PplWare Mobile

Protecção Civil: Informação sobre incêndios em tempo real


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Miguel says:

    Difícil, difícil é chegar ao mapa..à página ainda se chega ao mapa, anda-se por uma labirinto. É melhor colocar o link directo para a informação sobre os incêndios…

  2. Pedro S. says:

    Sinceramente, apesar de perceber a ajuda que estas páginas possam dar sobre a informação em tempo real, acho que é mais nefasto pois dá incentivo aos incendiários e afins…
    Acho que esta página deveria ser de acesso registado, para que se pudesse ter algum controlo.

    Imagem um(a) gajo(a) a delirar com tantos fogos por aí…

  3. David says:

    Engraçado é, que as Ilhas não fazem parte de Portugal…são casos à parte! é interessante!!! E é a autoridade Nacional…

    As ilhas enfim como sempre esquecidas…

    • David says:

      A ANPC não tem qualquer jurisdição sobre as ilhas. As regiões autónomas dos açores e madeira têm jm enquadramento legal diferente e o serviço de proteção civil de cada uma são independentes da ANPC. Daí que as ilhas não apareçam, não por esquecimento.

      • lmx1 says:

        Mas isso está errado.
        A ANPC tem jurisdição sobre território Nacional, e as ilhas são território Nacional.

        • David says:

          Talvez o Alberto João Jardim tenha concretizado o seu sonho! O País Madeira..
          É verdade que se tratam de regiões Autónomas mas é praticamente só no papel pq na realidade dependemos inteiramente do Governo Nacional!
          Ou será que tudo o que a Madeira recebe e faz é independente do continente?
          Será uma história que nunca mais acaba contudo se a ANPC não cobrisse as nossas áreas teria de pelo menos enquadrar-nos visualmente visto Portugal não ser apenas o continente, contudo é muitas vezes definido como tal e as ilhas muitas vezes esquecidas… só se lembrando aquando do CR7 ou que as ilhas ganham prêmios por outras coisas…e então ai já interessa defender o que é nosso…ah e tal afinal vocês existem…

          Ps.: Pode não ser 100℅ assim mas as vezes parece.. mesmo o povo parece desconhecer a nossa existência e valorização para todo o país!

  4. ptara says:

    Para a malta que quer o link direto ao mapa com as ocorrências, aqui fica:
    http://www.prociv.pt/pt-pt/SITUACAOOPERACIONAL/Paginas/default.aspx

  5. Pérolas says:

    Enquanto for um negócio vai ser sempre assim… A força aérea é que devia tomar conta desta área e a tropa devia aproveitar e fazer as suas semanas de campo no verão. Quanto aos incendiários e simpatizantes de sabe se lá do quê, em vez de pena de prisão, está deveria ser substituida por pena de trabalho a reflorestar o que ardeu e a limpar matas. O trabalho mete medo a muita gente…

    • José Fins says:

      Totalmente de acordo!!!
      Os incêndios são o maior negócio e a maior indústria em Portugal!!.. e alguém ganho milhões com isso!!… por isso mesmo pegam fogo onde mais pode render!!!…
      É revoltante o que se passa em Portugal!!!

  6. jose pinto says:

    Estive à procura do endereço eletrónic0 da proteção civil e não encontrei.
    No Distrito do Porto há Concelhos que por solidariedade nacional e neste caso por Castelo de Paiva , Arouca e Castro Daire cancelaram, proibiram de deitar fogo de artifício. Conselhos vizinhos das tragédias, no caso do concelho de CINFÃES PERMITIU. AONDE ESTÁ A SOLIDARIEDADE, O RESPEITO E O BOM SENSO?.

    José pinto

  7. Luis Victor Ribeiro Couto says:

    Estou cada vez mais convencido, que os nossos Bombeiros estão cada vez mais desorganizados, antigamente os fogos atacavam-se de cara a cara pois haviam homens sem medo e que não esperavam os fogos na estrada, entravam e procuravam-no para o apagar, agora só se vê os meios aéreos a fazerem o combate para mostrarem que alguém que ganha com esses concursos, que de facto são necessários.
    Hoje estamos com BOMBEIROS cada vez mais jovens e sem preparação psicológica e pratica para enfrentar esta calamidade, penso que é desta vez que o nosso PORTUGAL arde todo pois a nossa Proteção Civil é culpada de tudo o que está a acontecer, fogem com o rabo á seringa e dão culpa ás comunicações (SIRESP). Gostaria que me informassem o que vão fazer os Bombeiros do Centro do do País que são enviados para várias situações de incêndios sem conhecerem minimamente o terreno que vão pisar, não arriscando e muito bem entrarem em sitos que não conhecem. Estou muito triste pois fui Bombeiro muitos anos, fui Comandante por duas vezes e nunca vi a miséria que está a acontecer. Tem que haver culpados e serem severamente castigados pela politica que temos hoje, a Sra. Ministra da Administração Interna que vá para casa cozer meias e tratar da família se a tiver, pois está a fazer um péssimo serviço a Portugal e o Sr. Primeiro Ministro faça o mesmo. Viva os Bombeiros Viva Portugal

    • Carlos Alberto Quitério Alves says:

      Na minha opinião tem toda a razão. Só se lembram de Santa Bárbara quando troveja. Os políticos – estes e outros, não esquecendo que o actual PM foi nº2 de Sócrates – são responsáveis políticos por tais calamidades. O Sr Ministro Capoulas Santos já passou por anterior(es) governos e, como tal não pode “sacudir a água do capote”. Pena é que tais políticos não sejam responsabilizados pelos actos que cometem. Enfim…

  8. João Gil says:

    Tantos engenheiros, doutores, técnicos especializados, a quem entregámos a segurança do nosso território nacional e das nossas gentes, e que nos mandam mensagens informativas para os telemóveis sobre os riscos de incendio, e nem no numero de telefone de emergência acertam !!! Em caso de urgência mandam-nos ligar o numero da Glassdrive ( Substituição de vidros partidos!?)

    Que Vergonha….

    Valham-nos os coitados dos nossos Bombeiros voluntários…

  9. Jonny says:

    Boas , a proteção Civil devíamos ser todos nós, mas , quando se vê” miudos” com 10/17 anos que na escola ( trabalho numa escola) não tem respeito nem civismo e quando chamados à atenção e pais também, acham que está correta a atitude deles. Portanto, enquanto houver mentes que acham que o que é bom está mal e o que está mal e bom ???!
    Quanto ao protegermos a floresta, os que se fartaram de roubar o estado e roubam, bancários, políticos criminosos usavam o exercício e polos a trabalhar limpar,proteger, replantar, e ajudar no combate. E o estado devia dar o exemplo na limpeza de propriedades??!!

  10. Joaquim Agostinho Martins says:

    Há cerca de um ano, alertei nestas páginas, para o perigo que existe nos sótãos das casas, as zonas rurais, se não estiverem limpos de materiais que se possam inflamar, com qualquer faúlha que entre pelas frestas das telhas, principalmente em telhados em madeira. Essa limpeza diz também respeito aos ninhos de pardais, pois estes são feitos de ervas secas, com muita quantidade. Lembro que nos fogos que assolaram a zona centro, na altura reparei que houve algumas casas que arderam e que não houve massa combustível até perto delas, o que pressupõe que começaram a arder pelo telhado, tendo sido o fogo ateado, pelas faúlhas que entraram pelas frinchas das telhas, por haver massa combustível no seu interior. Casas velhas, onde haja ninhos de pardais de telhado, têm arrobas de ervas secas no seu interior. Isto constatei, na minha casa quando substitui o madeiramento por vigas de cimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.