PplWare Mobile

Última hora: Julian Assange, fundador da Wikileaks, detido em Londres


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Asdrubal says:

    Devia ter-se metido na mala de um carro e fugido.

  2. Kayenga says:

    Caramba! Devia ser mais cauteloso.

  3. DrFrank says:

    Devia ter vindo para Portugal há imenso tempo. Aqui ao menos estava seguro 🙂

  4. Cesario Evora says:

    Ou para as herdades no Paraguai do ricardo salgado

  5. Heavyrui says:

    Foi o Rui Pinto que o chibou.

  6. Bruno Fernandes says:

    Acho que uma revisão nos textos fazia bem, é que logo nas primeiras quatro palavras dá a sensação que falta qualquer coisa.

  7. Mike Davis says:

    A explicação do presidente do Ecuador:

    https://twitter.com/Lenin/status/1116271455602393088

  8. miguel says:

    Agora vai pagar por 30 crimes que nunca cometeu, agradeçam ao Mi6 & CIA.

  9. Daniel says:

    Isto agora teria piada se a polícia britânica só o questionasse, por rotina, e o deixasse ir em liberdade. “Lobo!!!”, “lobo!!!!”, “lobo?”.

  10. Jota says:

    … e este não andou a extorquir dinheiro, como o Rui Pinto!

  11. pedro says:

    grande jogada, os crimes sexuais já prescreveram na Suécia !!!

  12. BlackFerdyPT says:

    Àqueles que pensem que Julian Assange é um qualquer “mártir” (por nunca terem tentado enfrentar o próprio sistema), venho dizer que, se fosse esta figura efectivamente uma pessoa “anti-sistema”, nunca a imprensa controlada por este mesmo sistema teria dado tanta publicidade a esta figura e à sua organização como deu, quando estavam os últimos “na berra”.

    Sendo também a situação a de que…

    O projecto WikiLeaks é uma criação do próprio poder estabelecido ocidental (mais propriamente, da CIA: https://www.elperiodico.com/es/internacional/20110621/daniel-estulin-la-cia-monto-wikileaks-para-cerrar-el-acceso-libre-a-internet-1050958) projecto este que, tal como os seus derivados e também tal como os grupos de hackers “Anonymous” e derivados dos últimos, entre outras coisas, visa criar a ideia de que a Internet é um meio inseguro, onde pode ser publicada informação privada e não autorizada – e que, por isso, têm de ser passadas leis para controlar a informação que circula neste meio. (O Parlamento Europeu agradece!)

    E, sendo este um projecto do próprio poder estabelecido, obviamente que não é por ter revelado a informação que revelou (por indicação do próprio poder estabelecido e a dizer mal de políticos não alinhados) que Assange está a ser perseguido. Mas antes, o que aconteceu, foi que Assange teve acesso a informação que não era suposto ter acesso a – e que este mesmo poder estabelecido não quer que seja revelada. (Se quiserem saber qual é, procurem pelo que mais tem a dizer o mesmo autor que, na entrevista acima indicada, denuncia a verdadeira origem desta organização.)

    As acusações de que é alvo Assange são denúncias falsas – feitas meramente para o apanhar e ultimamente controlar/calar.

  13. hsff says:

    Vivemos numa altura estranha, quem diz a verdade é preso e massacrado e quem diz mentiras e massacra comanda o mundo.

  14. OSenhorDaLeiDeMurphy says:

    Este caso deve ser tornado um exemplo de castigo a jornalistas e hackers que cometem crimes de espionagem e violação de privacidade, mesmo que os tentem disfarçar de “revelação mediatica de interesse público”. Tendo em conta que a maior parte das revelações são do foro íntimo… o que mais veio a público foram mexeriquices de dondoca desocupada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.