PplWare Mobile

Electronic Arts está a banir alguns jogadores de Battlefield V que usam o Linux


Autor: Pedro Simões

Destaques PPLWARE

  1. Frederico Almeida says:

    Um pequeno ponto sobre este artigo:

    WINE – wine is not an emulator
    Como o seu pp nome afirma o WINE nao é um emulador.
    O WINE traduz em tempo real as bibliotecas e api’s windows em sistemas posix.

    • Frederico Almeida says:

      Depois de tantos comentarios sobre o Linux vs Windows tenho que dizer de minha justica:
      Nao podemos comparar laranjas com bananas.

      MS Windows teve a sua primeira versao em 1985 e foi fruto do trabalho entre a MS, IBM e Apple.
      O mercado alvo era o domestico.
      Foi construido com base no MSDOS e evoluiu até hoje como um sistema “turn key” onde o utilizador nao tem que ter grandes conhecimentos para poder usar.
      O objectivo do Gates sempre foi o dominio do mercado.

      Linux nasceu em 1991 como um projecto pessoal do Linus Torvalds.
      O objectivo era apenas e só criar um kernel totalmente livre e gratis para uso pessoal que lhe permitiria compilar e executar codigo livre no seu 80386 compilado con GNU C.
      Todo o desenvolvimento do Linux foi feito de forma particular, pessoal e fruto de uma comunidade com ideias e objectivos muito a parte do mainstream.

      Tem que compreender que até entao os sistemas POSIX-compatible eram proprietarios, caros e quase exclisivos de hardware dedicado. Também eram que dominava o mundo empresarial com os main frames e computacao centralizada.
      O Linux criou um paradigma novo:
      O codigo livre e aberto que permitia correr codigo POSIX open source e sem pagar. Por isso e outras razoes teve uma comunidade gigantesca a nivel mundial a contribuir para o seu desenvolvimento.

      Nao podemos comparar o que é um OS para as massas como o windows com um OS que exige bastante mais conhecimento tenico e empenho como o Linux. Mas podemos dizer que se o factor de comparacao for meramente tecnico, o Linux da voltas em redor do Windows.

      Tanto verdade que basta reparar que finalmente a Micro$oft resolveu intergrar no windows a Linux Bash com suporte direto no Kernel e está a criar muitos mais pontos de convergencia com sistemas compativeis POSIX.

      Porque?
      Porque o mercado do jogos e domestico é grande mas o verdadeiro lucro vem do mercado empresarial, e este, está cada vez mais virado para Linux e Unix alike.
      Um servidor Linux, AIX, Red Hat, Solaris, z/OS, etc tem uma fiabilidade e desempenho que continua a ser muito superior as solucoes da microsoft e tem suporte tecnico altamente especializado que normalmente nao é na India ou Paquistao….

      Para quem olha para um PC como plataforma de jogos, facebook ou PhotoShop o windows parece muito bem e suficiente – e é.
      Para quem precisa de trabalhar a serio e com sistemas de alto desempenho/criticos nao olha para o Windows dessa forma – escolhe o que de melhor existe no mercado -> sistemas compativeis POSIX ou Linux com suporte tecnico.

      • Frederico Almeida says:

        Teaser:

        Em 2009 a Micro$oft contribuiu para o Kernel do Linux com 22000 linhas de codigo.
        Foi por benefeciencia?
        Nao….
        Eles tinham implementado no HyperV codigo GPL Linux para os drivers de rede. Assim evitaram um processo em tribunal pois usaram codigo livre para um driver que foi registado proprietario.

        Por fim…
        Nao sejam como os apoiantes do trump que acreditam em tudo sem se darem ao trabalho de investigar.
        A Micro$oft fez uma campanha COLOSSAL para denegrir o Linux assim que percebeu que estava a penetrar no mercado e tinha qualidade para crescer, e muito.
        Em 2004 pagou a varias empresas para apresentarem estudos de mercado a denegrir o Linux e rotularam de cancro ou comunista, por exemplo.
        Muitos combateram essa campanha, principalmente a Red Hat que conseguiu mostrar que a performance e estabilidade dos seus sistemas nao tinha comparacao com a Micro$oft.

  2. Luis says:

    Fazem de tudo pra evitar que o Linux ganhe força do desktop… Mas essa EA já tem má fama, é uma das piores empresas de gamers em relação a ouvir o usuário, pior que esta apenas o Roblox.

  3. desinformado says:

    Ridículo.

  4. Fulano says:

    Erro no texto: Estes estão agora a sair carros a alguns,
    Dá a ideia que a EA está a oferecer carros aos users.

    De volta ao artigo, não me parece que os 6 ou 7 jogadores que usam Linux tenham qualquer tipo de razão, visto que o jogo foi criado para o poderoso Windows, e tal como diz o texto, dll’s alteradas, mostra que a razão está do lado da EA.

    • Ufmi says:

      Todo o mundo já conhece a EA games, eles vão de mal a pior, este ainda era dos poucos títulos +/-, de resto onde meteram a mão foi para estragar.
      O DDL’s e os pay to Win, sei que não é a única, mas é a que tenta sacar mais dinheiro com jogos que não valem um chavo.
      O jogo é o hambúrguer natura 50€
      DLC x é o ketchup 12€
      DLC y é queijo 15€
      DLC z é a cabola 14€
      Depois ainda conseguem arranjar mercado interno no jogo a pagantes
      Ainda bem que existe jogos deles piratas, que se não for os Grant títulos deles aquilo nota se perfeitamente que devem ter sido feitos por estagiários é bugs, quedas de dos incríveis e certas partes.

    • Frederico Almeida says:

      Nao deve saber que pode fazer o mesmo no windows….

    • Danilo says:

      Amigo, eu também jogo no macOS… Como assim dizes “o poderoso Windows”. Tás é louco de achares que só podes jogar no Windows.
      Acorda pra vida.

  5. Samuel MG says:

    Windows poderoso!? Só se for nas actualizações mal feitas e nos erros “zero day” que estão no código do SO.

    • Mestre em direito says:

      Conheces algum SO, desktop ou móvel que não tenha erros? Isso é vender banha de cobra porque isso não existe. O Windows 7 e 10 são de longe os melhores SO da Microsoft e uns dos melhores de sempre a qualquer nível.

      A maior parte dos problemas no W10 não se devem ao SO em si mas aos fabricantes de hardware (em especial de PC e laptop) que lançam controladores para funcionarem na versão do W10 aquando do lançamento do hardware e acabaram -se as revisões. Depois a culpa é da Microsoft?

      O W10 está muitíssimo otimizado (assim como o macOS e muitas distros de Linux, se bem que o Linux é o menos otimizado de todos fruto de muitos controladores serem generalistas).

      Até há pouco tempo eu próprio tinha problemas com controladores da Intel para muito hardware meu. A maioria com novas versões de SO não funcionavam bem e os drivers do site da Intel diziam para ir ao site buscar mais específicos da minha marca (Asus), na Asus…. zero. Só depois de muita gente ter personalizado alguns controladores funcionou, porque se dependesse da Asus e Intel, lá teria eu que comprar novo hardware (e curioso logo após de ter terminado a garantia!). Também com novos patch da Intel pelos bugs, os meus CPU todos perderam 8-12% de velocidade e consomem mais.

      Portanto: a MS atualiza de graça o SO que está super fluído e reclamam; da Intel, Asus, etc etc ninguém reclama; o Linux trem falta de otimização porque a maioria das marcas não lançam controladores otimizados para Linux, mas ninguém reclama delas. No final a guerra é sempre da MS/ Linux/ Mac…

      Bem faz a Apple que controla o seu SW e hardware bem de perto, mas cobra (demasiado) por isso.

      • Samuel MG says:

        Pelo menos sabes o que os erros “zero day”? Caso não saibas a intel, nvidia, amd, etc lançam controladores especificos para o linux. O conhecimento não ocupa lugar portanto em vez de lançares bitaites para o ar vai te informar.

      • Jorge RIBEIRO says:

        Um truque, quando vais actualizar as drivers intel diz que tem que ir ao site do fabricante. instala o drive booster e actualiza por aí o driver. Depois instala a ferramenta da Microsoft que bloqueia actualizações, o windows update vai voltar a instalar a drive do fabricante, usa a ferramenta para bloquear essa instalação. Agora já podes instalar as drivers oficiais pelo site da intel sem problemas.

      • Eddy Parera says:

        Sabe que a grande razão para que as vulnerabilidades exploradas por variados tipos de vírus terem estado presentes, por exemplo no XP, e continuarem presentes no W10 é os acordos com varias marcas de Anti-virus. O Sr diz que o W10 é bastante optimizado, então pergunto-lhe: Nunca teve de desligar funcionalidades como o superfetch para acabar com o overload no disco rígido? Nunca teve leaks de memória RAM?
        O Windows só continua o SO mais utilizado porque os devs teimam em ignorar o Linux. Porque em condições iguais, o Linux é mais optimizado.

      • JCFB says:

        Este aqui está todo perdido. Tanto texto e não dizes nada

      • Tecnical says:

        Concordo com muito do que dizes, mas tens de admitir que a MS só tem feito m*rd* com as atualizações.
        Basta pesquisares um pouco para perceber que o problema não são só as drivers e os fabricantes de HW.
        Um bom exemplo disso é a perca de dados que muitis utilizadores sofreram numa das atualizações do Windows. Uma atualização NUNCA deve tocar nos dados dos utilizadores.
        Isto demonstra alguma despreocupação da parte deles.
        Eu acompanho mais ou menos estas novelas da MS e creio que seja em parte porque a eles dispensaram a equipa de testes do Windows.
        Neste momento, a equipa de testes somos nós. É para isso que existe programa o Windows Insider, e sejamos sinceros, se eu participasse estava-me a cag** para reportar erros.

        • Mestre em direito says:

          Eddy Parera e Tecnical:

          eu tenho 3 PC a meu serviço, um Surface Go 64 GB (4 GB RAM) com um MicroSD de 256 GB; um laptop com CPU 8a geração Intel e gráfica Nvidia, com um SSD; um desktop potente com CPU Intel, 16 GB RAM, gráfica GTX Nvidia, SSD/RAID e um HDD para os dados. Mais da família um PC com 6 anos com i3 da Intel, 4 GB RAM e HDD 320 GB, outro com um AMD antigo dual core, também 4 GB RAM e HDD.

          Desde o dia zero vieram com Windows 10 (todos 64-bit, ambos pro, home no Surface), com exceção dos da família que vinham com Windows 8 ou 7 respetivamente. Sempre tiveram updates da Microsoft, controladores diretamente da Microsoft com exceção de alguns da Intel e naturalmente da Nvidia uso os mais recentes do site.

          Em 5 PC de categorias e potências muito diferentes, uns com eMMC, uns com SSD e RAID, outros HDD e antigos, uns Intel, outros AMD. Em NENHUM update do Windows 10 tive perda de dados, superfetch/overload, leaks de memória (que pelo menos os notasse).

          A única coisa foram controladores 100% Intel e Intel personalizados pela Asus que deram problemas mas arranjei solução (Da Asus os problemas nunca foram resolvidos, alguns PC foram para o centro técnico e vieram com Windows 10 e controladores antigos. Quando disse que queria a nova versão do Windows 10 e não a mais velha, respondem que os controladores personalizados pela Asus são incompatíveis, não há solução e a solução seria – após 2.5 anos- comprar um PC novo).

          Portanto, acredito que algumas combinações de hardware e em especial de certas marcas que personalizam os controladores (Asus, HP, Sony, etc) que hajam mais problemas. Eu estive num fórum em que certos modelos recentes de PC davam ecrãs azuis no Windows, centenas de pessoas tinham problemas (neste caso Asus, alguns HP) e a marca nunca arranjou solução. A solução foram alguns programadores fazerem um mix de versões antigas e novas e ficou tudo ok. A Asus nunca arranjou solução. Até uma torre de trabalho Asus deu problemas a umas empresas e a solução foi pedir o dinheiro de volta e comprar da Dell. Outras empresas tiveram (Eu inclusive) problemas com drivers HP e a HP disse que a solução era… tentar imprimir com outras impressoras. Ora eu trabalho num serviço com muitas dezenas de impressoras e scanner HP e 90% das funções deixaram de funcionar porque os programas HP não corriam.

          Solução: um programador modificou algo no código, ficheiros de configuração, etc e ficou a funcionar. Solução da HP: “os modelos em concreto tem 3 e 4 anos e já não estão abrangidos pela garantia, logo a HP não os suporta mais. Para total compatibilidade com a atual versão Windows poderão comprar os modelos X e Y que são os mais semelhantes com os referidos modelos”. Pois claro, o serviço gastou mais de 10.000€ em impressoras e scanner há 3/4 anos e iria dar novamente o mesmo para a HP? LOLOL pois o programador num par de dias resolveu o problema a custo zero.

        • Tecnical says:

          Ok… Não era preciso um testamento.
          Eu também tenho vários PCs, e faço manutenção de algumas centenas, e posso dizer-lhe que não perdi dados nenhuns durante as atualizações. O que não quer dizer que as notícias sobre perdas de dados de outros utilizadores seja falsa.
          Já tive vários problemas com o windows 10 e quase todos relacionados com atualizações. Nesses casos a solução foi reinstalar tudo do zero.
          Se não acredita que existem problemas com os updates e prefere culpar os fabricantes pelas drivers que produzem (que também existem, claro), o problema é seu. E eu não trabalho com dezenas de máquinas, são centenas.
          Se não quer ter problemas com drivers, mude para linux. Todos os meus PCs tem dual boot e até hoje nunca tive qualquer periférico que não funcionasse.

  6. Zé Duarte says:

    Fazem eles bem. Linux é coisa do ano 2000. Está ultrapassado à muito tempo.

  7. Emperador says:

    vamos ser sinceros, as pessoas vão é deixar de usar linux, quem n quer jogar jogos da EA? Deixem se de tretas, linux é sistema de nerds e fracassados.

    • Ze Carlos N says:

      Se a ignorancia fosse taxada…

    • Ufmi says:

      Quem não quer jogar jogos da EA?? Eu sou um deles, mas já a algum tempo.
      Não me importo de dar 70€ por um bom jogo, mas sou totalmente contra o pay to Win, dar um valor elevado por um jogo que tem quebras de FPS a rondar os 30 em certas zonas do jogo ( não importando sequer o hardware potente que possas ter), DLC sem fim a Pagar.
      Dos jogos mais brutais que jogão que se fiquei muito satisfeito nos últimos anos foi o GTA V, aquilo já deve ter levado mais de 40DLC e nunca cobraram nada por isso.
      Não é pay to Win, claro que tem logo que vende dinheiro do jogo, mas se perderes tempo no jogo consegues o mesmo.
      É que no GTA nem sequer aqueles packs estéticos tu tens a pagar a dinheiro real. Literalmente consegues ter o mesmo que a outra pessoa que gaste 1000€ no jogo.
      Melhor se a outra pessoa não jogar muito e só meter dinheiro no jogo não consegue ter o que tu tens pk não tem nível para ter o determinado item.
      Na EA bata teres muito dinheiro ser um cepo que vai dar na boca a qualquer um

      • Hugo says:

        O BF5 não tem pay to win. Tem sim skins premium, mas que não dão vantagem nenhuma ao jogador.
        Em relação aos DLC’s já saíram uns quantos mapas, armas e veículos e NINGUÉM pagou 1€ que fosse.

        • Metal says:

          Tens toda a razão. Jogo desde que o BFV saiu e nada foi pago para alem do jogo e muito conteúdo ainda falta sair.
          O grande problema é o sistema anti-cheat da EA que simplesmente não existe.
          Em outros BF´s tivemos o vote kik que podia não ser grande coisa mas sempre ajudava a controlar o fenómeno. Ou então a presença de admins que também poderia levar ao abuso de poder dos mesmos.
          Simplesmente a EA não quer fazer algo como os VAC da steam porque isso implica gastar dinheiro e eles dizem-se ser bons é a ganhar dinheiro.

    • N'uno says:

      Antes pelo contrário! Eu cá não uso linux para jogar porque, simplesmente, não jogo. Quem não quer jogar jogos da EA?! É de rir…
      E olha que a tua afirmação é de nerd, no caso dos jogos. Fracassados? Quem? 😀

  8. dad says:

    ate parece que pessoal que gosta de BF vai deixar o jogo por nao suportar linux

    • Mestre em direito says:

      A pergunta é porque a EA não suporta Linux e não passa de DX a Vulkan…

      No fundo já um complô entre Intel, Nvidia e Microsoft para que estes três dominem. Por sorte a AMD, Qualcomm/ARM e futuro “Android/ Chrome OS ” para desktop estão aí em força a criar concorrência.

      Eu nos próximos anos vou lançar-me para AMD (cpu e gpu)

  9. Joselito says:

    Morte ao Linux!

  10. paulo g. says:

    “O Linux nunca foi uma plataforma dedicada aos jogos. Sendo um sistema dedicado a utilizadores muito específicos, não é a escolha mais óbvia para os estúdios que criam este software de entretenimento.”
    Utilizador muito específico? Se for para navegar na internet e fazer uns pequenos documentos serve para 80% das pessoas, claro que como extra ainda pode fazer edição de imagem, vídeo, desenho 3d etc…. e ainda jogar.
    Para mim que sou muito específico o OpenTransportTycoon chega-me….
    O autor do artigo deve-se informar melhor sobre a quantidade de jogos que neste momento se pode jogar em Linux.

    • unhuzpt says:

      Mais:

      Se olharmos para o Linux como plataforma de jogos é verdade que ainda temos algumas limitacoes.

      Mas…
      Se o criterio for o desenvolvimento dos mesmos…. programacao….
      Tenho certeza, por conhecimento de causa, que a esmagadora maioria dos programadores usa um Linux qq para o seu trabalho.

      Cmpts e bom ano

    • Luis says:

      Linux tá superior ao macOS na quota de jogo. Depois do Windows, o Linux é o segundo melhor lugar pra se jogar dentro do desktop.

  11. Tiago Matos says:

    “O Linux nunca foi uma plataforma dedicada aos jogos.” Na verdade existem muitas distribuições que se focam em rodar jogos o melhor possivel sendo por estar sempre a atualizar drivers ou por incluir software que ajuda a rodar jogos de win no linux (wine, lutris, steam) jogar no linux ta melhor agora do q nunca

  12. John Doe says:

    O Diolinux explica esta situação bem neste video https://www.youtube.com/watch?v=la6WK27Qfo4
    Em resumo, ainda não se sabe a verdadeira razão para o ban mas a EA sabe perfeitamente que não é batota. Isto tem mais por trás do que se imagina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.