PplWare Mobile

Mercado do smartwatches está a ser dominado pela Samsung


Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo

Destaques PPLWARE

  1. Mr Funtastic says:

    para desporto os polar sao os melhores, mas a app deles e mto fraquita embora ja connecte com o myfitnesspal no IOS apenas

  2. Não Não says:

    Pois, são todos feios que até mete dó. E falham todos em características que as pessoas querem.

    Os únicos de jeito, os pebble, é difícil de arranjar, pelo menos fora dos USA…

    • Marco says:

      estas redondamente enganado,nao procurei em portugal mas em inglaterra espanha sao as paletes esses relogios. nao precisas ir tao longe para ter um relogio destes.

      • Não Não says:

        Estou redondamente certo porque sei do que falo.

        Agora, não sei.

        Mas quando saiu o pebble steel inícios do ano passado, comprei um no site, mas eles nunca mais me mandaram… Por volta de março, cancelei a compra.

    • LG says:

      O pebble ao lado do Apple Watch parece uma coisa antiga….

      • rjSampaio says:

        Parece? É só comparar as horas de funcionamento e o sdk, que pensas logo que o Apple vem da koreia do Norte…

        • Nunes says:

          é comparar a resolução e qualidade do ecrã!
          é comparar a integração com o smartphone!
          é comparar os sensores

          O pebble é bom e deve-se tirar o chapéu por quererem prolongar o tempo que dura a bateria [em vez de se preocuparem com a qualidade da imagem do ecrã, ou com os sensores, ou etc]
          Quanto ao SDK, a Apple já disse há muito tempo que até final do ano haverá um SDK para aplicações nativas. O actual é para aplicações que correm no telemóvel, para os glances, …

          • gFan says:

            Acontece que o pebble está no mercado ANTES DE CRISTO.

            A apple chega agora ao mercado e vêm voces dizer que têm isto e aquilo melhor que….

            Daqui a um mês ou dois já conversamos a ver se isso é verdade.

            Pela tua ordem de ideias lembra-te que o ultimo iPhone lançado no mercado é dos piores.

          • Nunes says:

            @ gFan
            A Pebble acabou de lançar um novo aparelho com ecrã a cores, e é com esse que estou a comparar!
            A Pebble simplesmente aposta mais na duração da bateria em detrimento de ter mais funcionalidades, o que é uma via aceitável pois certamente haverá gente que prefere assim!

        • PSL says:

          É como comparar uma Piaggio Ape 50 com uma Ford F150 com motor V8…

  3. Cardoso says:

    “O curioso é que este número da Samsung representa na verdade uma redução das vendas. De uma quota de mercado de 34% em 2013 passou para 23% em 2014.”

    Não consigo encontrar o relacionamento entre número de vendas e cota de mercado…. Se o mercado aumentou a samsung pode ter uma cota inferior e até vender mais mais dispositivos…

  4. JJ says:

    Isto começa a fazer lembrar a loucura do consumismo dos anos 80… uns 15 anos depois viu-se o resultado, “loucura económica” aka crise.

    • Não Não says:

      Isso é o mesmo que dizeres que depois de uma recta, vem sempre uma curva.

      Antes dos anos 80, não era crise, também?

      Portugal é que está sempre em crise, mas isso são outros 500 lol…

      • JJ says:

        Falando dos USA… antes dos anos 80 não havia uma crise, pelo o menos de uma forma tão clara.

        Os anos 60 e 70, foram até bastante agradáveis para a economia americana. Até que nos anos 80 houve um boom no consumismo, as pessoas queriam mais e mais. Talvez um pouco motivado pelas tecnologias.

        • Nunes says:

          Não havia crise??
          Houve a crise do petróleo, houve a crise com a Guerra do Vietnam, ou a competição económica com o Japão… Mais pequenas do que o que aconteceu nos últimos anos, mas o que aconteceu agora foi um crise financeira em dezenas de países, que afectaram o consumo

      • Rui says:

        Portugal está em crise porque o sistema jurídico funciona muito mal. Se quem cometesse crimes fiscais fosse julgado e condenado com celeridade não teríamos os problemas financeiros que temos hoje.

        • FG says:

          Olha, mais um…

          Também sou da opinião que Portugal tem muitos defeitos, mas o pior de todos, é o sistema jurídico, especialmente a celeridade dos processos, e os custos inerentes…

        • asdfgg2 says:

          concordo que o sistema juridico nao funciona, mas se achas que resolvendo isso se resolvia a crise em portugal , vives no mundo da ilusão 😀

          • Rui says:

            A sério que vivo no mundo da ilusão ou serás tu??

            Compara o sistema juridico dos paises evoluidos com os que andam em crise e vais ver que onde o sistema juridico funciona não há crise.

            Se resolve? Não, leva tempo, mas ajuda a prevenir no futuro estas situações.

          • ptpedropt says:

            o sistema ja esta feito para os ricos
            os corruptos sao só mais uns que tentam ficar ricos..
            mesmo que o sistema jurídico muda-se o que quer que fosse, os pobres continuavam pobres ou ainda mais pobres

          • ptpedropt says:

            o problema esta no sistema todo

  5. Mr Funtastic says:

    chegam os da apple e isto muda logo, em Portugal vendem se ja outras marcas n vem para ca perdem

    • Não Não says:

      Uma das coisas que contribuí para o sucesso da samsung.

      Pode-se ir a uma loja e experimentar no pulso.

      Comprar pelas imagens da net é uma estupidez, porque a maioria são tiradas em condições muito ideais, já para não falar que a maioria são renders de computador, e com um ecrã de resolução infinita!

      Os mesmos truques dos fabricantes de relógios…

    • rmcrys says:

      “Epa tenho um relógio da Apple” -“e?” “Epa é da Apple, é brutal !!!” -“Oi? Porquê? ” “porque é da Apple, é brutal! ” -“sim mas porquê? ” “porque sim, porque é da Apple, é caro é O melhor” -“aI aim? Mas o que faz a mais? ” “é da Apple e caro!!! És burro, não percebes! É da Apple! Até durmo com ele, até nas intimidade com a mulher olho para ele e a coisa corre melhor! “

      • Mikes says:

        Não pode dormir com ele porque precisa de carregar a bateria!! Ou carrega ou dormes, não dá para fazer as duas coisas ao mesmo tempo!

      • Rui says:

        Tu não dormes a pensar na apple. LOL

      • PSL says:

        “Olha, o teu relógio da Apple é caro, e não faz nada que o meu faz, e foi mais barato”

        “Qual é o teu número?”

        “Ring… Ring…”

        “Atende lá com o teu relógio”…

        LOL… coitadinhos…

        • gFan says:

          “Atende lá com o teu relógio”

          Porqueeeeeeee? podes me explicar?

          “Ainda estás ai, oi…..oi….”

          “Olha está ali uma dama toda boa, vou fazer uma chamada com o meu relógio”

          O que é k ela vai pensar?
          “Olha um geek/cromo, foge!”

          LOL básicamente é isto!

  6. Benchmark do iPhone 6 says:

    Resumindo a história dos computadores:

    – da sala de servidores => desktop => portátil em cima da mesa => smartphone no bolso => smartwatch no pulso

    Na pré-história dos smartwatchs, Android, serviam para receber notificações, sem dar importância às apps.

    Esse período terminou com o Apple Watch que permite facilmente lançar apps usando o Siri, o ecrã “force touch” e a rodinha.

    Depois de se perceber como deve ser um smartwach é suposto os Android evoluírem para alguma coisa de jeito.

    • Benchmark do iPhone 6 says:

      P.S. O que a concorrência, junta, vendeu num ano, a Apple vai vender em menos de um mês.

      • Rui C says:

        Acho que em 15 dias fazem isso sem problemas.
        Um produto tao funcional como o relogio da Apple, tem sempre mercado avido de vontade.

      • Nunes says:

        que exagero!!
        Se a Apple conseguir vender 10 milhões até ao final do ano já se pode dar por satisfeita

        • Benchmark do iPhone 6 says:

          Quem sabe diz que durante 2015 (8 meses) serão vendidos entre 16 e 25 milhões. Para fabricar no trimestre que termina a 30 de Março (e as vendas só começam em final de Abril) foram encomendados entre 5 e 6 milhões. Não vejo o exagero.

          Mas pronto, que seja num mês e dois dias 🙂

          • Nunes says:

            lol
            estás a pegar em números de correctores de bolsa, que conseguem ganhar dinheiro quer quando a cotação sobe quer quando desce! Alguns até chegam ao ridículo de dizer que vai vender quase 40 milhões… São números claramente para falhar e ganhar dinheiro na bolsa!
            Um facto muito simples é que nenhum deles têm dados sobre as preferências das pessoas que conhecem como deve ser o Apple Watch! Nenhum deles reconhece que a Apple vai ter que educar as pessoas sobre o que é o Apple Watch e que isso demora tempo, tal como demorou imenso tempo com o iPhone!
            Mesmo com o iPad, em que não era preciso grande esforço para mostrar/ensinar a sua funcionalidade, dado seguir uma lógica semelhante ao iPhone, não conseguiu vender esses números no mesmo espaço de tempo [7 meses]. E este era um dispositivo que não dependia da pessoa ter um outro aparelho específico da Apple para tirar todo o partido.
            Por isso sê um pouco realista e não vás nas cantigas de quem não é quem sabe!

            “foram encomendados entre 5 e 6 milhões. ”
            rumores, tal como os rumores de que ía fabricar 1 milhão de relógios em ouro por mês, ou que iria representar 30% do mercado do ouro, ou que iria usar um compósito de ouro [o que se provou ser falso, é uma liga], etc, etc!
            Convém até não esquecer que o Apple Watch vai inicialmente só ser vendido nas lojas da Apple e num número reduzido de outros locais.

          • PSL says:

            @Nunes, vai vender…

            Primeiro, 50% da população gosta muito mais que qualquer outro smartwatch: gajas.

            Segundo, porque há muito mercado nas pessoas que decidem que vão comprar um relógio bom para elas, como prenda de aniversário, como prenda de Natal… o Apple Watch oferece um bom design, qualidade de construção idêntica a relógios que custam o dobro (sei do que falo), e é claro, a vertente electrónica…

          • Benchmark do iPhone 6 says:

            Lembra-me de ter escrito (se estiveres disposto a pagar qualquer coisinha procuro), que as previsões das vendas de iPhones – a partir da data em que se começou a ser vendido o iPhone 6, que ainda apanhou uma semana ou duas de Setembro, até final do ano, era de 100 milhões.

            Vieste com a mesma previsão metereológica – “que disparate, se vender 50 milhões é uma sorte”.

            No quarto trimestre, sem contar com as vendas de Setembro, foram 75 milhões. Com mais as vendas desses dias, andou perto dos 100 milhões.

            Lá tens a embirração que essas notícias são manipulações de mercado, isso é problema teu. Não as tomo como certezas, mas também não parto do princípio que são manipulações.

            Mas, como estás disposto a apostar uma cervejinha, aqui fica a aposta para as vendas do ano: menos de 10 milhões ganhas tu, mais de 10 milhões ganho eu 🙂

          • Nunes says:

            @ PSL
            mais de 50% da população de certeza que não tem iPhones!!
            e nenhum desses argumentos serve para explicar porque é que vai vender mais do que qualquer outro produto da Apple na sua história, quando o mercado alvo possível é o mais pequeno da sua história!

          • Nunes says:

            @ Benchmark do iPhone 6
            fica-te mesmo muito mal mentires tão descaradamente!
            ““que disparate, se vender 50 milhões é uma sorte”.
            nunca disse tal coisa, pois isso seria uma previsão completamente ridícula – implicava vender menos do que tinha vendido no ano anterior

            “No quarto trimestre, sem contar com as vendas de Setembro, foram 75 milhões. Com mais as vendas desses dias, andou perto dos 100 milhões.”
            Não, não são! No meio dessas vendas estão outros modelos…
            E para além disso, se bem me lembro desse tema, o meu comentário foi sobre o valor indicado nas notícias ser uma previsão do volume de produção e não uma previsão de vendas [e o valor que se falava era 80 milhões não 100] – a logística de transporte implica que parte desse volume de produção circula em armazéns!

            “Lá tens a embirração que essas notícias são manipulações de mercado, isso é problema teu.”
            problema é meu!? Tu é que vives numa fantasia e o problema é meu? O John Gruber acabou de publicar um bom artigo em que põe em evidência a falta de confiança que se pode ter nos rumores que têm saído sobre o Apple Watch!

      • rmcrys says:

        Yap, aliás em uma hora, vá … nuns minutos já vejo o benchmark, não não, Rui c etc na fila para comprar logo uma dúzia, a ver se as vendas superam as da Samsung. Se sim ficam contentes porque o mais alegre na vida é ver a Apple a florescer, se não arranjam uma desculpa qualquer para lidarem com o problema.

        • Rui C says:

          A Apple vai continua a florescer, devido à qualidade e soluções que apresenta. Não preciso comprar 7, basta comprar 2 que são os necessários para mim e para a mulher.

          Não fiques aziado porque não podes comprar. Podes sempre comprar android super personalizados e cheios de lag. Devem ser os ideais para utilizadores não exigentes.

          • ptpedropt says:

            apple esta na moda, quando deixar de estar, passa à historia..

            acho que não é preciso explicar o que é moda..

          • Nunes says:

            “Moda” com mais de 1 década já não é moda…

          • PSL says:

            A Apple vive noutro sistema operativo…

          • Tiago says:

            gastei 300 euros num OnePlus e só não um para a minha namorada porque não quis. podia ter gasto 500 euros num iPhone porque não quis. sou pobre e gosto de lag? não. sou apenas um consumidor que não olha a marca e tem um produto de qualidade superior a um preço inferior. daqui a uns mesitos faz 1 ano que o tenho e nem penso trocar.

        • Rui says:

          rmcrys, se me encontrares numa fila para comprar um iWatch prometo que te pago um, juntamente com um iPhone, só para poderes apreciar o que é tecnologia a sério 😉

          • Rui C says:

            Lá está Tiago , para teres 2 One Plus gastavas 600€ , mas com esse dinheiro só ias conseguir comprar 1 iPhone, portanto a tua escolha recaiu pelo preço, porque se tivesse sido pela qualidade, óbvio que não ias para um sistema android.
            És um consumidor, que escolheu o modelo que melhor se adaptava á tua carteira. Se és pobre? isso é lá contigo.
            Agora que ficavas melhor servido com iPhone isso tenho a certeza. Fiz essa troca à 2 anos e até agora 500% satisfeito.
            Com updates regulares, sincronização em tds os dispositivos apple.

    • SF says:

      Não entendi muito bem o teu objetivo na historia dos computadores, considero do conhecimento comum a percepção de que nenhum desses equipamentos nos dias de hoje tem a capacidade de substitui um outro.

      Suponho que saibas que os tais “Android” como tu lhes chamas e que por sua vez diferem entre si, são equipamentos que suportam aplicações especificamente criadas para eles.

      PS: Gostei de ver o Tim Cook a dizer que o sonho dele de efectuar uma chamada por um relógio se tinha concretizado, esta tecnologia já existe no mínimo a 8 anos. Mas como ele vive fechado no mundo da Apple nunca tinha visto nada assim.

      • Benchmark do iPhone 6 says:

        … Em cada uma das mudanças o novo tipo de computador faz menos (deixa de fazer algumas coisas) e faz mais (novas coisas) – sendo necessário um período de habituação/evolução.

        O “defeito original” dos smartwatchs Android foi convencer os utilizadores que era uma coisa que servia apenas para receber notificações. Apps para quê?

        O que se vai fazer com o computador de pulso é o que se vai ver. Obviamente, como os vários tipos de computador coexistem, é porque não têm

    • Mikes says:

      Tu continuas a ser um dos poucos resistentes que conseguem arranjar argumentos parvos para justificarem o fiasco do Apple Watch enquanto peça (as vendas é diferente, porque os isheeps compram qualquer porcaria com uma maça).
      Até o assumidos cronistas de outros sites já desabafaram que a Apple desta vez foi fiasco e ninguém consegue perceber sequer o preço do relogio do ouro.
      PArabéns! Estás bem posicionados para ganhar o prémio iSheep do ano.

      • Benchmark do iPhone 6 says:

        Outros sites (não tendenciosos), tais como?

        Quanto ao relógio de ouro, que te preocupa a ti ou a eles o preço? Também querem comprar um relógio de ouro ao preço da uva mijona?

        Quanto ao iSheep, é com muito gosto que tenho oferecido saquinhos para apanharem as caganitas 😉

    • Mikes says:

      Até a Microsoft Band tem a Cortana… ah, e tem GPS…

  7. RF says:

    Até ao momento o modelo que acho relativamente mais interessante é o Samsung Gear S.. pelo menos dá para deixar o telemóvel em casa, usando apenas o “relógio” com função GSM/telemóvel” enquanto se está a fazer desporto por ex.

    • FG says:

      Sim, mas exige que tenhas um telemóvel samsung, exige que o presidente um SIM, e pagues a taxa de SIMP gémeo à operadora, e depois como é que é para atender uma chamada que queiras fazer em privado, ou quando não possas usar o alta voz?

      • Marco says:

        penso que possas fazer com um auricular bluetooth tambem emparelhado com relogio,ja o moto 360 faz isso mas apenas para ouvir musica com auriculares bluetooth 😉

      • RF says:

        Não.. não exige, há o possibilidade de configurar o relógio sem o tlm ser da Samsung, e inclusivamente sem ser preciso sequer um tlm. Sim o maior problema é termos que adquirir um SIM gémeo, solução cara em Portugal mas pelo menos há que dar o mérito de ter GSM. Quanto às chamadas, basta ligar o auricular BT.. Atenção que eu não disse que substituía o telemóvel a 100%.. é apenas em algumas ocasiões lúdicas em que não precisamos de andar com o tlm.
        Tirando isso a meu ver o grande problema deste e dos outros relógios é o preço.. 400/500Eur. é um telemóvel bom da gama média/alta, e eu pelo menos não estou disponível para gastar esse dinheiro num brinquedo destes. Talvez quando tiverem evoluído mais e custarem na ordem dos 100/150Eur. até porque são um brinquedo e não um relógio.

  8. Marco says:

    eu so nao percebo a samsung vai a frente,eu ate acho mto maus a nivel de design os da samsung mas pronto ate ai tudo bem,agora estao a frente e nao encontraram nenhuma fotografia para por na noticia de gadgets da samsung ? pusseram da LG, entao e a motorola nao entra nestas contas?

  9. David Ferreira says:

    Acho que esse gráfico deveria ter outro título de:
    As marcas com maior stock de smatwatchs parado porque ninguém compra

  10. rjSampaio says:

    Continuo a não perceber o porquê de chamar a todos os aparelhos da lista como smarth watch, isso são wearables, para mim smarth watch são os que dá para instalar apps e afins, o withings, é um relógio de ponteiros com mais um ponteiro. Os polar garmin ou fitbit pouco mais adicionam, depois temos os Samsung, pouca personalização, o peble já bastante flexível, e os restantes com capacidade de instalar diversos programas a escolha, isso sim são smarth, o resto pouco ou nada são.

    • Benchmark do iPhone 6 says:

      A definição usada foi: (usa-se no pulso), tem ligação á internet sem fios (wireless) e dá as horas.

      Cabe lá muita tralha que de “smart = smart de smartphone” tem pouco 🙂

      • rjSampaio says:

        Ligação à net só com wireless mesmo (wifi), e são mesmo muito poucos nem metade da lista têm. Mesmo assim é errado chamar smarth watch.
        Os 3310 tinham net (wap) para noticias e afins, e fazia chamadas, não era um smarth Phone, claro que daqui a 10 anos os nossos “smartphones” vão ser estúpidos comparados ao holográfico com AI, mas chamar actualmente smartwatch a um analógico que conta passos e mostra com um ponteiro analógico isso é passa a informação por Bluetooth, havendo outros com sdk ecrã touca, WiFi, microfone etc, é errado.

        • Benchmark do iPhone 6 says:

          Só para dizer que é o que está escrito no canto inferior do gráfico (última imagem do post): “smartwach” – usa-se no pulso, indica as horas e tem ligação wireless à internet.

          Se com os smatwatchs vai haver a mesma discussão que houve com os smartphones, “é, não é” – é mais do que certo.

          O melhor é fazer como os smartphones – o que era anterior ao iPhone não era, o que veio depois e tinha um SO parecido, já é 🙂

          • rjSampaio says:

            Também li, e discordo na mesma.
            Any way, antes do iPhone tinhas o Nokia comunicator, o symbian , o Windows Mobile, etc etc. Existia um mundo enorme antes da Apple, ou também dizes que o Word of warcraft foi o primeiro momento :p

          • Nunes says:

            @ rjSampaio
            Antes do iPhone tinhas smartphones que quase ninguém tinha vontade de usar, maus interfaces, péssima experiência com a Web e pouca gente a desenvolver e imaginar novas aplicações.
            Na prática esse mundo tinha estagnado no tempo, não oferecendo muito melhor que os velhinhos PDAs dos anos 90, que a própria Apple tinha ajudado a criar!

        • rjSampaio says:

          @nunes discordo, muitas pessoas usavam, especialmente qteks / HTC, e muitos desenvolviam, eu próprio (procura por “pocket gforce” desenvolvi uma das primeiras aplicações para medição de forças G em condução. E não fui o único, mas já existia uma grande comunidade, quanto a web, olha que até corria bem, até inventarem o flash

          • Nunes says:

            “muitas pessoas usavam, especialmente qteks / HTC”
            queres comparar o número de pessoas que usavam [maioria por causa de trabalho não por prazer], com os números actuais??
            “e muitos desenvolviam,”
            queres comparar isso com o boom que ocorreu depois da Apple lançar a sua loja de aplicações!??? Ou queres comparar o pesadelo que era o suporte do sistema operativo aos aparelhos, que ficavam muitas vezes parados no tempo?
            Não é por acaso que as vendas desses sistemas/aparelhos entraram em queda livre!

            “quanto a web, olha que até corria bem”
            lol!

        • rjSampaio says:

          Já me esquecia com quem estava a falar…
          Não existia market de aplicações nos sistemas, mas existiam apps,existiam devedores, eu era um deles, o xda nasceu com o Windows Mobile. Se antes havia menos uses, claro que havia e até havia menos telemóveis

          • Nunes says:

            e alguém disse que não havia!?
            Mas não é por haver sistemas móveis desde o início dos anos 90 para os quais era possível criar aplicações, que não houve uma revolução a vários níveis nesta área com o aparecimento do iPhone!

  11. Tripax says:

    Gosto de estar sempre actualizado na tecnologia, mas para ser sincero acho que esta nova tecnologia dos relógios não vai muito longe na minha opinião, acho que não faz grande sentido usar um relógio assim, quem gosta de ter um bom relógio de pulso não vai muito na onda de estes relógios, não trás nada de funcional a não ser mais uma tanga eléctrica para usar no pulso, funcionalidades 0 a não ser para ver horas mesmo, ver um relógio de ponteiros digitais e não mecânicos para mim vale 0, mas não vou dizer que muitos deles esteticamente não sejam bonitos, não trocava o meu seiko sportura honda F1 edition limited por nenhum de este novos relógios muito sinceramente, acho que vai ser dos maiores fiascos que já apareceu na tecnologia.

    • Hugo says:

      Tenho um Moto 360 e esse comentário veio mesmo de alguém que não entendo o conceito.

      • Tripax says:

        Não entendo do conceito loool, então se levares o teu smartphone contigo para todo o lado como é súper normal, para que te serve ter um relógio com esta tecnologia?
        O que é que ele faz que um relógio tradicional e um smartphone contigo não o fazem? acho que a única resposta só pode ser é porque esta na moda, além de teres que andar a carregar o relógio todos os dias por teres um bateria fraca de 320mah, não discutindo a estética do Motorola 360, que até é dos mais bonitos que andam por ai, só para concluir que o que disse sobre esta tecnologia para mim continua a valer 0.

        • Benchmark do iPhone 6 says:

          Queres crer que o Apple Watch se vai tornar indispensável por pequenas coisas?

          Por exemplo, tem-se o smartphone no bolso e ouve-se o “plim” de um mail /SMS a chegar. Lá se vai ver, pode ser alguma coisa importante e habitualmente não (isto tirando o “duplo plim” (enviar a mesma coisa duas vezes, em que as operadoras se especializaram).

          O Apple Watch permite visualizações fáceis e respostas imediatas (suponho que padronizadas de um toque). Não é preciso interromper o que se estã a fazer. Às tantas torna-se indispensável. O resto vem por acréscimo.

    • ptpedropt says:

      como comentei em cima..
      por agora um smartwatch é mais uma peça de moda do que um computador..

  12. Rui says:

    O Huawei watch é o relógio que eu esperaria da Apple, não o que foi apresentado:
    http://consumer.huawei.com/minisite/worldwide/huawei-watch/

    Espero ansiosamente que o android wear seja brevemente compatível com ios…

    Alguém sabe se este Huawei Watch já está à venda, e por quanto?

  13. JS says:

    Eu vim pro fim da lista porque não tive paciência pra ler tantos comentários (a grande maioria sem qualquer “sumo”).
    Porque em vez de estarem praí a degladiar-se entre Samsung e Apple não fazem um comparativo com características/funcionalidades/preços das diversas ofertas significativas (com qualidade) que se encontram no mercado para que nós leitores possamos ter uma ideia do que por aí anda e dos preços.
    Cumprimentos, parabéns ao PPL, costumo ler sempre os vossos artigos que por norma tem muito interesse.

    J.

  14. JS says:

    Ahh e já agora era muito ilucidativo se fizessem uma tabela com os diversos aparelhos do tipo “WIFI- Tem Bluetooth – Não tem”, assim já comparavam entre eles. Isso sim era ter a papinha toda feita pro consumidor ter uma escolha ponderada 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.