PplWare Mobile

Chegou o LibreOffice 6.1! Para quê gastar dinheiro com o Office da Microsoft?


Pedro Pinto

Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

75 Respostas

  1. Ricardo Neto says:

    Pelas macros do Excel.

  2. Necroman says:

    Porque por 69€ ano tenho todas as aplicações do Office no PC e em qualquer dispositivo + 1TB de espaço no OneDrive no PC e em qualquer dispositivo + 60min no Skype para chamadas para qualquer parte do mundo (telefones e telemóveis) + muitas funcionalidades avançadas de email no Outlook.com. E se quiser multiplicar as vantagens por 5 são 99€ ano, o que significa que tudo isto dá para 5 pessoas! E não tenho de me preocupar que não falte nada nem com incompatibilidades, simplesmente funciona!

    • Hugo Monteiro says:

      Tenho que concordar. O Office é provavelmente a suite que da Microsoft que não tem concorrente à altura.

    • Asdrubal says:

      Para quem pode é outra coisa.

      • Far says:

        69€ ao ano é realmente um valor que não está ao alcance de todos.
        Bem mais útil piratear e vir desdenhar de quem suporta o produto.
        Mentalidades…

        • Ruy Acquaviva says:

          Mesmo para quem pode pagar esse valor, pode não ser a solução mais inteligente se o que ele tiver que fazer for atendido por outros softwares e os recursos extras (espaço na nuvem, créditos no Skype, etc) não forem ser utilizados seja por não serem necessários ou por serem atendidos por outros produtos.
          Trata-se de uma avaliação objetiva de custo/benefício.
          Em todos os casos a pirataria nunca é uma opção. Assim como você, eu também critico e condeno aquelas pessoas valem-se dessa prática ilegal e criminosa. O espantoso é que alguns desses piratas ainda enaltecem os recursos do software que estão parasitando, é deplorável.
          O fato é o seguinte, o Microsoft Office é um excelente produto, mas não é o único, existem alternativas. E quem escolher o Microsoft office, que é uma opção perfeitamente válida e compreensível, deve fazê-lo de forma correta, dentro da lei, sem recorrer a expedientes criminosos para obter o produto..

      • Daniel says:

        100€ / ano por 5 licenças é para ricos ? Dá 20€ por licença, POR ANO.

    • Falcão Azul says:

      Excelente resposta. 🙂

    • AskMe says:

      99€ para 5 pessoas? Se não estou em erro a licença dá para 5 equipamentos mas só 1 utilizador. Falando legalmente é claro.

      • André says:

        Não, é mesmo 5 licenças divididas por 5 utilizadores.

      • Albisilvense says:

        sim estás em erro AskMe.
        São 5 utilizadores e 5 equipamentos.
        Aliás se forem usados 5 utilizadores, cada um recebe 1TB no onedrive e cada uma das instalações fica associada a cada um dos utilizadores.
        Tenho no meu pc, no da minha esposa, no do meu pai, do meu irmão e de uma amiga.
        E alem disso permite instalar na tablet e smartphone – tenho nos meus e nos da minha esposa. E fica associado a cada utilizador respetivo.
        E legalmente claro.

    • John Doe says:

      Deves trabalhar para a Microsoft 😀 mas por acaso tens razão 🙂

    • Tiago Santos says:

      E para aqueles que não precisão de nada do que mencionaste ai e só precisão de abrir e ler um docx que recebo por email porque nao foram capazes de exportar aquilo para pdf?

      Tenho de pagar 99€ ano? NOP! Deixa la o artigo notificar o pessoal que existem boas alternativas.

  3. mindelo says:

    Se o libre calc tiver algo parecido com o Power Query e Power Pivot do Excel mudo agora para o LibreOffice 😉

  4. cantor says:

    Todo o resto do MUNDO pode tambem mas GRÀTIS sem anuidades nem outras “ades”, basta usar software GRÀTIS , não tem falta de nada por aí na net

    • Rui says:

      Se houvesse tudo com a mesma facilidade de utilização e poder do lado do user, não se ganhava dinheiro com software. Calado eras um poeta!

      • Ruy Acquaviva says:

        Sua afirmação não procede. Existem softwares pagos com a mesma facilidade de utilização e recursos que suas alternativas gratuitas seja de software livre (lembrando que nem todo software livre é gratuito), open source ou software proprietário freeware.
        Eles vende por diversos fatores. Pode ser que façam mais propaganda e quem não conhece a alternativa gratuita pode comprá-lo ao ver o material de divulgação. Também pode ser que o software pago tenha um suporte ou atendimento ao cliente embutido no preço. O cliente pode ser atraído pela embalagem, comprar por impulso ou simples consumismo e até mesmo comprar o software pago por uma questão de status. E também o cliente pode comprar o software achando que o produto pago é melhor, simplesmente por desconhecer os recursos da alternativa gratuita, sendo mal informado ou iludindo-se com o marketing do produto pago.
        Enfim, sua afirmação não corresponde à realidade.

    • André says:

      Se calhar também gostas de trabalhar à borla, não? Achas que os programadores que desenvolveram os softwares que usas não têm que ganhar dinheiro? Vivem do quê? Do ar? Está lá caladinho antes de falares em pirataria, sff!

  5. Sandra Ferreira says:

    Eu sou do Brasil e uso o LibreOffice há muitos anos e é excelente!

  6. Pedro Simões says:

    Porque o Office é mt melhor!!!

  7. 1904_3526 says:

    Existem muitas alternativas ao Office, é certo, mas nenhuma delas é Microsoft.
    Se existe algo que não tem rival á altura é sem dúvida o Office

  8. Paparuco says:

    Eu trabalho muito em word e excel cientificamente e comprei o Office por 3 fortes motivos:
    1-o Calc não permite alterar as curvas dum gráfico arrastando apenas a coluna dos dados (extremamente útil para quem analisa graficamente muitos dados)
    2-o Calc desconfigura os graficos quando importa ficheiros Excel
    3-o Writer é perigoso com ficheiros grandes pois corre-se o risco de se perder tudo se não se fizer backups com frequência.

    • Pedro says:

      Ao Calc faltam algumas coisas que o Excel tem. O Excel é uma ferramenta incrível e o Calc não está ao mesmo nível. O mesmo pode ser dito do Impress vs Powerpoint. Mas nunca tive esse problema com o Writer.

      Podias ir ao Bugzilla e abrir um bug a relatar essa falha do Calc por favor?

    • José Maria Oliveira Simões says:

      Nunca tive problemas com o processador de texto writer, mesmo com ficheiros grandes. No entanto, ter backups é o mínimo dos mínimos, diria mesmo, obrigatório. Quem não tem, depois habilita-se a ter uns amargos de boca.

  9. Leoni says:

    Uso muito o Google docs e pretendo não retornar para o ms fofice e nem instalar o libreoffice. O docs atende minhas necessidades plenamente.

  10. Jacinto Leite Capelo Rego says:

    Poi eu comprei esta semana o Office 2016 Professional Plus por apenas € 22,84 através da Zero & Nine (vejam a publicidade à vossa direita)!
    Recebi o código de ativação por e-mail e instalei o software no portátil da minha esposa nesse mesmo dia.
    Para quê andar a inventar?!

  11. Sandra Ferreira says:

    A diferença entre América Latina (Brasil) e Europa são os valores. Aqui no Brasil só compensa para quem trabalha muito usando o Office, mas para uso doméstico ou para estudos (meu caso), compensa mais o LibreOffice.

    • João Dias says:

      SANDRA PARABÉNS o melhor comentário que lí!! Por aqui compra-se por habito não porque faça falta, 80% das pessoas utiliza 10% das funcionalidades do Office… libre office chega para 80% da população incluindo muitas empresas…

  12. Filipe Coelho says:

    Acho uma iniciativa muito boa por parte de todos vocês do Pplware em promoverem o uso de software livre! Dou-vos os parabéns! Eu como não trabalho muito com documentos (e quando trabalho é em grupos) tenho usado apenas o Google Docs, que me serve muito bem.

  13. arc says:

    LibreOffice, atende todas as minhas necessidades, MENOS uma…somente no quesito TÉCNICO/CIENTIFICO, nada bate o LaTeX e por isso mesmo, uso ambos…o resto é paisagem.

  14. IKAROS says:

    Apoio o LibreOffice totalmente para uso em casa.
    Depois de uns tweaks fica bonito e com um aspecto muito semelhante ao Office da Microsoft.

    Dicas:

    1) Ligem a opção Advanced => Experimental Features , e ativem o View => Toolbar layout => Notebook bar no Calc/Writer/Impress

    2) Instalem os ícones do Microsoft Office. Instruções na página:
    https://www.deviantart.com/charliecnr/art/Office-2013-theme-for-LibreOffice-512127527

    • Marco says:

      Isso faz-me lembrar aqueles que tem android e instalam os icones do IOS.

      • arc says:

        Ou até aqueles, que depois ainda instalam os ícones tipo Microsoft Windows like!
        Mas eu percebi a ideia do @IKAROS.

      • IKAROS says:

        Não, neste caso é ideal para quem usa M$ Office no trabalho e depois chega a casa e tenta editar documentos, mas leva o tempo à procura dos ícones que está habituado.

      • cantor says:

        Se mudando uns icones , não pago nada e e softwarte fica com o mesmo aspecto de Voces que pagam , então fico com um sorriso

      • MACnista says:

        … essa foi de mestre, Marco !!!! LOLOLOLOLOKL

      • Ruy Acquaviva says:

        Sua afirmação faz-me lembrar que existe um número significativo de pessoas que compram um iPhone só por achar os ícones bonitinhos e depois reclamam porque preferem a funcionalidade do Android e deixaram-se levar pela aparência.
        Nesses casos as skins do Android que usam ícones do iOS atendem melhor que o próprio iPhone.
        Não é pequeno o número de pessoas que caem nessa situação. Infewlizmente nossa sociedade é consumista e dá um valor excessivo as aparências.
        Porém instalar os ícones da Microsoft no Libre Office não é só questão de aparência. Como já citado acima isso facilita o uso para aqueles que usam o Microsoft Office no trabalho mas optam por usar o Libre Office em casa ou nos estudos.
        Pessoalmente eu uso o Microsoft Office em algumas empresas que atendo e o Libre Office ou em outras (e tem uma que usa o WPS Office). Portanto estou acostumado a ambas as interfaces, não achando necessário mudar nada no Libre Office, mas já usei esse recurso na migração do Microsoft Office para o Libre Office em uma empresa e de fato ele qebrou algumas resistências ligadas exclusivamente ao costume que as pessoas tinham com a interface dos aplicativos da Microsoft.
        Aliás,muitas pessoas, mas muitas mesmo, que falam que o Office da Microsoft tem amis recursos, mais facilidades de uso, que no Libre Office faltam coisas essenciais, etc, na verdade estão apenas rejeitando o software por falta de familiaridade com o padrão visual e a aparência da interface. Ou seja, procuram dar consistência racional a sua rejeição que não é motivada por questões objetivas em relação à funcionalidades e sim apenas por uma falta de familiaridade com a aparência visual.

      • Danny says:

        Mas Marco, pensa nas possibilidades, podes enganar um ruindows user a usar o LibreOffice como se fosse o Microsoft Office.

    • IKAROS says:

      Adenda ao meu comentário:

      3) Para o Libre Office passar a usar como default o XLSX e DOCX:
      Settings => Load/Save e na combo Document Type = Text document => Mudar para Microsoft Word *.docx
      … o mesmo para Document Type = Spreadsheet => Mudar para Microsoft Excel *.xlsx

      • arc says:

        @IKAROS, pessoalmente não preciso disso para nada. No entanto, caso possas, e desde já, os meus parabéns pelas tuas dicas, poderias sff, compilares essas e outras dicas que tenhas, sobre o LibreOffice, e fazeres um post, só isso. Os utilizadores novos e outros podem necessitar e muito certamente desconhecem.

    • Pedro says:

      Com o novo tema de ícones Colibre, deixa de ser necessário instalar esse tema do Deviant Art. Já fica com aspecto nativo no Windows e semelhante ao Microsoft Office.

  15. André says:

    Se podíamos escrever um título sobre o LibreOffice ou sobre um SO Linux sem dizer para as pessoas largarem o Office e o Windows? Poder podíamos, mas não era a mesma coisa.

    • AP says:

      Isso seria muito mais interessante. Que tal falar de features únicas, ou a facilidade de migrar documentos? Nop, “M$ evil must destroy at all costs”

  16. Sérgio says:

    Parece-me que os editores da google, conseguem fazer praticamente tudo que o Office faz, com a vantagem da colaboração em tempo real e com a recuperação de qualquer versão quando algo corre mal sem termos de andar a gravar, (o que é bom para quem tem pouca Experiência). Por outro lado com o goole Appscript (para utilizadores avançados), tornam-se uma ferramenta poderosissima. É preciso é ter alguma predesposição para…

    • Daniel says:

      “conseguem fazer praticamente tudo que o Office faz,”

      Minha nossa…

      • AP says:

        “Patrão, mudei as minhas ferramentas de trabalho e agora consigo fazer praticamente tudo o que fazia dantes”.

        XD

      • Sérgio says:

        Nao sou nenhum expert em Office, até porque ja deixei de o usar ha mais de 5 anos e nao sinto falta nenhuma apesar de trabalhar numa empresa com 10 colaboradores, onde todos os dias usamos editores de texto e folhas de calculo, por isso escrevi “penso que”. Ja agora diz aí meia duzia de ferramentas que o office tem que nao consigas fazer nas aplicações da Google.

  17. JCFB says:

    Pelo que parece sou o único que não usa nenhum office. (ok só o online quando preciso de fazer alguma coisa urgente, mas é raro)

  18. arc says:

    Muitas dúvidas, relativamente ao LibreOffice, podem ser consultadas aqui (https://ask.libreoffice.org/en/questions/). Que seja de utilidade a quem precise!

  19. Crow- says:

    Continuo a dizer que para a grande maioria das pessoas, as online office tools são mais que suficientes.

    Em casa cheguei a usar o LibreOffice, mas já há alguns anos que já nem isso uso. Google Docs enche-me as medias.
    Mesmo profissionalemente tendo conta Office365 com Office Desktop apps, tenho usado apenas o Google Docs e até ao momento não sinto falta das apps desktop (com exceção do Outlook e OneNote).

  20. Sandro says:

    O Office da Microsoft, é muito bom, não se lhe apontam quais queres problemas. O LibreOffice _6.1.03, “e + outros” são também muito bons. Cada um no seu galho. Versões, iguais ou parecidas, são sempre bom, assim haverá poder de escolha. Um é pago, outros são grátis, até nisto há poder de escolha. Penso não ser bonito, vir para aqui, tentar denegrir, uns em prol de outros.

  21. vox says:

    A Microsoft tem uma lógica tentacular (polvo). O Office é bom porque funciona em tudo o que é institucional: estado, autarquias, financeiras e outras áreas com peso económico, mediante contratos de exclusividade e de longo prazo em ambiente windows. Depois há esta de o LibreOffice 6.1 só poder ser instalado a partir de windows 7 e por aí fora. Aliás, a Microsoft está a ser muito poupada às multas da UE, há aqui gato escondido com rabo de fora.

  22. Manuel says:

    Porque é pior e NÃO é gratuito. Passado algum tempo pede $ ou então leva-se com lags de tempo para abrir e/ou publicidade. Já agora, este post foi pago? Gratuito é o Apache OpenOffice.

  23. Rui Sanches says:

    O GSuite da google me dá resposta a quase tudo. Falta os poderosos power queries e power pivot mas a google já está a trabalhar em algo parecido, portanto estou feliz com o google planilha, google documentos, apresentação e, armazenamento na nuvem, etc.

  24. Joao Ptt says:

    Para mim o problema do Writter é que num documento com centenas de páginas com texto, noto que tende a exibir o texto “desfocado”, ou seja, por algum motivo não consegue apresentar bem o texto, e isto tende a acontecer mais nos textos no final das páginas antes de mudar para a outra… mas se passar para a próxima e voltar já exibe o texto sem defeitos visuais na fonte por assim dizer… é algo que só vejo acontecer no Writter, no Word nunca me aconteceu tal coisa.

  25. David says:

    Já disse em vários artigos aqui no pplware que não sou apologista de optarem por um software open source por ser gratuito, isto é só ver uma pequena parte do conceito open source. O LibreOffice e outros softwares open source tem vantagens e desvantagens, podemos entre linhas dizer que uma das vantagens pode ser o facto de não ser pago, mas existe sempre contrapartidas, como por exemplo sentirmos obrigação de participar de alguma forma no protejo nem que seja com a divulgação pelos nossos amigos.

    A maior vantagem, aquela que gostava que fosse realmente abordada é o facto do software estar aberto à comunidade e também por ser transparente, sem surpresas. Este é o espírito. E isto paga tudo, até algumas das vantagens que o Office da Microsoft tem e o LibreOffice não.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.

Blogs do Ano - Nomeado Inovação e Tecnologia