PplWare Mobile

5 das melhores distribuições Linux para utilizadores avançados


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Asdrubal says:

    Para utilizadores avançados têm que colocar como bónus o Kali Linux. 😉

  2. Marco says:

    Debian e Fedora para os mais avançados, agora que estão ao nivel de ubuntus e companhia na estalação.
    E não colocam ai o SlackWare?

    • Ruy Acquaviva says:

      Acho que o Slacware caberia bem entre as distribuições citadas, mas imagino que a proposta do artigo foi citar cinco DAS melhores distribuições para usuários avançados e não as cinco melhores distribuições. Portanto acho que a ausência do Slackware na lista não coloca juízo de valor dela estar ou não entre as cinco melhores. Talvez o Slackware conste de alguma lista futura, já que é evidente que a ideia do artigo não me parece que seja esgotar o assunto.

  3. Costa says:

    Pedro, faltou dizer uma ou outra “coisinha” sobre o que tornou estás distros tão bem aceites, como por exemplo, o facto de o arch Linux, quando apareceu, ser uma “espécie” de slackware mas com um bom gestor de pacotes, o pacman, ou por exemplo, ser uma distro muito “arrumadinha” (ou era, já não uso), ou antigamente não usar o systmd (agora usa)…

    Ou por exemplo, o facto de Gentoo ter uma documentação muito boa, sempre teve, aliás, uma das queixas iniciais sobre o arch Linux era a falta gritante de documentação, e de que o ideal seria ter algo como tinha/em o Gentoo. Ou o facto de Gentoo ser source based, ou seja, horas intermináveis para compilar tudo, ou o facto de não usarem por default o systemd, nem o impingir, aliás, ainda resistiram muito ao avanço abusivo de tal “bicho”.

    Ou o facto de o Debian ser uma espécie de bandeira da liberdade e variedade de escolha no mundo Linux, de ter o mais conhecido gestor de pacotes, o APT. Sim, o Ubuntu é uma cópia descarada do Debian, e o que agora toda a gente conhece como o sistema de pacotes do Ubuntu é uma cópia do Debian. Ou o facto de apoiarem imensos projectos paralelos, e serem a mais democrática das distros.

    Ou por exemplo, o facto de o redhat já ter sido usa free distro, que depois se dividiu em empresa redhat é uma distribuição free chamada fedora,. Sendo que a empresa, tem ligações “perigosas” com o estado americano. O systemd foi criado por eles (redhat), e foi “infectando” todo o mundo Linux, ao ponto de ser tão “pegajoso” que quase nada lhe escapa. Por exemplo, quem quer ter como ambiente gráfico o gnome, leva com o systemd, ou então tem de fazer muito malabarismo, isto só como exemplo.
    Ou por exemplo, o facto de o resgate ser um dos parceiros da fundação Linux e ter uma grande influência nas opções que se tomam, é claro, no interesse da redhat, não dos utilizadores…

    E mais haveria a acrescentar…

  4. Cruela D'evil says:

    Para avançados apenas LFS e qualquer BSD

    • arc says:

      Mais uma técnica do arroz em calda seca. Já estou a ver esta novidade, a compilar do zero, o GCC, a glibc, o binutils, etc. e tudo isto ainda antes de compilar o LFS no final!!
      E depois, misturam algo que nada tem a ver com o caso, para dar o toque kitsch!!

  5. Alex says:

    Resumo do usuário de Gentoo
    imgur.com/a/1nycNiN

  6. S Pimenta says:

    Arch uso e recomendo… É excelente para quem gosta de ter sempre A versão mais recente do software/kernel…

    Mas como diz o artigo o Arch Linux é só para utilizadores avançados… Para quem gosta de aprender mais a fundo como funciona um sistema operativo…

  7. pia says:

    Arch pra usuários avançados, distro q se diz minimalista mas puxa um monte de dependências ka

  8. J Ribas says:

    O Fedora é uma distribuição patrocinada pela RedHat e destaca-se por incluir funcionalidades e tecnologias que “não se são comuns em outras distribuições.” Como assim ?

    Corrijam p favor

    • Costa says:

      Não quer dizer nada, a malta interioriza certos pré conceitos e depois repete, mas na prática só se estiverem a falar do seu próprio gestor de pacotes, que até esse é usado em mais distros, de resto…

      • arc says:

        Isso, pelo que verifica mais por cá, para alem dos pré conceitos, podemos também fazer um mix com os preconceitos e quem sabe não temos uma boa salada de nabos!

        Aliás, dizem que o NABO, é o ideal para termos um sistema imunológico saudável e perfeito!!!

  9. jaugusto says:

    Qq distro sem DE pode ser uma distro para avançados e tal…

    • Costa says:

      Grande verdade. Se falta o DE à maioria, principalmente a quem usa distros “for dummies”, estilo Ubuntu e cópias, fedora e cópias, e tantas outras até aqui muito faladas como alternativas ao Windows e macOS, quem usa isso é dependente do DE e das suas facilidades; sem isso e acaba todo o encanto do Linux, já é uma porcaria. Há malta que perde horas a por os ícones da moda, a janela mais redonda, o botão ali no canto a saltar, mas esse mesmo tempo empregue a usar uma shell, ai não que horrível, que coisa tão 1980’s.
      Aliás, aqui no Pplware, o Vítor M. acha fenomenal haver uma app gráfica no seu belo macOS para renomear ficheiros, ao que isto chega. Quando já chegamos a isto, podemos dizer que os ambientes gráficos são a estúpidificação perfeita para o utilizador comum, inclusive para quem se arroga de conhecedor de IT.
      Ainda agora saiu a notícia da Apple, empresa especializada em estúpidificação de massas, ser das mais valiosas lá do burgo, portanto, a malta até bate palmas e corre a usar software “for dummies”

      • arc says:

        @Costa, viva o DWM e o Xmonad…e o resto é paisagem com perfumarias mundanas.

        • Costa says:

          O xmonad já é para um nicho do nicho… Mas a realidade é a de que sem ambiente gráfico, estilo gnome ou KDE, é um tormento para a maioria. É a mesma ideia do escritor e da folha em branco, para muitos é avassaladora.

          • arc says:

            @Costa, dizem que uma folha em branco, contém em si mesma uma enormidade de histórias…mais do que milhentas escritas!

            É @Costa, tudo começa por ser um “nicho”, tudo começa assim…lá reza a cantiga.

            Euzinho, ADORO as folhas em branco!!!

          • O Coiso says:

            é pá não sejam maus para os newbies, eles vão olhar para isso e vão dizer que o linux é só para quem gosta da linha e comandos e coisas estranhas.

          • arc says:

            Então, quando “esfrangalham” por completo o Gnome e ou o KDE, é um ver se te avias, a instalar o SO tudo de novo!!! Depois a culpa, vai para a Distribuição de Linux, que mesmo com GUI não se adapta ao utilizador novato, etc.
            Talvez se soubessem, um bocadinho mínimo de CLI, poderiam resolver o “problema”. Dá uma tristeza ver alguns nos fóruns internacionais a pedir ajuda, depois de maldizerem a Distribuição…e teimam que não precisam da CLI para nada….sabem…existem mais SOs, dizem eles.

            E digo eu, isso isso, ide em PAZ!!

          • arc says:

            @Coiso, bota mau nisso!!!
            Esses que até para descomprir um simples .tar.gz precisam de uma GUI, bem podem ir andando a caminho de outras paragens.

          • O Coiso says:

            a beleza do linux é essa, quem quer usar uma linha de comandos usa, quem quer usar um DE todo pipi usa, não sejam tão radicais, pq senão o desktop linux nunca mais deixa de ser uma coisa usada apenas por um nicho de nerds. Com toda a gente a apostar nas web e até mesmo a MS a tentar portar para linux algumas aplicações e frameworks, se nós não afugentar-mos os newbiews o desktop linux pode crescer tanto mas tanto.

      • arc says:

        @o Coiso, está bem, eu rendo-me, mas só por hoje, e porque me pareces bonzinho…eheh

    • arc says:

      Gostei desse comentário @jaugusto. Um dos comentários mais lógicos e coerentes.

  10. Joao Silva says:

    Esqueceram o Windows Srv 2016.

  11. star says:

    Para mim faltam 3 distro a essa lista
    Slackware
    Devuan
    Guixsd

    • Costa says:

      GuixSD and nixOS

      • arc says:

        @Costa, podias escrever sobre essas belas distribuições?

        • Costa says:

          Podia, e até tenho no computador um esqueleto(ja com algumas partes escritas) no emacs (org-mode), em que a ideia seria/será depois exportar directamente para HTML e publicar, isto em português, porque em inglês há muita (relativa) informação, mas em pt não há praticamente nada. Ainda pensei em “usar” o Pplware como “veículo”, mas há coisas que não gosto aqui, desde o modelo de publicação diário e constante, em que cada “notícia”/tema tem o mesmo valor, o que não faz sentido, passando por o estilo de moderação dos comentários ser francamente mau e tendencioso (e há administradores que percebem um caracol do que publicam, o Pedro Pinto é exceção), além de que há artigos aqui interessantes “misturados” com artigos fúteis e ou de índole publicitária, o que somando tudo dá que não me vejo a publicar aqui.as irei num futuro fazer qualquer coisa nesse sentido, depois falamos.

          • arc says:

            Eu sei que podias…e por isso mesmo, lancei o isco!

            Perfeitamente de acordo, existe ainda uma falta ENORME de artigos com um cariz mais técnico sobre Sistemas Operativos Linux, em Português, que dá pena.

            Tenho saudades dos anos 90 em PT, que éramos alguns no PLUG, GIL/Gildot, POLI, etc., em que se trabalhou bem nessa área, andávamos todos a terminar as licenciaturas e nas minis (uns ainda se licenciaram…outros ficaram-se só pelas minis!).

            É verdade isso que relatas, relativamente ao modelo de publicação de artigos no Pplware, mas temos de ter presente, que este, NÃO se encontra vocacionado para artigos de “envergadura”, isso NÃO dá AUDIÊNCIAS, ou melhor dá muito pouquinhoooo.

            Podiam criar uma coluna para artigos mais técnicos, onde fossem abordados temas mais complexos e com detalhe, sem virem com copy/paste e traduções mal produzidas, então agora andam por cá uns editores, que é de bradar aos céus!

            Muitos desses tais artigos, nem devem ser revistos, a pressa deve ser tanta em debitar conteúdos, que por vezes e não me estou a referir a “vulgares” erros gramaticais ou de léxico, esses ainda vá que não vá, mas a copias quase descaradas de outras paragens. E depois, em alguns caso, parece que virou modo agora, nem as fontes da noticia são colocadas…e soma e segue!

            Até quem sabe, lançar um desafio aos leitores, bem explicito no Pplware, não para recrutarem articulistas a tempo inteiro, mas freelancers, que gostem de escrever pelo prazer de partilhar conhecimento, NÃO esperando nada em troca.
            Sempre existe tempo para ir ao “baú”, reciclar documentos antigos, que tens, eu tenho e muitos possuem, e estes voltarem a ver a luz do dia com nova “roupagem”.

            Realmente o Pedro Pinto, talvez por ter uma formação diferente, tem seguramente outra prespectiva ela mesma diferente e de acordo com o nosso modo de pensar nessa temática. Dá gosto por vezes ler o que ele escreve, nesses tais artigos, mas mesmo assim ele não se pode esticar muito!

            (O Victor M., quando anda bem “dispostinho”, é boa onda, quando anda com os “bofes” é um veneno!)

            O zé povinho, NÃO gosta, prefere o take away da coisa e esses tais artigos somente emprestam mais “prestigio” ao Pplware, mas NÃO dão clickbaites!

            Essa da moderação dos comentários é para rir….então eu quantas vezes agora fico pendurado à espera de aprovação do que escrevo…e fico a ver serem colocados comentários de imediato online, bem antes do meu!

            Se não estou em erro, o ultimo “penduranço” para o meu lado, foi de 4 horas!!

            Bem sei, que aqui, quem manda é a Administração e depois os moderadores, mas alguns desses moderadores, NÃO ficaria nada mal, beberem um chá frio de HUMILDADE diariamente.

            Mas uma coisa é certa, só vem cá quem quer…e eu já venho pouco pouco, ando por ali e coisa e tal…depois falamos sim.

          • Marco says:

            @arc: gildot do que tu te foste lembrar, e assim derepente veio à memória o Mario Gamito com o startux (se não me falha a memória). Bons tempos os do Gildot com o MValente, VD, scorpio, chbm, dario, pls, bladeRunner (se não estou em erro era o mário gamito), grande artigos e nos comentários aprendia-se sempre muito.

    • Oliveira says:

      Não esquecer o Mint, e o caixa mágica ,Ubuntu
      eu gosto mais do mint18
      cinamon, ou o mate

    • arc says:

      Distribuições, é algo que não falta mesmo. Falta é capacidade de fazer mais com menos…

    • arc says:

      @Marco, estou jurássico mas ainda tenho uma boa memória…eheh.
      E tu Marco, também deves andar lá perto…e o Costa que anda cá também.
      Foram belos tempos, de bom companheirismo, capacidade de entreajuda, comezainas e muitas minis e maxis…ahahah

      Sim o saudoso Mário Gamito, não se podia contrariar muito, então se fosse para o aperriar que a SUSE era um saco…ele quase que partia para uma luta de box….ahahah, bem que lhe dava na carola, quando o apanhava nos meetings, depois passava logo,… o Mário Gamito, …senti muitas saudades dele…PAZ à sua Alma.

      Era o Coutinho, o Frederico Marques, o M Moreira, o Ricardo Sequeira, etc., etc.

      Quem sabe, um dia alguns dias eles voltam…como eu!!!

      • Marco says:

        alguém tem de pegar no gildot ou algo do genero, ate os espanhois tem o barrapunto.

        • arc says:

          @Marco, o GIL/Gildot, só funcionou como devia, no tempo em que existia entropia dentro da UMinho para tal.
          A malta foi terminando as licenciaturas, muitos seguiram caminhos diferentes, outros estão no estrangeiro, outros cansaram de contribuir e esta malta nova, penso que não tem interesse em colocar novamente o projecto em andamento.

          Eu penso que é mais fácil, deixar como está, sendo sempre uma das referencias passadas em Portugal do que melhor foi feito.

          Quem sabe, não se volta a criar, uma mini-equipa, sem fins lucrativos,em que haja um sponsor, que ofereça o alojamento e pouco mais.

          Honestamente, sou mais favorável a esta ideia, assim NUNCA iria desvirtuar o trabalho feito nesse tempo.

        • Costa says:

          Não querendo ser negativista, mas ainda me lembro, por exemplo, do #linuxhelp no ptnet.org, que até era bem “mexido” e havia ali pessoal com vasto conhecimento. O #linux era mais parado. Belos tempos, agora é isto https://www.ptnet.org/top_canais , uma tristeza. Basicamente morreu. Há alturas em que a malta toma decisões erradas, e deixar de usar, por exemplo, o irc, para usar WhatsApp e Facebook, perdeu-se mais do que se ganhou. Portanto, se na altura a coisa prometia, neste momento não vejo que possa sair algo de algum buraco, isto no panorama nacional claro. Basicamente, somos um país de velhos e jovens com a futilidade do Facebook e Instagram. Nada a fazer.

          • arc says:

            Ó sor Costa, vossemecê, está um saudosista dominical!
            Mas é verdade sim, as tertúlias foram boas nesses tempos e cheguei a conhecer ao vivo e a cores alguns.
            Ei, não uso redes sociais, não gosto de me socializar por essas vias…nada como um tete a tete e muitas minis…eheh

        • arc says:

          @Marco, porque não pegas tu?

  12. Anonimo says:

    So nao percebo como e que o SUSE nao esta nesta lista, tal como o Fedora, foram distribuicoes que se dedicaram exclusivamente ao ambiente empresarial,

  13. samuel says:

    fogo para mim a distro mais complicada foi o openSuse onde tentei achar o driver para o modem wi-fi e não consegui.

  14. Clodoaldo says:

    Eu tiraria o Debian e Fedora dessa lista porque relativamente fáceis de usar se comparados ao Slackware

  15. Carlos filho says:

    E o Alpine Linux???

  16. nitrofurano says:

    gostei muito do Bunsenlabs – e até da iniciativa, eles foram uma das iniciativas que continuaram com o Crunchbang – e o Crunchbang foi uma distribuição que migrou de baseada em Ubuntu para baseada em Debian numa supreendente perfeição que não vi semelhante no Mint

    • arc says:

      Busenlabs, está melhor do que nunca, bem como o CrunchBang Plus 9, RECOMENDAVEL, ambas as distribuições, então no tocante a scripts, estão muito além de todas.

  17. Rui says:

    Não acho que Debian seja para utilizadores avançados. Vem um bocado cru, mas não é nada de extraordinário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.