PplWare Mobile

Serão os antivírus gratuitos da Microsoft uma boa opção?


Responsável pelo Pplware, fundou o projeto em 2005 depois de ter criado em 1993 um rascunho em papel de jornal, o que mais tarde se tornou num portal de tecnologia mundial. Da área de gestão, foi na informática que sempre fez carreira.

Destaques PPLWARE

  1. gdfgd says:

    é o unico que uso , e ate agora nao tive problemas

  2. Almeida says:

    Ok pplware, apresentam aqui um problema mas não apresentam qualquer tipo de proposta de solução. Já sabia que ia encontrar aqui o que escreveram (o mais óbvio), mas estava à espera de algo mais. Seria interessante se desenvolvessem o artigo.

    • Vítor M. says:

      Basicamente este artigo é para responder a muitas pessoas que dizem “se a Microsoft foi quem desenhou e fabricou o Windows, ninguém conhecerá melhor o seu sistema operativo e as suas necessidades de segurança” até porque pode de facto a Microsoft ter um conhecimento muito maior do seu SO que qualquer outra pessoa ou entidade, mas perceberá de segurança a esse nível?

      Depois, não há uma resposta ou solução mágica para o problema do malware, há sim algumas soluções melhores que outras, provavelmente as versões PRO de produtos de segurança sejam de facto melhores que as gratuitas, provavelmente claro!

      Em relação a soluções… bom, já escrevemos vários artigos sobre isso e está um a ser escrito… mas fica desde já esta dica sobre o que a Microsoft entende como solução de segurança para o seu Windows.

      • Almeida says:

        Obrigado pela resposta Vítor, acho que deveriam ter escrito exactamente isto no artigo. Sei que não há nenhuma solução mágica para este assunto e que nunca haverá, mas realmente é bom saber qual o papel da MS no meio disto tudo.

        • JJ says:

          Mas qual é o papel da MS a este respeito!?

          O papel da Microsoft deve ser melhorar o seu sistema para ser mais difícil a entrada de vírus, não é dedicar o seu tempo a fazer antivírus. Acho que isso será lógico.

          Agora, o antivírus deve ser vista como uma ferramenta auxiliar do utilizador, não é nenhum escudo impenetrável.

          • Nuno Matos says:

            Creio que sim, que a missão da Microsoft é criar um SO mais fiável. A sua sobrevivência depende disso. Mas devemos ser justos: a MS é vítima do seu próprio êxito. Não concorda?

            Cumprimentos

          • JJ says:

            Concordo!

            É a mais atacada porque o seu SO é o mais popular. Se os outros SOs fosse mais populares do que são, teriam tantos ou mais problemas, semelhantes aos da MS.

      • Bruno says:

        mas falaram de malware… mas se é um antivírus nao vai tratar de malware….mesmo havendo antivirus pagos os malwares nao sao encontrados por antivirus.. por isso é que existe os anti malwares…

      • hugo says:

        o problema é que simplesmente a microsoft é obrigada a nao fabricar uma solucao mais eficiente para nao quebrar o “contracto”e nao ser acusada de monopolizacão de mercado,porque eles mais que ninguem saberiam como fazer o melhor antivirus,eles tem o codigo todo…eu ate acho que ate ganham com isso tipo,fazes um antivirus para o meu sistema operativo alteras o codigo do sistema mas eu ganho uma parte,enfim é tudo uma questao de dinheiro

      • ZiLOG says:

        “se a Microsoft foi quem desenhou e fabricou o Windows, ninguém conhecerá melhor o seu sistema operativo e as suas necessidades de segurança”

        Até estou com medo de responder…. mas se a Microsoft conhecesse tão bem o seu sistema operativo e as suas necessidades de segurança, não havia virus nem malware nem nada que lá entrasse.

        Penso eu de que…

        Não me batam muito está bem?

    • ALibaba says:

      A proposta de solução é tão fáçil como googlar “top free antivirus” e depois logo vês o que melhor se adapta ás tuas necessidades …

    • Joselito says:

      Quem melhor que a Microsoft para proteger o seu sistema? Ou será em casa de ferreiro, espeto de pau, humm?

  3. carlos says:

    Todas as ameaças? Nunca irá acontecer tal coisa.

  4. Robert Soares says:

    Vitor, algo no texto não está correcto! “…No Windows 8, o Windows Defender apenas protegia os utilizadores contra spyware, sendo necessário instalar o Microsoft Security Essentials para uma protecção mais alargada…”
    No windows 8 & 8.1 o windows defender já inclui o MSE ou seja, já incorpora detecção em tempo real, scanner de vírus, malware, spyware e rootkits.;)

  5. Não existe anti-vírus que segure um usuário desenfreado.

    Acredito que o Security Essentials seja uma boa opção, apesar de básica, é sim uma boa opção. A versão Free do Avira tambem é excelente, mas quando se trata de algo pago, fico por escolher o Kaspersky.

  6. Ace says:

    90% Bom senso
    10% Anti-vírus (em caso de dúvida)

  7. Carlos says:

    Todas as ameaças?
    Isso nunca vai acontecer, sejam realistas pplware.

  8. Pedro says:

    Este artigo só me lembrou de ir ver se o Windwos Defender estava activo e desactiva-lo… tenho um bom anti-virus (digo eu)

  9. JJ says:

    Para mim o antivirus da Microsoft é mais do que suficiente.

    E esta frase: “Mas a resposta é simples, nem a versão antivírus Microsoft Security Essentials nem a Microsoft Windows Defender irão protege-lo de forma conveniente dos vírus mais modernos.”
    Aplica-se a todos os antivírus existentes no mercado.

  10. kokoloko says:

    O próprio Windows é um virus e, por isso, dizer que o novo virus, perdão, o novo Windows vai bloquear a execução de programas não confiáveis o que o torna num SO *um pouco mais seguro* é algo…ridículo.

  11. ZéPistolas says:

    Usava o MSE mas passei para o avast!free(que tenho só por descargo de consciência…) não me chateia, e como raramente vejo porn em sites que não conheço, não costumo apanhar vírus… 😉

    O único SO em que realmente precisei de ter um antivirus foi o Windows Millenium, que já por si só, era um virus…

    De resto desde o 3.1 (o meu primeiro) que nunca senti uma necessidade de ter antivirus.
    90% de bom senso resolve quase tudo… como diz o ACE

  12. POEmw says:

    antivirus para que? So para quem ve pornografia ou saca programas ilegais. Eu compro o meu software e nao vejo sites duvidosos, o windows essentials serve perfeitamente. A maioria dos nerds/geeks é que tem a mania dos anti virus.

    • JJ says:

      Concordo contigo… menos com a ultima frase.

      Os nerds/geeks quase de certeza que gostam menos ainda dos anti-vírus, por os anti-vírus criam barreiras na utilização do sistema.

    • scalare says:

      ohh POEmw

      tu não tinhas OX/ios?

      nao eras tu que eras livre por teres deixado de ter windows?

      mas compras soft. que não usas so para teres faturas e participar no faturas da sorte?

      “…Felizmente ja me libertei e osx/IOS é o caminho dos especiais. gente comum contenta se com pouco (windows)”

      sôce já não és especial?

    • int3 says:

      “maioria dos nerds/geeks é que tem a mania dos anti virus.” na verdade os nerds/geeks nem usam AV. No need.

    • José Gaspar says:

      Até parece que só os sites porn e programas ilegais é que não são confiáveis…!!! Basta caires numa ” Esparrela ” qualquer num site ” confiável ” para ir a segurança toda pelo cano abaixo… 😉

  13. SSilva says:

    A única coisa que o Microsoft Security Essentials protege e detecta como vírus é o crack que torna o Windows genuíno xD Mas de facto no que toca a antivirus é como já foi comentado a maior parte da responsabilidade de ter um virus é do utilizador. Já que anda aí muito pessoal que por ter um antivirus instalado já pensa que pode fazer tudo à vontade. O mais engraçado nisto tudo é ver ai muito pessoal com antivirus instalados nos telemóveis, viva a lentidão!

  14. Vasco Oliveira says:

    “O Windows Defender mais actual oferece a mesma protecção que o Microsoft Security Essentials, até no porque no Windows 8 não é possível instalar o MSE.” xD

  15. Luis Silva says:

    pois a minha licença kas esta a acabar, e nao vou comprar mais, porque nao da pra andar a gastar agora, vou ficar pelo que o windows 8.1 tem, pode não ser a melhor, mas tenhod e me contentar….

  16. Corvinux says:

    No meu Windows 7 Ultimate 64bits o MSE causava blue screen tive que desinstalar.

  17. vector says:

    Cuidado é com as pens usb.

    Muita malta fala aqui só sobre a sua realidade caseira mas nem se lembra que existem tantas outras formas e lugares onde se usam computadores, não é só pornografia e torrents!

    Para utilizadores “de quarto” como vocês chega perfeitamente.

  18. int3 says:

    Na altura que usava AV era mesmo quando era iniciante no mundo da informática. Um pouco de conhecimento não é preciso estar a largar dinheiro para estas empresas parasitas e transformar o meu computador 30% mais lento porque eu não sei abrir e-mails. lool.

  19. Luis says:

    Mais que suficiente, cheguei a testar carradas de antivírus e este para a minha utilização este é o único que não me embarranca o PC. Serem cuidadosos por onde andam também se torna um bom antivírus.

  20. irlm says:

    Consome bastantes recursos, prefiro av de terceiros, não tem actualização automática via Windows update.

    • Armando says:

      Eu defini o Windows Defender para não actualizar automaticamente, assim como o próprio sistema operativo. É o único antivírus que uso e isto porque já vinha com o Windows, senão nem metia nenhum. lol

  21. Paulo says:

    Quem Instala cracks e and em sites malaicos não tem antivírus que o safe.

  22. Rui says:

    Tenho PC’s com Windows 7 e 8.1 uso o Microsoft Security Essentials e o Defender até hoje problemas 0, posso mesmo afirmar que de todos os que tive estes são sem sombra de dúvida os melhores.

  23. censo says:

    Para mim este Defender do 8.1 serve perfeitamente. Diria mesmo que o resto é 99% de bom senso e conhecimento, caso contrário temos infeção garantida.

  24. Bruno says:

    “Mas a resposta é simples, nem a versão antivírus Microsoft Security Essentials nem a Microsoft Windows Defender irão protege-lo de forma conveniente dos vírus mais modernos.”

    baseado em que? so pq vos apetece?

  25. Jorge Frazao says:

    Para quem estiver interessado, o Bitdefender oferece 6 meses do Bitdefender Internet Security 2015 grátis. Nada mau. Pode-se tratar disso no site abaixo:
    http://www.bitdefender.com/media/html/60-second/

    Cumprimentos

  26. Wilson Pereira says:

    A boa segurança hoje em dia tem custos.
    Mas existem opções gratuitas com protecção básica que ajudam a proteger os nossos sistemas operativos, quando complementadas com as opções da Microsoft.

    Por Ex:
    Mse+Avast+Malwarebytes são opções gratuitas que reduzem o risco de infectarmos os nossos sistemas.

    Basta fazer uma análise profunda com os antivírus (MSE+AVAST) e com o Malwarebytes de quarenta e cinco em quarenta e cinco dias.

    Mas mesmo assim passa sempre por uma boa capacidade de análise e de cuidados que temos que ter quando navegamos em sites ou sacamos algum ficheiro da net.

    Respondendo directamente a pergunta.
    Não.
    Os serviços gratuitos da Microsoft por si só não são uma boa opção.

    • Paulo Horacio says:

      Wilson, estás tão profundamente enganado!
      A boa segurança e a melhor desde sempre a larga escala, é totalmente gratuita!
      Chama-se LINUX !
      Mac OS tosse, muita tosse! Windows tosse de cão !

      • Wilson Pereira says:

        Por acaso já experimentei duas versões Linux (Ubuntu e Mint) e gostei bastante das duas versões.

        Mas a verdade é que depois de instalarmos o linux nos deparámos com uma forma completamente diferente de trabalhar.

        Mas existem algumas empresas a apostarem forte no linux .

        Um grande exemplo disso é a Steam com o seu Steam OS que provavelmente virá instalado nas Steam Machines.

        Por Isso concordo contigo que o linux pode ser ou é o mais seguro.

        Mas as pessoas estão acomodadas ao Windows…

  27. Joselito says:

    Como cliente MEO, utilizava o Bitdefender AV plus (versão paga, mas oferecida aos clientes MEO) e de facto é o melhor antivirus que já experimentei: rápido, fiável e vários níveis de proteção – inclusive é #1 da lista independente de benchmark de antivirus av-test.org .Contudo no fim deste mês de março a MEO mudou para o Panda Antivirus e as licenças do bitdefender expiraram….

    Por curiosidade o Windows Defender está em último dessa lista em #26

  28. Alucard says:

    Por aqui também uso o Windows Defender com o Windows 8.1 e zero problemas. Mais que o software, o utilizador fará muita diferença nos sítios em que navega.

    Mas porque será que este parece um artigo pago para vender programas anti-vírus? A vossa resposta é simples demais, convinha justificarem com argumentos sérios. “Não, porque cenas, coisa e tal.”

  29. Tiago Marques says:

    Qualquer um sabe que o Windows Defender é um pequena firewall muito limitada é normal ser necessário o MSE …

  30. navyseal says:

    A m$ não faz antivírus nem tem interesse em melhorar o m$ essentials é a própria que o diz e aponta que há melhores empresas no mercado e à mais tempo pelo que seria perda de tempo e gasto de $ competir contra empresas já estabelecidas além de arriscar parcerias. Fica um artigo sobre o antivírus em si: http://www.makeuseof.com/tag/replace-microsoft-security-essentials-proper-antivirus/

  31. Paulo says:

    Tendo em consideração o texto, nem sequer o que fala mais conhecido por CPAV em 1993 (não me lembro mas usei muitos anos) como diz oferecia proteção a 100%. A verdade é que nem antivírus sem ser pagos existiam e todos os dias haviam vírus novos. Hoje em dia não é preciso ser um vírus, existem imensas variações disso. Malware, bootware… e outras coisas acabadas em ware. Vários softwares existem para acabar com isso mas nenhum é 100% seguro nem vai ser porque não consegue acompanhar o ritmo da descoberta de falhas de sistema.
    Nenhum programa oferece proteção a 100% nem a 50%. Se querem um computador com óptima performance para jogos ou trabalho, não precisam dele. Se é para estar sempre ligado á net convém ter algum mesmo básico, mas se utilizarmos para estar ligado á internet 100% do tempo, venha o diabo e escolha. Nem com os considerado “melhores” pagos me livrei disso. É sempre preciso mais alguma coisa. O meu conselho, se for uma utilização prudente é um livre tipo “avg” ou mesmo o da Microsoft, mas se consultam sites “porno”, “piratas”, “streaming” ou de “vendas on line” ou mesmo se só o utlizam a Net a 100% do tempo ligados ou se até são uns nabos podem sempre usar os de renome e pagos mas…… não vos livra de nada. Tudo depende como configuram o vosso computador ou do raio do botão que clicam quando aparece uma pergunta indesejada. Tenho pena que estes textos não sirvam para ir mais longe.

  32. Pedro Reis says:

    http://www.av-comparatives.org/dynamic-tests
    (v4.6 com o pior resultado em Protecção entre os 23 testados)

    http://www.av-test.org/en/antivirus/home-windows
    (v4.6 com o pior resultado em Protecção entre os 27 testados)

  33. pato says:

    ainda se usa antivirus.?

  34. Simbion says:

    Muitas vezes vêm-me perguntar qual é o melhor antivírus para o PC e normalmente respondo sempre o mesmo.
    O melhor antivírus é o utilizador.(Mas convém ter sempre algum)

  35. Luis Rodrigues says:

    Meus caros
    Hoje decidi mudar o antivírus que tinha instalado á cerca de 6 meses que neste caso era o MICROSOFT ESSENCIALS que nunca me tinha detectado vírus(a verdade é que também tenho muito cuidado), bem hoje decidi então experimentar outro anti vírus e qual não é o meu espanto quando acaba de correr esse novo anti vírus tinha detectado 4 virus/ficheiros suspeitos, se ainda fossem 1 ou 2 ainda escapava agora 4, portanto antivirus Microsoft para mim é para esquecer, quem gosta, gosta.

    • Canelas says:

      Calma… eu num pc que antes tinha MSE, depois de instalar o ESET NOD32 detectei 30 ficheiros de malware(trojans, virus, worms). Dizem que a Kaspersky é parasita mas até hoje não me fez o mm que o MSE.
      Confiar na Microsoft para segurança é mt complicado. Lembrem-se do IE e das falhas de segurança que existem e que mtas vezes demoram a corrigir.

  36. ACMSEBR says:

    Utilizo desde seu lançamento, e não troco por outro.

    Tenho parques computacionais e pequenas empresas que utilizam o MSE e não tenho nenhum problema com vírus.

  37. Dias says:

    Uso o MS Essentials a anos e nunca me deu problemas, fui testar outro antivirus só pelas manias que aqui se vê.
    SIM O OUTRO ANTI VIRUS APANHOU VIRUS!
    Mas eram apenas cracks de ficheiros dll que me ia remover portanto 1 a 0 para o da MS e já agora o que testei foi o NOD32
    Portanto vou continuar a usar o MS Essentials sempre e claro o malwarebytes.

  38. Lino Tavares says:

    Boas.
    De facto 90% de bom senso é essencial.
    Até porque os antivirus mesmo os pagos, são por si só, fonte de problemas.
    Não estou a falar dos falsos positivos mas dos updates “marados” que por vezes têem.
    Ex: À cerca de um mês o Panda cloud teve um update que bloqueou a maioria das máquinas a nível global. Foi um dia de loucos e ainda hoje tenho máquinas com sequelas disso mesmo.
    Já esta semana, o Kaspersky teve um update que fez “esconder” a barra de tarefas e no adobe reader ficava sem barra de ferramentas.
    É de facto necessário muita sensibilidade e bom senso mas como já aqui foi escrito, normalmente somo nós que deliberadamente abrimos a porta ao virus/malware.

  39. sakura says:

    ultimo “antivirus” usado, windows 10 10049. (defender).
    pc formatado de raiz e ligado a net para update, supersa!!! win32/gamarue.gen!A ……..
    ai,ai, windows xp…. é + improtamte ter o so update. incluindo firmware “bios”.

    https://technet.microsoft.com/en-us/sysinternals/bb842062

  40. Márcio Lima says:

    Pelo número de posts, daria um gráfico interessante.

    Adiciono mais um – e que não é sobre apenas dois PCs caseirinhos ou apenas 2 aninhos de utilizador.

    1. Windows melhorou imenso a nível de segurança desde o velhinho XP e vista, dai que o antivírus tem o trabalho muito facilitado.

    2. MSE, comparado com Avgs e avast free é muitíssimo bom, gratuito, com uma boa taxa detecção e sem engolir mais de metade de recursos da maquina. E isto comparado com soluções decentes (AVG e avast, não as considero soluções. La por ter um boneco que da muitas mensagens, não significa que esteja protegido. O mesmo podem dizer do MSE, mas juntando um OS que está minimamente actualizado parece me algo muito equilibrado.

    3. Quero protecção: Kaspersky (Goloso a nível de recursos mas extremamente configurável e a preço acessivel) ou BitDefender.

    Avira, em tempos foi uma excelente solução ( e parte gratuita ), com as últimas versões complicou-se.

    De resto minha gente, venha quem vier à terra, se o utilizador aceitar o que não deve, ficará “minado” de qualquer maneira.

  41. Blackwolf says:

    Acerca do desempenho dos diferentes antívirus este site é um bom ponto de partida.
    http://www.av-test.org/en/antivirus/home-windows/

    Quanto aos Malwares normalmente utilizo o anti-malwarebytes ou o superantispyware.

  42. the_pretender says:

    o essentials nem entra top 10 no segmento melhores gratuitos do AVT 4º trimestre 2014 particulares. Minha sugestão, Bitdefender (1º em protecção,1º em perforance, usability cá mais pra baixo..). Malwarebytes, spyboot (rootkits), adw portables just in case.

  43. FXX says:

    “Mas a resposta é simples, nem a versão antivírus Microsoft Security Essentials nem a Microsoft Windows Defender irão protege-lo de forma conveniente dos vírus mais modernos.”

    E as provas?

  44. gdgdgd says:

    O habitual discurso anti-microsoft, que já enjoa…!
    Uso o MSE há anos e nunca tive um único vírus ou outros problemas. Tudo depende de como usamos o PC. Usar uma ferramenta adicional para verificar spyware com regularidade (ex. Spybot Search & Destroy) é uma boa medida de prevenção. Tudo o resto, pandas, bit defender’s, etc. é tudo Crapware!

  45. eRRe says:

    o melhor antivírus é o conhecimento do que fazer ou não. ou seja discernimento. podem ter o antivírus mais xpto e mais caro do mundo, no final do dia, se não tiverem um cérebro funcional, o vosso computador é bem capaz de ser infectado.

  46. A. Pereira says:

    Respondendo à questão “Serão os antivírus gratuitos da Microsoft uma boa opção?”, sim serão. O MSE faz o papel que tem a fazer e o utilizador faz o resto, seja no sentido positivo ou negativo. Não há milagres que salvem a falta de bom senso.

  47. Nokall says:

    Ha alguma coisa que bata o MalwareBytes??? :O

  48. eumemyselfandi says:

    Alguém por aqui conhece o AV e Filtro Web FortiClient da FORTINET?
    🙂

  49. Pedro says:

    Não há melhor anti-vírus para um utilizador leigo que um AdBlocker.

  50. Diogo Marques says:

    É o único que uso, no meu meu caso o Defender pois tenho Win 8.1.

    Já tive problemas à uns anos com o vírus da “PSP” quando usava o MSE no win 7.
    Mas como estes vírus entram através da publicidade nos sites, agora utilizo sempre o Defender + o Adblocker no browser para bloquear a publicidade.

  51. Paulo Tavares says:

    Uso o MSE há muito tempo sem problemas e sobretudo sem me “empancar” o funcionamento do computador .
    É raro o computador que vejo com o AVG e com o AVast (muito populares entre os treinadores de bancada informáticos) e que não se “arrastam” . Tambem já usei o o Avira e achei honesto. Mais que um anti-virus seria importante encontrar um bom anti-spyware que funcionasse e que detectasse os cliques errados nas páginas erradas… isso sim

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.