Quantcast
PplWare Mobile

Criança de 8 anos é contratada para equipa do Fortnite por 33 mil dólares

                                    
                                

Autor: Marisa Pinto


  1. Miguel says:

    Será que ainda jogam isso daqui a 5 anos? com tanto fulgor?

    • SANDOKAN 1513 says:

      Devem jogar.Os desenvolvedores têm sempre maneira de acrescentar isto ou aquilo ao jogo para o tornar ainda melhor.Isto ainda vai demorar uns bons anos,esta “febre” do Fortnite.

      • Zeze says:

        “…tornar melhor…”??? LOL Mas o Fortnite alguma vez foi bom? Quem tem 2 dedos de testa nem sequer lhe toca! Estes “cancros” online são direcionados aos miudos/teens.

    • não te intereça says:

      a mano esse cara não devia tar ai quem devia tar ai é o mongrall e bugha não elemais em fim

  2. D. says:

    Miudos tão novos já a jogar por dinheiro. Um jogo cujas mecanicas atuais são absolutamente ridiculas.
    Ainda há uns dias um jogador de 19 anos teve que desistir por lesão no pulso.
    Equipas de esports (não lucrativas) a comprarem jogadores por milhões de dolares. Como é que possivel?

  3. PhotoShot says:

    Escola, tá quieto…

    • KodiakShadows says:

      E os pais a cag***-se para isso, querem é money.

      • Marisa Pinto says:

        Tens bases para afirmar isso? Sinceramente a mim parece-me que muitas pessoas ficaram um pouco com inveja eheh 🙂

        • Pirata das cabernas says:

          Tal e qual… O pessoal ainda não percebeu que ha quem ganhe dinheiro a jogar… Estudassem meus amigos……

          • Um Do Li Ta says:

            XD So mesmo tugas ne?
            Entao quem disse que o miudo nao vai estudar em casa se calhar? E nem sabem que E-Sports agora ja e profissao e uma das que gera mais dinheiro no mundo. Mas como o cotovelo esta seco e da comichao, eles so falam de Inveja como disse a Marisa xD

            Se calhar tambem jogam mas nao sao bons haha

        • ninguem says:

          Perdeste ótima oportunidade de ficar calada. Se achas normal que os pais permitam a uma criança, jogar, sabe-se-lá quantas horas por dia, (quase) todos os dias e achar isso normal é realmente absurdo. Se fosse em desenvolvimento de jogo, vá lá. Certamente os estudos estão muito prejudicados. A propósito: tens base para afirmar que o comentare que te melindrou e ao qual replicaste é motivado e baseado em inveja? Tsc. tsc, tsc…

          • Vítor M. says:

            Mas quantas horas ele joga por dia? E na escola, é bom ou mau aluno? E este empenho dele, será que ajuda ou prejudica o seu desempenho como estudante e a sua formação intelectual?

            Como vês, estás a falar sem qualquer base…

          • ivan says:

            Isso nao tem nada a ver uma coisa com outra, tenho amigos meus alto rank em jogos tanto como no CS GO como no LoL e sempre tiveram boas notas acabaram este ano passado 2019 uma licenciatura com medias de 16/17 e jogam quase diariamente e sao dos ranks mais altos que o jogo permite…

      • PhotoShot says:

        Daqui a uns anos o jogo é descontinuado e acontece-lhe como o miúdo do “pintinho piu” xD
        Os pais investiram tudo nele e agora, infelizmente, estão a pssar muito mal…

  4. Jorge Ribeiro says:

    Só comentários que demonstram que as pessoas não possuem mentes abertas sobre o que está para vir…
    A escola não serve de basicamente nada quando o foco da mesma é o mesmo de quando foi o inicio da era industrial… O rapaz pode bem colocar os estudos como hobby e focar se nisto
    Não será a escola a sustentá-lo mas sim isto se for inteligente o suficiente para evoluir e aprender.
    Estamos na era da tecnologia e informação… Isto, como outros mundos, são o futuro…
    Não é a toa que existem equipas “não lucrativas” e que existem torneios com milhões de euros como prémios…

    • Teclassoltas says:

      Claro que a escola não serve para nada. Aliás, a escola ensina coisas erradas. Bom bom é um jogo de tiros e porrada, isso sim é uma mais valia.
      Antes da internet já haviam pessoas como tu, mas infelizmente a internet tornou a tua opinião visível para todos, e como há mais como tu, fazem eco e acabam por “formar” essa visão infantilizada do mundo.

      • Um Do Li Ta says:

        OK..para alem de ler e escrever o que a escola te ensina?
        Historia serve para que? Ainda por cima errada ja que em Portugal estamos contentes com o tempo dos descobrimentos quando andamos a matar melhoes em africa…
        Geografia? Para que?
        Unica coisa que se usa para o resto da vida ou e importante e matematica, EFisica…
        Se nao for Universidade, que tambem e mais teoria que pratica, escola e mais perder tempo

        • Nuno says:

          Se mais nada, ensinava-te a escrever, e possivelmente dava-te uma estrutura mental, e de argumentação, que te permitiria ganhar uma discussão. Assim como está, deixa-te a dizer e escrever asneiras, ainda por cima erradas.

          • Um Do Li Ta says:

            xD claroq ue voi perder tempo aqui a por virgulas etc…o interessante e que eu tenho dois restaurantes em londres e um salao de beleza portanto se calhar nao me esforcar para que escreve o Portugues agora do Brasil esta me a fazer bem 🙂 E se estiveres em Londres diz que te trago aos restaurantes 🙂

            Cresce e aparece mas e…tipo que agora vou andar a por acentos…percebeste bem o que disse por isso intelegente es tu xD

        • ivan says:

          Historia nao server para nada? Entao face a pandemia que enfrentamos na atualidade tens que ter um conjunto de dados historicos e biologicos para melhor adequar as decisoes que possam ser tomada a nivel mundial, ha que estudar pandemias anteriores para perceber melhor esta ha que estudar o virus Sars cov 2 para que se consiga perceber a evolucao que este teve desde o seculo passado data de quando foram encontrados os primeiros virus desta familia..mas pronto matematica e fisica e o unico que interessa, ja agora compra umas aulas de portugues que sempre te iriam ficar bem 🙂

      • Jorge Ribeiro says:

        “A escola não serve de basicamente nada quando o foco da mesma é o mesmo de quando foi o inicio da era industrial”
        Queres reler o que escrevi? Se não sabes o significado do que estou a dizer, não vale a pena comentares.

    • André R. says:

      O prémio só vale alguma coisa se chegares ao primeiros lugares, até lá pedes ao pai e á mãe dinheirinho que o jogo não te deu, para comprares a nova versão do jogo, uma roupa para vestires, algo para comeres…
      Até chegares aos milhões, tens de ter algo que te sustente, e a base é a escola, ou vais apresentar numa empresa o teu CV: 15 anos de Fortnite, onde la fui engenheiro de bazucas e catanas…

    • PhotoShot says:

      Desves ter a idade o miúdo para pensares assim…
      “3×9= não sei”
      “Quem foi o primeiro Rei de Portugal? -Não sei”
      “Quem é o presidente atual? -Não sei?
      “Quem é o Matatudo69? -É o Jogador da Nova Zelândia com o Rank 10 perito em lançar granadas. Tem 1,70metros de altura e gosta de hamburgueres…”

      É esta a mente aberta que falas?

      Tudo depense do curso que escolhes.
      Se fores apensar bem, os cursos Profissionais já o fazem.
      Alguns não têm geometria descritiva, têm Matemática B, etc…

      Percebo onde queres chegar mas não é bem assim o que estás a dizer.

      • HL says:

        Aprendi agora que tirar um curso profissional é mau e que só serve para burros…

      • Jorge Ribeiro says:

        “A escola não serve de basicamente nada quando o foco da mesma é o mesmo de quando foi o inicio da era industrial”
        Queres reler o que escrevi? Se não sabes o significado do que estou a dizer, não vale a pena comentares.

    • Nuno says:

      @Jorge Ribeiro, esse tipo de resposta é muito engraçado. No entanto, quem nos trouxe ao desenvolvimento técnológico actual foram precisamente os as pessoas que tiveram a escola da revolução industrial. As competências de raciocínio matemático e lógico, bem como linguísticas, que nos levam ao sucesso não variam com o tipo de sociedade que temos. Se tivermos gerações sucessivas de indivíduos educados numa óptica de que a informação está toda disponível e, portanto, não precisamos de saber nada do conhecimento e mesmo da formatação que nos é dada na escola, rapidamente reverteremos para algo que não conseguiremos resolver, porque as competências foram à viola.

      • Jorge Ribeiro says:

        Se fores a ver, a maior revolução tecnológica aconteceu graças a pessoas que não quiseram saber de todo do ensino que o mundo apresenta as pessoas.
        As maiores industrias foram criadas por pessoas que pensam para além do que 90% do mundo pensa porque ignoram o que lhes é dito.
        O que tu falas de “desenvolvimento tecnológico* foram as pessoas que foram para a escola e que ficaram a desenvolver os projetos de quem teve audácia de deixar os estudos para trás e focar-se no objetivo!
        E o maior exemplo na era atual é Elon Musk.

        • Nuno says:

          Pessoas essas que, no entanto, fizeram uma escolaridade de base completa, ainda que possam não ter ido para a universidade, que de resto está lá para lhes dar cultura e não formação profissional. Está lá para lhes dar uma linguagem científica comum.

          Pegando no exemplo do Musk, se não fossem os inúmeros engenheiros que trabalham para ele, a Tesla e as demais empresas dele não eram o que são. Ele pode ter pensado na coisa, mas não foi quem a desenvolveu, precisamente porque não tem o know how para tal. É como tudo, é preciso um visionário, mas também tem de haver quem consiga realizar a visão.

          *entretanto, reparei que no meu post inicial escrevi *técnológico* em vez de *tecnológico*, o que me incomoda :/

    • Jorge says:

      Uma houve de tudo nesta vida, francamente… A escola não serve para nada.. Minha nossa

      • Jorge Ribeiro says:

        “A escola não serve de basicamente nada quando o foco da mesma é o mesmo de quando foi o inicio da era industrial”
        Queres reler o que escrevi? Se não sabes o significado do que estou a dizer, não vale a pena comentares.

    • ninguem says:

      Deus seja louvado! + um einstein!

  5. SANDOKAN 1513 says:

    Eu estou incrédulo.E já lhe deram um computador gaming no valor de 5000 dólares !! A uma criança,um menino de apenas 8 anos.Eu estou parvo. 😐

  6. Luis says:

    Isto não é considerado exploração infantil lá no país deles? Ou com o consentimento dos pais deixa de ser?

    • Urias says:

      Isto não de um “golpe publicitário”.
      O rapaz até só pode entrar em torneiros daqui a 5 anos, de certeza que não vai ser “obrigado” a jogar o dia todo, não que ele se importasse muito. Por isso é difícil ser considerado exploração infantil.

  7. Elói says:

    É que é impressionante! O raio do miúdo nem deve saber uma conta de primeiro ano, mas deve saber quando o Fortnite foi lançado, quando foi lançada a primeira Skin, a primeira Picareta… Enfim, essas crianças merecem ter um mau futuro! Elas ficam a jogar e esquecem-se dois familiares e dos amigos. Vê-se na foto que tem no artigo, que esse miúdo fica horas, para não dizer dias, ao computador.

  8. Sardinha Enlatada says:

    Todo o conhecimento do mundo e estudo associado e importante para os que se dedicam a eles. Mesmo sendo cultura geral, ajuda um pouco a valorizar a pessoa em si. E certamente que para se lancar nalgum negocio a pessoa (se for minimamente inteligente) vai basear-se nas necessidades de mercado, para alem de que tem de ter um bom padrinho para conseguir dinheiro para o investimento. Estudos sempre foram importantes. No passado, no presente e no futuro. Porque certas coisas estao interligadas temporalmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.