PplWare Mobile

Waze: apesar da pressão, a Google manterá a sua função mais popular


Desenvolveu desde cedo o gosto pela escrita e comunicação. Em leis formado, tem como hobbies a aquariofilia e a música. Mas é na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e no Pplware a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.

Destaques PPLWARE

  1. Vitor says:

    Sinceramente não sei se o argumento da Google de “… acreditamos que ao informar os condutores dos radares no seu caminho estes possam tomar decisões mais cuidadas e ajuizadas enquanto conduzem.” se sobrepõe ao serviço de prevenção rodoviária que os radares e operações stop da polícia fazem na fiscalização de infrações de trânsito. Já para não falar na “informação” disponível para quem tem motivos para fugir dessa fiscalização…assaltantes,raptores,distribuidores de substâncias proibidas,etc. Na minha modesta opinião esses programas/apps deveriam ser proibidas…mas isso sou eu a “divagar”!

    • Peferreira98 says:

      Eles só identificam radares fixos, ninguém falou em operações stop nem radares móveis.
      Esses só mesmo o waze (para já) e necessita que alguém os identifique primeiro.
      E sejamos honestos… Nenhuma operação stop tem como objetivo encontrar o tipo de pessoas que declaras-te. Só mesmo as embriagadas e porte de substâncias ilícitas. Nada contra esse feito.

      • José says:

        Tem também a app Radarbot que indica radares fixos. Os moveis ou operações Stop apenas sse forem indicadas por outros condutores.

        Claro que sendo o objetivo policial a prevenção é não a caça à morte multa, mas como dizem, não vejo mal nenhum em que se divulguem os locais onde se encontram os radares.
        Acresce que a grande maioria deles são instalados onde é mais provável infringir o limite de velocidade

    • Elisio Cordeiro says:

      Divagar se vai longe!
      Há sempre os radares móveis aos quais não podemos fugir.

      • Fak says:

        claro que podemos fugir aos radares moveis, especialmente quando a propria policia divulga tudo o que precisamos saber sobre eles… ainda me lembro do post aqui no pplware: “PSP alerta onde vão estar os radares de velocidade no mês de outubro”.

        enfim, cada vez ligo menos à policia, estou-me completamente nas tintas para eles, o que não faltam são casos em que as pessoas apanham multas estando a propria policia no momento a cometer uma infração…
        ainda à uns meses uma amiga minha levou uma multa por estacionamento, ela está-se a lixar para a policia também, ela diz que estava um carro da PSP parado em cima do passeio e ela fez igual… recebeu uma multa por estacionamento… foi à policia e disse que fez exatamente o que o carro patrulha fez, então porque ela foi multada e o carro patrulha não? anularam-lhe a multa como resultado disso, ela ouviu que, aparentemente, eles pararam ali para ir beber café…

        por isso pessoal já sabem, podem parar nas paragens de autocarro, nos passeios e nos lugares dos deficientes para ir beber café que a PSP faz igual, tirem foto disso, se apanharem multa então esfreguem-lhes a foto na cara.

    • Paulo says:

      És capaz de ter razão, a maior preocupação de um raptor, assaltante e afins, é mesmo não serem apanhados em excesso de velocidade. Podem haver argumentos ridículos mas o teu bate todos os recordes… Além de que por lei, todos os radares FIXOS, que são os que aparecem na app, têm de estar sinalizados antes, logo onde está o problema de eles surgirem na app? Ao contrário do que dizem, o alerta vai ajudar na prevenção.

      • Vitor says:

        Se tivesses tido o “trabalho” de ler o meu comentário na totalidade verias que em lado algum eu falo na questão da velocidade em relação aos “bandos”…e se não tivesses “preguiça” de pensar um pouco verias que me refiro a “localização” dos ditos para não poderem ser seguidos e rastreados.E emiti apenas a MINHA opinião…que certa ou errada é tão válida como outra qualquer! Abç.

  2. César Real Nunes says:

    Uma coisa são operações de fiscalização, outra são radares de velocidade, e a desculpa para estes últimos é que se os condutores respeitarem os limites de velocidade há menos acidentes, logo, o objectivo será que os condutores respeitem a velocidade, o que acontece ainda mais se estes souberem que está lá o radar, agora o que parece é que a polícia está mais preocupada em multar do que em evitar acidentes…

  3. Peferreira98 says:

    Sou mais a favor de ‘radares de via’ que multam pessoas que não andam na direita (se estes existissem) do que propriamente de velocidade mas isto é só uma opinião. Radares de velocidade fazem sentido em troços perigosos (curvas) mas toda a gente sabe que estes só existem nas retas que têm maior probabilidade de ‘sucesso’. Se este facto não é caça à multa então não sei o que é.

  4. Luís Castro says:

    Pois, eles querem é o dinheiro das multas. Sabem é muito.. Atirar area para os olhos das pessoas. Acho muito bem as apps terem esses serviços.

  5. Gilberto Magalhães says:

    Não é com radares escondidos que a polícia vai fazer o que quer que seja… a não ser multar pessoas que passaram a 70 num local cujo o limite é 50. Só mesmo para angariar mais multas e claro mais dinheiro. Acho muito bem a divulgação dos radares para acabar com esta palhaçada que hoje em dia a polícia se propõe.

  6. falcaobranco says:

    Cada vez gosto mais do offline maps… xiça…

  7. Informático Amador says:

    De qualquer modo, ainda não chegou cá. Eu pelo menos não noto. Só se o Android Auto não deixa o Google Maps mostrar, o que duvido.

  8. Macgyver says:

    Esse método de um radar é muito ineficaz, se as autoridades quiserem um método funcione, tem q por radares ao longo das estradas, e tirar a velocidade média de um veículo entre dois radares, assim não tem isso de reduzir momentaneamente para depois acelerar. Proibir esse aviso no Waze só vai fazer alavancar os grupos de WhatsApp de mesmo propósito

  9. Paulo Munir says:

    O limite de velocidade é para toda a via e não apenas em volta dos radares. Essa função precisa sair.

  10. José Eduardo Souza Carrilho Cruz says:

    Aqui no Brasil a questão se agrava, pois o informe de polícia a frente que o Waze faz também contribui com os que andam com veículos sem os documentos ou com veículos irregulares , ou até mesmo veículos roubados, assim o app acaba ajudando ladroes e ou aqueles que não cumprem as leis.
    Pode parecer exagero, sobre os que não estão documentados ou irregulares, toda via, vale refletir se um destes condutores por eventualidade colidir consigo a hipótese de conseguir que o mesmo lhe pague os danos seria mínima, isso se este não causar algo mais sério….

  11. nop90 says:

    Esta história já enjoa. Se o Waze tirar a função, usa-se outras centenas de serviços que alertam para os radares, portanto: ineficaz e irrelevante.
    Agora, se me disserem que a policia quer apostar em prevenção e colocar radares de 10 em 10 km: óptimo
    Se me disserem que vai haver radares tolerância zero num raio de 10km junto a escolas e lugares com grande afluência de pessoas: óptimo
    MAS… se me disserem que vai continuar a caça à multa em locais estratégicos nos últimos dias do mês, bem, então PSP, BT, GNR e afins: vão-se catar!! vocês não querem prevenção, querem encher os bolsos, hipócritas de m. 🙂
    bom fim de semana…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.