Quantcast
PplWare Mobile

CNPD: Pessoas são negligentes e ingénuas na Internet

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Pinto


  1. Miguel says:

    As pessoas são mesmo ingénuas.
    Já agora quando é que vou receber o telefone que me saiu no sorteio? Fui o visitante 100.000.000 de um site mais ainda não me chegou o prémio. Só tive de fazer o registo com o cartão de crédito.

  2. Andre L says:

    Não são só as pessoas que são ingénuas, essas mesmas empresas são as que “enganam” os utilizadores mudando constantemente os termos. Por isso existem falsas identidades chamadas “NICKname” e inventar números de ID’s. Comem as pessoas por parvas…..

  3. censo says:

    Negligentes e ingenuas…eu chamaria as coisas pelos nomes: ignorantes! Há muita ignorancia tecnologica. E não só as pessoas mais…antigas.

  4. Carlos says:

    “antigamente as pessoas preservavam os contactos, os amigos, mas hoje expõem a sua rede, dizem com quem se relacionam, o tipo de relações, a família, os amigos, os colegas de trabalho”

    Antigamente o Facebook não existia.

    Eu duvido seriemante que as pessoas tivessem mais ou melhor noção de privacidade, o que não tinham de certeza absoluta era forma de partilhar tanta informação pessoal como o fazem hoje.

    • NunoR says:

      É certo que agora é mais fácil, mas antigamente as pessoas eram muito mais cuidadosas. Antigamente o numero de telefone era quase um segredo de estado, e só era fornecido a familiares ou pessoas mais chegadas. Mesmo quando apareceram os telemóveis, os números não eram partilhados como hoje, muitas vezes recebi e enviei sms/chamada e perguntar se podia dar o numero a alguém, mesmo entre Amigos. Hoje partilha-se tudo com toda a gente.

      • Renato says:

        Ai era?

        Aparentemente, “antigamente” não existia uma coisa chamada “lista telefónica” com os números de toda a gente.

        • NT says:

          existia pois… mas tinhas que saber o nome completo por exemplo… não era tão fácil como hoje em dia em que compras um smartphone ‘sincronizas’ com o facebook e tens os contactos todos ali… O que é conveniente! Porém isso não implica que seja seguro ou que respeite a privacidade.
          Ou por exemplo tiras uma foto num local público e por ‘azar’ alguém foi apanhado na foto… De repente essa pessoa é identificada, mesmo que não quisesse… Agora não venhas responder que essa pessoal se não queria ser fotografada não estivesse na rua e quem tirou a foto não está a cometer nenhum crime…
          E sim talvez “os mais antigos” por saberem o que é a censura e estar sempre a olhar por cima do ombro não viesse a ‘policia’ e tivessem dito algo que fosse contra o governo… dão mais valor à privacidade. Porém a ignorância e as mais de 30 páginas de “ao utilizar este serviço aceito….” fazem com que as pessoas partilhem com a intenção de ‘isto é só para os amigos’ porém mal sabem que é para os amigos, amigos de amigos, os amigos dos amigos de amigos…….

        • NunoR says:

          Havia a possibilidade de não aparecer na lista telefónica. E para lá pesquisares tinhas de saber algumas informações. Eu posso te deixar o meu primeiro e ultimo nome e só com a lista descobre lá o meu numero de casa!!!

    • JustQuit says:

      existia sim!! já tem 12 anos, o hi5 tbm existia… e muita gente já expunha a sua vida….

  5. Boss says:

    Sao certamente as mesmas que depois têm medo que o FBI lhes roube o telemóvel para ver as selfies guardadas.

  6. marco says:

    Meus amigos eu sou o gajo mais rico do mundo. Saem-me ad lotarias todas..

  7. Joao says:

    Gostei da atitude da CPND….. mas nos inicio do mês de Maio de 2015, eu fiz uma reclamação à CPND, porque na página oficial do Turismo de Portugal existem milhares de dados (telf. pessoal, NIF, morada, nome completo, etc.) privados disponíveis para quem quiser e recebi a seguinte resposta.
    >
    >
    > Exmº Senhor AAA BBBB,
    > Em resposta ao seu e-mail, informa-se que deve, em primeiro lugar, solicitar, por escrito, à entidade em questão qual o fundamento e legitimidade da publicação dos seus dados pessoais.
    >
    > Deve ainda exercer o seu direito de eliminação dos mesmos (artº 11º da Lei 67/98, de 26 de outubro).
    >
    > Com os melhores cumprimentos,
    > XXXXX YYYYY
    > Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD)
    > [ GAP – Gabinete de Atendimento ao Público ]
    > Rua de São Bento, 148-3º; 1200 – 821 Lisboa
    > Telef.: 21.393 00 XX (Linha Privacidade)
    > url: http://www.cnpd.pt

    NOTA: Apaguei os nomes para proteger a privacidade do remetente.

    Respondi depois à pessoa perguntar qual é a função da CPND e até hoje não recebi nenhuma resposta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.