5000 hotspots para oferecer Internet gratuita na Europa


Destaques PPLWARE

11 Respostas

  1. poiou says:

    A ver se a estabilidade não é também igual a da eduroam

  2. Alvega says:

    “Para tal será desbloqueada uma verba de 120 milhões de euros”, quando os interesses de quem MANDA estao em jogo, logo,lgoo…logo aparece verba, sou utilizador, mas dai a achar isto uma prioridade !!!
    Há que manter os “súbditos”, felizes e contentes…para podermos seguir em frente, seja lá qual for o nosso destino.

  3. rfonz says:

    Let The Hacking Begin 🙂

  4. carlos V says:

    Maslow?
    Não é nada uma necessidade básica.
    Puto que nso sabe fazer nada sem estar ligado a net já apresenta sinais de inaptidao.

  5. mike says:

    Lá vai a NOS roubar net aos Hotspots…. Afinal tem as suas linhas completamente entupidas.

  6. Fernando Negro says:

    1) Não é “gratuita”. É paga pelos contribuintes europeus, através de dinheiro que é extorquido através dos impostos.

    2) Não vai ser livre. Observem como uma série de sítios irão ser censurados, sempre que revelem verdades inconvenientes (para o poder estabelecido europeu). Ex: https://www.infowars.com/free-nationwide-wi-fi-network-to-censor-political-websites/ + https://www.infowars.com/tsa-to-block-websites-with-controversial-opinions/

    3) O objectivo não é proporcionar uma maior liberdade de expressão para todos os cidadãos. É saber onde é que está cada um deles, a toda a hora, e o que anda cada um deles a fazer e a dizer, através dos dados que irão fluir por estas ligações governamentais – um “Grande Irmão” europeu em acção.

    Resumindo: No que isto se traduz, é que toda a gente – incluindo quem não use tais redes – vai começar a ter de pagar para que, quem as utilize, seja vigiado/a e censurado/a. (Isto é, vamos ter os próprios cidadãos a pagar pela sua vigilância e também censura.)

    • John Sun says:

      Tem razão, deveriam era encerrar os conteúdos errados já que os mesmos não deveriam existir.

      O problema está em determinar o que é correcto e o que é errado. Não é que seja complicado, mas como a maioria das pessoas é/ está errada é difícil/ impossível aceitar o correcto.

      Actualmente pornografia em alguns países pode dar direito à morte e em outros está exposto em expositores sem qualquer problema para o governo local. É a pornografia/ erotismo correcto? Não. Mas quantos discordarão comigo? Basta ligar a Sic Radical e a CMTV a certas horas, sem falar nos canais pagos na TV onde o governo português tem pleno controlo para ver que não só há quem discorde de mim como expõem para todos verem seja gratuitamente ou a pagar.

      A censura é correcta? Se for para prevenir que algo de errado se espalhe é totalmente correcta para bem de quem comete o erro e para bem daqueles que poderiam ser desviados por tal erro. O problema é como escrevi anteriormente: determinar o correcto e o errado… não é particularmente difícil, mas cada cabeça terá sua sentença e a Verdade é só uma.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.