou 5 e com muita publicidade)

  15. Sam says:

    Acho que isso só vai acontecer, quando o Linux tiver compatibilidade total com a linguagem C++ no sistema, para a instalação do Office da microboft e os pacotes ruindows installer. Acho que por uma questão de patentes isso ainda não acontece…. Mas, enfim…. Não é a primeira vez que leio ou ouço isso…. O Linux que vai te fazer bla, bla, bla…..

  16. Monks says:

    O Mint me fez abandonar o Windows e o Mint vai me fazer voltar ao Windows, hahahaha. O negócio não reconhece HD externo e pendrives de jeito nenhum!! Pra que isso aconteça, tenho que iniciar o PC com os dispositivos já conectados às portas USB, caso contrário, não são reconhecidos. E não é hardware, pois quando eu usava Windows na mesma máquina, nunca tive problema.

  17. Fernandoe Ferreira says:

    Alguém tem algum Linux actualizado a correr em Raspberry com o Netflix a funcionar? Obrg.

  18. Volney says:

    O Windows só será substituído um dia, que quando: Os mantenedores Linux conseguirem convencer os fabricantes a adotarem oficialmente suporte aos vários driver e aplicações que rodam no Windows, até lá, só sonhando tá o Linux substitui o Windows.

  19. Emmanuelly says:

    Só vou começar a usar Linux depois que rodar qualquer jogo sem precisar do wine

  20. Igor says:

    A única coisa que ainda não me fez portar para o Linux, é o baixo suporte ainda dos principais jogos e drivers de vídeo tanto AMD quanto Nvidia…se todos os jogos que uso hoje tivessem para Linux, com certeza já estava utilizando em minh máquina.

  21. Antonio Cesar Pereira de Lucena says:

    Com certeza qualquer distro Linux é bem vinda. Mas o Windows é o Windows e apesar de eu não ter uma grande formação, mas o auto ditatismo me ajudou bastante ao lindoa dos meus 43 anos que venho acompanhando desde ao DOS ao mais atual. O Windows apesar da quantidade de utilitários pagos sempre vai ser o Desktop PC preferencial. Difícilnente alguém que tenha um Mac ou Lixux não tenha uma VM só para rodar o Windows. Mas quero aqui deixar que gosto, uso cada uma delas e admiro e tenho um grande respeito por todos que se dedica em melhorias. Abraço! Lembre! sudo su root “Com grandes poderes, vem grandes responsabilidades”.

  22. vitor says:

    Não sou um “expert” nem uma amostra de tal pois sou um utilizador e mais nada . Mas para abraçar o colocar LinuX no meu computador, só quando a adobe colocar o seu CC em linux.
    Aí sim, existiria milhares de “users” em todo o mundo a mudar de sistema operativo. Pelo menos para o experimentar.

  23. Eu says:

    Porque raio fazem sempre analogias do Linux ao Windows?
    O que é que o cú tem a ver com as calças?
    Quem usa Windows vai trocar por Linux! Acham mesmo que é assim que a coisa funciona?

    Já agora, porque não falam do Mac?

  24. osvander says:

    ATENÇÃO COMUNIDADE LINUX E ADMINISTRADORES DE SEGURANÇA:
    É raro sabermos que o Linux é o principal alvo de um malware, mas agora isso já é uma realidade. O malware utiliza os códigos famosos do worm Mirai e do rootkit Azazel, e ao que tudo indica foi criado no mês passado, (maio 2019).
    Inteligente e difícil de ser identificado, o HiddenWasp é tido como sofisticado, e o seu foco é ter controle total sobre o hospedeiro, e ainda pior, mesmo que ele seja removido o cracker ainda continua com acesso a máquina infectada ou desinfectada.
    A sofisticação é tamanha, que o novo malware para Linux conta com um script de instalação, um trojan e um rootkit, tudo isso em um único pacote. A descoberta foi feita e ainda continua em estudo pelos pesquisadores da Intezer.
    Nas pesquisas, os especialistas descobriram que o malware pode ter sido criado por chineses. E que o ataque começa com a criação de uma conta sftp, o que garante que mesmo que o sistema fique limpo, os crackers continuam com acesso remoto.
    No momento, não está claro como os sistemas estão sendo infectados com o malware, levando à entender de que o HiddenWasp pode ser um ataque secundário em sistemas que já foram comprometidos de alguma outra forma.
    Analisamos todos os componentes do HiddenWasp explicando como os implantes de rootkit e trojan funcionam paralelamente uns aos outros para reforçar a persistência no sistema.
    Nós também descobrimos como os diferentes componentes do HiddenWasp adaptaram pedaços de código de vários projetos de código aberto. No entanto, esses implantes conseguiram permanecer indetectáveis.
    O malware do Linux pode introduzir novos desafios para a comunidade de segurança que ainda não vimos em outras plataformas. O fato de esse malware conseguir ficar fora do radar deve ser um alerta para a indústria de segurança alocar maiores esforços ou recursos para detectar essas ameaças.
    Os malwares Linux continuarão a se tornar mais complexos ao longo do tempo e, atualmente, até ameaças comuns não têm altas taxas de detecção, enquanto ameaças mais sofisticadas têm uma visibilidade ainda menor.
    Por hora essas são as informações divulgadas, as análises vão continuar, especialmente para descobrir quais são as aplicações que podem sofrer alterações no código visando uma implantação mais eficiente do novo malware para Linux.
    O perfil do alvo do malware ainda não foi revelado, não é sabido se desktop, servidores e outros perfis de uso do Linux. Mas, é bom ficar atento ao sistema, especialmente as fontes de softwares desconhecidas, evite dores de cabeça.

    • arc says:

      Nem mais, sendo que até ao momento, a única forma de se descobrir se o sistema se encontra infectado, é realizar a pesquisa pelos ficheiros ld.so

      Assim, se depois de a pesquisa ser dada por terminada, existir uma qualquer string /etc.ld.so.preload, existe de imediato COMPROMETIMENTO de TODO o SISTEMA.

      Quer isto dizer, que este Trojan, vai de forma imediata corrigir toda e qualquer instancia vinda do ld.so, impondo o mecanismo LD_PRELOAD a partir de locais arbritários.

      Aqui…tudo na Paz

  25. Lucas says:

    Eu uso o Linux à 6/7 anos. E desde o dia 1 que disse para mim: vou ser power user em Linux! E passado este tempo fiz uma evolução consistente. Faço coisas em Linux que bem em sonhos faria no Windows. Mas a mjnha mudança para linux foi principalmente pelo mindset, pela liberdade, free software e tudo o mais.
    Agora nesta altura do campeonato não entendo porque é que não se muda massivamente para linux, organismos governamentais e tudo. É gratuito, é customizavel, ajuda-te a entender realmente como funciona um SO, sem qualquer restrição; e neste momento fazes tudo em linux que fazes em windows. As pessoas dizem “à mas o office do Windows é muito melhor!”, e aí eu pergunto: mas tu usas o office para quê? Tarefas hiper super mega metafísicas? Então se não porque é que não usam a suite libreoffice? Mas não se sacrifica a ligeira melhoria de um office por todo um sistema operativo mais flexível e poderoso e com muito mais potencialidade porquê? Nesta altura aparece o gammer a dizer: e jogos e jogos? Eu respondo: aí têm razão, mas o pc é para trabalhar e não há jogo mais divertido que programar e resolver problemas. Mas mesmo assim para perder tempo o linux tb tem jogos…Agora com a guerra da huawei
    é que vai abrir hipótese ao linux, é verem os chineses a desenvolverem encima de software livre um outro mega SO. Sim porque falando de asia os Indianos usam muito mas mesmo muito linux! E das faculdafes indianas saem os melhores programadores de software, está relacionado? Muito possivelmente… O futuro a muito curto prazo é Linux, e quem tiver boa formação em Linux vai ter trabalho onde quiser… Bye!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.