Quantcast
PplWare Mobile

Volkswagen, BMW e Daimler usaram macacos para testes

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Spartan says:

    E por isto que eu odeio as companhias de automóveis

  2. Hugo Gomes says:

    Deviam era ter feito os testes com os directores da vw e bmw ali dentro dum prédio todos ali s respirar como deve ser para ver qual é que escapava. Palhaçada estes gajos

  3. Helder says:

    Não me importo.

    Todos os dias morrem animais só para fazer tostas mistas em vez de tosta de queijo, os macacos não podem agora morrer?

    No passado, muitos milhões de humanos morreram precisamente porque eles não fizeram testes com animais, exemplo, a gasolina aditivada com chumbo.

    • Joel Reis says:

      Não deixa de ser verdade.
      O ideal será um meio termo.
      Entretanto, os que quiserem salvar os macacos podem sempre voluntariar-se para tomar o lugar deles.

      • Alvaro Campos says:

        ADOREI!!!!!!!!!!!!!

      • Xis says:

        Não é preciso ninguém tomar o lugar deles, o que é preciso é estas empresas deixarem de fazer estas atrocidades só para não gastarem uns €uros em investigações mais profundas.

        • António Fagundes says:

          Sou contra os testes em animais, no entanto reconheço que há muita coisa que não pode ser testada de outra forma.
          Acho também que o animal tem mais direito à vida do que o homem, por isso deviam pegar em criminosos e usá-los para fazer esses testes em vez dos bichos.

          • Joel Reis says:

            Também é uma boa sugestão, apesar de um animal (irracional) não ter mais mais direito à vida que um humano (a maioria).

          • Sujeito says:

            O macaco é um animal racional ó companheiro. E não tem mais, nem menos direito. Tem o mesmo, a questão aqui é simples e desnecessária.

      • Mota says:

        A leia da natureza é matar para sobreviver. Não é matar pq nos apetece. Isto é pura maldade, a morte destes animais foram em vão.

      • Limalhas says:

        Mas será que já pensou que existe tecnologia para fazer essas medições sem que seja necessário sacrificar animais?!

    • Joel Reis says:

      Não deixa de ser verdade.
      O ideal será um meio termo.
      Entretanto, os que quiserem salvar os macacos podem sempre voluntariar-se para tomar o lugar deles.

    • Vasco M. says:

      Enquanto o ser humano (NÓS) continuarmos a achar que somos mais importantes que qualquer outra espécie, o nosso planeta continua a seguir um caminho de destruição!
      Porque haveria outra espécie animal ser sujeita aos testes que nós não temos coragem de aplicar em nós próprios?

      • Joel Reis says:

        Não! O caminho da destruição da nossa espécie trilha-se quando deixarmos de nos ver como mais importantes. Essa é uma afirmação muito perigosa. Não saber ver a diferença entre um humano e um animal irracional demonstra uma crise de valores preocupante.

    • eu says:

      Epá essa das tostas mistas foi brutal e verdade !

    • Nuno Peixoto says:

      “Não me importo.”
      Quando a inépcia roça a imbecilidade.

    • mlopes says:

      @Helder, essa das tostas mistas é completamente sem sentido e nada tem a ver com o assunto do artigo.
      qualquer animal herbívoro, carnívoro ou omnívoro mata para comer e isso nada tem de mal.
      o problema é quando um animal, nós, matamos muito mais do que de facto necessitamos para comer e o fazemos de formas cruéis meramente pelo lucro.
      o problema é também quando um animal, nós, devastamos o planeta escravizamos animais e mesmo outros animais da nossa subespécie movidos pelo nosso ego, pelas nossas vaidades ou pela nossa ganância, ignorando o caráter transitório meramente transitório da nossa existência neste planeta, como meros mortais que somos.
      as experimentações em animais são total e absolutamente indefensáveis, sejam elas de que tipo forem. como muito bem aqui escreveu o @Vasco M. “Enquanto o ser humano (NÓS) continuarmos a achar que somos mais importantes que qualquer outra espécie, o nosso planeta continua a seguir um caminho de destruição!”

    • António Fagundes says:

      Morrer é diferente de ser torturado.

    • Bruno M. says:

      Esta é a típica resposta de encher o chouriço e vinda de alguém com pouco bom senso!
      Aqui o Sr Helder é mais um (só mais um) que se acha mais que as restantes espécies!

      Faz lembrar aqueles que destroem e usam e abusam a pensar que tudo é reciclável …. Até ao dia que as árvores foram todas arrancadas, o ar deixa de ser produzido, a água toda poluida e deixa de ser consumível e o planeta não tem animais para reciclar o ecosistema porque a burrice e estupidez reinaram…..

      Parabéns por essa mentalidade!

      NOTA: Quanto aos animais do leitinho e queijinho, desde sempre se usou, não para testes mas para consumo.. hoje mais que antes, ainda assim, é para alimentação e não para tortura!
      Sim, porque sujeitar todo e qualquer animal para testes, sejam eles quais forem, é tortura!

  4. NoName says:

    A Alemanha tem mesmo uma pancada por gases!!!

  5. censo says:

    Agora vem os ditadores do falso moralismo ou do politicamente correto defender os macaquinhos. Haja paciência.

    • Alvaro Campos says:

      É bem visto mas há limites para tudo (e para todos!)…

    • L_730 says:

      Tu podes ir sempre substituir os macacos.

    • mlopes says:

      ou os sem qualquer pingo de decência e ética fazer comentários como o teu

    • Sujeito says:

      Está explicado porque é que o utilizador censo faz tantos comentários absurdos noutros tópicos. Até no mais essencial defende o indefensável.

      • censo says:

        Quais são os meus comentários absurdos? ou é absurdo porque é diferente da tua opinião? Quantas crianças morrem todos os dias em todo o mundo vítimas da ação desse ser racional que é o homem? Quantas mulheres morrem à mercê do belo do macho dominante que se acha homem? Quantos velhos morrem sós por esses cantos, depois de tristemente serem entregues ao seu destino e muitas vezes abandonados pelos seus familiares mais próximos? E agora querem vir falar de macaquinhos? Onde está a racionalidade disto?

        • António Fagundes says:

          O macaco, como outros animais, são indefesos perante a “inteligência” e artimanhas do homem, as pessoas que sofrem são só burras.
          Prefiro que morram 1 milhão de humanos, incluindo crianças e mesmo familiares meus do que sofra um único macaco ou qualquer outro animal em ensaios clínicos. Não tem a ver com politicamente correcto, como podes ver o outro lado que comparo é ainda menos politicamente correcto. Nós enquanto espécie evoluída somos o maior nojo que existe, e por isso e por tudo aquilo que fazemos temos menos direito à vida que os animais indefesos e que já cá andavam bem antes de nós.
          Além disso, nós somos tantos, o que importaria se 90% da população mundial fosse de vela? Venha de lá uma influenza.

        • Bruno M. says:

          É mesmo absurdo porque cada assunto tem o seu momento e local de discussao e resolucao.
          A racionalidade do homem nao existe e as provas sao exactamente TODOS os motivos que mwncionaste, incluindo o ultimo!
          Os animais, para alem da besta humana,tambem pertencem a este mundo. Posso até dizer que sem eles o Homem passa para a extinçao pois o ecossistema nao consegue regenwrar-se em todos os animais aos quais o Homem causa sofrimento.

          Macaquinhos incluidos!

        • mlopes says:

          o teu raciocínio está viciado pelo teu preconceito ou incapacidade para colocar as coisas nos seus devidos planos.
          para que parem de morrer crianças vítimas da ação do homem ou mulheres vítimas do “belo do macho” não é necessário que sejam utilizados macacos em experimentações

    • Marco says:

      Davas um bom voluntário…..

  6. AJCS says:

    Um povo que já provocou duas guerras mundiais, que se julga superior aos outros e que ainda nao perdeu a mania das câmaras de gás. São os alemães.

    • Lagaffe says:

      As causas do inicio da primeira guerra ainda não são bem claras para os historiadores, portanto culpar a Alemanha…

    • Filipe says:

      A Alemanha não provocou duas guerras mundiais, apenas a segunda guerra foi provocada pela Alemanha, a primeira guerra começou com o assassinato do principe da Áustria, a Alemanha entrou porque era aliada da Austria nao foi ela que começou. Em relação a esta notícia sou contra testes em animais.

    • Joao says:

      Que grande generalização. Presumo que não conheça nenhum Alemão. É como os palermas lá fora dizerem que os tugas são todos caloteiros.

  7. Nuno Santos says:

    Sendo assim acho melhor começarem a falar tambem nos testes que as empresas de perfumes, champos, etc fazem com animais. Hoje em dia tudoe mais alguma coosa (inclui vacinas, virus etc) sao testados em animais. Claro que sou contra fazerem mal aos animais mas é preferivel do que fazer a homens e mulheres.

    • mlopes says:

      o problema é que essa dicotomia é uma falácia que dá apenas jeito usar pelas indústrias que exploram os animais apenas e só a bem do lucro.
      é possível não fazer mal a nenhum animal, seja ele da nossa subespécie ou de outra qualquer.

    • António Fagundes says:

      Eu acho preferível fazer a pessoas, pessoas são más, têm maldade e deviam ter castigos ajustados, o animal foi capturado e levado para passar a vida numa jaula a servir de cobaia, nunca sequer teve escolha ou direito à felicidade.
      Peguem na escória da humanidade e façam testes com eles.. Custa-me menos ver uma pessoa a sofrer do que um animal indefeso.

    • Bruno M. says:

      @Nuno Santos… em casa só uso produtos da Babaria e mais uma ou outra marca!
      Testes a animais?! Não! Bom senso e um pouco de ética por favor!

    • Sujeito says:

      Nuno Santos, a questão dos cosméticos é sabida há vários anos, a questão aqui é que esta é nova e era desconhecida.

      Em ambas as indústrias (e restantes) existem maneiras de fazer testes sem tortura alheia. E a única maneira de mudar é com os consumidores a votarem com as carteiras. Não há mais nenhuma maneira. Mas como dá trabalho, a maioria das pessoas prefere justificar-se do que se mexer.

      Mais tarde, quando saem leis, fica tudo satisfeito por finalmente se proibir este tipo de práticas, mas deve-se apenas a quem se foi forçando a fazer escolhas conscientes e levantando as orelhas das empresas pelo caminho. Só assim se muda.

      Lamentar e agradecer sem nada se fazer, não serve de nada. É inércia pura.

  8. Maats says:

    Acho que preferivél é deixar seres vivos (humanos e animais) a salvo, mas como têm de ser testadas as coisas porque não fazerem uma visita a prisões? Aposto que lá encontraram seres vivos, no caso humanos que farão certamente menos falta a humanidade e ao ecosistema que os macaquinhos.
    Já para não falar que em alguns paises/estados existe a pena de morte e alguns/mas já estão mesmo condenados/as e so menos além de pouparem dinheiro aos governos, ainda tinham um fim útil so mundo.

  9. Rui says:

    Desculpem lá, mas parece mais uma notícia contra a industria automóvel europeia!

    A origem da notícia é….. americana, fala de más práticas de marcas europeias, que só por acaso dominam o sector automóvel, incluindo o americano! Isto é uma notícia plantada, não tenho dúvidas.

    Também gostava de saber o que dizem os americanos à cerca destas 10 experiências em seres humanos:
    – Projecto Mkultra
    – Gás mostarda
    – Quimicos pulverisados em Tampa Bay, San Francisco, etc
    – Infecção da Sífilis na Guatemala
    – Experiências com soldados expostos a explosões nucleares
    – Agente laranja produzido pela Dow Chemical Company
    – Operação Paperclip
    – Infecção de cancro em Porto Roco (Porto Rico)
    – Os americanos também podiam explicar como é que testaram o Raio X em homens negros nos anos 60
    – E Tuskegee em Alabama

    • Rui says:

      Voltando à notícia, quase sugere que as marcas europeias são umas poluidoras e as americanas são anti-poluição!

      Por este e outros motivos, a Tesla não me desperta muito interesse, porque é uma marca que está claramente a ser levada ao colo, quando há muitas mais marcas a apostarem nos carros eléctricos e não falam nelas!

      • Bruno M. says:

        A TEsla tem revolucionado a tecnologia moderna, não só pelos carros eléctricos, que diga-se de passagem, são vanguardistas e futuristas (não vejo isto em mais nenhuma marca), mas igualmente em todos os outros projectos de Elon Musk, principalmente no que toca à exploração espacial!

        • Sujeito says:

          Acho que tens de descobrir um bocado mais do mundo e tirares as palas do amigo Elon.

          • Bruno M. says:

            E que tal sustentares as tuas frases com algo palável?!
            Dizer que não só porque não vale o que vale 😉

            Porque:
            É uma realidade os avanços cientificos na área espacial
            É uma realidade os avanços cientificos nos transportes terrestres
            É uma realidade os avanços na aviação civil
            Negar que os carros não são futuristas nem vanguardistas é ignorancia

          • Sujeito says:

            É verdade, não fui propriamente esclarecedor e fui um pouco ríspido, agora que me re-leio.

            O tópico Musk é complexo e sensível.

            Complexo porque quando relacionas o puzzle, são empresas que servem todas um determinado propósito. Mas poucas coisas batem certo. A Space X é de longe a mais crassa, é tudo menos o que promovem ser. A Tesla, a Boring, a Open AI, a Hyperloop e mais umas quantas, fazem o que dizem, mas o verdadeiro propósito está escondido, tipo casino nas traseiras dos restaurantes.

            É um tópico bem extenso.

          • Sujeito says:

            Sensível porque existe um brainwashing propositado de tal ordem à volta da figura do homem que mal se pode tocar no assunto. Ele, o Gates, o Zucker, os Brin e Page, tudo farinha do mesmo saco.

        • António Fagundes says:

          A Tesla não tem revolucionado a tecnologia moderna nem nada que se pareça, a revolução já existia, o que o Elon Musk faz e bem é materializá-la e vendê-la.

    • mlopes says:

      estás enganado em duas coisas: a primeira notícia de experimentações recentes em animais na indústria surgiu precisamente por testes feitos por empresas dos eua; sendo verdade que são feitas experimentações em animais e até em pessoas na indústria automóvel, a origem das notícias e quais os seus objetivos empresariais são absolutamente irrelevantes.
      o que interessa são os maus tratos, o resto é “paisagem”.

      • Rui says:

        mlopes?
        Eu só preciso de fazer contas simples para desmontar uma notícia e ver a sua origem:
        Qual é o país de origem dessas 3 marcas?
        Qual é o país de origem do dieselgate/VW?
        Qual é o país de origem do Deutsch Bank?

        Mas deixo-te mais questões:
        Olhando só para a imprensa, o Presidente da Síria é um assassino, massacra o seu povo, bombardeia meia dúzia de hospitais por dia (deve ser o país com melhor sistema de saúde do mundo, com tantos hospitais alvos de ataques), mata os libertadores do povo…. não é isto que ouves todos os dias na comunicação social?
        Sabias por exemplo que os “libertadores da Síria” eram terroristas islamicos? E que na realidade os povos libertados pelo governo Sírio agradeciam a libertação?
        E podíamos continuar com a Líbia, Iraque, Egipto, etc vivemos agora num mundo melhor depois de sermos libertados por esses ditadores, certo?

        • mlopes says:

          acho que não me expliquei bem.
          a origem e qualquer objetivo que a notícia pretenda alcançar são irrelevantes.
          o que é relevante é se foi ou não usada experimentação animal e humana pela indústria automóvel e, de facto parece que foi. isto é que é relevante e grave!
          por outro lado, parece que essa experimentação com animais também foi há pouco tempo usada nos eua isto segundo os artigos publicados pelo new york times (sobre os testes realizados nos eua no novo méxico como sobre os testes realizados na europa pelo eugt), sendo que anotícia que o nyt publicou sobre a sua realização nos eua é anterior à notícia que o mesmo publicou sobre os testes na europa.
          mas volto a referir: é irrelevante a origem ou o objetivo. o que é relevante e gravíssimo é se as experiências foram de facto feitas!
          quanto ao resto não vou fazer comentários até porque assumes logo de antemão (preconceito) que olho para a imprensa ou que estou a defender os eua. em qualquer dos casos não podias estar mais enganado, mas como não me conheces estás desculpado 😉

        • Rui says:

          Olha mlopes, nem de propósito, o Trump acaba de validar totalmente a minha teoria 🙂

          • Rui says:

            Realmente sou um visionário, não é que no mesmo dia que aparece esta notícia a atacar empresas alemãs, vem o Trump queixar-se que a UE devia comprar mais produtos americanos!?
            Ele há coincidências do caneco!!!!!
            Só posso ser bruxo, ía lá desconfiar que esta notícia vem dos Estados Unidos e aponta claramente para o coração da Europa (Alemanha).

          • Sujeito says:

            Certamente coincidência. /s

          • mlopes says:

            olha @Rui mas qual é a parte de que eu nunca teci considerações sobre a tua “teoria” nem sequer nunca pretendi discutir a tua “teoria” é que tu ainda não percebeste?
            qual é a parte de que no meio desta “trapalhada” todo a mim só me interessa que há animais a sofrerem e que isso tem que parar, venha de onde vier a denúncia e venha porque motivos vier?
            desculpa se estou irritado mas não está fácil de te fazer perceber que estamos a falar de coisas diferentes…e que não me interessa falar, nem falei, do que tu queres falar porque te interessa ou porque achas mais relevante a proveniência o o objetido da denúncia do que o facto de os animais e as pessoas terem sofrido em testes!

          • mlopes says:

            fica lá com a bicicleta…

        • Sujeito says:

          A título de curiosidade, talvez sejas pessoa que te interesse saber que o Trump perdoou uma bela dívida do Deutsche Bank. Isto enquanto a malta andava preocupada com um aviso de missil no Haiti. O tal que alguém acionou por engano. quando na realidade eram precisas 5 fases de segurança para ser ativado.

          Tudo coincidência.

  10. eu says:

    Lendo os comentários do qual concordo, resume-se a não implicarmos tanto com o uso de animais, até porque insistimos em comer tostas mistas em vez de tostas de queijo e aproveitarmos os prisioneiros (a começar pelos piores) para os testes e quando não sobrarem prisioneiros, usarmos os alemães, ou melhor eles usarem-se a si mesmos.

    • Sujeito says:

      Estamos em acordo com ser desnecessário sofrimento animal. Há maquinas para isso tudo. E não é preciso levantar um ligeiro xenofobismo contra os alemães. Dentro da história, nem estão perto dos tops de atrocidades.

  11. David Guerreiro says:

    Como se houvessem alguns gases de escape bons para a saúde animais ou humanos… Querem lá ver que os alemães queriam inventar carros que em vez de poluírem ainda largavam por aí ar puro da montanha. Nenhuma combustão de hidrocarbonetos gera gases de combustão bons para a saúde. Em vez de perderem tempo com testes idiotas, era melhor que pelo menos fizessem carros como deve de ser, e não falsificar emissões. Olhem um pouco para a Tesla, e Elon Musk.

  12. Skin says:

    A ganância não tem limite!

  13. Bruno Filipe says:

    Ah e tal, “Não se pode testar o efeito que as emissões têm em bichos”, mas produtos de beleza e realizar testes para se ver o efeito do vicio no tabaco já se pode… Qual é a diferença entre chupar um Marlboro ou um depósito de BP Ultimate?
    Deviam acabar-se era com os testes em animais, ponto!

  14. António Lérias says:

    Pessoal, o inaceitável não são os testes em si mas o objectivo. Os testes são necessários para a evolução das técnicas. Mas estes eram para, com premissas viciadas, demonstrar que o diesel não é prejudicial.

  15. Security says:

    Por vários comentários que li aqui, vejo que a evolução de alguns “macacos” não correu muito bem. Estranho é não defenderem a sua espécie.

  16. Paulo says:

    È uma pena que o ser humano continue a achar-se superior aos outros animais.
    Onde estão todos os animais que morreram até hoje?
    Onde estão todos os humanos que morreram até hoje?
    Desapareceram, com uma diferença: os humanos deixam sempre uma marca negativa na natureza que mais nenhum nenhum animal consegue igualar.
    Os dinossauros também eram maiores e melhores que todos os outros. Resultado?
    Lamento muito que a vaidade e a estupidez abundem, quando o bem mais escasso é a humildade.
    Julgam-se talvez superiores e mais importantes que os macacos.
    Daqui a 100 anos estarão ambos (vocês e os macacos) transformados em comida para necrófagos e, ironia da natureza, reciclados.

    • Bruno M. says:

      Esta gente ignorante esquece-se que são os animais que renovam o planeta, e não os humanos que cada vez destrói mais, ora vejamos:
      Levou à extinção milhares de espécie.. e hoje a lista continua
      Polui o planeta
      Destrói ecosistemas
      Acha-se mais e melhor que os outros!

      Tristes…

    • Joel Reis says:

      Que crise de valores para aqui vai. Presumo que seja dos que, caso a situação se pusesse, preferia matar a fome a um pobre cão abandonado do que a um homem que pode causar tanto mal ao nosso planeta.

      • Sujeito says:

        Não tens que optar entre uma e outra. Tens de as praticar quando tiveres oportunidade.

      • Bruno M. says:

        Entre um cão e uma besta que pode causar tanto mal ao planeta (e levar-nos à morte) prefiro alimentar o cão que à besta chamada de humano!

      • Paulo says:

        Crise de valores?
        Quais valores?
        Até hoje nunca fui decepcionado por qualquer animal “irracional”
        Muito menos por aqueles a quem matei a fome.
        Já pelos humanos…
        Valores, princípios, ou o que lhes queiram chamar, são sempre subjectivos e discutíveis.
        Cada um adopta os que mais lhe convêm. Depois vai mudando conforme as necessidades, mas sempre na convicção de que faz o mais correcto, nunca assumindo que na verdade está a fazer o que mais lhe convém.
        E sim, também sou culpado. Mas não gosto de hipocrisia, apesar de saber que sem ela é quase impossível viver nos dias que correm.
        Boa sorte aos que se consideram superiores, provavelmente vão sobreviver a alguns macacos, ou talvez não.

  17. Teresa says:

    Solução até 2030. Acordo de Paris que todos os países do mundo assinaram proíbe Combustíveis FÓSSEIS. Energias Alternativas a caminho

  18. bruno anjos says:

    Desde já deixem-me deixar claro que não sou a favor de testes em animais, mas nao sou hipocrita ao ponto de achar que podemos evoluir sem eles. Quero com isto dizer que existem testes que sao completamente desnecessarios, e podem conseguir os mesmos resultados usando outro meios de investigaçao, embora se possa demorar mais a chegar ao resultado.

    Existem por outro lado testes em animais que nos podem trazer um beneficio mais direto. Usando como exemplo temos o recente caso dos macacos que foram clonados na china como proof of concept, para que no futuro se criem mais clones e se faça investigaçao relacionada com cancro por exemplo. Aposto que qualquer um de nós na infelicidade de sermos termos cancro, ou alguma pessoa que nos seja mais proxima, rapidamente aceitariamos que fossem feitos testes em animais que numa eventualidade, por muito remota que seja, nos dessem como resultado uma cura.

    O que temos de nos decidir como especie na sua globalidade é algo muito simples, ou aceitamos que existam testes em animais ou não aceitamos. A partir do momento que estes testes sao encomendados por empresas, quer dizer que existe outra empresa cuja atividade se baseia neste tipo de teste e é aceite, quer do ponto de vista legal da existencia da sua atividade, assim como de todos nós que ainda não criamos pressão suficiente para que este tipo de atividade seja ilegalizada.

    Para as pessoas que falaram de fazer testes em humanos… bem… concordo desde que o humano seja voluntario e seja esclarecido sobre os efeitos reais e possiveis de acontecer (negativos e positivos) e verificada a sua sanidade aquando se voluntaria para o teste.

    Todos queremos mais, melhor e mais rapido no entanto temos de estar conscientes que essas exigencia levam a estas coisas. Temos de abdicar de alguma coisa em troca.

  19. Daniel says:

    Após ler os comentários fico estupefacto com a estupidez e ignorância de alguns leitores… leitores ou macacos? parece mesmo que lhes falta os tais 2% de diferença genética… impressionante….este povo nunca mais evolui!

  20. Tiago says:

    Estes alemães sempre tiveram particular fascinio por “gases” especialmente em humanos !

  21. Belmiro says:

    A indústria automóvel europeia está a léguas da Tesla em veículos elétricos, como foram apanhados desprevenidos e estão a ver que tem pouco tempo, tentam fazer resultados forçados de que o diesel é bom. Só demonstra o capitalismo e que as grandes empresas conseguem manipular tudo e escapar impunes (na Europa). Na Europa já “o update de software” sem consequências foi a carta de saída livre da prisão, aqui está mais uma demonstração.

    • Sujeito says:

      A Tesla não tem nada a ver com isto. É mais uma empresa fantoche. Tecnologia dessas existe há largas décadas.

    • Rui says:

      Não te esforces mais, já te deram a volta ao cérebro de que o Tesla é o melhor carro, a Apple a melhor tecnológica…….
      Esperava de quem é das áreas tecnológicas que consigam ver um bocado mais além! E não consigas perceber que há uma guerra económica em curso entre os Estados Unidos e a Europa. No caso da Europa, quem é que faz mais frente aos interesses americanos? Quem vende mais carros nos Estados Unidos, para além da Toyota?
      É assim que se usam os neurónios, desconfiar sempre de tudo o que ouvimos e lemos!
      Já agora, só para deixar-te alguns dias com insónias, sabes porque é que prenderam o Dominique Strauss-Kahn? Oficialmente foi porque abusou de uma empregada de hotel americana! Quando escavares mais um bocado a notícia, vais bater de frente com ouro-falso! E já agora, sabias também que o advogado do DSK também foi preso pelo mesmo crime? Assediar uma empregada de hotel americana? Para ajudar-te nas conclusões, refiro-te que o advogado já tem mais de 70 anos! Aquela fera!

      • Sujeito says:

        Aquela Toyota que teve o problema nos travões maioritariamente nos EUA, extamente na mesma altura que ultrapassou a GM como maior vendedor no mesmo país?

        Outra coincidência. /s

  22. Rui Costa says:

    Não li um único comentário a criticar a utilização de animais e seres humanos nos testes de medicamentos. Muitos destes testes, matam e deixam sequelas para o resto da vida.

  23. Unknown says:

    O ser humano realmente é uma m#rd#, só faz mal ao planeta.. Era matar está gente toda e deixar o calhau a dar voltas ao sol em paz! Coitado do calhau, imaginem como ele se está a sentir com toda este poluição..

  24. falcaobranco says:

    Acho estranho é tudo isto vir a publico… seis anos depois de ter encerrado portas, onde engloba as 3 maiores marcas alemãs, as marcas que vendem milhões de automóveis pelo mundo fora… tudo isto é estranho… ou alguém anda a financiar para emitir estas noticias ou então muitos outros grupos automóveis andam a fazer de tudo para que as grandes marcas alemãs não tenham sucesso… é tudo muito estranho!!!

    • Rui says:

      Ora aí está o meu ponto de vista 🙂

      O cidadão comum não se apercebe da guerra económica que existe pelo mundo a fora! Quem acha que as coimas milionárias à Apple, Deutsch Bank e VW são uma coincidência, está muito enganado e não percebe ainda como funciona o mundo! Não há inocentes!

  25. Jorge says:

    Bem e eu a pensar em comprar um Seat ou Skoda…

    Um sitio de Internet dos Estados Unidos chamado hotcars, fez uma lista dos carros que confiam e dos que duvidam e os respectivos escândalos em que estiveram metidos.

    https://www.hotcars.com/10-car-brands-we-trust-100-and-10-that-dont-know-what-theyre-doing/

    Que marcas de automóveis poderemos confiar?
    Alguém sabe?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.