PplWare Mobile

Relatório alerta para aumento de vídeos com crianças nuas


Responsável pelo Pplware, fundou o projeto em 2005 depois de ter criado em 1993 um rascunho em papel de jornal, o que mais tarde se tornou num portal de tecnologia mundial. Da área de gestão, foi na informática que sempre fez carreira.

Destaques PPLWARE

  1. Rui Moritz says:

    É vergonhoso!
    A preocupação é bloquear o “The Pirate Bay” e outros…
    Isto… para essas cabeças iluminadas… não tem importância.
    Raios!!!

    • João Terra says:

      Essa situação que referiste do ” The pirate bay” faz-me rir, porque é mesmo vergonhoso e só se preocupam com porcarias insignificantes, quando realmente existem coisas mais preocupantes por este mundo fora.

      Este post do PPlware é bem uma realidade e se debatermos mais este assunto vamos chegar aos factos mais preocupantes que é a prostituição e a mão de obra escrava na adolescência, onde existe gente a ganhar à custa destas pobres crianças. É desumano

    • ptpedropt says:

      esse tipo de importâncias só servem para ganhar eleições..

      cada vez mais o que importa neste mundo é o lucro $€
      quem é que é capaz de combater isto?
      talvez, só ele próprio, auto destruindo-se..

    • Zé-Povinho Papa-Grupos says:

      Em 10 minutos, consigo encontrar milhares de fotos e centenas de videos de pedofilia hardcore online.
      Semana passada tive a rasca para encontar um episódio de uma séria.
      Ya, realmente a sociedade é doentia e tem as prioridades completamente trocadas.
      O que importa é a guita. Produtoras pagam aos ISP’s e governos que por sua vez fazem o favor.
      Zé-povinho é zé-povinho, presa para peixes graúdos, ignobeis zombies que só comem, cagam e dormem.
      Votem, mas votem mais e aproveitem, e votem nos mesmos vezes sem conta. Talvez à décima tentative eles dêem-vos algo em troca.
      Burros impotentes.

  2. JJ says:

    Bom artigo, que alerta para uma situação bem real e é poucas vezes lembrado.

  3. xyko87 says:

    Abdico da minha liberdade digital para que deixem as crianças serem crianças.
    Quem diz o contrario terá de ler mais e regressar ao tempo em que se raspava joelhos no asfalto e a mãe vir a janela para chamar para vir almoçar….

  4. Joao says:

    Nc percebi o que pode ser excitante em ver criancas a fazer cenas de sexo, ainda se fosse a oartir dos 15 onde as raparigas ja tem nocao do que é sexo agr antes e doentio

    • eyedea says:

      O teu comentário conseguiu ser tão doentio como o artigo , só podes ter ar nessa cabeça

    • asdfgg2 says:

      da mesma maneira que se calhar nao percebes como um gajo pode gostar de outro outro :p

      epa sao coisas do cerebro, nao ha mta volta a dar 😀
      quanto ao comentario a cima, 15 anos e uma idade perfeitamente aceitavel, principalmente sabendo que o “age of consent” em portugal é 14 😀

    • Hélder says:

      APARTIR DOS 15 ANOS!?
      Procure ajuda…

      • Bruno M. says:

        Helder… crianças a partir do 12/13 anos já sabem o que é sexo… muitas delas já sabem bem mais que os papás!! 😉

        A culpa, é da sociedade que é demasiada protectora para algumas situações e menos protectora noutras bem mais importantes!

        E aqui não é só casos de pedofilia ou abuso sexual a menores, são mesmos as mesmas crianças que numa webcam já fazem alguns serviços. Algumas quase se equivalem a profissionais…

        Mas volto a dizer, a culpa é da sociedade e de muitos papás e mamãs que deixam os filhos fazer tudo sem regras…!!

        • Eyedea says:

          Culpar a sociedade é sempre mais fácil que culpar-nos a nós próprios, há uma diferença entre saber o que é sexo e fazer sexo bruno, mesmo que sejam as tais profissionais que tu dizes que não passam de crianças que oferecem esses serviços o problema maior não está ai apesar de achar que uma educação como deve ser é essencial, porém essas meninas fazem isso por existerem sempre doentes mentais que estão dispostos a pagar por isso, e o problema está ai, um individiuo/a maior de idade tem a plena noção do que está a fazer ao contratar esses serviços e é este tipo de pessoas que infelizmente fazem a tal sociedade que tu culpabilizas.

          • Hélder says:

            Ora nem mais…
            Acho que qualquer pessoa adulta que tenha desejo sexual por quem ainda não é maior de idade deveria procurar algum tipo de acompanhamento…
            Mas isto é a opinião de um burro que deixou um comentário na net…
            Don’t mind me and move along…

          • Mr Funtastic says:

            achas mto anormal uma jovem de 15anos ter relacoes sexuais? Eu tive aos 14 e nao me arrependi em nada..Em portugal ainda ha um tabu enorme nesses assuntos.

          • eyedea says:

            O artigo não tem nada a ver com perder a virgindade mas sim a exposição na Internet, questões totalmente diferentes, eu não disse que uma rapariga de 15 não tem o seu corpo formado, disso não há duvidas , porém aos 15 anos não fazes a menor ideia das consequências das tuas atitudes, por isso não as condeno por algumas atitudes negativas que tomem, condeno sim homens feitos que procuram raparigas de 15 anos para concretizar as sua demências mentais seja no mundo real ou no mundo digital, e só existe este tipo notícias por causa desse tipo de “homens”, virem dizer que a partir dos 15 não tem mal nenhum das duas uma ou tem perturbações graves ou ainda falta muito para serem “homens”, e não se esqueçam que no futuro podem vir a ter uma filha…

          • Bruno M. says:

            @Eyedea,

            nem estava a falar quando pedem dinheiro…
            Estava-me mesmo a referir quando estão com cams, nos chats, e são aliciadas pelas conversas a ligar as cameras… Depois o resto todos nós já sabemos e aposto que grande parte dos internautas já fizeram isso, no mínimo, no tempo do MSN e dos chats aeiou e por aí fora.

            Hoje é muito diferente dessa altura, nessa altura.
            Naquela altura eram pessoas já quase adultas, visto que a net chegava ainda a poucas pessoas.

            Hoje há de tudo mesmo, e essas miudas com os chats fazem mais que antes.

            Culpabilizo a sociedade porque para ver degredos, novelas, filmes quase eróticos muitas vezes não há problemas, para haver educação sexual em casa e na escola já é um bicho de 7 cabeças por exemplo.

            NOTA: Educação sexual não tem a ver com fazer sexo mas sim, educar as crianças para as DSTS entre outras situações banais… (Parece que as pessoas deturpam as palavras).

            A sociedade está formatada e tudo o que foge do “normal” é quase crime… depois dá nisto!

        • Luís says:

          Caro Bruno, a sociedade somos nós todos, portanto, de certa forma, a culpa também é sua e minha porque nos demitimos da nossa responsabilidade. Acreditamos sempre que nunca nos entrará pela casa (e pela vida) algo desta complexidade e deixámos os nossos filhos, à mercê da sua vontade, navegar livremente pela internet. Eu sou pai; e se um dia visse o meu filho/a menor numa situação destas, certamente que a culpa seria exclusivamente minha. Como não quero as minhas responsabilidades nas mãos de outros, ataco o problema de frente e, sem nenhum tabu, controlo tudo (até o tempo) o que o meu filho/a pode fazer na internet! E acredite que controlo mesmo!

          • Bruno M. says:

            Caro Luis, faz pare to menos de 5% que o fazem, e se assim é, parabéns.

            No entanto são poucos os que os fazem.

      • Raquel says:

        O rapaz também pode ter 15 anos ou 16 e assim não achar muito novas, está certo. 🙂

      • Mr Funtastic says:

        aos 15anos uma rapariga tem corpo de mulher, quer queiras quer nao.

  5. João Ferreira says:

    O piratebay.se é que é perigoso…
    Apesar de o problema passar pela educação dos pais, ninguém é perfeito e este tipo de situações pode muito bem ser combatido pelas mesmas agências que deitam abaixo sites de partilha de conteúdos.

  6. Alex says:

    É triste mas é uma realidade que deve ser punida severamente contra esses ……

  7. PP says:

    É nestas situações que começo a pensar na pena de morte………………

  8. Jose Gomes says:

    As minhas questoes, como é possível uma criança de 10 anos ter acesso a vídeo chat com sabe-se la quem? Mas que pais são esses que permitem essas liberdades a uma criança? A segunda questão, muita gente conhece esses criminosos, sabem bem o que eles fazem, porque se calam? E a terceira e ultima, para quando a pena de morte para pedófilos? Esses não são gente, são gente asquerosa que mais não merece do que serem torturados violentamente e no final mortos por decapitação ou estrangulamento. Tenho odio desse tipo de gente.

    • Pieidge says:

      Muitos pais, não sabem mexer num computador, isso explica muita coisa. Mas mesmo os que sabem permitem “essas liberdades”. Quanto á pena de morte, acho que a pena máxima que um ser humano, deve dar a outro ser humano, é a prisão perpétua. Acho também, que os controlos á Internet devem ser parciais. Ainda não sou pai, talvez por isso tenha este discurso, mas acho que um pai ou uma mãe deve dar o benefício da dúvida ao seu filho, e não espionar, logo á partida, tudo o que o seu filho faz na net, porque senão, fará fora de casa. Acho que o pai ou a mãe, de vez em quando, deve ir á divisão onde está o computador, como quem não quer a coisa, ou fazer alguma coisa, e se apanhar o filho em flagrante, então aí é outra conversa.
      Por exemplo, eu consegui ter internet, salvo erro em 2002, era menor, os meus pais não sabem mexer no computador, nem sequer ligá-lo, e ainda hoje, sou eu que vejo os e-mails do meu pai, porque ele não sabe ver o seu próprio e-mail, se bem que já o tentei ensinar e ele não quer, ou talvez acha que não consiga. A verdade, é que os meus pais, não me controlaram dessa maneira e eu hoje estou grato por isso, sendo um filho cumpridor. Mais, eu sou das poucas pessoas que dá-se ao trabalho de ter antivírus pago, mas com o parental controle desligado, aliás se eu pudesse para ficar mais barato, até dispensava com o parental control. E não é porque veja ou queira ver vídeos sexuais de menores, mas sim de maiores de idade. Quando eu tiver um filho ou uma filha, ou ambos, espero nunca vir-lhe (s) a bloquear o parental control. É sinal que não anda (m) a despir-se para câmaras, e no máximo dos máximos, só vêem porn adulta como o pai começou a ver em criança, e quero que descubra (m) isto naturalmente, sem ter de recorrer a computadores fora de casa, mas também não lhes falarei sobre esses assuntos do nada, que descubram naturalmente.

  9. Pintor says:

    Era facil de resolver este assunto.
    Castrar todos os condenados por pedofilia não quimicamente mas cortar mesmo e dar de comer aos porcos.

    • ptpedropt says:

      pronto já descemos ao nivel da tasca xD

    • Miguel Sousa says:

      Nestes casos, esses nem a 0,001% chegam.
      99% dos videos que acabam na net são videos feitos com jovens por sua livre vontade. Boa parte é com “amigos” que fazem brincadeiras a imitar um filme ou algo que viram numa série da televisão.
      Fazem 1 vez aos 7-8 anos. Acham giro porque arranjaram mais xxx amigos. Aos 10 já avançam mais. Aos 12 já chegam ao nível de imitar os videos que sacaram da net. Aos 15 vêem um video publicado por um namorado de quem se separaram.
      O que fala, esses não circulam livremente e para lhes aceder é preciso passar por vários níveis de segurança… daí ser tão complicado apanhar os culpados. Agora videos de raparigas de 10-12 anos sem roupa ou com pouca, alguns até se aguentam umas boas horas no próprio facebook e youtube o que permite serem feitas cópias para outras fontes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.