PplWare Mobile

15 Aplicações para GNU/Linux


Responsável pelo Pplware, fundou o projeto em 2005 depois de ter criado em 1993 um rascunho em papel de jornal, o que mais tarde se tornou num portal de tecnologia mundial. Da área de gestão, foi na informática que sempre fez carreira.

Destaques PPLWARE

  1. João Henriques says:

    Bom artigo. Gimp é outra ferramenta essencial. Dá muito jeito para manipulação de imagem. Para quem trabalha na área da (Bio)Química Computacional, o gnuplot, openbabel, pymol, texlive (LaTeX) + rubber, etc etc etc. Se alguém necessitar de uma lista de programas/ferramentas “must have” para esta área da ciência, esteja à vontade para perguntar. Ajudo no que puder/souber. Cumps.

    • Tony Silva says:

      Gostei do teu comentário.

      Obrigado.

      • Tony Silva says:

        Desculpe o double-post.

        João como licenciado em astronomia podias mandar aí a lista.

        Obrigado desde já.

        • Paulo G. says:

          Para astronomia existe o KStars, o Google Earth, mas o melhor é mesmo o Stellarium. O melhor é usá-los todos pois sem complementam.Também existe o Celestia.

        • Para ser honesto, Astronomia não é o meu parque. Sou formado em Bioquímica, mas “fugi” do laboratório, e encontro-me a investigar numa área simulação computacional (mecânica quântica, dinâmica molecular, modelação em geral). Como tal, lamento mas não vou poder ser muito útil. No entanto, aqui ficam algumas das ferramentas que mais uso. Maestro (versão académica da Schrodinger), Chemcraft (precisa key), PyMol, Gnuplot, Gperiodic, Gaussian (pago), Gamess, NWChem, Gromacs, AmberTools, Amber, etc. Tirando isto, o resto são ferramentas in-house que eu ou outro colega de lab programou.

  2. fixas says:

    keepassx
    skype
    audacious
    k3b
    dia
    mplayer
    wicd

    • JPFontoura says:

      Muito bom o artigo, mas vou colocar umas prefrências pessoais aqui,
      Transmission — Deluge , achei o deluge mais bonito, lembra o utorrent.

      e editor de vídeos deixo a dica do final de semana
      OPen Shot, está nos repositorioos do Debian / Ubuntu.

      Abraço

  3. MrT says:

    Bom artigo.
    Mas como o João diz um Gimp é uma ferramente bastante util. No entanto eu dispensaria o firefox (mas em certos casos até pode ser util, mas cada vez menos), e em vez do Transmition prefiro correr o uTorrent no Wine.

  4. Pedro Santos says:

    Digikam muito mais que um gerenciador de fotos, um muito bom editor de fotos e que também da para criar slideshows e calendários facilmente.
    Transmission é bom e também aconselho o Deluge, optimo!
    Quanto a ao browser eu uso o Opera e acho muito bom! O chromium também =)
    Gravar DVDs e CDs? O que vem por defeito no ubuntu é muito fraco e demora uma eternidade a gravar! Uma excelente alternativa o K3b 😉 (fixas ja falou dele em cima =) )
    Há muito mais mas agora nao tou a recordar-me de grande coisa..

    • @lmx says:

      Boas..
      existe sem duvida opções para casa tipo de tarefa, no entanto acho que o Basero, é muito bom para gravar para formatos opticos…
      não o acho lento!!!depende é das opções que usas…se escolheres fazer um hash da info antes e depois…claro que é lento, mas isso é em qualquer lado…
      solução:
      Não mandes fazer Hash nenhum!!
      O K3b é bom, mas muito confuso comparativamente…o Brasero é muito bom.

      cmps

  5. monux says:

    -Para desenhos com tablet utilizo o MyPaint !

  6. sLiD says:

    Artigo muito útil!

    Deixo apenas a minha preferência para torrents: qBittorrent. Parecido ao uTorrent com a vantagem de ter procura de torrents built-in.

  7. tiago says:

    Lamento o off-topic mas acabei de receber o firefox 8 beta… os homens estão loucos, a este ritmo no final do ano vai na versão 25.

  8. Fernando says:

    para quem edita fotos em raw este é uma perola: Darktable

  9. DaniR says:

    Gostei do post, não conhecia o Clementine e vou já experimentá-lo. Na área dos torrents o meu preferido é o Deluge, mas o Transmission é bastante aceitável e já vem com o Ubuntu.
    Vou acrescentar algumas opções para programadores.
    Para programadores C o mais conhecido talvez seja o Geany.
    Para programação Web e Java, o Netbeans é excelente, o melhor IDE que conheço. Apesar de haver pessoal que prefere programar Java no Eclipse.
    Não sou grande fã de programação .NET em linux mas para os mais insistentes existe o SharpDevelop que muita gente elogia.
    Para programadores Matlab, além da versão própria que existe para sistemas Unix também podem optar pelo Octave.
    Há sempre alternativas de aplicações Windows para Linux. Acreditem que o mais difícil às vezes é querer fazer “coisas” de Linux em Windows.

    • “Acreditem que o mais difícil às vezes é querer fazer “coisas” de Linux em Windows.” – Completamente! Eu até já consegui meter os meus pais a usar Ubuntu em casa. O único requisito que eles tinham era meter o Word, PowerPoint e Excel no PlayonLinux (eu tentei que eles usassem o Libreoffice, mas não tive poder de persuasão suficiente). Já não toco num SO Windows há uns meses valentes. No entanto, admito que enquanto os fabricantes não começarem a olhar para o Linux com “olhos de ver”, não será fácil jogar em Linux. Mesmo com o Cedega ou o Wine não é a mesma coisa…

    • @lmx says:

      Boas…
      para c/c++ nada bate o maravilhoso Code::Blocks.
      para matematica e simulação, pode-se usar o octave em combinação com o maxima+wxmaxima(p exemplo)…o Octave acho que ainda não dá para trabalhar com calculo symbolico(eles estavam a pensar em adicionar maxima para calculo simbolico, mas não sei como está actualmente).
      São excelentes alternativas a outros programas(quanto a mim as melhores na Area)…
      Eu no entanto faço a maioria de trabalho em MatLab Linux, mas dou uma perninha no Octave, e faço muito do calculo simbólico em wxmaxima(para confirmar e usar expressões mais reduzidas), pois o Matlab é muito fraco para Calculo simbólico e não se chega perto do maxima…

      cmps

      cmps

  10. Ruben says:

    Para torrents recomendo o deluged com o deluge-web, que permite rodar o programa como Daemon em um servidor com acesso web.

  11. jose says:

    sync por ftp que aconselham?

  12. Ryan says:

    Obrigado pelo artigo. Ha aplicacoes para tudo em Linux e so necessario nao ter medo de instalar e usar. A minha maquina vai tendo um pouco de tudo. Ha coisas que ficam ou voltam a ser instaladas quando faco instalacao de raiz. Ja agora para torrents eu continuo a usar o Vuze… Uso nos outros dois OS

  13. Pedro says:

    acho estranho falar-se do dropbox e não do ubuntu one que tem 5GB… eu uso o Ubuntu one desde o seu inicio e é bastante útil.
    penso que foi uma falha…

  14. FTP: Filezilla
    Browser: Chrome
    IDE: NetBeans
    Chat: Pidgin
    Office: LibreOffice
    Email: Thunderbird
    Videos: VLC
    Editor Imagens: Gimp

    É isto que eu uso basicamente.

  15. JPFontoura says:

    Tem mais um aplicativo, montar cd/dvds como o daemon tools
    AcetoneISO, exceletne programa….

    • @lmx says:

      boas…
      gmount iso, ou

      eu uso o gnome terminal 🙂

      • João Henriques says:

        Nada bate o terminal. Mais de metade das apps que hoje em dia se usam podiam ser evitadas, se mais pessoas soubessem usar o terminal. Cada vez que vejo apps para monitorizar RAM, Disk, etc até me dá uma coisa má. Já para não falar de matar janelas/apps. Coisas tão simples, que tanta gente complica.

        • Armando says:

          Sim, e mais de metade das idas ao hospital poderiam ser evitadas se as pessoas tirassem um curso de medicina. Assim como mais de metade das idas a escritórios de advogados poderiam ser evitadas se as pessoas tirassem o curso de direito nas horas vagas. No fundo, é só uma questão de arranjar um tempinho entre o trabalho, o ir buscar os filhos à creche, o fazer o jantar, o arrumar a casa, etc. para a pessoa se dedicar ao estudo profundo do terminal do linux…

          • João Henriques says:

            Mas qual estudo profundo? É difícil escrever “xkill” no terminal e clickar na janela a fechar? É difícil fazer “ps -AH”, ver qual o PId do programa e escrever “kill -9 PId”? É difícil escrever “top”? É difícil escrever “free”? Pior que não saber, é não querer saber… É uma luta perdida.

          • João Henriques says:

            Mais ainda, para quê é que então as pessoas migram do Windows para distros Linux se nem sequer vão fazer um esforço para saber usar o terminal a um nível básico? Qual é o ganho? Em quê é que as vai beneficiar?… Não compreendo, a sério. E não venham com conversas de que é opensource, porque toda a gente sabe que mais de 75% das pessoas que usam Windows nunca compraram um único DVD do mesmo. Quem nunca usou nada pirateado que mande a primeira pedra. O linux é usado para fins de produção, e ninguém produz peva sem usar o terminal.

          • Armando says:

            A grande vantagem de usar linux é que, finalmente, vais passar a poder processar textos, editar fotografias, enviar emails e assistir a vídeos!!! Ei, espera lá, tu já podias fazer isto tudo antes… hummm…
            Ok, estamos conversados quanto às vantagens em migrar de Windows para Linux.
            Só não percebi aquela parte em que falaste do terminal… “produzir” quando, onde, como, mais exactamente o quê? O terminal é algo completamente obsoleto, nos dias que correm, até o exemplo que deste redunda num total desperdício de tempo e, consequentemente, perda de produtividade.

          • João Henriques says:

            “O terminal é algo completamente obsoleto.” Esta matou-me. LOL O amigo Armando claramente não trabalha com computadores e percebe absolutamente nada da “poda”. Continue lá a ver os seus filmes e ouvir as suas músicas, enquanto os profissionais usam o obsoleto terminal para construir os programas que os lêem e reproduzem. Já agora, o que é que o levou a comentar num thread sobre Linux? É quase como eu ir comentar num thread sobre legislação, ou seja “mandar postas de pescada à toa”.

          • Armando says:

            João Henriques, desta vez é que me fizeste dar uma gargalhada valente… Primeiro, eu estava a falar na óptica do utilizador comum. Mas já agora, na tua cabeça, tu ainda achas que o terminal ainda é utilizado para programar mais precisamente o quê?! Que tipo de programação é que estás a falar, do hello world? Ó João… acorda lá do coma em que tens vivido.

          • @lmx says:

            O terminal é muito usado…no fundo …é o poder dos ambientes gnu/linux/unix/HPUX/…
            a malta dá mil e uma voltas para fazer as coisas e na shell meia dúzia de caracteres e as vezes basta…outras vezes , automatizam-se processos, e sim usa-se a shel para programar…
            você ainda me ha-de explicar onde num mainframe unix que só tem uma cshell, programa com o que??
            Só la existe o vi e agora com o que é que programa???
            O problema no atraso do nosso pais a nivel de TI, tem mesmo a ver com sistemas operativos que esconderam a tecnologia das pessoas e estas deixaram de saber fazer coisas…actualmente o Tuga é atrasado comparativamente com…um espanhol por exemplo que nas salas de aulda teem linux e desde pequenos sabem o que é linux…
            fiquei espantado quando soube que “é um sistema operativo que nos usamos” disse me um rapaz de 20 anos duma area de direito????a minha sobrinha tem 14 anos e sabe perfeitamente o que é??
            aqui em Portugal se forem pelas ruas perguntar…vão ver o atraso que cá vai!!!
            Voltem-se para os países da Europa e vejam se não somos mesmo os mais analfabetos a nível de conhecimento…
            Vejam os sistemas que eles utilizam, ou até os sistemas que estão por baixo das interfaces bonitas dos dispositivos que compramos…
            “Não lhes dei am o peixe…ensinem-os a pescar”…

            cmps

          • João Henriques says:

            Not sure if you’re trolling or you’re just plain stupid.

        • Bruno Jesus says:

          João Henriques até tens alguma razão no que dizes.
          O terminal aumenta bastante a produtividade, é óptimo para resolver facilmente aqueles problemas chatos e evita a instalação de programas desnecessários.
          Mas existem pessoas que usam Linux porque é rápido, leve, fiável e faz tudo o que outros SO’s fazem, e alem disso é gratuito e de código aberto.
          Um utilizador não precisa de saber trabalhar com uma linha de comandos assim como eu não preciso de saber mecânica para conduzir um carro.

          • João Henriques says:

            Mas de certeza que precisa saber conduzir e saber o código da estrada. Vendo por este prisma até é mais fácil executar meia de dúzia de comandos simples no terminal, que saber um livro de código inteiro na ponta da língua. Mas pronto, dou o assunto por encerrado. Só gostava que as pessoas fossem mais receptivas ao conhecimento. O saber não ocupa lugar.

  16. DUX_XXI says:

    Vou juntar um aos muitos e bons programas aqui mencionados:

    – Nevernote

    Para mim é indispensável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.