Quantcast
PplWare Mobile

Alemanha vai forçar os ISPs a darem descontos quando a velocidade da Internet for lenta

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. Vrael says:

    Era giro ver isso cá com a NOS, era desconto na fatura o ano todo…

  2. Manuel Costa says:

    Por cá as operadoras cobram serviços de 500mbs mas, os modem nem a 50mbs se registam nas redes.
    O mesmo para vários serviços 4G e 5G que “garantem velocidades” que nem 10% alcançam… fácil culpar os ISP e o usar “telemóveis abaixo de 1000 euros dá nisso” (palavras de um youtuber a comentar a publicidade que fez a uma operadora nacional).

  3. Francisco Santos says:

    Em Portugal as operadoras defendem-se sempre com a frase “…até X Mbps”, pois no contrato é o que lá diz. Eles dizem sempre que a velocidade depende de vários fatores, como a distância do ponto de ligação à central de distribuição mais próxima, no caso das ligações por ADSL. Isso dos 90% da velocidade de ligação contratada ser elegível para reclamação aqui dava para quase todos os clientes ADSL, pois muitas vezes nem 80% têm.

    • Juiz says:

      Pois mas essa treta do até x é mesmo para se livrarem das responsabilidades, e principalmente em zonas onde as pessoas não tem alternativa, é o mesmo que mandar área para os olhos das pessoas, depois vemos as disparidades uns tem tudo outros não tem nada, e com o evoluir das comunicações essa disparidade ainda se tornou mais evidente, a cobrarem o pacote ao preço que é e nem conseguem garantir o máximo, mas investir está quieto, para receber estão logo de perna aberta.

    • Louro says:

      Era fácil de eles resolverem o problema, aumentam o preco do servico em 30%, depois caso nao tenhas as velocidades contratadas dao um desconto de 10%.

      Eles ficam contentes, o Zé também fica.

  4. Juiz says:

    Em Portugal era bom que acontecesse isto, ai é que se via os preços a descer, principalmente nas situações em que a velocidade contratada nem perto chega do que deveria ser.

    Mas pronto em Portugal é o pais das leis cheias de buracos depressa encontravam maneira de contornar a situação como sempre.

  5. Luís says:

    Basta testarem com dispositivos que apenas suportam WIFI 4 ou porta ET100 que já não “têm” o contratado.
    Vai ser um tiro no pé esta medida, eu noto entre o meu iPhone 12 com suporte WIFI 6 para o iPhone 7 do meu irmão com WIFI 5 (tenho router WIFI 6 btw)
    A ferramenta de teste deveria ser incorporada no software do router (como têm alguns routers da TP-LINK) para que o teste fosse agnóstico do dispositivo móvel. (Claro que é possível argumentar que a operadora poderia “aldrabar” o teste se estivesse integrado dentro do router)

    • Pintor says:

      Qualquer router decente tem o eu próprio teste de velocidade, não utilizo os equipamentos do operador a vários anos sendo que a partir dessa altura nunca mais tive qualquer problema com a velocidade acaba por ser sempre superior a contratada.

  6. informado says:

    LOL em Portugal nucna vai acontecer

  7. Luis Henrique Silva says:

    Cá nunca irá soceder con a aldrabagem que por cá anda .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.