PplWare Mobile

Portugal: Criada associação para utilizadores de moedas digitais


Pedro Pinto

Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

59 Respostas

  1. scddc says:

    Alguém me explica como ”Associação Portuguesa de Blockchain e Criptomoedas” se abrevia para BTC? Usar a abreviatura do Bitcoin nesta situação parece-me errado.

  2. homem says:

    meu deus.

    que vigarice pegada. e ainda apoiam isto.
    auto entitularem-se de BTC não abona nada a favor desta pseudo instituição. querem criar confusão.
    o presidente da BTC??? pelo amor da santa…

    só vigaristas meu deus

  3. GM says:

    “….No entanto, a tecnologia blockchain e as criptomoedas têm muitas coisas positivas, daí tantas pessoas usarem, refere.”
    A droga também é usada por mihões, mas nem por isso tem coisas positivas.

  4. asd says:

    atenção que esses gajos ja disseram anteriormente, que estavam a favor, e queriam colocar impostos sobre as cryptos, além de que cobram mensalidade para se juntar a associação

    • Diogo Jesus says:

      Não era suposto, não existir nenhuma pessoa no meio, sem fees altas, sem associações, e depois aparecem este a querem lucrar!

    • Mario Valente says:

      E’ falso que queiramos que as criptomoedas sejam taxadas. Quanto ‘as cotas, cobramos, como todas as outras associacoes de Portugal. Infelizmente ainda nao nos dao escritorios, eletricidade, papel, salas de reunioes, formadores, etc de borla.

      • GM says:

        Não te dão a ti, nem a ninguém. Há que trabalhar, a sério, para pagar as despesas!

        • Mario Valente says:

          É o que estamos a fazer. Pelo trabalho recebemos um pagamento. No caso da Associacao, em cotas. Que até pode ser feito em crypto…

          • GM says:

            Percebido. E que trabalho sério é esse?

          • mark casila says:

            tambem gostava de saber que trabalho é esse é que ja fiz parte de algumas associações no passado e ate faço parte de uma neste momento e nunca recebi qualquer valor, nem mesmo em crypto … mas na proxima reuniao de direção da associação da qual faço parte vou propor passarmos a receber em crypto .. a ideia ate esta bem pensada … é que assim é pelo menos em teoria impossivel saber para onde e quem foi o dinheiro …. lol

          • Mario Valente says:

            “pelo menos em teoria impossivel saber para onde e quem foi o dinheiro ”

            Apenas em teoria. O que demonstra que nao percebe nada de criptomoedas. Depois de saber um endereco de uma qualquer moeda, e’ possivel saber todo e qualquer uso e destino que lhe foi dado uma vez que a base de dados das transaccoes (a blockchain) e’ publica.

          • blabla says:

            “Depois de saber um endereco de uma qualquer moeda, e’ possivel saber todo e qualquer uso e destino que lhe foi dado uma vez que a base de dados das transaccoes (a blockchain) e’ publica.”

            Pelos vistos você é que não percebe nada de criptomoeda.

            Usando privacy cryptocoins específicas, é possível efectuar transacções e até divulgar o seu endereço de wallet sem comprometer o histórico das suas transacções.

            Que bela associação de trampa se nem sabem estas informações básicas.

        • Bruno M. says:

          @GM nunca te deves ter inscrito em nenhuma associação!

          AS associações servem precisamente para nestes casos mais institucionais para ajudarem os associados em suporte nas variadas vertentes que as associações estão inseridas!

          É normal uma associação cobrar quotas! Se não sabes, lamento mas és ignorante!

          Quanto ao projecto, acho que sim, que vale a pena seguir pois pode ser um inicio de mudar mentalidades, pelo menos.

          Se no futuro haverá abusos por parte de quem de direito e até influencias negativas, já é outro assunto que não vem ao caso!

          Tal como diz a Wikipedia:

          “Associativismo empresarial – Perspetiva global”
          “Partindo agora para uma vertente mais empresarial, o associativismo empresarial pressupõe que as empresas utilizam a cooperação/colaboração para defender e potencializar o seu segmento e melhorar as suas estratégias competitivas no mercado.

          Decorre então, que o associativismo empresarial tem como objetivo principal promover as atividades económicas de uma região, defender os interesses dos empresários e cooperar com entidades públicas e privadas (Bonassi, 2003)[4].

          Bianchi (2007)[5] considera que as associações empresariais surgem das “relações que os empresários estabelecem entre si, no ato da concorrência, motivando a coordenação de interesses empresariais individuais e setoriais, a fim de evitar práticas ou ações que comprometeriam a viabilidade do segmento”. ”

          https://pt.wikipedia.org/wiki/Associação

          Cumps e informa-te para que servem as associações! Assim poupas dizer barbaridades e insultar quem, a principio vem por bem!

          Por fim, água, electricidade, papel, escritórios pagam-se! E o trabalho, não é pago com ar e vento, daí as quotas!

          • GM says:

            Já cá faltava o Bruno M., pro-criptos. Eu quando inquiri acerca do trabalho sério, não me referi ao trabalho duma associação, pois eu para desempenhar a minha profissão tenho obrigatóriamente que estar inscrito numa, não numa associação, mas numa Ordem profissional. Quanto a quotas, sinto no bolso, trimestralmente, o seu peso, podes crer. Inquiri a cerca do trabalho sério que a associação BTC, é assim que a apresentam, desenvolve, acerca do assunto “sério” que são as criptomoedas. Já deves ter percebido, não só pelos meus comentários, neste tópico e noutros anteriores, a minha aceitação para o tema. E não só os meus, como os de outros interessados e comentadores neste tópico. Ora, se o tema, criptomoedas, é controverso, suspeito, cheio de dúvidas, de “altos” e “baixos”, sem credibilidade pelo que tem demonstrado, é visto quase como a árvore das patacas, que se faz umas tretas e o dinheiro aparece, portanto, a questão está bem colocada. Qual é o trabalho sério que a associação BTC desenvolve, ou melhor, pretende desenvolver uma vez que está no início? E as definições que apresentaste são mesmo, digamos, académicas.

          • André Fontes says:

            GM tens no penúltimo paragrafo desta publicação a tua resposta.
            O cerne da questão não é esse, não é o trabalho que pretendem desenvolver, existem muitas outras questões que são levantadas em torno desta associação, qual a motivação, qual o objectivo, qual o apoio jurídico, que cooperação com o governo é pretendida e qual a ligação que se pretende estabelecer (se se pretender), qual é o publico alvo (e coloco a questão de forma cuidadosa porque aqui facilmente poderia partir para uma critica com base na forma como se apresentam, mas vou guardar para mais tarde), qual é a especialidade dos especialistas e especialidade atribuída por quem, até que ponto esta associação não vai contra a filosofia em terno da cryptocurrency, entre muitas outras questões.

  5. Rui says:

    Porque não criam uma associação de ladrões?Para os ajudar a cometer crimes sem serem condenados

  6. blabla says:

    Fazer publicidade a este tipo de palhaçadas não vos fica nada bem Pplware.

  7. Nonnus says:

    “Fred Antunes refere que, sendo uma tecnologia nova, é normal apontarem-se primeiro os pontos fracos da mesma do que propriamente as coisas boas. ”

    Afinal tem pontos fracos! Aquilo que foi pensado para ser alternativa e perfeito, afinal não o é. Em todo o caso, admitir que tem pontos fracos é um bom indicador para os resolver.

  8. Mario Valente says:

    A sigla APBC ja estava tomada aquando da criacao da associacao. Razao porque se adoptou BTC. Para alem de adequado, assim nao pode ser usado por mais ninguem para outros fins. Nao pretendemos fazer uso de BTC.

    Quanto a sermos pessoas que queremos lucrar: somos todos pessoas que ja’ lucram com as criptomoedas com investimentos feitos, fundos geridos, mining pools instaladas e portfolios geridos. Nao precisamos da Associacao para ganharmos dinheiro. Precisamos da Associacao para termos capacidade de defesa das criptomoedas e da industria face ‘a ignorancia de politicos e comunicacao social. E garanto-vos que temos muito mais capacidade do que muitos “expertos” que por ai mandam bocas.

    • Pitusgo says:

      isto para dizer que queres taxo ás custas dos outros
      Sou user miner e faço investimentos, se depender de mim, nem 1 chato levam

    • Diogo Jesus says:

      Peço desculpa, mas porque criar uma “Associação Portuguesa de Blockchain e Criptomoedas” se supostamente o principio da Criptomoeda é não existir, administração, banco (identidade), tudo criado sem intermedios. De tecnologias Blockchain até poderia entender mas Criptomoedas, para quem está muito fora do tema pode parecer bem (Alguém que deve saber e pode aconselhar e até tirar estereótipos), mas fica um pouco de fora a meu ver da necessidade de uma Associação, pois existem especialistas de criptomoedas, que não querem associações pois aos olhos parece um esquema.
      Resumindo a meu ver quem sabe bem sobre criptomoedas não vai se associar, eu admito que não vou, pois existem muitos especialistas e empresas que vivem sobre o assunto.

      • Mario Valente says:

        A Associacao nao existe para administrar as criptomoedas. A Associacao existe para que os interessados nelas em Portugal tenham um ponto comum de troca de experiencias, negocios e de defesa.

  9. Guilherme Oliveira says:

    Mais uma cambada de palhaços a armarem-se aos cágados para terem mais tacho. Haviam de ser presos!

    • Mario Valente says:

      Sem acusaçao nem julgamento? Ou basta julgamento na praça publica feita por cretinos?

      • Nonnus says:

        Mário Valente desculpe que lhe diga, mas acabou de perder toda a pouca credibilidade que tinha, devido ao facto de como você esta a responder as provocações. Uma associação com este tipo de comportamento não passa transparência nem credibilidade. Existe um ditado que diz: “quem não se sente, não é filho de boa gente”, mas sinceramente estar aqui a lavar roupa suja…

        As pessoas que o estão a provocar, não estão agir da maneira mais correcta, mas você ao ir atrás deles esta a ser igual ou pior.

        Uma associação quando é criada é para defender os interesses de uma minoria, não para entrar em conflitos verbais num blog ou noutro local qualquer. Isto é algo que faz transparecer amadorismo, e pouca credibilidade.

        Você agora fez-me lembrar aquelas associações que defendem os ciganos, quando dizemos que os ciganos são isto, ou aquilo, o que essas associações fazem é partir para o ataque e nunca reconhecem que realmente existem problemas com a comunidade cigana. E enquanto assim for, os problemas nunca serão resolvidos.

        • Mario Valente says:

          Eu nao preciso da Associacao ou de posts num blog para ter (ou nao) credibilidade. A minha credibilidade é patente há muitos anos atraves das minhas acções.

          Uma coisa é certo: pelo facto de pertencer a uma associacao (que nao represento, ela é representada pelo seu Presidente e Assembleia) nao vou perder o meu direito à liberdade de expressao e de responder a quaisquer ataques um insultos infundados por parte de gente anonima.

      • Quim says:

        Que mal que fica a este “Senhor” responder desta forma, em nome de uma associação que, ainda nem foi apresentada, e já está num tom agressivo e de guerrilha. É nestes moldes que “Precisamos da Associacao para termos capacidade de defesa das criptomoedas e da industria face ‘a ignorancia de politicos e comunicacao social”, a minha resposta é NÃO OBRIGADO! Deixem-se estar nesse buraco de onde saíram. Gente dessa laia já temos cá muita.

      • Guilherme Oliveira says:

        Eu não estou a dizer mal dos investidores nem das criptomoedas, mas sim da “associação”

        • Bruno M. says:

          @guilherme… e qual a razão?!
          Leste os objectivos da associação? Ou limitaste-te pelo artigo pplware e pela tua suposição?!

          Se souberes o que é uma associação, sabes para que servem, e entendes para que servirá, eventualmente, esta.
          Mas não pareces saber, pelo teu comentário insultuoso..
          Gostava de vos ver a insultar o governo nas manifestações como insultam aqui, apenas pela vosso suposição, sem tentar saber mais e então, depois tirar as vossas conclusoes! O mesmo para os políticos e partidos em quem vocês votam… Tristes!

          Objectivos da associação:
          Combater e erradicar todos os esquemas e tipos de Scam; Ponzi; Pirâmide; e Multinivel parasitariamente anexos à tecnologia Blockchain e ao dinheiro digital e que apenas e só a descredibilizam.
          Informar e promover a tecnologia Blockchain em todas as suas vertentes pela sociedade.
          Sensibilizar e colaborar com os diversos agentes legisladores no sentido de conseguir uma regulamentação e procedimentos favoráveis e dignos, que permitam um crescimento sólido e saudável da tecnologia Blockchain.
          Ajudar e incentivar o tecido empresarial português a adoptar pagamentos em criptomoedas bem como desenvolverem negócios e soluções para a vida das pessoas assentes na tecnologia Blockchain.

          • Guilherme Oliveira says:

            Mais uma maneira de tirar o dinheiro dos bolsos aos portugueses! A associação vai ajudar vai, mas não é para nós mas sim para “eles”

  10. AirCrack says:

    Serão os especialistas de direito e informática também filósofos? Era interessante!

    Só espero que haja mais associações, e que a criptomoeda convença mais pessoas.
    De facto o desconhecimento pode gerar desconfiança, mas o entendimento da sua utilidade é brilhante!

    Para perceber a criptomoeda é importante entender o PoW (proof-of-work) e PoS (proof-of-stake).

    • Helio says:

      Deixem-se de insultos…Investiguem primeiro os princípios da Associação. Eu acho muito bem que haja quem apoie e ajude a desenvolver esta nova tecnologia que veio para ficar e pelos vistos o Zé portuga ainda esta “muito a leste” . Tem que haver mudança de mentalidade e entrar rápido nas criptomoedas porque, neste caso, tempo é dinheiro. Toda a informação e todo o apoio é pouco para entrarmos rápido nesta nova revolução…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.