PplWare Mobile

O Facebook partilhou os seus dados? Já pode saber

Pedro Pinto

Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

23 Respostas

  1. RODRIGUES says:

    Kui bom estar nesse mundo cem malidade com nigue mas e muito inposivel eles ti fasao kui tenha malidades com eles obrigado

  2. bom senso says:

    segundo o teste, não partilhou nada meu nem de alguém meu associado pois eu nem meus associados nunca interagiram com nada dessa treta da “Cambridge Analytica” , o que é verdade eu só conheci essa “Cambridge Analytica” quando se deu o escândalo de resto nem sequer fui ver do que se tratava…

  3. Redin says:

    Prefiro tirar o meu tempo para ver este direto do que perder tempo com palermices clubisticas que enchem os jornais de hoje.

  4. censo says:

    Por mim pode partilhar o que quiser pois sou eu que publico o que quero. Sou eu que escolho o que quero partilhar. Eu sou o meu dono. O que é para manter privado, fica em privado, nem me dou ao trabalho de introduzir informação numa qualquer plataforma e esperar que a mantenham em privado selecionando uma qualquer opção de privacidade. O que é privado fica em offline !! E viva à hipocrisia !

    • mesquinhos says:

      voilá

    • Jorge Carvalho says:

      Pois , e o Pai Natal foi com o Coelhinho e o Palhaço de comboio ao circo…..

      Abc

    • btn says:

      Mete mais tabaco nisso pah…

    • pois..... says:

      concordo, só mete informação sensivel numa rede social quem quer.

    • Style says:

      Sabias que se tiveres o facebook aberto e abrires um tab no mesmo browser e fores por exemplo a um site de uma farmácia online que tenha a API da facebook no código fonte, o facebook sabe que foste a esse site, independentemente de teres interagido com o código relativo ao facebook aí ou ñ?

      O facebook agora sabe (ou pelo menos pensa) que estás interessado em fármacos. Isto pode ou ñ repercutir-se em targeted ads mais tarde. Mas a discussão aqui nem é essa.
      Foram recolhidos dados que tu ñ partilhaste directamente e foram anexados ao teu “perfil” de metadata que eles criam para canalizar ads que são só 95% da revenue do facebook.

      90% das pessoas ñ tem noção de que isto acontece, no entanto grande parte delas diz insistentemente que o facebook só sabe aquilo que se partilha e que só partilham o que querem.
      Já deu para ver que ñ é bem assim, ñ deu?

      Fiquei parvo como é que um senador (individuo com claramente mais de 60 anos) ontem colocou esta questão ao Zuckerberg. Fizeram trabalho de casa ali e sabiam ao que iam. A resposta a esse pergunta foi afirmativa, como seria de esperar. Portanto, se a minha palavra de random user pouco vale, tens aqui o chairman da empresa a dizer peremptóriamente que sim.

  5. Mike says:

    Por acaso eu fui alvo

  6. Filipe V says:

    Facebook é um produto tóxico.

  7. George Orwell says:

    Já aqui escrevi que, seguindo o sucesso mundial do aplicativo de música Spotify, é este o momento para os europeus criarem também um sucedâneo do Facebook sujeito a normas e políticas de privacidade exemplares e restritas.
    Não será uma impossibilidade se tivermos em conta que “browsers” europeus como o Firefox e Opera já se batem com os gigantes americanos.

    E falta ainda um provedor de e-mail e um sistema operativo, ambos europeus e a baterem-se por igual com os gigantes americanos.

    Será um sonho irrealizável ? Terá que haver necessariamente uma hegemonia americana nestes sectores ?

    Se tivermos em conta que a internet deu os seus primeiros passos no CERN – Suiça haverá que estimular a Europa a reatar a relevância no sector das TI, tendo em conta que os USA estão a decepcionar o mundo inteiro com questões tão lamentáveis como esta do Facebook, o caso Snowden, Echelon, etc., e estou convencido que mais casos virão a lume, um Snowden II ou demais “leaks” estão aí ao virar da esquina.

  8. JOSE LAPAO says:

    Ha hipotese de saber se houve uso dos dados sem ter de iniciar a sessão, eu já fechei o meu perfil de Facebook logo no dia a seguir ao rebentamento do escândalo. Mas queria saber se por acaso de forma involuntária influenciei as eleições dos EUA e o Brexit, e isto é o que sabemos para ja.

  9. pintor says:

    Os meus não foram com 100% de certeza.
    Não tenho nunca tive uma conta nessa coisa.

  10. Jorge Silva says:

    Não parece que, Se não me falha o português deve querer dizer que não fazem a mínima ideia do que aconteceu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.