Quantcast
PplWare Mobile

Zaporizhia: Alerta para risco de pulverização de substâncias radioativas

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. António Lopes says:

    Fui militar nos anos 70 do século passado.
    Há uma coisa que ainda não percebi, como e porquê é que uma unidade militar se auto bombardeia?
    Algo está mal contado…

    • Lopes Lopes Tony says:

      Ainda bem que referiste que foi “do século passado”. Estava na dúvida se teria sido neste.

    • Luis Borges says:

      Arte da guerra. Russia.

    • BitBit says:

      Os bombardeamentos não têm sido à central (nem aos militares russos que ocupam a central).
      Têm afetado infra-estruturas como linhas de alta tensão e locais de armazenamento.
      Os reatores nucleares são extremamente difíceis de desligar. Não é – carrega-se um botão e desliga e liga-se na manhã seguinte. E a eletricidade produzida tem que ser escoada – com estes acontecimentos o fornecimento de energia elétrica esteve parada durante 3 horas. Isto é tudo um perigo imenso.
      Agora, quanto a quem bombardeia e porquê, não é fácil lá chegar.
      A energia elétrica produzida por esta central abastece a rede elétrica da Ucrânia – os russos não a conseguiram ligar à rede russa.
      Agora, foram os ucranianos que fizeram estes bombardeamentos quando precisam da eletricidade das central e pode haver uma catástrofe nuclear?
      Foram os russos, porque se houver uma catástrofe nuclear afeta é os ucranianos?
      A situação está muito perigosa.

      Quanto à guerra, ao fim de 6 meses de invasão, está num impasse.

    • joaomatos says:

      António Lopes,
      Acho que qualquer pessoa com 2 dedos de testa chega á conclusão que não são os Russos que estão a bombardear a central…que eles próprios ocupam..
      No entanto um destes dias passados os Russos descobriram 1 ucraniano que trabalhava na central e passava coordenadas para os ucranianos atacarem a central, esse foi preso..

  2. Micas says:

    O que interessa saber isto? Não podemos fazer nada. Só enerva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.