Quantcast
PplWare Mobile

Samsung será a principal fabricante do processador A9 da Apple

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Simões


  1. Invision says:

    Ui, já estou a ver, se por alguma razão o iphone não corresponder à expectativa vai tudo crucificar a Samsung lol

    • PSL says:

      A única responsabilidade que a Samsung tem, é fabrica-los sem defeitos, e às centenas de milhões.

    • Afonso says:

      tanta guerrinha, e no final das contas baixam as calçinhas

      • PSL says:

        LOL.

        Quem baixa as calcinhas é a Samsung, que está a vender as suas fabriquetas.

        Senão… chapéu… não há dinheiro para esse negócio…

        • Balmer says:

          Baixar as calcinhas?

          Estás ciente que parte do negócio da Samsung É de facto a produção de componentes para outros, certo? Lá porque nem tudo o que usam nos seus produtos vem das suas próprias fabricas, o que a Samsung certamente faz é produzir peças para o que é utilizado em muitos produtos dos outros. O que não lhes falta é a capacidade de produção, mais rende usar.

          A Apple é só mais um cliente.

          • PSL says:

            É só mais um cliente?

            LOL…

            Tu tens noção que fabricar chips, a preço suportável, é algo que só se pode fazer quando há muita procura?

            Especialmente chips como estes, que utilizam a tecnologia de ponta do mercado fabless (que é exponencialmente a mais cara!)

            Tira o cavalinho da chuva, se não fossem as encomendas da Apple, a Samsung também não tinha volume de produção que se justificasse, e baixasse o investimento das fábricas.

            A Samsung lucra cerca de 100€ por telemóvel gama S/Note, se for vendido a 699 paus…

            Se a Apple der 33€ de lucro à Samsung, por cada chip que compra.

            A Samsung teria de vender 3X o número de S/Note para mandar a Apple ás urtigas. A Samsung vai vender 30 milhões de S/Note num fim-de-semana? 210 milhões de S/Note em 3 meses? Nunca! LOL!

            Pior, a Apple teria de comprar os chips a “alguém”… e esse “alguém” teria um enorme cliente para a fábrica (o que custa, não é produzir individualmente, é chegar a processo industrial que consiga essas tecnologias com uma taxa de defeituosos muito baixa), ou seja, se a Apple continuasse na TSMC, a TSMC ficava rica em pouco tempo, e não era só a Apple a beneficiar do investimento, eram os Androids todos por aí, com chips de igual performance aos Samsung, mas que podiam comprar feitos, tão ou mais baratos que a Samsung custaria a produzir…

            Depois vias como no ano passado, empresas de vão-de-escada, a lançar produtos para o mercado, com os mesmos chips da Samsung, mas a um preço muito mais baixo…

          • Benchmark do iPhone 6 says:

            Nem os actuais SoC A8 foram todos fabricados pela TMC, a Samsung também fabricou parte, nem nos futuros A9 a Samsung será o único fabricante.

            A Apple “desenha” os seus próprios SoC e procura o fabricante que ofereça melhores condições, em qualidade/quantidade e preços.

            Para a Apple a Samsung é só mais um fabricante de componentes.

            P.S. Não ter sido o fabricante exclusivo dos SoC para a Apple fez uma grande mossa nos fracos resultados da Samsung Electronics em 2014. Não foram só os fracos resultados da divisão Samsung Mobile (caíram 40%) tambēm integrada na Samsung Electronics.

          • Joao Magalhaes says:

            E ainda fabricam telemóveis que são fortes concorrentes aos Iphone

  2. Norman Bates says:

    Coitados, o oxigénio de que tanto precisam! LOL

  3. LM says:

    Antes que se gere mais confusões, é melhor esclarecer que o processador A9 foi (ou está a ser) desenvolvido/desenhado pela Apple e não pela Samsung. A Samsung apenas o vai construir/fabricar (mão-de-obra) e pelos vistos nem vai ser só a Samsung.

  4. Benchmark do iPhone 6 says:

    A Apple começou uma série de pequenos vídeos de apresentação do Apple Watch. Parece bem magicado. O ligar/desligar o ecrã é com a torsão do pulso, mas aí tenho dúvidas que funcione bem.

    http://www.apple.com/watch/guided-tours/

    • PSL says:

      Wow!

      Que interface fantástica!

      E ainda dizem que é “complicado”… não sei aonde! Porque é mais completo?

    • Benchmark do iPhone 6 says:

      … É torção (e não torsão).
      Os Android smartwatch também usam a torção do pulso para ligar/desligar o ecrã? Funciona bem?

      Quanto à facilidade em lançar apps a partir do smartwach estamos conversados – o Apple Watch foi concebido para lançar apps e os Android apenas para servir de ecrã de notificação do smartphone.

      • Nunes says:

        Não me parece que seja só pela torção do pulso, requer tb que o braço se eleve. Tendo em conta a sensibilidade dos sensores que já se usa nos telemóveis à partida não terá problemas para ligar/desligar na situação apresentada.
        O que pode causar problemas são os casos extremos que não se enquadram bem dentro destes parâmetros mas que mesmo assim as pessoas esperariam que funcionasse de forma idêntica, como por exemplo quando as pessoas estão deitadas. Ou então quando realizam actividades que leva a movimentos semelhantes o que ligaria desnecessariamente o ecrã. Mas certamente que fizeram testes para resolver muitos destes casos!

  5. Alex says:

    killswitch incoming!

  6. João Neves says:

    A história entre estes dois fabricantes já cheira bem mal, mas a culpa não é deles, é de quem compra aquilo que eles fazem. Do meu dinheiro é que eles não apanham nem um centavo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.