PplWare Mobile

Reino Unido quer acabar com a facilidade do acesso à pornografia online


Vítor M.

Responsável pelo Pplware, fundou o projeto em 2005 depois de ter criado em 1993 um rascunho em papel de jornal, o que mais tarde se tornou num portal de tecnologia mundial. Da área de gestão, foi na informática que sempre fez carreira.

Destaques PPLWARE

72 Respostas

  1. Pedro says:

    AHAHAHAHAHA. Mais uma forma de alguém ganhar dinheiro e que para mais nada serve.

  2. Nuno Monteiro says:

    Mds, vão tirar uma das poucas coisas que toda a gente já reconhece mundialmente…Quem e que na sua adulescencia não teve curiosidade e aprendeu algo com a pornografia ? XD parece algo caricato hahahah

  3. Alpha says:

    Ridículo… Mais uma intervenção estúpida estatal sem valor acrescentado…

  4. Bruno M. says:

    Mais uma lei para favorecer as minorias (Muçulmanos)!
    Lindo!!

    • mlopes says:

      (?!)como é que diz que disse(?!)

    • Joao says:

      Acho que nunca vi um comentário tão absurdo por aqui.

      • Bruno M. says:

        OS Iranianos também diziam ser absurdo muita coisa, no entanto hoje são o que se vê!
        Hoje os Ingleses vivem pelo medo, quem manda naquele país são os árabes, logo Muçulmanos!

        Hoje, a maioria das leis são para “não ofenderem os muçulmanos” e a liberdade de expressão não existe! Nem os partidos politicos naquele país podem criticar o Islão… mas os muçulmanos podem chacotar os cristãos e o christianismo bem como outras religiões!

        Mas claro.. todos os comentários são absuros ou quando não se conhece a realidade ou quando não se quer ver a mesma!

        • onurb82 says:

          Misturar os cristãos e muçulmanos, deixar pelo meio os agnósticos e perguntar ao trump o que acha disto tudo!!!

          Venham as chibataadas!!! Porque eu neste país sinto-me um escravozito!!!

        • Louro says:

          Só dizes barbaridades,
          Nao existe liberdade de expressao? Eu vivo cá(Nao inglaterra mas UK), nao vejo um único caso de falta de liberdade de expressao.

          Conheces tu a realidade? Já pareces aqueles Britanicos xenofobos que dizem que os emigrantes vieram destruir o UK e que estao constantemente a ter problemas com emigrantes.

          • Adriano says:

            O pior é que não existe mesmo liberdade de expressão. Se você publicar na Internet (Facebook, twitter or Youtube) qualquer coisa contra o Islão, será preso de imediato.

          • Bruno M. says:

            @Louro, vives onde?! Em Londres?!

            Sabes o conceito de Liberdade de Expressão?! Pelo andar da carruagem não sabes…..

            Felizmente (ou infelizmente) conheço muito bem a realidade!
            Pois… eles dizem que estão constantemente a ter problemas com os emigrantes só porque lhes apetece… são maluquinhos.

            Em Londres o crime organizado (e não organizado) tem subido drasticamente!

            A realidade é que UK está cada vez pior, a começar por Inglaterra!
            Cada vez mais violência, cada vez mais demonstrações e protestos dos muçulmanos, cada vez mais rezas no meio da rua…
            Ataques de ácido são cada vez mais frequentes, crimes de honra idem aspas aspas!

            Já agora em 2017 o crime no Uk quase que duplicou! Ou não fossem os radicais islamicos, muitos terroristas, a andarem livremente (e a serem protegidos) pelo “establishment”….

            sim meu caro… eu olho para os factos, não apenas para o que eu “vejo” ou “olho” ou apenas “quero ver”…. A realidade é esta, e só te cabe decidir se aceitas ou não!
            Se não aceitares, é simples, continua na tua utopia até que seja tarde … Já faltou mais ; )

            Cumps!

          • Louro says:

            @Bruno M.
            Tendo em consideracao que Londres é a capital de Inglaterra e que eu disse que nao vivo em Inglaterra acho que dá para perceber que nao vivo em Londres digo eu.

            Mas adiante, como te disse nao vejo absolutamente nada de especial, Londres sempre foi uma cidade suja e com muitos problemas por razoes obvias só lá mora quem quer e nao quem tem necessidade de tal.
            O crime subiu, sim claro que subiu em determinadas zonas que fez com que o global também tivesse subido, mas é isso culpa dos estrangeiros ou dos muculmanos?
            Epah nao posso concordar com que fazem em nome da religiao mas também nao posso concordar que o meu vizinho que é muculmano é um criminoso apenas pela sua escolha religiosa.

            Volto a referir, nao é por todo o UK, estou cá, vivo normalmente como sempre vivi tirando o custo de vida que subiu um pouco devido a queda da Libra tudo continua igual.

            Tens problemas em Londres?Epah sai daí.

          • Bruno M. says:

            @Louro e todos os outros:
            (Se pensam que isto não se irá alastrar para outros lados, então vivem no que julgam ser uma utopia estúpida e evitável… )

            London in 1960 VS Today

            There is an ethnic cleansing occurring all across the European world. In London in particular, the British (white) population have nearly all moved to other parts of the country due to the exponential rise in crime.

            The forced, rapid change of demographics in London has left the remaining population within the city at less than 50% British.
            The western world is under a full scale soft invasion, and western couples are being outbred. By 2060, Europe and America will be fully transformed into an unrecognizable 3rd world.
            https://www.facebook.com/BritainBitesBack/videos/400670310448553/

        • rodrigo says:

          ja alguma vez estiveste ou falaste com um muculmano?!

          • Bruno M. says:

            Já! Em Inglaterra e Espanha 😉
            Em espanha foi em loja, em Inglaterra foi na rua e não gostei da arrogância e estupidez …
            E … o convertidos ou os primeiros muçulmanos nada têm a ver com a maioria de hoje!
            Hoje a única coisa que eles vêm à frente é a radicalização, a innvasão e conquista!
            Provas?! Tens muitas… pela Europa fora!

          • rodrigo says:

            deves ter estado com muculmanos na Espanha e Inglaterra deves…
            Sabias que esas noticias que les sobre os muculmanos foram todas criadas em paises como Macedonia, Albania, etc? E as pessoas que criaram ganharam milhares de euros gracas aos anuncios?

            Aconselho-te a ler sobre isso 😉

          • Bruno M. says:

            @Rodrigo acredita-te no que quiseres…. Estamos a viver uma invasão e não é coincidência nenhuma que as leis na Europa estejam a mudar face aos horrendos acontecidmentos perpetrados por Muçulmanos POR TODA A EUROPA, com especial incidência em França, Alemanha, Suécia e, imagine-se, Reino Unido!

            E que noticias te referes?! É que podemos não estar a falar das mesmas notícias!
            O que me refiro são acontecimentos REAIS, testemunhados por vítimas, relatados nos mídia internacionais, relatados na sua maioria, fora do “mainstream”!

            Mas…. sim, claro.. são todas inventadas correcto?!
            És lindo.. és.. para inventar 😀

            Vá lá.. fica lá com a tua “taqiyya” que eu fico com os meus factos!

            Salaam aleikum para ti! 😉

          • Louro says:

            @Bruno M.
            Ou conheceste os muculmanos errados ou entao és tu que estás errado.

            Vivo no UK faz uns bons anos, tenho bons amigos Muculmanos, e meu caro o que tu estás a dizer é apenas parvoice.
            Nao se pode rotular as pessoas só porque acreditam em algo, a isso se chama liberdade que tu tanto aclamas mas nao queres dar aos outros.
            Eu nao posso dizer que nao gosto de pessoas que gostam de comer chocolate apenas porque foi provado que todos os terroristas gostavam de chocolate.

            Simplesmente é parvo… Abre a mente por mim toda a gente é bem vinda sejam qual forem as crencas que os mesmos tenham…se eles respeitarem as minhas crencas e habitos e eu as deles acho que tudo corre bem.

          • Bruno M. says:

            Eu é que estou errado mas é aquela “religião” que segrega as mulheres e parou no tempo.. Correcto?
            Tu provavelmente dás-te com “brittish muslims” não aqueles que vieram directamente do médio oriente, que hoje são mais que muitos!

            “im claro que subiu em determinadas zonas que fez com que o global também tivesse subido, mas é isso culpa dos estrangeiros ou dos muculmanos?”
            Pois.. os ataques com ácido são tipicos dos estrangeiros… sim…
            Os crimes de honra são igualmente típicos dos estrangeiros…

            Para tua informação, segundo estatísticas oficiais de 2012 – (relativamente a casos conhecidos, apenas), mundialmente, 91% dos crimes de honra são cometidos por muçulmanos.
            https://muslimstatistics.wordpress.com/2012/11/08/muslims-commit-91-of-all-honor-killings-worldwide/

            Mais de 56% dos refugiados “sirios” cometeram crimes severos em menos de apenas 1 ano!
            https://muslimstatistics.wordpress.com/2016/08/02/england-and-wales-over-56-of-syrian-refugees-committed-severe-crimes-in-less-than-a-year/

            Apenas alguns exemplos! Isto só no Uk!
            França, Alemanha, Suécia.. enfim…

            Como é óbvio há pessoas boas e más em TODO o lado, em TODAS as religiões mas hoje, o Islão, devia de ser banido para sempre!

            Como te disse, fica lá com a tua “taqiyya” !
            Abrir mente? Já está aberta… enquanto o Islão for como um culto, e enquanto houver tanta discriminação, segregação, antisemitismo, não aceitarei tal religião!

          • Louro says:

            @Bruno M.
            Nao meu amigo, a maioria dos muculmanos que conheco por acaso nao sao mesmo de cá e sao pessoas normais como eu (Nao digo como tu pois pelos teus comentários nao me pareces normal).
            Quando era pequeno vivi em Franca, os meus melhores amigos eram Argelinos, muculmanos.

            Há gente boa e má em todo lado, e banir uma crenca nao só é estupido como é parvo.

            Toda a gente merece ser respeitada, indeferente dos seus cultos, crencas ou estatuto social, basta para isso que respeitem os outros.

          • Bruno M. says:

            @Louro… já te podes converter… não te esqueças de pagar a dízima… LOL

            Realmente, se há alguma coisa anormal é a passividade que se aceita uma religião completamente autoritária, discriminatória, antissemita!

            Tens razão… banir uma crença é estúpido e parvo, mas é perfeitamente plausível quando essa religião ou pessoa. é tudo menos paz…
            É guerra, é exterminação, é discriminação, é segregação… enfim.. podemos ver nas noticias do mainstream, fora do mainstream, podemos ver bem o que se passa… em tudo.. E nada me garante que não és mais que um convertido…

            “Toda a gente merece ser respeitada, indiferente dos seus cultos, crenças ou estatuto social, basta para isso que respeitem os outros.”
            BASTA que TODOS respeitem a cultura em que estão inseridos e não exijam nada que não lhes é exigível …
            É simples meu caro, basta que a religião ou as pessoas, respeitem as tradições, nem exijam que proíbam cães , ou respeitem pessoas a beber na rua, ou respeitem principalmente as mulheres.. que não segreguem as mulheres.

            Ah e tal.. é a cultura! Se é a cultura deles, e eles não aceitam a nossa, que vão para qualquer país menos aqueles com a nossa cultura!

            É simples, há menos violência, e menos ódio…

            Se todos respeitarmos por igual.. vivemos em paz. HOJE isso não acontece.!

            Simples!
            Como disse antes.. com a tua aplicação da “taqiyya” não me convences, definitivamente.

            Cumps e por aqui me fico.

    • Victor says:

      Será que é assim tããão absurdo??
      “Lá” não podes andar de calções senão vais preso ou expulso, “Cá” podem usar burkas e ai de alguém que diga alguma coisa!

      O próximo país vai ser a Suécia, vocês sabem do que falo

      • Bruno M. says:

        +1!! Sei bem do que falo..
        Suécia? A Capital Europeia das violações…. Outrora o país mais próspero e seguro da Europa!

        O Trump tinha razão!

      • rodrigo says:

        ui mais um que anda a ler as suas noticias no facebook…ffs

        • Bruno M. says:

          @rodrigo: e mais um que só vê futebol.. no que toca a noticias internacionais sabe 0!

          • rodrigo says:

            futebol?! lol
            Eu vivo no mundo internacional e tenho vivido durante mais de metade da minha vida.

            Quantos suecos conheces tu? Com quantos muculmanos ja trabalhaste? Quantas vezes ja estiveste com ingleses?

            Pois pois..

          • Bruno M. says:

            Missoes no estrangeiro durante o meu tempo militar.
            Estive com turcos e sérvios Muçulmanos…
            Viagens e pessoas conhecidas durante viagens e não só a lidar com Ingleses. Ainda mantenho contacto com alguns!

            Ou as manifestações em Inglaterra contra os Muçulmanos e o “establishment” são mentiras?
            Ou essas manifestações contra a perda de direitos dos britanicos e liberdade de expressão?
            Ou as violações das mulheres suecas que hoje, são quase obrigadas a pintar o cabelo de escuro para não serem (tão) assediadas?!
            Ou as mulheres na suécia, em certas partes da cidade, têm quase que andar com alguém para são serem assediadas?
            Ou as crianças que são violadas, e os violadores são libertados porque “não abusaram nem violaram as crianças, e estas com 12/13/14 anos e mais novas consentiram… porque … não gritaram o suficiente” para que fosse considerado violações?!

            Andamos a brincar? ou alguns fecham os olhos porque lhes interessa a cor politica em que estão inseridos ou têm amigos no meio e sob pena de ficarem mal perantes eles, dizem “nim” a tudo ou mantêm-se calados?!

          • Louro says:

            @Bruno M.

            És tao cego que nem o que escreves consegues ler.

            O @rodrigo acima pergunta-te.

            “ja alguma vez estiveste ou falaste com um muculmano?!”

            ao que tu prontamente respondes

            “Já! Em Inglaterra e Espanha
            Em espanha foi em loja, em Inglaterra foi na rua e não gostei da arrogância e estupidez …”

            Entretanto aqui dizes

            “Missoes no estrangeiro durante o meu tempo militar.
            Estive com turcos e sérvios Muçulmanos…”

            Acho que é melhor ficar por aqui, felizmente nao existem assim tantas pessoas como tu.
            Ia dizer-te para nao reproduzires, mas depois lembrei que nem sempre os filhos pensam da mesma forma que os pais por isso deve de ser mais ou menos seguro.

    • Timmy says:

      Não estou muito de acordo com o teu comentário. Mas o RU poderia começar por fazer algo para atacar os casamentos combinados e forçados de menores que se passa lá nas comunidades islâmicas. Mas… Prioridades para o Reino Unido.

  5. pgomes says:

    O UK ja começa a parecer um estado fundamentalista.

  6. Silva says:

    Concordo totalmente. É fácil demais, a gente fica colocando bloqueios, mas do que adianta qualquer celular acessa. Existem as fases corretas de desenvolvimento e tem de reduzir essas exposição precoce e facilitada.

  7. Louro says:

    @Vitor,
    Nao existe cartao de cidadao no Reino Unido, na verdade os Britanicos que nunca tenham saído do país ou tenham carta de conducao nao tem um único documento de identificacao (Certificado de nascimento nao é considerado documento de identificacao).

    Os únicos documentos de identificacao válidos sao o Passaporte (Só necessitas legalmente dele se quiseres sair do país) ou entao a carta de conducao (caso pretendas conduzir claro).

    Quanto a notícia, continua a ser exactamente a mesma coisa (tirando a parte monetária), pois se um puto na escola conseguiu por alguma razao obter acesso ao cartao de um qualquer adulto passa ele próprio a ter acesso também.
    Se esse puto obteve acesso será muito provável que outros putos na escola dele também obtenham acesso e por aí fora.

    Isto já para nao falar de que pesquisas no Google por palavras inocentes retornam ou poderao retornar resultados para conteúdo pornográfico.
    Já ouco falar disto faz uns bons anos, incluindo por defeito os ISP bloqueiam o acesso a este tipo de conteúdo, mas se o adulto desbloquear quer dizer que o conteúdo também será desbloqueado para os mais novos.

    Há um problema grave com pornografia, nao só no UK mas em todo lado e mais a ver com o conteúdo em sí e nao com o acesso ao mesmo e para esse caso só mesmo a educacao pode tornar as coisas melhores.

    Brian fu**ing his sister – Is wrong and discussing.
    Brian fu**ing his new girlfriend – is OK.

    p.s – Esta treta de as notificacaoes ficarem activas por defeito irrita lol

    • Vítor M. says:

      É o cartão de identificação do cidadão. Mas não precisa ser só de um britânico, é qualquer pessoas, por isso precisam de um cartão de identificação, ou carta de condução ou o passaporte.

      Agora o puto ter acesso a um cartão de cidadão do pai e ir a um quiosque comprar um pass porno… bom, isso já é irmos por outros caminhos, quem gere isso é como vender tabaco a menores….

      • onurb82 says:

        Se há país, que neste problema está muito descontrolado… bem… é este!!! Olha para o que digo, não olhes para o que faço!!!

      • Louro says:

        No artigo referes cartão de cidadão… Coisa que não existe no uk.

      • Toni da Adega says:

        “por isso precisam de um cartão de identificação, ou carta de condução ou o passaporte.” – Nao existe nenhum tipo de cartão de identificação do cidadão no Reino Unido, e nem é obrigatorio possuir um. Existem milhares de britanicos sem nenhum tipo de cartao de identificacao.

        • Vítor M. says:

          Além desses, e por isso é que se fala em passaporte oi carta de condução, há milhões de pessoas que não são britânicos. 😉 é que parece que a lei é só para britânicos mas não é.

          • Louro says:

            Claro que a lei nao é apenas para Britanicos, no entanto também nao é apenas para estrangeiros a viver no Reino Unido.

            Nao é claro como as coisas funcionarao ou se isto irá para a frente, no entanto no artigo quando eu comentei dizia claramente que para comprar o cartao o cidadao deveria de se identificar com o cartao de cidadao.
            O que é 100% errado, pois no Reino Unido nao existe cartao de cidadadao e na verdade das poucas vezes que tenho de mostrar o meu eles ficam a olhar para aquilo e nao sabem mesmo o que é.

            Entretanto já alteraram o artigo para

            “A identificação deverá ser feita através do cartão de identificação, embora também seja válido usar a carta de condução ou o passaporte.”

            O que é mais correcto, tirando a parte do “cartao de identificacao” pois como foi referido por mim e pelo @Toni da Adega, nao existe tal coisa no Reino Unido.

          • Vítor M. says:

            Por isso é que logo de início tinha vária opções, umas para os britânicos e outras para os restantes milhões de habitantes. É fácil de perceber. E Está corretíssimo.

          • Louro says:

            Se estivesse correcto nao teria sido editado 😉

  8. Jota says:

    Ainda bem que o Reino Unido saiu da UE!

    • Bruno M. says:

      Tens a Suécia, a França e a Alemanha ainda… 😀
      Estes são pró refugiados e querem uns Estados Unidos Europeus.
      A partir daí, será mais fácil controlar o povo de TODOS os países e TODOS os países serão oficialmente VASSALOS e deixarão de ser sobreranos!
      (hoje ainda têm ou vão tendo soberania…. ainda… )

    • Louro says:

      Ainda bem que há pessoas que são adivinhos…

      O reino Unido ainda não saiu da UE.

  9. Jota says:

    Daqui a pouco querem que se compre licença para fazer amor!

  10. Nuno Mira says:

    Podiam era fazer o mesmo para os conteúdos violentos a que os jovens/ crianças estão expostos!

  11. Pedro Pereira says:

    Uma coisa é certa, os muçulmanos estão mesmo a moldar aquele país. Sem se aperceberem estão a ser torneados ao ponto de se isolarem, depois vivem no medo e legislam em função de critérios quase religiosos. Vão acabar mal.

  12. Fak says:

    Enfim, só uma maneira de ganhar dinheiro, eles estão-se pouco borrifando para as criancinhas, isso é educação em casa e trabalho dos pais, não do estado. E não sei qual o problema de crianças saberem sobre o sexo, quanto mais cedo melhor na minha opinião, eu com 6 anos vi o meu primeiro porno e explicaram-me o que era o sexo, como é feito, etc. E não é por isso que sou violador de telheiras ou anormal, por acaso encaro o sexo muito a sério, digo que até foi bom ser ensinado sobre o sexo tão cedo, se não tivesse aprendido e me tornado tão consciente sobre o sexo se calhar eu tinha sido um pai adolescente como muitos outros putos por aí…

  13. Bruno Correia says:

    Sim, e depois vão dizer que os torrents de porno cresceram como tudo.

  14. jonas says:

    deve ser a ideia mais estupida que vi em muito tempo.
    estao sem ideias para ir buscar dinheiro aos contribuientes? que estudem os nossos impostos que ficam logo cheio de ideias.
    qualquer puto hoje em dia com o amigo google consegue contornal um site proibido se o quiser…
    cartao a 12 euros? ja estou a ver muitos adultos a vender cartoes a 30 euros aos putos para poderem aceder….o tabaco tambem é proibido a menores e continuam a fumar…..e os adultos nao precisam dum cartao para poderem fumar…
    sexo? vamos reprimir…agora violencia gratuita vamos banaliza-la que a 3 guerra esta ai ao virar da esquina……

  15. Miguel says:

    Uma boa forma de fazer dinheiro.
    A pensar nas crianças é que não é.. Se até se pode desbloquear o “serviço” usando o cartão de crédito.. Vai haver muitos pais com uma compra esquisita que não sabem explicar a razão.

  16. paulo rodrigues says:

    Se a ideia é não deixar os “putos” acederem à pornografia online, porque é que quem pode aceder (os adultos) tem que comprar o acesso? Ora isto parece ser, antes de mais, mais uma tentativa de de criar uma fonte de receita e não uma preocupação com os “putos”…. depois sabemos como são as “coisas” nesta área: VPN para a frente lá se acede sem qualquer restrição….

    • Tiago says:

      Ora nem mais!
      Ainda por cima hoje em dia com os Routers e com as configurações de conta nos ISP, os pais podem perfeitamente bloquear o acesso.
      Pornografia deve ser tabu aqui nestas bandas… ffs!

  17. Rui Nunes says:

    Sharia is comming in the UK

  18. jaugusto says:

    Já repararam que os paises em que a porno está bloqueada andam sempre em guerra…

    • Costa says:

      Não sei se esses dados são realmente assim, mas isso ideia é algo interessante.
      Existem algumas “ferramentas” que ajudam a “suavizar” as massas, entre eles o desporto, no caso europeu o futebol, a música e o porno.
      Se falta isto, há revoluções na certa.
      Agora, em relação á notícia, acho que é mais fazer dinheiro fácil, porque quem quer ver porno vai ver.
      Aliás, acho até que a implantação disto seria muito complicada, teria de ser a nível dos isp’s, e mesmo assim seria fácil ultrapassar tal restrição.

    • Louro says:

      Japao está bloqueada e é um país pacifico.

  19. informado says:

    Com o linux não há barreiras possíveis.

  20. Altino says:

    porquê é que o pipiwar usou uma foto de um quiosque para esta noticia? e porque é que a pagina pipiwar tem de auto-actualizar de 5 em 5 mim…é so bloat que nervosssssssss

  21. bom senso says:

    anedota do dia, ahahaha, gosta de conhecer o idiota que teve esta bela idea, só para rir na cada dele…

  22. Joao Ptt says:

    Proibiam o acesso à pornografia a todos e explicavam que se tratam de conteúdos que visam degradar o ser humano tornando-o num mero objecto sem valor.
    Cá em Portugal poderão acrescentar: as novelas (que andam alhear muita gente da realidade), o futebol e desporto em geral (que ajudam a proporcionar um ambiente ideal à falta de respeito pelo outro, e ainda promovem a utilização errada do corpo para fins que não promovem uma verdadeira utilidade da pessoa na sociedade e consequente desvalorização da mesma), o fado (que é a expressão da tristeza tranformada canção), filmes e séries que promovam a degradação do ser humano seja a nível pessoal ou interpessoal e ainda de animais e natureza em geral.
    De caminho proibiam a publicidade nos termos actuais, e modificavam a mesma de tal forma que só poderia apresentar o produto/ serviço com as características que a tornam uma vantagem e as desvantagens.

  23. Toni da Adega says:

    “É uma regra que gera controvérsia, sem dúvidas, até porque, como alertou a ONU, os mecanismos de controlo de verificação de idade violam os direitos humanos.”

    Se é assim aqui está uma lista de certas coisas que violam os direitos humanos:
    proibir venda e consumo alcool a menores,
    idade minima para conduzir
    idade minima para sexo consentido

    e por ai adiante. Proxima vez que apanharem um pedofilo mais vale liberta-lo

  24. Silva says:

    Irão cobrar dinheiro, mas qualquer vpn acessa. Só que isso vai ser pra jovens e adultos, pois crianças não sabem usar. É como falaram nos comentários, faz busca por palavras inocentes e vem pornografia, exemplo, xuxa, aparece ela pelada, entre vários outros exemplos.

  25. André Cardoso says:

    Há sempre a Gina…

  26. pois..... says:

    Genius!
    que maneira espetacular de arranjar mais uns tostões 😀 , espero que a geringonça copie a ideia :DDDDD

  27. nop90 says:

    Concordo, faça-se do UK um exemplo para os restantes NÃO seguirem. Assim ao menos temos uma cobaia e podemos tirar conclusões, se optar pela censura a tudo e todos funciona ou não.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.