PplWare Mobile

Nova variante do malware ransomware sabe onde você mora


Responsável pelo Pplware, fundou o projeto em 2005 depois de ter criado em 1993 um rascunho em papel de jornal, o que mais tarde se tornou num portal de tecnologia mundial. Da área de gestão, foi na informática que sempre fez carreira.

Destaques PPLWARE

  1. Tiago Correia says:

    para tratar o crytowall, tem alguma solução?

  2. kekes says:

    Por este motivos creio que o BitCoin trouxe mais problemas que soluções, agora é fácil obter pagamentos de forma anónima, facto que faz com que se abuse do sistema para fins ilegais.

    • João Reis says:

      é uma forma de ver as coisas, não ha nada de bom que não traga mal

    • Anónimo says:

      O bitcoin não é assim tão privado como pintam. A 2 ou 3 anos ainda era validada uma wallet sem identificação do user. Hoje em dia as coisas já não são tão simples. Além de que já é possível fazer o trace, mas existe forma de dar a volta ao trace. Custa 10% do valor a transferir e passa por passar numa roleta de wallets

  3. Tico says:

    PPLWARE: Podem sff fazer um artigo a falar do spoofing?

  4. Francisco Almeida says:

    Vitor M. que sugeres para proteção contra este malware?

    • Limbus says:

      Copia segura do que tiveres no PC. Clouds gratuitas com fartura…

      • darkvoid says:

        Clouds não são solução. Sou um “IT expert” e infelizmente fui atacado por um desses ramsomwares simplesmente por entrar num site com um exploit de Silverlight e era uma variante “day zero”. Encriptou-me as drives da cloud também. Em algumas dá para voltar para trás X dias mas ficheiro a ficheiro!!!. Para quem tinha milhares é complicado.

    • Vítor M. says:

      Francisco, uma simples mas eficaz: backups na cloud (na Dropbox por exemplo). Se porventura alguma vez a cloud ficar “infectada”, ela própria tem backups que não estarão infectados, pois não estavam fisicamente “presentes”.

      • darkvoid says:

        A cloud tem backups?! Fia-te nisso. Há clouds que não têm nenhum backup. E a Dropbox por exemplo permite recuperar versões de ficheiros UM A UM. Para quem como eu tem milhares é inviável recuperar todos.

  5. Kel Cardoso Brasil says:

    Na casa do pinguim não tem esse problema e nem qualquer outro semelhante. Todos sabemos que esse problema é comum no Windows desktop, por ser o sistema operacional mais vulnerável do mundo. A nível de apenas acessar um site, abril um email, ou plugar um pendriver no pc e pronto a maquina já esta infectada. Só para lembrar que aquele ataque que ouve nos servidores Linux, já foi resolvido apenas com uma atualização. Já o Windows. …….

  6. Pinguim says:

    Mudem para Linux e deixam de ter de se preocupar com estas coisas.

  7. Mário says:

    Boas, com esse tipo de malware e preciso ter algum cuidado, mas com o básico da protecçao deve solucionar o problema (Antivirus actualizado, a firewall sempre ativa entre outros) e evitar a entrada dos mesmos, e alem disso evitar algumas paginas ou abertura de ficheiros onde esses possam estar vinculados nomeadamente zip ou rar que ou descompactar possam la existir e que nao passaram plo scann do antivirus ou anti malware, penso que dessa forma isso se possa solucionar e caso entre algum a melhor forma e perder o amor aquilo que temos e proceder a formatação, por isso uma copia dos ficheiros importantes nunca e demais (Pens, Cds Clouds…), tenho razao nesse aspeto ou não??

  8. Jorge says:

    Mudem para linux e joguem supertux…essa solucao de “mudem para linux” ja mete nojo, se linux fosse compativel com todos os jogos para o windows toda a gente mudava e os hackers criavam maneiras de atacar linux…

  9. Pedro Silva says:

    Para dar a volta a isso existe duas maneiras:

    Uma maquina só para aceder a Internet, Com antivírus e firewall activados e actualizados, sem ter qualquer documento importante na maquina.

    Outra maneira é ter uma maquina virtual no sem próprio computador, onde usa para aceder a Internet. se acontecer alguma coisa, bloqueia só a maquina virtual e não a outra de trabalho. no meu caso uso essa opção

    Outra coisa poderão fazer é criar uma conta bloqueada para usar o computador, colocar o UAC no máximo, e a conta administrador ter uma password usando a complexidade, assim quando o sistema detecta alguma alteração, ele vai pedir para colocar um utilizador com credencias de administrador, assim é só colocar não. isso é sempre melhor do que ter a conta com credencias elevadas para usar dia a dia.

    • Rafael says:

      Mesmo com Administrador e conta “limitada” ficas entalado na mesma…Pelo menos foi isso que aconteceu na instituição onde trabalho. Minou tudo a que o user tinha acesso, disco e mapeamentos de rede. (não esta variante de ransomware, mas outras)

  10. tilt says:

    A mim não levam a melhor, as minhas contas são pagas por direct debit, logo não abro emails desse género nem de bancos.

  11. tiago says:

    Uma pergunta… mais uma vez trata-se de email e um documento do word, certo?

    Se fôr o caso qualquer dia não abrimos o email e voltamos ás cartas antigas… :/

    • darkvoid says:

      Apanhei um ramsomware apenas por abrir um site com um exploit de Silverlight. Tinha tudo actualizado no meu PC, incluindo o Anti-Virus. Não apareceu qualquer aviso e fui infetado!

      • Carlos Bonaparte says:

        comigo aconteceu exatamente o mesmo. Mas eu já tinha ouvido falar nisso, e consegui ajuda de um técnico que, através dos seus conhecimentos informáticos, conseguiu remover-me na totalidade o problema. Perdi apenas 12.5gb e porque estive a passar o antivirus, o que levou quase uma hora. Se eu tivesse seguido a minha intuição, nem o teria deixado ligado 5 minutos. Mas pronto, e dessa vez resolveu-se, da próxima pode não ser assim, de todas formas tenho as coisas mais importantes em discos que não estão ligados ao computador. Não salva tudo, mas a maior parte sim

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.