Quantcast
PplWare Mobile

Portugal: Supercomputador vai ficar instalado em Riba de Ave

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Albano Silva says:

    Na Antiga Lixeira?

    • Vítor M. says:

      Não, na antiga (melhorada) Central Elétrica. Que tem agora uma das mais modernas instalações do país.

      • Andre Alves says:

        top!!!!

      • Blackbit says:

        Subestacao sff e sim fica ao lado fe uma sucata 🙂

        • Vítor M. says:

          Tal como diz no texto, a dita estrutura sita no datacenter da REN – subestação de Riba de Ave, que se localiza em Oliveira Santa Maria, V. N. Famalicão. Portanto, se de um lado tem uma sucata, do outro o rio e em volta o sítio onde treina a Sara Moreira e onde a malta dá umas corridas, isso é acessório 😉 o que importa é que a modernidade mora lá.

          • Pedro Ferreira says:

            Paga com dinheiros públicos mas sob a alçada de privados. Acho que Riba d’Ave é uma excelente escolha, mas gostaria de saber quanto é que o estado vai pagar aos privados por este ‘favor’.

          • Vítor M. says:

            Este investimento, face ao que acontece em Lisboa e Porto, realmente é substancial, porque na capital são uns pobres, no que toca ao investimento público para benefício privado. 😉

          • Pedro says:

            Pedro Ferreira – parece a conversa dos hospitais publicos com com PPP. Acho que o que interessa ao utente é onde é melhor serviço pelo mesmo preço investido dos seus impostos. Aqui é o mesmo caso – se os custos do estado forem os mesmos que ter no seu datacenter e ficarem mais bem servidos, então porque não. Lembro que este tipo de máquinas consome imensa energia. Provavelmente só por ser num datacenter da REN ficará mais barato do que num qualquer datacenter próprio. Além disso, desconheço se no estado existe algum datacenter desta dimensão e que seja fora de Lisboa e Porto (acho muito bem investirem fora dos grandes centros).

          • jose says:

            O rio tem muita importância.

  2. José Ferreira says:

    e na terra aonde está sediada a pplware

  3. Joao says:

    Este súper computador e então o disposal de uma universidade americana?

    Bastidatores = racks?

  4. Pedro Alves says:

    Sim, muito fixe mas……….
    Corre o Windows XP!?

  5. Feliciano Cidade says:

    Sim em Riba de Ave. A minha terra. Se isso vós faz muita comichão no cotovelo, ide tomar Rennie. Tanto podia ser em Riba de Ave como noutra freguesia qualquer. Mas não. Escolheram a mais desenvolvida estação da REN em Portugal.

  6. Pedro Couto says:

    Can it run Crysis thought?

  7. Ricardo Gomes says:

    Bom 1 Petaflop consegue-se hoje em dia com apenas 1 Rack.

  8. Duarte says:

    But can it run Crysis?

  9. nop90 says:

    Mas já lá está? Ou à conta de andarem a preparar o terreno é que houve o apagão em Braga?

  10. Andre says:

    Rig de criptomoeda naquela central sff. Obrigado

  11. Pedro Ferreira says:

    Acho muito bem que fique em Riba d’Ave, mas sob total controlo público. Estas empresas privadas se quisessem o supercomputador que o paguem (REN’s, EDP’s). E não consigo perceber como é que os governantes deste país permitem estas coisas, quando é o erário público que paga. Super preocupante estes contractos cheios de divida estatal perpetua.

    • Pedro says:

      Onte leu isso o Pedro? O computador é para ser usado pela comunidade científica portuguesa. A REN/NOS apenas cedem/vendem o espaço e condições físicas para o mesmo. Desde que eu, como utilizador e pagador de impostos o possa usar, não me interessa que esteja em Lisboa, Braga ou no Alentejo. Venham é lá esses PFlops para produzir ciência em .PT

  12. jose says:

    No big deal, qualquer empresa com 100k marmanjos tem mais poder computacional que isso.

  13. Pedro says:

    O José é tuga mesmo! Sempre a menosprezar o que é nosso. Não admira depois que estajamos como estamos com pessoas como o sr.

    Já agora deveria ler a notícia original, onde são indicados 11 milhões de euros:

    https://pplware.sapo.pt/informacao/supercomputador-11-milhoes-portugal/

  14. Jorge Costa says:

    Qual o sistema operacional a ser usado neste supercomputer….?

  15. Jorge Costa says:

    isto é, favor informar caracteristicas no geral, como o fazem outros paises quando tem estas novidades….

  16. DrFrank says:

    Dá para jogar Minecraft?

  17. Luis Martins says:

    Dá para ninar Bitcoin para aproveitar os desperdícios de computação? Pelo menos era uma pequena ajuda para pagar a ENORME conta de electricidade que estes “bichos” comem. É que ter computadores destes calibre para serem usados a 30 ou 50% do seu poder de cálculo é um verdadeiro desperdício de recursos e má gestão que é o que mais abunda neste nosso país , de pobres , tesos e remediados.

  18. Bruno Nogueira says:

    Tenho que fazer um reparo ao PPLWARE: essa subvenção não é em Riba D’Ave, mas sim em Oliveira Santa Maria, que nada têm haver com Riba D’Ave.
    Portanto, seria de bom tom, invés de publicitar Riba D’Ave, devia publicitar em título o nome da terra que está a subvenção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.