Quantcast
PplWare Mobile

Poderá a Google ter desvendado o novo Nexus?

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Hélder Ferreira


  1. Tavares says:

    A Google conhece suficientemente as pessoas para saber que a melhor forma de as colocar a “falar” de alguma coisa é…dar apenas um “cheirinho”,e esperar que elas especulem acerca do que “pensam” que viram!! Essa “distração” do presumível engenheiro,a publicação e posterior retirada do video vai fazer correr “rios” de noticias e postes acerca dessa atualização do SO. Querem melhor publicidade e ainda por cima…de borla?? Faz-me lembrar o “extravio” do iPhone,há uns anos,num restaurante e a “caça ao homem” posterior!!rsrsrs

  2. José Manuel Pinto says:

    “comessem” ou “comecem”? Está bem que eles comem tudo, mas… há limites! Corrijam lá, por favor.

  3. Filipe says:

    Sou um fã de apple, se bem que como programador só tive experiência com Android.

    Vamos ver o que a google nos deixa 😉

  4. cf says:

    sem duvida que é o proximo nexus.. mas ao que aparenta, terá 5 polegadas :/ o que é pena.. 4.7 moto x style era o ideal.. ou menos até chegava (não sou grande fa de ter uma tv no bolso, o meu s2 já é grande o suficiente)

    • alien3065 says:

      Também tenho um S2 e não o acho nada grande… comparado com um 5,5″ made in China que… também não o acho grande mas excelentemente dimensionado… por isso lhe chamam phablet… e cabe muito bem numa algibeira, no bolso da camisa ou do casaco…

    • Em relação a ser 5 polegadas, não parece ser muito maior do que o Nexus 4, já o Nexus 4 tem um tamanho bem grandinho.

  5. david ferreira says:

    apartir do momento que 5″ cabe na carcaca dos devices de 4.7…eu kero 5″ lol. tenho o me de 5 e faz diferenca contra o 4.

  6. Benchmark do iPhone 5 says:

    Só não percebi por que é que partem do princípio de que haverá um Nexus 5. Por já ter havido quatro ?

    Eu cá, se fosse chegado no Android, tratava de comprar o Nexus 4 antes que esgote e não tinha muita fé que saísse o 5 (É só um palpite, nada de concreto).

    • Este ano tem de sair um novo Nexus, até porque irá sair uma nova versão do Android.
      Se olhares para anos anteriores, sempre que saiu uma nova versão do Android, saiu um Nexus.

      O Nexus One introduziu o Android 2.1, o Nexus S o Android 2.3, o Galaxy Nexus o Android 4.0 e o Nexus 4 o Android 4.2.
      O Nexus 7 introduziu o Android 4.3 e agora o novo Nexus, seja Nexus 5 ou Nexus Qualquer Coisa, irá ser o primeiro com Android 4.4.

      Em relação ao Nexus 4, a versão de 8GB já desapareceu, deixou de estar em stock ontem e já não vai ser reposto.
      A versão de 16GB também deve estar prestes a desaparecer.
      É iminente a saída de um novo Nexus, a Google não acabaria com o stock do Nexus 4 se não fosse para lançar este ano um novo. Uma outra razão é que o novo Nexus irá sair ao mesmo preço do anterior.

      • Benchmark do iPhone 5 says:

        Há quem pense que pode não ser assim.
        Os Nexus anteriores ao 4 eram assim para o fraco. O 4 foi de facto um salto, ninguém questiona.

        Agora, há quem diga que a Google mostrou o que tinha a mostrar – e por aí se fica (também tem Motorolas para vender). É que isto dos smartphones é tudo muito bonito, mas no fim, o que interessa são as margens (de lucro). E o único que tem uma margem, decente, é a Samsung.

        Uma das questões que se levantou à volta da saída de Rubin e Barra foi o de se querer saber a explicação para o facto de, tendo o Android atingido a dimensão que atingiu, apenas a Samsung ter uma margem decente nos equipamentos que vende.

        Isso tem que ser ponderado, como diz neste artigo. E, acrescento eu, e o papel dos Nexus também.
        http://allthingsd.com/20130828/androids-hugo-barra-departs-google-for-chinas-xiaomi/

        • O Hugo Barra não saiu, foi comprado.
          Então vejamos assim, trabalhas numa empresa e recebes X, se uma outra empresa te oferecer XX, obviamente que vais preferir a outra empresa por mais que gostes da outra, é o dinheiro que faz alimentar famílias.
          Foi o que se passou, a Xiaomi ofereceu muito mais do que aquilo que ele recebia na Google.

          O Hugo Barra simplesmente era o chefe da secção de Design do Android não dos equipamentos Nexus.
          O Andy Rubin também está ligado ao Android, até porque ele foi o criador do mesmo.

          Nenhum dos dois está ligado à linha Nexus.
          E se queres a minha opinião, ainda bem que tanto o Hugo Barra como o Andy Rubin saíram, pode ser que apareça novos génios e que transformem o Android em alguma coisa mais bonita, com mais cor, funcionalidades, etc etc e que resolvam de vez os problemas dele.

          Outro aspecto é que apesar da Motorola ser da Google, os equipamentos não têm qualquer relação com os equipamentos Nexus, até porque a Motorola só vende em território americano, todas as fabricantes que existiam na Europa, foram fechadas.

          Os equipamentos são destinados a mercados diferentes.

          A Google não tem qualquer lucro com o Android, tem até prejuízos. Se fosse essa a questão, a Google acabaria com o Android. Tanto o primeiro como o segundo Nexus 7, dão prejuízos para a Google.

          Então se pensarmos da tua forma, a Google não lançaria um novo Nexus 7, não estava com planos para lançar um novo Nexus 10, isto é, acabaria completamente com o projecto Nexus.

          A Google com o Nexus 4 mostrou que é possível apresentar um equipamento bem construído e com um bom hardware a um preço muito mais baixo, também de forma a concorrer directamente contra a Samsung.
          A Google ganha pela quantidade de vendas e publicidade.

          E como já foi referido, a Google ainda não disse nada sobre a ideia de descontinuar o projecto Nexus.
          Quando saiu o Galaxy Nexus, também não esperariam que a Google fizesse um salto tão grande no Nexus 4, a questão é que a Google sabe o que está em jogo e sabe aquilo que os consumidores procuram.

          • Benchmark do iPhone 5 says:

            Está tudo a mudar.Andava-me a fazer espécie quem eram os “outros” que fabricaram 90,2 milhões de smartphones no 2º Trim de 2013
            http://www.gartner.com/newsroom/id/2573415

            Acho que já fiquei a perceber melhor os “white-box manufacturers”. São capazes de vir a comer uma parte da Samsung (2º gráfico).
            http://tech.fortune.cnn.com/2013/06/29/apple-android-white-box/

            Muito sinceramente não vejo o que ande a Google a fazer no meio disto com o Nexus. A vender Androids bons e baratos para mostrar como é que é com o Android puro ? Isso é o que fazem os “white-box manufacters” que licenciam o Android puro (nem lhe querem mexer). O que mais são “Nexus white-box”.

          • Benchmark do iPhone 5 says:

            … o que mais há são

          • A questão que praticamente todas as marcas brancas recorrem a hardware de média gama, por exemplo SoCs da MediaTeK e Novathor.
            Não se tem como comparar com os SoCs da Qualcomm ou os usados nos topo de gama das grandes marcas.

            A Xiaomi é um caso à parte. Esta marca é uma marca topo de gama na china e usa hardware topo de gama.
            Mesmo quando eles chegarem à Europa, não terão tanto rendimento como têm no mercado chinês, devido a vários factores.
            A Google neste aspecto ganha.

            E para além disso, a Google tem como gastar centenas de milhares de dólares em publicidade e basta uma boa publicidade para a coisa render 😉

          • So_true says:

            Não me parece descabida a opção de se sujeitar a prejuízos na venda de hardware para aumentar os lucros com o software, que é de resto o core business da Google. Não é de resto, a primeira a fazer isto.

          • No Nexus 4 não sei se tem prejuízo, agora na venda do Nexus 7 tem, tinha no primeiro e tem neste novo também.
            Antes os equipamentos Nexus custavam muito caro devido à margem de lucro para ambas as empresas, Google e fabricante.

            Agora, a Google paga directamente à fabricante, vende mais barato que apesar de ganhar muito menos lucro, ganha por outros lados, publicidade, software, qualquer coisa.

          • Bruno Miguel says:

            Sinceramente não acho que a Google tenha prejuízos com a linha Nexus.

            O que acredito que aconteça é que tenha lucros residuais ou mesmo nulos.

            Eles vendem milhões de equipamentos.. Seria um buraco financeiro, mesmo para esta gigante Google.

            http://bit.ly/1a9I8L4 15gb + 5gb no Copy

    • Carlos says:

      A Google nunca disse que tinha descontinuado o projecto Nexus, logo é mais do que óbvio que está para breve um novo Nexus.
      Para além disso, este mês temos a apresentação do(s) novo(s) iPhone(s) e ainda no Note III. Se o novo Nexus não for apresentado este mês, será no ínicio de Outubro.

      • Sim, vai ser em Outubro.
        E também não estou a ver o porquê que a Google queira descontinuar o projecto Nexus, tem tido imenso sucesso, principalmente este Nexus 4.
        O Nexus 7 também tem tido imenso sucesso, é o tablet de 7″ mais vendido.
        O Nexus 10 é só o melhor tablet Android até ao momento.
        A Google já confirmou o lançamento de um novo Nexus 10 feito pelas mãos da Asus.

        Enquanto o projecto Nexus for rentável à Google, seria uma manobra extremamente burra acabar com ela.

  7. Vasco says:

    Só tenho pena que o novo-futuro-velho nexus LG E960 Nexus 4 não seja comercializado ao preço dos Estados Unidos… e que em Portugal, escassas são as lojas que o possuem nas suas prateleiras…

  8. faustino says:

    1ºNão acredito que tenha sido acidental.
    2º A campanha publicitária kitkat 4.4, no site kitkat, está espectacular, pelo menos para mim, acho que conseguiram fazer muito barulho o que gostemos ou não costuma ser eficaz.
    3º O timing é que talvez não foi o melhor, no dia 8 de setembro ou mesmo 9 teria sido mais maquiavélico.

  9. Mario Junior says:

    O que eu quero é que, a partir do Nexus 5, a capacidade mínima de fábrica seja 32GB, ao invés desses irrisórios 16GB.

  10. ricardo says:

    Boa tarde a todos.
    Estou na eminência de comprar um telemóvel novo, no meu caso o meu primeiro smartphone, mas tenho algumas dúvidas e queria colocá-las a quem é entendido na matéria.
    Não tenho qualquer experiência no android pelo que sou algo leigo no assunto, especialmente quando falam em roots e costumizações.
    Inicialmente considerei (e ainda considero de certa forma) o optimus boston 4g, isto porque sou cliente da optimus e com os actuais descontos e pontos que tenho o telemóvel ficaria-me por 180€, atraindo-me o facto de ser um telemóvel já com 4G, ou seja, “virado para o futuro”, apesar de pensar que não serei um utilizador massivo de internet no telemóvel, daí que não saiba até que ponto me seria uma mais valia.
    No entanto, tenho visto grandes reviews ao nexus 4, o qual se encontra a menos de 300€ no ebay na versão 16gb. A minha grande questão é se este modelo, sendo desenvolvido pela google, é sempre “updatable” às futuras versões do android?
    Acham que entre os valores do boston e do nexus 4 compensa o nexus? E já agora, fará sentido comprar o nexus 4 neste momento ou seria preferível aguardar mais umas semanas pelo presumível novo nexus?

    Desde já agradeço todas as respostas que me ajudem a esclarecer as minhas dúvidas e a tomar uma decisão.
    Cumprimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.