PplWare Mobile

Samsung coagida a dar subornos à Presidente da Coreia do Sul


Responsável pelo Pplware, fundou o projeto em 2005 depois de ter criado em 1993 um rascunho em papel de jornal, o que mais tarde se tornou num portal de tecnologia mundial. Da área de gestão, foi na informática que sempre fez carreira.

Destaques PPLWARE

  1. J. Frazão says:

    Até tinha a convicção que as mulheres seriam mais honestas que os homens no desempenho de cargos políticos.

  2. urms says:

    o gajo paga uma multinha e fica o assunto arrumado. LOL

  3. Carloz says:

    Ahah, uma noticia sobre uma Presidente de outro país e subornos/corrupção. Mas isto é tecnologia ou é a PPLWARE a ver se diz mal da Samsung depois de se babarem a ver o Galaxy S8 ? Se não tens capacidade de elogiar, arranja forma de criticar.

    Posto isto, sim supõe-se apenas que a Samsung deu subornos ou lá o que seja a não sei quem da Coreia, entretanto a Apple recusa pagar 13 mil milhões de impostos à Irlanda mas disso falam todos os sites menos este 🙂 Porque Apple é o amor destes geeks da PPLware.

    Mais isenção nunca fica mal 🙂

    • urms says:

      essa notícia de a Apple recusar até foi falado no site tek

    • Pedro Osório says:

      Aqui parece-me que falam em defesa. Mas não deves saber ler 😉

      A fome de dizerem mal é tanta que só dão tiros nos pés e mostram a vossa ignorância.

      Abram os olhos remelosos

    • Guiomar says:

      Carloz, até a Irlanda não quer que a Apple pague os “13 mil milhões”… onde é que está a tua isenção?

    • RuiZ says:

      O presidente da Samsung está a dormir numa prisão e eles não dizem nada…

      Imagina se fosse a Apple!

      A Apple não tem de pagar nada, nem a UE nem ninguém vão arranjar nem 13 tostões nem nada.

    • Vítor M. says:

      Hehehe ó Carloz isso tem piada 😉 uns dizem que estamos a defender a Samsung, outros a atacar 😀 eu acho que estamos a informar, mas os olhos de cada um de vós é que vê para lados errados. Um para cada lado, assim a vossa percepção da realidade fica enviesada não?

      Vá, deixem-se de tricas.

      • Alvega says:

        Deus que era Deus, nao conseguiu agradar a todos, por isso o mataram (para quem acredita,sem blasfémias), por isso deixa andar Vitor.M, isto faz parte, por isso eu gosto de cá vir deitar o olho, se fosse tudo UNÂNIME, QUAL ERA A PIADA ?
        A diversidade (de opiniões) é salutar, já a ofensa….enfim, é a ARMA dos FRACOS.

        • Vítor M. says:

          Olha… concordo contigo.

        • Joao 2348 says:

          Ninguém matou Deus… isso é absolutamente impossível.
          Tiraram apenas a vida física a uma pequena parte de Deus, a parte do amor, enviada à Terra para tentar orientar as pessoas de volta para o caminho correcto. Mas nem essa parte mataram realmente, apenas fizeram com que tivesse de abandonar o invólucro neste plano de existência. Foi algo gravíssimo, mas daí a dizerem que mataram Deus calma lá. Mas percebe-se a ideia que tentou transmitir.

    • Hugo says:

      A sério…vocês são completamnete DOENTES. E leia-se LITERALMENTE :S
      Descontextualizam os assuntos de todas as formas e feitio apenas para provar o que mesmo que fosse verdade…não teria interesse nenhum LOOOL

    • Francisco C says:

      Teorias da conspiração sem qualquer fundamento!

      1º- O Peopleware até (supostamente) é mais pró-Apple;

      2º- Não há razões para se falar mal da Samsung sem se conhecer a 100% os contornos deste caso. Para já, o que se sabe é que a Samsung (assim como outras empresas) foram obrigadas a fazer donativos às organizações da amiguita da presidente. Ora, se a Samsung não o fizesse, o problema com as baterias do Note seriam o menor dos problemas que teriam.
      Assim sendo, esse teu argumento cai por terra.

      3º- Se não me engano, já foi falado aqui nessa questão dos impostos da Apple. Não tenho a certeza se foi aqui no Peopleware que li, mas também não me vou dar ao trabalho de procurar; deixo isso para ti caso queiras confirmar.

      • Guiomar says:

        Não há razões para falar mal da Samsung? Um dos presidentes da Samsung já foi preso por causa deste assunto, sendo que a Samsung nunca disse que se viu obrigada a pagar! Se fosse uma extorsão para evitar ser perseguida há muito tempo que já teria contado outra história às autoridades judiciais.

      • Sujeito says:

        Há gajos completamente noutra.
        Francisco C, o presidente da Samsung está na prisão.

        Se sabe a pato e cheira a pato…

  4. Pedro Osório says:

    Certamente a Samsung ganhou com isto. Não tenham pena deles. As multas que o governo lhes poupou no caso dos Galaxy e da poluição resultante deve ter ficado ela por ela.

  5. RuiZ says:

    Karma a funcionar…

  6. Nope says:

    “Samsung coagida a dar subornos à Presidente da Coreia do Sul”

    Coagida? Fez queixa na polícia ou nos tribunais de que estava a ser coagida, que a estavam a obrigar a pagar um soborno?! Não há diferença entre a Coreia do Sul e a Coreia do Norte?

    Corrompeu (ponto). E aproveitou-se disso. Deixem lá os paninhos quentes.

    • Vítor M. says:

      Poderá ser mas o que tudo indica não é bem assim se bem que há contornos ainda por esclarecer. A informação diz ainda que: “Segundo os investigadores, Park e Choi estiveram de acordo para pressionar a Samsung e outros grandes conglomerados empresariais sul-coreanos com a intenção de obter doações a organizações relacionadas com a amiga da chefe de Estado, em troca de um tratamento favorável das autoridades, afirmaram em comunicado.”

      No que toca a tribunais, bom, agora a presidente está a contas com a justiça, poderá ou não perder o cargo, tudo depende do Tribunal Constitucional.

      • Guiomar says:

        “em troca de um tratamento favorável”, ou seja havia ganho (por favorecimento) para quem pagava, não era uma extorsão, de tal maneira que mesmo depois da detenção da amiga da presidente, a Samsung continuava a dar desculpas esfarrapadas para os pagamentos. É por isso que um dos presidentes e herdeiro da Samsung foi detido.

      • Nope says:

        O que se fala é que o filho do boss da Samsung está para ir para a cadeia – por ter cometido um crime de suborno. “Ah, mas foi pressionado para subornar, faz uma grande diferença!”. Ninguém lhe encostou uma pistola à cabeça. Subornou porque lhe convinha.

        “Ah, mas a presidenta e amiga estão em risco de ir parar à cadeia!”. E o filho do boss da Samsung também.

  7. JM says:

    Ao menos lá quando são apanhados com a mão no saco pedem desculpa 😉

  8. Alvega says:

    O que faz disto uma noticia, dai a ter publicação no ppWare, nao é nada mais do que a forma da cara e os olhos (sao em bico), tudo o mais é infelizmente, USUAL, um pouco (ou muito) por todo o MUNDO, onde se inclui evidentemente Portugal, nao tem a ver com a marca em si, nem com o produto fabricado.
    Infelizmente a medida que a o Mundo e a tecnologia EVOLUI, o carácter e seriedade diminui, hoje parece que tudo justifica tudo, MENTIR, é normal, corromper, faz parte do jogo, espiar (concorrentes \ adversários), é uma forma vida.
    Culpa ? Se quisesse ser má língua, diria que é da escola, pois ensina tudo menos PRINCÍPIOS, mas seria esta apenas uma parte da verdade, pois a FAMÍLIA, tem a primazia na formação, e o ambiente \ ideias , cada vez mais competitivo que inculcam nas pessoas leva a isto e muito mais, há quem diga que é uma questão de sobrevivência, …pode ser, mas nao deveria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.