Quantcast
PplWare Mobile

Empresa de criptomoedas quer formar o seu próprio governo

                                    
                                

Autor: Marisa Pinto


  1. Xnelox says:

    Eu vi isso quase a acontecer com as BisonCoins no Street Fighter movie

  2. Miguel says:

    Eu já vi isso o Homem Simpson a tentar fazer hehehe, só mesmo na América.

  3. Str says:

    Para rir mesmo. Bem, vai acontecer uma de duas coisas, ou os estados põem mão nisso regulamentando e escrutinando, que é o que acho que vai acontecer, ou vai acabar banida/ilegalizada/bloqueada etc etc etc

  4. j says:

    Boa Sorte corrutos.

  5. Pirata das cabernas says:

    Daqui a uns meses já se voltam a esquecer das criptomoedas… Só falam cada vez que batem recordes

  6. André R. says:

    Concordo, metiam lá a ralé de colarinho branco a roubarem-se uns aos outros. Não poderia haver trocas com o “mundo exterior”. Só assim é que era possível verificar a sua “independência”.

  7. José Fonseca Amadeu says:

    E assim começa o principio do fim das criptomoedas.
    Primeiro criavam um estado, a seguir esse estado precisaria de um exercito, outros se seguiriam, muitos iriam pilhar aldeias e violar mulher e assim estariamos de volta à idade média.

  8. Rrrrrr says:

    ha malucos para acreditar em tudo…

  9. PT says:

    Ainda bem que o ano passado comprei 5 bitcoins, valorizaram 10x em apenas 13 meses! Recomendo a todos investirem em BTCS!

    • Atento says:

      Vende, enquanto o podes fazer sem perder. Não esqueças que o lucro só chega quando transformas os BTCS em moeda física.
      A valorização do Bitcoin é efémera, como são os lucros nos esquemas de Ponzi; para poucos proveitos, para muitos perdas.

      • Traveller says:

        Podes explicar isso melhor é que transformei os meus BItcoins virtuais há 3 anos por moeda física no caso pesos Argentinos e agora a moeda física não dá para comprar uma sandes.
        A moeda física vale o que quiserem dar por ela assim como a moeda virtual vale o que quiserem dar por ela ou seja ambos não vale nada ou ambas valem milhões.

    • Paulo Ferreira says:

      Como alguém dizia: É a raspadinha dos ricos

  10. Joao Ptt says:

    Boa tentativa empresa “XYZ”.
    Se há coisa que nenhum estado aceita é ceder o seu poderzinho para terceiros, a menos que sejam eles mesmo que aprovam a ficar nessas estruturas alternativas ad aeternum.

    Mas podem ir tentar criar um novo estado algures em África, onde será mais fácil corromper pessoas para esse fim, desde que seja algo relativamente pequeno, e tenham rios de dinheiro e recursos de verdade talvez sejam capazes por lá… e malta a querer invadir aquilo para ter melhores condições de vida é coisa que certamente não irá faltar.

  11. Miguel says:

    “As empresas teriam poderes como os do governo. Poderiam então criar sistemas judiciais, impostos e construir infraestruturas enquanto tomam decisões de gestão de terras e água.”
    Isso vai correr bem, imaginem só a TAP mandava construir um aeroporto, mas a empresa de ferris dizia que não e fazia-se uma guerra, com armas para resolver, porque a lei é ganha o mais forte.
    Enquanto isto a empresa de gestão de àguas cortava a agua a todos, porque não está para financiar estas coisas, e as pessoas que trabalham nestas empresas morrem à fome, sem dinheiro e sem trabalho enquanto a guerra continua.
    É porreiro nos primeiros anos, ficar de sofá e ver o governo transformar-se em MadMax…
    Esta gente sinceramente acredita que gestores são boas pessoas? e que vão fazer o que é melhor para a comunidade?? nem sei em que planeta vivem ahah

  12. RM says:

    Querem ser independentes de um governo para depois governarem outros !? Que idiotas e hipócritas!
    Parece que a humanidade não aprende com as lições do passado.

  13. Redin says:

    A INTERNET DE SOBERANIA.
    Não pensem que isso seja assim tão difícil.
    Temos é de pensar fora da caixa, do comum, do óbvio.
    Existe um projeto de se criar uma nação soberana baseada em conceitos de blockchain que além de terem a própria moeda. têm também cidadania. Num projeto descentralizado como o Bitcoin, não existe qualquer tipo de governo que possa tomar o poder.
    Chama-se https://tse.bitnation.co/
    Até passaportes de cidadão são passados. Uma comunidade que não precisa de existir em local físico.
    Qualquer cidadão de qualquer país poderá fazer parte.

  14. Redin says:

    Também na década de 1960 houve uma tentativa de criar uma nação numa zona fora de jurisdição marítima. Até deu um filme. Podem ver a explicação desta experiencia.
    https://youtu.be/6GCgPwynogw

    • Manuel says:

      E correu mal…
      A única coisa que gerou foi alteração da legislação internacional.
      A verdade é que as criptomoedas um dia destes vão levar com os poderes do estado em cima para as controlar e depois a bolha rebenta e alguns vão arruinar.

      • Atento says:

        O projeto (Euro Digital) já está em curso na zona Euro e deve ver a luz do dia em 1 a 2 anos. Mas, de que serve um Euro Digital se, apesar de paralelo à moeda Euro, continua a ser regulado ? A única vantagem das criptomoedas é a sua desregulação que as torna paraísos para a lavagem de dinheiro (e essa lavagem serve a todos, excepto o «povão»).

      • paulo says:

        entao nao sabes como funciona as cryptos ningem controla! estas abituado que o estado tenha controle de tudo mas desta vez é diferende ! estuda e vais ver!

      • Redin says:

        Correu mal por ter sido um projecto que na altura não havia melhor para se pensar.
        Hoje, com estes projectos de descentralização como pode alguém meter o bedelho?

        • Manuel says:

          Controlando a saída e entrada dos verdadeiros capitais.
          Ou achas que vai demorar muito até os lucros do mundo cripto ser alvo das finanças?

          • Redin says:

            Sim, tens razão. Vemos mesmo isso acontecer com o dinheiro FIAT.
            As prisões estão carregadas deles.

          • oiiiii says:

            Men, não deixam de ser moedas
            Se tiveres outra moeda (das físicas) no banco e se ela valorizar porque é que as finanças devem de ir atrás de ti??? não tens culpa da moeda valorizar. Muitos de voz tem a ideia que isto é apenas para enriquecer a malta, mas tens de começar a ver como uma moeda, sim uma moeda que 1 dia poderás ir a um café e pagares uma cerveja com ela.

  15. Atento says:

    Para se perceber o fenómeno da manipulação de massas e das cotações das moedas virtuais, dou o exemplos mencionado neste artigo. É o melhor exemplo da irracionalidade que grassa por esse mundo fora.

    https://www.jornaldenegocios.pt/mercados/detalhe/criador-da-dogecoin-nao-tem-resposta-para-ascensao-meteorica-da-moeda-digital

  16. Joao Ptt says:

    O Bitcoin e outras moedas virtuais estão apenas a um salto tecnológico de serem cilindradas pela tecnologia capaz de reverter a parte pública da dita moeda na parte privada. Os padrões que utilizam nem sequer são os mais elevados das curvas elípticas, é mesmo ali a jogar resvés com o limite mais baixo do que se considera actualmente seguro em termos de margens de segurança, e que mesmo com a evolução natural, sem saltos gigantes na tecnologia tornarão tal tecnologia obsoleta nos próximos anos, da mesma forma que o RSA 512 bit era considerado há uns anos imbatível e hoje em dia abaixo de RSA 2048 bit é considerado potencialmente reversível e já comprovadamente atacável no nível RSA 1024 bit.

    E a Bitcoin e tudo o resto está assente num sistema super frágil chamado : rede de energia eléctrica mundial, que é conhecida por ser extremamente vulnerável a ataques e cada vez mais com a automatização feita nos últimos anos, e ainda existem os problemas dos protocolos de Internet vulneráveis como o BGP que podem ser aproveitados para ataques a criptomoedas, o problema do consenso de rede, em que se alguém controlar mais de 50% da rede efectivamente pode falsificar os registos… enfim os problemas são tantos que ver nas criptomoedas a salvação é roçar ali o ridículo. Podem ser úteis, mas calma lá.

    • Rodrigo says:

      Se amanha houver um problema na rede de energia eletrica mundial vai tudo abaixo..nao so as criptomoedas!
      sem electricidade nao ha internet e sem internet nao ha nada..acabou.

    • Redin says:

      Talvez vocês não saibam, mas os sistemas de encriptação não vão ficar a dormir esperando o comboio da evolução passar despercebido. Ou acham que um computador quântico vai ficar disponível ao comum cidadão? Quando se tornar possível de ser adquirido, todas as outras grandes tecnologias de segurança vão poder acompanhar.
      Não podemos pensar num mundo de fragilidades onde somente uma parte ficará afetada.
      Aproveito nesta consequência dar resposta ao comentário abaixo.
      Não sei se sabiam, mas, mesmo que não haja internet (inconcebível nos dias de hoje) a rede pode continuar a fluir. Já houve experiencias em alguns países inflacionários cortarem a internet para evitar a bitcoin e o pessoal utilizou as mensagens SMS e a rede de rádio amador para continuar a funcionar.

  17. Não Obstante says:

    E o governo central ou do Nevada vão na conversa…

  18. AlexX says:

    Concordo, se me afectasse teríamos que procurar outro lugar para viver. Criptomoeda vale aquilo que alguns decidem que vale. Tal como o dinheiro físico, nem que sejam notas de Alves dos Reis ou do jogo monopólio. Podia concordar que prata e ouro são mais seguros como moeda de troca mas no fundo vai dar ao mesmo se tomarem a decisão da noite para o dia que pouco ou nada passam a valer. Água potável, frutos, vegetais e legumes por outro lado, são sempre valores seguros de sobrevivência. E armas com muitas munições para defender esses valores.
    Bem que isto pode ser mais uma experiência, talvez Berns queira construir uma cidadela com árvores e relvados feitos de plástico e onde viva ppl alienado em casas de plástico consumindo aquilo que ele tiver para vender. Um O’Hare de Lorax?

  19. Carol says:

    Muito legal as dicas e o conteúdo do portal. Vou ficar
    visitando mais vezes.
    Você dá uma dica para quem está começando no mercado
    digital?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.