Recorde: Tesla Model S percorreu 1078 Km com uma carga


Destaques PPLWARE

45 Respostas

  1. Antonio Gouveia says:

    Grande feito, mas aquele erro de problemas na suspensão pneumática num carro tão novo, não será um bocadinho mau?

    • Belmiro says:

      Pode ter sido um buraco e dar um erro de leitura dos dados da suspensão. Eu no meu (marca Premium) por causa dum buraco (e não foi grande) acusou problemas na roda e falta de pressão. Parei o carro na gasolineira, a pressão estava ok e o erro desapareceu.

      Em todo o caso a indústria europeia (alemães principalmente) estão a fazer de tudo para atrasar a massificação desta marca porque não tem competidores.

    • Pedro says:

      Quote ” a equipa usou pneus de baixa resistência ao rolamento” poderá ter haver com esta alteração.

    • Dani Silva says:

      A suspensão pneumática precisa de energia para funcionar… como eles levaram o carro até 0% de bateria, é óbvio que o sistema de suspensão falhou.

      O ecrã só funciona porque o Tesla Model S tem uma bateria de 12v para os componentes de controlo.

  2. badsector says:

    Pelo menos não é uma notícia de preços de automóveis…

  3. Miguel Luis says:

    Não era aqui na Madeira de certeza absoluta… só a subir a Rua do Comboio até ao Terreiro da Luta lá vai a carga! 😀

  4. Nelito says:

    ….a 40km/H……dava-me uma coisinha má …..

    • M says:

      “velocidade média foi de 40 km/h”…é muito diferente de ir a 40.
      O CB do meu carro também diz que a velocidade media no meu dia a dia é 46 km/h, no entanto em certas partes do percurso que faço ando a 90 km/h.

      • Rui says:

        A minha velocidade média ronda os 90Km/h, essa autonomia descia cá para baixo!

      • ACS says:

        Se andares em zonas que não sejam via rápidas ou autoestradas o máximo que pode andar é 50 km/h. Por isso média de 40 km/h é perfeitamente normal.

        • Rui says:

          Então agora o limite das estradas nacionais já baixou de 90 para 50Km/h? Ando mesmo desactualizado! É que ía jurar que a maior parte das estradas nacionais o limite de velocidade é de 90Km/h! 50 só dentro das localidades.

  5. Rui Afonso says:

    Como dizia o outro, não interessa se falam bem ou mal, o que interessa é que falem… Curioso que recentemente quase todos os dias têm uma noticia da Tesla/Musk? Será por a Tesla ter entrado no mercado português?

  6. Henrique Rodrigues says:

    Um pequeno reparo. O modelo é o 100D e não o P100D indicado.

  7. DEVAXTATOR says:

    yeahhh bom mas o record é 1200km https://www.youtube.com/watch?v=rbnvZlPZZQc e num BMW…

    • Dani Silva says:

      Esse não é um carro de fábrica… é um carro alterado (e bem) e com baterias por todo o lado. Não deixa de ser algo bom o que eles fizeram, mas a importância do que este Tesla Model S conseguiu é superior por ser um carro inalterado.

  8. Rui says:

    Só faltou referir que o carro testado custa só 150.000€!!!!!!

    • Rui says:

      E média de 40Km/h….. os carros a combustão não são testados a velocidades tão baixas. Não tenho dúvidas que vai ser o futuro, mas a Tesla podia dar a informação completa de como consegue essa autonomia a……. 40Km/h. Nas nossas estradas, talvez dê 400Km…..
      Eu também já fiz médias de 4,8l com um diesel de 2000cc, num percurso de 220Km, mas o normal é fazer 6,6!!!!!

      • Silva says:

        Fiat Bravo MTJ 2.0 (2010) – 165cv (agora c/ +/- 200cv). 1 Depósito 57L media de 4,3 +/- 1250KM em 80% autoestrada, 20% urbano. Mesmo com a regeneração do filtro de partículas :/ Ando quase 2 meses sem abastecer… Tão cedo não troco de carro.

        • Rui says:

          Já tive um Bravo…. muitas saudades 🙂
          Os carros eléctricos são o futuro, mas agora ainda não compensa para quem tem uma conta bancária pequena!
          Eu faço quase esses km por semana!!!!! Aqui não há transportes públicos financiados pelo estado!!!!!

        • Traveller says:

          para quem mete mais cavalos no carro uma pergunta quando dos 0 ao 100? 2,5segundos?

          • Silva says:

            Eu partilho o conhecimento, mesmo com sarcasmo da sua pergunta… Com maior potência poupo mais combustível.

          • Rui says:

            Provavelmente nunca conduziu no norte de Portugal….. Aconselho a não levar um carro de 1000 de cilindrada e 3 cilindros. Depois vai perceber porquê? Ou então como disseram aqui, experimente a Madeira 🙂

          • Rui says:

            Por falar em Madeira (saudades das 2 visitas que fiz por lá). Vocês puxam mal os carros, em muitas das estradas, num Renault Megane 1.5DCi de 115cv, tive de meter a 1ª velocidade e sempre com o carro a andar e sem filas de trânsito!!!!!!! Lembro-me perto da saída do Hotel e do túnel de Curral das Freiras, o carro morria tanto que tinha de levar a 1ª!!!!

        • int3 says:

          Bmw 116ed de 2013 (1597cc) faço também 4.3 😉

        • Carlos says:

          Daqui por uns anos quando for preciso fazer manutenção etc falamos nos custos reais. Para muitos de nós nao compensa é verdade porque esse carro é muito caro, mas daqui por una anos eu quero ver

          • Silva says:

            Vamos a factos…
            Modelo S mais barato 73.250€ (480Km), vou considerar que não tem custos de manutenção, uma vez que para ambos os carros gasto pneus e combustível.
            O meu bravo custou 33.000€ (todos extras menos jantes 18″), tenho +/- 40.000€ para manutenções… Acha que vou gastar o preço da compra de um bravo novo em manutenção?
            Mas falemos também em combustível… média 65€ por cada 50 dias, (365/50=7,3) por ano gasto 475€, 40.000€ dá-me para mais de 80 anos em combustível….
            Em casa tenho tudo eléctrico, tento reduzir a minha pegada ecológica o máximo, neste momento em transporte o gasóleo é aquele em que consigo extrair maior rendimento, relativamente à minha carteira 😉

  9. David de Sousa says:

    Podem criticar, mas o que é certo é que os carros de combustão têm os dias contados… Até lá teremos um eléctrico com grande autonomia e a um preço mais baixo. Deixem as indústrias evoluírem neste campo…

    • Rui says:

      Espero bem que sim, para deixarmos de depender tanto do petróleo. Mas ainda falta muito! Eu não me sentiria muito confortável em estar num carro com 90Kw/h de potência nas baterias a andar numa estrada inundada! E já agora também as baterias não são nada ecológicas!
      A indústria automóvel já tem carros eléctricos, mas falta resolver a questão das baterias, do seu carregamento (é que as casas particulares só podem ter 6,9KVA de potência máxima! Quanto demora a carregar um Tesla?). Quanto duram as baterias até atingir eficiência a rondar os 80%? É eu todos nós usamos telemóveis, portáteis, etc… e sabemos o que o uso faz às baterias!!!!!

      • Rui says:

        Todos nós usamos telemóveis……

        • Carlos says:

          Eu tenho um sony Vaio com 10 anos bateria original e ainda tem autonomia para 4h e 5h e agora? O meu note 4 tem 3 anos a a bateria ainda dura 1dia e meio com utilização acentuada..
          E agora? Querem comparar a bateria do carro para a do telemovel ou portatil? Porra… Estudem antes de vir para aqui com tretas.

          • Rui says:

            Isso responde-te eu. Olha, tive um Vaio Z31 (topo de gama) de 2009 e mesmo com a bateria de maior capacidade (ficava um módulo por baixo do portátil a fazer elevação do mesmo), consigo 2h. Deve usar o portátil 1 vez por mês.

      • Lourenço says:

        Os Teslas já com 5 anos estão a apresentar quedas de 3-5% de potência nas baterias. O motor (também conhecido por powertrain) está feito para durar 1 milhão de milhas. As casas senão me engano podem pedir aumentos de potência para carregarem mais rápido. Sera sempre uma carga durante cerca de 7-8h para ter a bateria totalmente carregada. Já nos Superchargers da Tesla, em 30 minutos carrega-se mais de metade da bateria (200km para cima), e cerca de 1h10 a bateria completa. Depois de guiar 350km-500km vai querer com certeza parar 1h para relaxar, comer qq coisa etc. Depois é pensar quantos quilómetros fazemos por dia, e provavelmente teremos bateria para 5-10 dias numa utilização citadina. E tomadas elétricas há em todo o lado.

      • Carlos says:

        Ja ha dados na net que mostram que uma bateria do carro tesla pode durar mais de 25 anos e fazer mais que um milhao de quilómetros. Taxis da tesla nalguns paises europeus ja fizeram 300000 kms sem trocar travoes e calsos de travão e a bateria tem apenas 6% de degradação. Procurem na net e no Youtube.

    • Rui Afonso says:

      Claro que tem razão, e o futuro é o carro elétrico. E hoje em dia a evolução é exponencial, contudo chamo a sua atenção que em 1899 a maioria dos táxis de Nova York eram elétricos, contudo ainda estamos nesta fase de desenvolvimento… e muito se deve aos lobbys do petróleo, mas também à própria tecnologia.
      http://www.todayifoundout.com/index.php/2011/04/in-1899-ninety-percent-of-new-york-citys-taxi-cabs-were-electric-vehicles/

  10. zeligx says:

    Quero ver o que vão fazer a tanto carro à venda nos stands de 2ª mão. Quero ver o que vão fazer a tanta oficina de bairro. Quero ver o que vai acontecer à OPEP. Quero ver .

    • Lourenço says:

      Essas foram as preocupações e queixas de quem ferrava cavalos, quando começaram a aparecer os primeiros automóveis. Chama-se evolução. Quem acompanha e se reinventa tem futuro. Quem não o faz, não tem.

  11. Mario says:

    Andei com um Tesla S P100D em San Francisco (2 x voltinhas a fundo entre leaven worth e church e já só tinha 50%), USA e rebentei com a bateria em menos de 80 km, o futuro não é totalmente elétrico para pessoas com condução agressiva . Carros a diesel e a gasolina com assistência de motor elétrico, é o mais razoável agora e no futuro. Anyway para velhinhos, e pessoas que programem a rota todos os dias antes de sair de casa e andem a 40/50 Km/h é capaz de ter autonomia suficiente.

    • Rui says:

      Vai ser a tecnologia do futuro, mas eu não sei se fizeram bem as contas à potência eléctrica que é necessária para carregar essas baterias. E volto a referir, em Portugal não é permitido uma casa particular ter mais de 6,9KVA sem ter uma vistoria especial. Estabelecimentos comerciais podem esses sim, chegar aos 41,4KVA (3 fases de 380V e 60 amperes por fase) e depois disso só mesmo com um posto de transformação!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.