Quantcast
PplWare Mobile

Lei dos metadados: Afinal o que se passa em Portugal?

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Mysta says:

    Isto cada vez está pior ‍♂️

  2. R says:

    Incompetência dos nossos governantes. Já sabiam disto e nada fizeram para que não acontecesse.

  3. Ze says:

    É pros mamoes n irem de cana

  4. dptmateus says:

    Lá vai alguns casos como de Tancos, Rosa Grilo, Sócrates, etc etc …

  5. adbux says:

    Quando foram efetuados mais de 100.000 pedidos num ano, corresponde a mais de 10% da população, alguma coisa não está bem ou isto é uma terra de bandidos.

  6. Luis says:

    Mais vale dizer aos bandidos: podem roubar à vontade que ninguém vos vai pôr na cadeia.

    • Joao Ptt says:

      Ou então: cidadãos, ninguém tem o direito de conservar dados que ajudem a determinar por onde andam, o que fazem, o que dizem, o que pensam… sem que vocês mesmos assim o queiram, de forma genérica.
      Excepções são para aqueles casos em que existem fundadas suspeitas, e então a pessoa é colocada sob observação, após algum juiz o determinar num processo formal.

      A privacidade é o direito de não ter os outros a saber da sua vida, se você mesmo não lhes quiser contar. As excepções a este direito devem ser individuais, no sentido em que só se visa aquela pessoa em particular em caso de fundada suspeita de actividade criminal, mantendo-se os demais a salvo de qualquer violação da privacidade começando por prevenir qualquer coisa que possa colocar tal direito em causa.

      • PorcoDoPunjab says:

        Joao Ptt, eu até digo mais, ninguém devia ser preso se não concordasse com isso.
        Está bem assim?

        Atenciosamente, PorcoDoPunjab

      • Sousa says:

        Não vale a pena tentar explicar ao homem médio, e convém não esquecer que a definição de “médio” fica circunscrita tendo o português típico (Que tem a pequenês de mente de achar que o voto é a solução de todos os males) como objeto da aferição desta medida subjetiva, quais as implicações de uma vigilância a título governamental em massa.

        Esperemos que se eduquem, ou depositemos fé nas gerações vindouras que esta…

    • Francisco Wicked says:

      Se o Rendeiro soubesse…

  7. Gervásio says:

    comeca tudo na frasa que foi o julgamento da casa pia aonde envolve tudo a elite do PS a comecar por o indian pig

    • PorcoDoPunjab says:

      Gervásio, elite do PS e não só…
      Por causa desse pormenor o 44 alterou a lei e meteu cá fora centenas de criminosos violentos apenas para safar o Pedroso.

      Volto a repetir, mas que penico este pobre país, outrora orgulhoso e valente e hoje transformado em pedinte profissional.

      Atenciosamente, PorcoDoPunjab

      • Mauricio says:

        Quem nos pôs de coraras, foi a EU..
        Não podes pescar porque senão és multado, não podes produzir na agricultura porque se não és multado, a nossa industria morreu nos anos 80, cortesia do Cavaco Silva…o que é que esperas depois?
        Se um País não tem as componentes básicas que precisa para sobreviver, tem que viver de esmolas..
        Agora com a Entrada da Ucrânia, para a EU, ainda vai ser pior, porque eles vão levar os subsídios todos, e nós ficamos a ver navios.

        • Tristeza says:

          Andamos há décadas a usufruir de subsídios da UE.
          Não os soubemos usar, foram para uns poucos encherem os bolsos.
          Triste povo este que se sente bem a viver de mão estendida.

  8. Manuel says:

    Obrigado Tribunal Constitucional! Haja bom senso! Isto não é uma ditadura! Guardar os dados de tráfego e localização dos cidadãos indiscriminadamente por um ano é como ser obrigado deixar a porta da casa aberta para a pide vasculhar lá todos os dias. Era o que mais faltava!

  9. Jorge Carvalho says:

    E ninguém sabia de nada …..

    “O tribunal refere ainda que “as normas que determinam uma obrigação indiferenciada de conservação de metadados, nos termos do n.º 4 do artigo 8.º da Constituição, não podiam já ser aplicadas por qualquer autoridade nacional (incluindo judiciária) desde 2014, quando o Tribunal de Justiça da UE concluiu pela sua incompatibilidade com a Carta dos Direitos Fundamentais da UE — como, de resto, decidiu a CNPD na Deliberação n.º 1008/2017, de 18 de julho de 2017”.”

    Abc

  10. compro essa também says:

    Penso que ninguém esta a ver bem toda a conjetura que caba por ter também mas não só interferência externa …
    São varias as faltas e não será só desses tempos ou assuntos …

    Claro está, que a um anão que já se desloca em andas é-lhe difícil dar saltos maiores …

    Empurrando para a frente o que deveria ser resolvido em tempo … não falta exemplos.

    Sejam legisladores, partidos, parlamentares, ordens, etc, etc ou elites no geral fizeram trabalho do qual aí esta o resultado …

    É só uma nação que perde, a nossa, e no meios das pingas da chuva alguém se governa, e o povo nada sabe …

    Só é mais do mesmo …

    http://www.publico.pt/2022/05/13/politica/noticia/lei-metadados-ilegal-desde-2008-pgr-nao-queixar-constitucional-2006181

    As tais elites e os seus bons préstimos.

  11. compro essa também says:

    Ainda e já agora, também a geolocalização no mundo ou universodos 3w também Viola a mesma constituição …. apps, os, sites …. é o que é,ou seja, as tecnológicas como Amazon entre outras, têm todo entresse em alterar em seu beneficio…o que devemos ter bem em conta, ou acham que estes ataques informaticos são para quê ? forçar a implantação de regras que satisfacam seus entresses e sóe essas não nos são beneficas em nenhum sentido, nem no econômico e é muito facil provar cientificamente, ou por a mais b

  12. PorcoDoPunjab says:

    Com esta trapalhada toda, muito criminoso vai ser solto.
    Isto já não é um país, isto é um penico.
    Por favor, que algum país de jeito nos invada e tome conta disto.
    Saliento ” de jeito “… todos nós, comum povo, só teríamos a ganhar.
    Claro que as elites corruptas eram todas postas no raio que as parta e isso não querem…

    Alô Suíça? Alô Dinamarca? Não estão interessados num território com Sol?
    Se quiserem vou aí e indico-vos a direcção para o penico à beira mar mal plantado.

    Atenciosamente, PorcoDoPunjab

    • Alguém Interessado says:

      Realmente, abondáveis mesmo do que fala.
      Só porque se despede com educação, não quer dizer que diga alguma coisa que faça sentido…basta ler o que escreveu para trás…

      Atenciosamente, Alguém Interessado

      • PorcoDoPunjab says:

        @Alguém, o que é que eu disse que não faz sentido?
        Sermos governados por gente séria e competente, ainda que estrangeira?
        Ficaria surpreendido com a quantidade de opiniões positivas se isso fosse referendado.
        Provavelmente boa parte dos abstencionistas estariam de acordo já que para esses, e para mim tb, os nossos políticos só servem para corromper e serem corrompidos e tratarem da sua vidinha e os interesses do país ficam para trás.

        Mas pronto, prefere o sistema que em breve vai deixar Portugal no último lugar da UE.
        Está quase, só falta a Bulgária passar à frente.
        Os restantes já lá vão.
        Nestes últimos 20 anos todos os países de leste nos ultrapassaram.
        É isto que quer para Portugal?
        Já sei, é mais um a mamar do estado.
        Só pode….

        Ainda mais atenciosamente, PorcoDoPunjab

  13. Profeta says:

    Mas porque e que recusam o pedido da PGR ? Afinal nao e suposto qualquer tribunal servir o publico e ir a procura da verdade ? Se estes senhores tomam estas decisoes so porque sim entao o que estao la a fazer ? Se algo esta errado corrigam-no e nao prejudiquem os investigadores e todas as outras coisas ligadas aos processos judiciais. Isto faze lembrar aquelas leis com uma virgula no local errado ou os “de” e “da” estes legisladores passam a vida a fabricar leis dubias. Mas pronto isto e uma discussao sem fim e sem solucao a vista, uma vez que os que la estao nao estao a trabalhar para nos, estao a trabalhar para eles. Parabens corruptos, ganharam mais uma medalha.

  14. Mauricio says:

    A EU está a ficar uma ditadura 🙁
    Agora querem que as empresas acedam á informação encriptada.
    Anteriormente, só o podiam fazer com um mandato de um tribunal, agora vai ser só trabalhadores dessas empresas a vender dados pessoais por fora.
    É uma desgraça.

  15. Ricardo says:

    Hmmmm, vou meter a advogada a anular-me a minha dupla condenação de 2009… Será que vou receber tudo o que tive de pagar, e com juros ? Depois aviso o desfecho…

  16. Rui says:

    Bem, pelo menos os dados estariam seguros, nunca ouvi falar de nenhuma operadora tipo Vodafone que fosse haqueada, nem de nenhum agente curioso de seguros curioso que fosse espiar quantas vezes fui ao IPO no último ano antes de decidir se me faz um seguro

  17. compro essa também says:

    A vodafone nunca foi atacada informaticamente ?

    Ou não entendi ou alguém esteve fora desta realidade e do planeta, é que no planeta já não é a primeira a ser atacada …

  18. AJ says:

    Não percebi a polmica em relação aos Metadados. Pelo que percebo estes dados fazem parte da arquitetura de armazenamento de um determinado tipo de dados, ou seja, dados sobre os proprios dados e isto já é feito pelas operadoras certamente desde que elas existem e têm registos. Qual é o problema de serem aceditos pela PJ por exemplo no seguimento de um caso criminal … ou estes Metadados são algum jargão inventado no seio legislativo para se referir à informação propriamente dita… mas não, o Sr. Primeiro Ministro hoje até disse que nem nos estamos a referir aos próprios dados, pelo que me chamou a atenção o fato dele estar consciente disso… será que os Sra. Procuradora-geral sabe o que são Metadados? O que é que se passa!?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.