Quantcast
PplWare Mobile

Há cada vez mais utilizadores Windows a mudar para Linux

                                    
                                

Autor: Marisa Pinto


  1. Filipe F. says:

    Mas se falam de Windows e MacOS porque é que concluem voces que é de Windows? O titulo não podia ser também para utilizadores MacOS?
    Além disso claro que o artigo original é um pouco inconclusivo… Uma distribuição nova por ser feito o download noutro SO, não significa que essas pessoas abdicaram desse SO para o Zorin OS.
    É um artigo muito inconclusivo nas conclusões que voces replicam como uma certeza. Primeiro porque há as VM’s e como sabem muito geek gosta em pleno Windows ou MacOS experimentar estes OS linux numa VM, nem que seja para fazer reviews, e portanto nem deixam o seu SO base, depois há os famosos dual boots, e por ultimo há aqueles que já tendo alguma maquina com linux nem que seja um raspberry, vao ao seu PC ou Mac sacar para uma pen esta distribuição para testarem nos seus gadgets que correm linux.

    Portanto tentem não criar noticias sem qualquer evidencia, com titulos tao sensionalistas por causa de 90 mil downloads num site que foram feitos a partir de um PC Windows ou Mac e é apenas e só isto que se sabe. (e 90 mil downloads é um numero francamente insignificante) até porque a quota de Windows 10 no mercado tem vindo a subir desde Abril até Agosto.

  2. umx says:

    Mudei há 5 anos, cá em casa há vários pcs e portáteis, só o portátil da Maria tem Windows.

  3. Visco says:

    Mais uma “noticia” tendenciosa. “With over 900,000 downloads since its release nine months ago, Zorin OS 15 has been our biggest and most advanced release ever. 2 in every 3 of these downloads were coming from Windows and macOS, ” Mas o PPLware entende que são os users de Windows.
    Para além de isto ser uma falácia, é o mesmo que eu dizer ” hoje há cada vez mais pessoas trocar calças pretas por cinzentas” e assim é, porque eu ví 10 pessoas numa loja a comprar calças cinzentas quando tinham pretas vestidas.

  4. Íngreme says:

    Já fiz ao longo de vários anos algumas tentativas de mudança que acabaram por não se concretizar sempre pela mesma razão: a maioria do software que eu utilizo para trabalhar não tem versões para Linux ou simplesmente não funciona com o Wine.

  5. Sérgio J says:

    Em 2020 é que vai ser.

  6. Sandro says:

    Outra vez…
    Desses 900 mil eu fiz um ou dois, pus numa vm e depois lixo.
    Como outros linux que normalmente faz-se download, experimenta-se qualquer coisa e depois vão a vida e fica o windows.
    O Linux é um sistema extremamente competente a nivel de servidores e vai continuar a ser por muitos anos lider nesse segmento. Agora no residencial, onde a esmagadora maioria dos PC’s traz o windows OEM e os upgrades são gratuitos. A maioria dos utilizadores ou quer jogos ou faz utilização que não justifica sequer mudar para outra coisa. É uma utopia que só os fanáticos acreditam.
    A maioria dos utilizadores domesticos tende cada vez mais a ter devices mobile e menos computadores, isso sim. Mais depressa tem um device android (ai que é linux, eu sei…) ou um Ipad que um pc com linux ou windows.
    No empresarial, esqueçam lá isso nos desktops. Demasiado trabalho para remodelar empresas, processos, automatismos e modelos de suporte para um ROI baixissimo.

    • Samuel MG says:

      Eu mudei, mergulhei de cabeça sem saber no que me estava a meter, a bastante tempo para o Linux e nunca me arrependi. O meu portátil veio com a porcaria do Win10 depois de ter ido para o arranjo e era mais lento que o caracol, resultado Linux no portátil como estava antes.

  7. Miguel Costa says:

    Por alguma coisa as apps só são reconhecidas depois de passarem o milhão de instalação. Nos Linux, 80% dos downloads são para reviews ou testes de SO.
    Por isso serão menos 100000 as instalações deste que estão a operar.

  8. Crow- says:

    Eu fiz o inverso. Usei linux durante mais de 10 anos (Ubuntu, Mint, Debian, Fedora, elementary, Manjaro) e depois desisti. Hoje uso essencialmente MacOS e por vezes Windows para PC gaming.

    • Zé Maria says:

      Não percebo o seu comentário. O MacOS é um sistema Linux por isso o que fez foi usar Linux toda a sua vida, o que é ótimo! Usa portanto Windows de vez em quando só para alguns jogos…

      • Sandro says:

        O MacOS é um sistema baseado em UNIX, não em LINUX.

        • Zé Maria says:

          O MacOS é baseado no NeXT, que em si era um sistema Unix baseado no BSD.
          Ou seja tanto as distribuições Linux como o MacOS têm como base o sistema Unix 🙂
          Logo, não houve assim tanta mudança. O pior de todos mesmo é o Windows 10, que requer muitos recursos, é instável, inseguro e está sempre a enviar os dados do utilizador para os servidores MS para serem vendidos a terceiros. Isso é exploração do utilizador tal como o Facebook faz.

  9. Stalin says:

    Outra vez “Arroz com feijão”
    Mais uma tipo LibreOffice. A falta de imaginação é gritante.

    • Zé Maria says:

      O artigo fala de instalação de sistema operativo, não de aplicações open source. Se não gosta de open source, é simples: não use! Baixe as calcinhas à microsoft e continue a ser explorado à força toda, enquanto as suas informações pessoais são usadas por terceiros com o seu consentimento (tem que ler o licencing agreement da ms um dia).

  10. Francisco Santos says:

    A rapaziada faz o download e monta a ISO para ver as novidades mas depois …. está tudo na mesma 😉
    https://gs.statcounter.com/os-market-share/desktop/worldwide/#monthly-202002-202007

    • António says:

      Boa informação!

    • Artur Peralta says:

      Atenção que estas estatisticas baseiam-se apenas no UserAgent do browser utilizado. Por exemplo o Tor Browser diz sempre que é Firefox no Windows independente do sistema operativo.

      Para além disso, o UserAgent é algo controlado do lado do utilizador, logo facimente mascarável.

      Não quer isto dizer que estas estatísticas estão completamente erradas, mas não são certamente a realizade na integra!

  11. Jota says:

    Isso é conversa da treta! Ninguém em perfeito juízo passa de cavalo para burro! A menos que não se suporte a eles próprios! Há assim, que não se suportam a eles próprios, então estão sempre a mudar tudo e de tudo!

    • Pedro says:

      Sou um utilizador linux em tudo que faço. Estas noticias passam-me ao lado (pois cada um como do que gosta), mas por este andar será a própria Microsoft a passar de cavalo para burro e tu vais comer a palha e aplaudir!

        • Mario says:

          Jesus amado, tanta ignobilidade junta no mesmo sítio: há muita gente que faz review e manda fora, há outros que usam nos seus aparelhos de testes, mas vocês esquecem-se que se comprarem um PC montado pela loja ou pela fábrica que vem com o Windows ou MacOs???

          Claro que os numeros vão ser mais baixos, mas também não se esqueçam que desde o Win8 que muitos utilizadores normais mudaram para SO’s baseados naquilo a que já estão habituados nos telemóveis, que é o Linux.

  12. jorge says:

    O Linux é uma porcaria, pois ele nao funciona sozinho num pc, tem de ter sempre um outro sistema operativo qualquer, poderia ser bom se nao tivesse de ter outro sistema operativo.

  13. Miguel says:

    Tive Windows desde o 3 até ao 8. De 2007 a 2010 tive Linux. Mas, paralelamente macOSX user desde 2001 e desde 2015 que só uso MacOS. E não tenciono regredir.

  14. Clodoaldo says:

    Windows foi, é e sempre será o sistema operacional mais usado… Eu só tenho Linux no meu laptop há 5 anos… E não pretendo voltar para Windows… Cada usuário escolhe o sistema que melhor atende sua necessidades.

  15. Mario says:

    Jesus amado, tanta ignobilidade junta no mesmo sítio: há muita gente que faz review e manda fora, há outros que usam nos seus aparelhos de testes, mas vocês esquecem-se que se comprarem um PC montado pela loja ou pela fábrica que vem com o Windows ou MacOs???

    Claro que os numeros vão ser mais baixos, mas também não se esqueçam que desde o Win8 que muitos utilizadores normais mudaram para SO’s baseados naquilo a que já estão habituados nos telemóveis, que é o Linux.

  16. Fulano says:

    Conheço varios que mudaram… De Mac para Linux, para depois mudarem para Windows.

    • Zé Maria says:

      Já vi muitos a fazerem o oposto, ir de Windows para Mac ou de Windows para Linux! No primeiro caso nunca voltam (é tudo muito melhor, seguro e mais fluido). No segundo caso o pessoal instala o Windows em máquina virtual dentro do Linux só para correr os programas que necessita. É também muito mais rápido, seguro, estável e sem a transmissão incessante de dados do utilizador para os servidores da MS para vender a terceiros 😉

  17. Jorge says:

    Se o Linux funciona sem ser preciso ter um ou outro sistema operativo instalado, porque sera que as diversas marcas preinstalam sempre Windows, sem falarmos na Apple, seriam bom que as marcas preinstalamssem Linux de raiz para depois se poder dizer se A, B, C ganhava ou perdia utilizadores, caso contrario nao vou nessas estatística, porque para mim é errada.

    • Samuel MG says:

      Existem marcas que o permitem, outras não. Dou o exemplo do portateis da “E-Escola” que só traziam Linux Caixa Magica.

    • Kwami says:

      Por uma razão comercial. A Microsoft tem convênios há vários anos com as melhores e maiores fabricantes de hardware do mundo. O linux é free, salvo raras exceções, logo, por questões comerciais a maioria das máquinas trazem o Windows pré instalado. Repare q até esta tendência está, aos poucos, a sofrer alterações. Há indústrias de hardware a colocarem o Linux nas máquinas ao invés do Win. Sem contar com fábricas de computadores, como a norte americana System76 que vende os computadores com o seu próprio sistema operacional, o Pop_OS!

    • Paulo says:

      A lenovo e a Dell vendem computadores com linux pré-instalado. Existem outras marcas menos conhecidas que vendem computadores só com Linux instalado. São uma minoria, é um facto, muito por culpa daquilo que o Samuel MG refere e muito bem, que são os lobbies da Microsoft junto dos fabricantes de hardware.

  18. José Maria Sousa Machado says:

    Como é que é possível sequer fazer este tipo de pressupostos com base nesta amostra tão pequena e com dados tão inconclusivos? Ainda por cima os dados estão tão facilmente acessíveis.
    Outra pergunta que faço é: a ser verdade – que não sabemos se é – isto seria sequer notícia? Estamos a falar de um SO que ganhou um cota de 0,2(!) no ultimo ano. Nesse período a Windows perdeu sensivelmente os mesmo 0,2% e o OSX ganhou quase 3%.
    Como fã deste forum, que sempre me acompanhou ao longo de muitos anos, tenho de confessar com a maior pena minha, que tenho perdido muito a confiança no tratamento (muito pouco cuidadoso) que dão às notícias e temas que mais vos interessam (logicamente que não ponho, nem poderia, por causa a escolha editorial dos temas seleccionados) .

  19. AJ says:

    O Linux é bom. Mas é um SO que dá um bocado de trabalho, a instalar, a configurar e tem uma certa curva de aprendizagem. Há distribuições e distribuições do Mint ao Arch. Um dia destes instalei o Elementary OS, muito elegante. Pesquisei e fiz o download do Chrome atraves do Epiphany. Fui para instalar tinha que instalar manualmente o que requer algum trabalho e tempo para quem tem pouco ou nenhum conhecimento na linha de comandos. Nem me dignei a ir a loja de aplicaçoes… desisti. Isto é um problema no Linux… demasiadas distribuiçoes… várias soluçoes para distribuição e instalação de software… O comum dos mortais quer algo simples e funcional dai a popularidade de certos SO conhecidos como o Windows, o macOS por exemplo… a função do SO é mesmo essa, facilitar a interação homem máquina…

    • Samuel MG says:

      Foste logo usar Epiphany!! Se tivesses ido ao Gestor Pacotes Synaptic tinhas mais sorte pois permite instalar aplicações e o GPSy seleciona os pacotes necessários à instalação da aplicação.

      • Samuel MG says:

        Se tiveres um Linux baseado ou mesmo o Debian/Ubuntu só tens de procurar a aplicação com a extensão .deb sendo a outra maneira de instalar.

  20. VC says:

    Como utilizador do Linux (único sistema que uso em casa) há mais de 20 anos, é perfeitamente irrelevante que o utilizador normal migre para Linux. Que continua assim que está muito bem 🙂

    Quem está ligado à área de TI, a conversa já é outra e quem não lidar com Linux terá a vida mais complicada porque anda tudo à volta desde sistema operativo.

    Nota: vi um comentário de alguém que disse que o utilizador normal que não precisa do Linux para nada, eu até digo o contrário, para o utilizador normal e sendo o seu hardware já mais antigo a forma de reanimar as máquinas e não ter as lentidões tradicionais só com este sistema operativo, porque só em Linux conseguem ter um sistema operativo “Atualizado” e a consumir os recursos que desejo, o resto é de quem fala sem saber 🙂

    • Paulo says:

      +1
      Subscrevo a 100% tudo o que disseste.

    • Sandro says:

      Trabalho em TI vai para 20 anos. Dependendo das empresas, nem tudo gira sobre linux. Mas ainda assim, recomenda-se que se perceba de unix, sim.
      Quanto a maioria dos utilizadores não precisar de Linux, o comentário foi meu. A maioria dos utilizadores tem pouca literacia informática, não sabe nem quer saber o que é um gestor de pacotes, uma distro ou uma linha de comandos. Quer comprar o computador numa grande superficie, abrir e usar o browser e o office. Quer ligar lá a maquina ou o telemovel para sacar umas fotos e ter la um jogo ou 2.
      Para os mais novos, com mais literacia querem ter Office para a escola (e nao me venham com o LibreOffice que aquilo até pode ser bom, mas aquele aspecto de que foi feito por miudos da 4ª classe desencoraja qualquer um). E depois quer instalar jogos AAA sem ter que recorrer a 400 artimanhas, wines, drivers etc.
      Mesmo o argumento de usar poucos recursos, isso consegue-se com optimização, uso de ambientes gráficos alternativos (que o Gnome e o KDE são hoje em dia já pesadotes) que não são tão simples de usar.

      • VC says:

        Desde já agradeço o feedback.

        Atualmente existem distribuições onde o uso da linha de comandos pode-se resumir a 0 (utilizador comum) essa história de ser complicado e muitos problemas está gasta e pertence ao passado! Para instalação de software atualmente não existe necessidade de recurso ao terminal, existem as lojas/Sistema gestor de pacotes onde através de uma interface gráfica gere fácil os pacotes todos no repositório com um simples clique…. (sim já existe à 20 anos isto em Linux, embora seja uma realidade muito mais recente no Windows) para além disso, pode fazer download dos pacotes e instalar com o tal “clique sem comandos”, mais uma vez, com interface gráfica com programas como por ex: gdebi para pacotes .deb, o próprio ubuntu software, etc…

        Em relação ao Office, o LibreOffice é suficiente para as necessidades de 90% das necessidades dos utilizadores e em alternativa têm o Office 365 no Linux… O argumento das macros não me convence (já não estamos nos anos 90)… quem quiser andar a brincar e perder tempo a programar, que o faça com tecnologias a sério para esse fim e não em ficheiros excel / word!!…

        O único argumento, esse sim válido, os jogos…. embora a Steam já esteja no Linux, efetivamente ainda não têm os jogos todos (nem perto ainda), o que se resume efetivamente a uma percentagem inferior a 10% dos utilizadores que usam um computador para jogar!

        Por último, quando refere que o mundo empresarial não gera á volta de Linux, aqui já não concordo, efetivamente cada vez mais tudo gira à volta disto, por algum motivo até a própria Microsoft desenvolveu o sistema operativo Azure Sphere OS… imagine baseado em quê?!?!? para não falar que o próprio Linux Bash Shell já está integrado no Windows 10… e esta hein? só falta quase mudar o logotipo… e já não faltara muito!

        • VC says:

          “Para garantir a funcionalidade do Azure Sphere, a Microsoft teve de utilizar uma versão do software que é considerado o principal concorrente do Windows em termos de sistema operacional com código aberto. Uma mistura de hardware e software, o Azure Shepere oferece uma opção segura para empresas que queiram trabalhar com dispositivos de internet das coisas. O problema é que o Windows foi considerado um sistema pesado demais para a proposta, o que levou Redmond a trabalhar em uma versão própria do Linux, que foi batizada de Azure Sphere OS.”

          Limitações!…

  21. Tomé Barrios says:

    Para computadores antigos, não há melhor coisa do que Linux

  22. Antonio Godinho says:

    se os chineses proibirem o Windows o Linux fica em primeiro.

    agora tem ilusões que alguém que usa Windows muda para linux

    • Zé Vítor says:

      Ahah. Isso é um comentário cheio de ignorância.. alguém que leve a sério a estabilidade, segurança e privacidade do seu computador e dos seus dados pessoais, respetivamente, irá obviamente procurar noutras bandas que não o Windows da microshaft!

  23. TrincaEspinhas says:

    Que raio de sistema operativo é esse, Linux ? Já tenho ouvido esse nome varias vezes e tambem ja li algumas coisas aqui e ali. O que é que isso faz ? Pode-se instalar no windows ? É como o excel ?

  24. anonimo says:

    Experimentem o linux fx focado no windows 10. SHOW!

  25. Manoel do Brasil says:

    PC gamer é Windows, e não se fala mais nisso.

    • Samuel MG says:

      PC gamer também é Linux pois ando a jogar MMORPG multiplataforma, Need for Speed, Counter-strike, diablo 3, Starcraft 2, Settlers: heritage of kings, AOE 1 e 2, Rome Total War: Gold Edition, Earth 2150 e E2150: Lost Souls e sem referir os jogos nativos (exemplo: OpenArena). Portanto é falta de conhecimento quando se diz PC gamer é Windows.

  26. Miguel says:

    Eu sou um dos utilizadores que trocou o Windows pelo Linux e gostei

    Até à epidemia do Covid, sempre utilizei Windows.

    Comecei na universidade com o Windows 3.11, passei depois para o Windows NT, 95, 98, Me, XP, Vista, 7, 8, 8.1 e finalmente o 10…

    Durante o período de confinamento, devido ao excesso de tempo livre, comecei a experimentar várias distros Linux e diferentes ambientes Linux… fiquei rendido ao Linux Mint Debian edition 4 (LMDE 4), com ambiente Cinnamon

    A instalação foi super rápida, em comparação com o Windows 10. Não estive 1 dia inteiro (exagero) a instalar updates de updates como no windows 10 e nem o meu computador teve que reiniciar meia dúzia de vezes até a instalação ficar totalmente concluída.

    Com o Linux Mint Debian Edition, o meu computador é super rápido, super fluido. Muito raramente existe um bloqueio.

    O trabalho que eu fazia no Windows 10, faço sem problemas no LMDE 4

    Continuo a ter o browser Google Chrome para navegar na net, leio os e-mails no Evolution (interface parecida com Outlook da Microsoft) e em vez do Libreoffice, instalei o FreeOffice 2018, que também é grátis e o interface é quase uma cópia exata do Office 2019 da Microsoft e permite guardar os documentos com as mesmas extensões do Office 2019 da Microsoft, sem qualquer problema. Os documentos editados no FreeOffice 2018 abrem sem problemas no Office 2019 (e vice versa), sem problemas com formatações.

    Os documentos da empresa, que estão na Cloud da Microsoft, consultam-se na hora no Office 365, através do browser Google Chrome.

    Tenho 2 impressoras laser com Wifi em casa… o LMDE4 detetou-as e instalou-as automaticamente, sem que eu tivesse que instalar 1 driver sequer… com o Windows 10, havia sempre 1 impressora que tinha que ser instalada à mão, porque o Windows 10 não devia gostar dela.

    Edito fotos e vídeos no LMDE sem problemas, tal como fazia no Windows. Apenas tive que adaptar-me a outro tipo de software, mas nada do outro mundo.

    Uso o mesmo programa de torrents que usava no Windows (Tixati)… vejo os videos (piratas) com legendas à parte, tal como via no Windows

    Quando eu preciso de um software extra ou diferente, existe uma Loja de Aplicações e instala-se software novo no computador com um clique apenas, tal como se instalam as aplicações no smartphone a partir da Play Store ou da App Store. Quando estou farto de um software, desinstalo com um clique apenas, tal como faço nos smartphones. Não é preciso tirar nenhum curso de informática para instalar software, tal como no Windows, que é quase tudo feito à unha, passo a passo.

    Resumindo e concluindo, eu fiquei rendido ao Linux e agora só utilizo Windows 10 no trabalho, porque não tenho outra alternativa…. em casa, só uso Linux e é TOP … recomendo!

    • VC says:

      Parabéns, necessário apenas experimentar para perceber que nO é o bicho de sete cabeças que se fala sempre de forma repetitiva 🙂 os meus pais com 65 anos só usam isso em casa, instalei no pc Linux Mint e são completamente sytobomos, se eles se adaptaram qualquer um de adapta 🙂

  27. jose says:

    A minha receita com um pouco de sal:

    Trabalho = Windows + Virtual Machines linux
    Casa = Dual boot = Linux + Windows
    Jogos = Windows
    Batepapo = Windows
    Navegar a net e apanhar virus com fartura = Windows
    Compras online e bancos e cenas seguras = Linux
    Programas diversos gratis que só pagando caro no Windows = Linux

    • jose says:

      Faltou:
      Sistema operativo do computador do vizinho : MAC-OS 😀

    • Samuel MG says:

      Agora a minha receita sem sal:
      Trabalho e Casa = Linux (trabalho a partir de casa)
      Jogos = Linux (ver em cima)
      Conversar = Firefox
      Navegar = Linux sem vírus
      Cenas seguras = Linux
      Programas que pagas no €50 + licenças no Windows = Linux grátis

    • FAR says:

      “Navegar a net e apanhar virus com fartura = Windows”

      Portanto ver pornografia e instalar aplicações pirata é no Windows. Certo.
      Se calhar, e já que tem tanta VM de linux se calhar via a pornografia no mesmo. Oh espera!…
      Para bom entendedor… 😉
      Ab

      • Jose says:

        FAR : tb utilizar-se está situação de ver porn e apanhar vírus garantido numa VM Linux descartável (copy & paste dos ficheiros da VM ), tipo honey pot pra virus,

    • Paulo says:

      Trabalho = Windows, Linux , *BSD, Unix (AIX, Solaris)
      Casa = Linux (Arch)
      Jogos = Linux (Arch) ( CS:GO e mais uns poucos Indie Games)
      Batepapo = Linux (Arch) (Telegram + IRC + Firefox/Pale Moon/Tor Browser)
      Navegar na Net + compras online = Linux (Arch)
      Resolver problemas dos PCs de amigos e família = Windows

      *Wink* Wink* 😀

  28. PTO says:

    Não conheço uma única pessoa que tenha feito essa mudança.
    Isso devem ser pura e simplesmente os habituais geeks e curiosos que deixam de usar logo a seguir.

  29. João Albuquerque says:

    Não. Não há.

  30. PeFerreira98 says:

    Tenho o melhor dos dois mundos ao mesmo tempo. Chama-se WSL 2. 🙂

    • Sandro says:

      Está quase no ponto. Ainda tem umas arestas para limar… mas está claramente a tirar o melhor do Linux.

    • Zé Maria says:

      Não tem não! Tem o pior dos dois mundos!
      Não tem segurança nenhuma, nem privacidade nenhuma no Linux porque corre sobre a camada do Windows.
      É muito melhor fazer ao contrário, instalar o Linux na raíz e instalar numa máquina virtual o windows. Assim fica com uma máquina estável, segura e com boa privacidade e só tem que usar o windows para certas aplicações que ainda não correm em Linux (neste caso poderia bloquear o acesso à internet na máquina virtual e assim salvaguardava a sua privacidade do olho que tudo vê da microshaft)

  31. Jorge says:

    So usa Windows quem quer, a Microsoft nao obriga ninguém a usar o seu sistema operativo nem os seus produtos, existem alternativas em tudo.

    • Lopez says:

      É verdade, quem quer, ou porque a empresa assim o exige, ou o software assim o exige, raramente comento, mas mais de 90% dos comentários aqui, é de quem não trabalha num universo de mais de 4000 pcs e mais de 5000 utilizadores, com n integrações.

      Sim tb utilizo server linux (+ de 40 desde monitorização a aplicativos ou DB).

      Não existe tão boa alternativa a um Active Directory qto o Windows, não venham lá com Zentyal,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.