PplWare Mobile

NOS poderá rescindir contrato com o Sporting


Marisa Pinto

Editora no Pplware e psicóloga de profissão. Desde cedo que a tecnologia é uma paixão, interessando-se em particular com o impacto que esta tem na nossa vida e nos comportamentos que as pessoas adotam nas redes sociais.

Destaques PPLWARE

54 Respostas

  1. Pedro says:

    Nenhuma empresa quer ficar associada a atos de terrorismo desportivo

  2. urtencio says:

    Deviam era quebrar contrato com essa cambada de jornalistas se é que se podem chamar jornalistas e directores de jornais.
    Tem sido vergonhoso o jornalismo dos últimos tempos que lesa empresas e pessoas, em que apenas o que interessa é vender a porcaria de um jornal/noticia maior parte das vezes com noticias falsas.
    O que ganham é que cada dia que passa a credibilidade é pouca ou nenhuma.
    Não há nenhuma lei que meta esta gente na linha?

    • Sérgio says:

      Boa tarde,

      Independentemente da qualidade de jornalismo que se faz em Portugal, isso não dá legitimidade para se fazer o que fizeram ontem uma cambada de criminosos ( para não dizer outra coisa) .
      Cada um tem a sua opinião ,e não é por alguém ter ideias diferentes das minhas, que vou desatar à porrada.

      Abraço

      • Kekes says:

        Isso nem está em causa, o problema é que jornalixo alimenta este tipo de violência para vender meia dúzia de jornais. Os meios de comunicação têm de ser responsáveis e deixar de dar voz a quem alimenta este tipo conductas, mas não, alimentam e aumentam.

    • José Socrates says:

      totalmente de acordo meu caro.

  3. jedi says:

    Onde é que se encaixa este post a tecnologia nisto?

    • Sérgio says:

      Acho que a questão da NOS ser uma operadora de telecomunicações, e ter um contrato com o Sporting justifica o post…..digo eu…. que sou curioso pelo mundo digital 🙂

    • Stivane Jesus says:

      Podias estar calado, mais uma oportunidade perdida.

    • Stivane Jesus says:

      A Operadora NOS é uma empresa de telecomunicações.

      Se calhar telecomunicações tem a ver com tecnologia.

      Pensa antes de falar.

      era menos spam aqui nos comentários.

      • Hugo says:

        Percebo perfeitamente os dois pontos de vista, mas em última análise este post NÃO É sobre tecnologia. Quem achar o contrário lamento, estão equivocados.
        Isto tem tanto a ver com tecnologia como uma notícia do género “Funcionário da Vodafone suicida-se durante horário laboral”, ou seja, nada.
        Se formos a forçar esses ponto de vista então TUDO é tecnologia.

    • Jorge Fernandes says:

      Olá Jedi,

      Pensei o mesmo e cheguei à conclusão que faz todo o sentido no PPLWARE – foi escrito com material informático!

    • Tiago says:

      A NOS é uma empresa ligada à tecnologia.

      • Hugo says:

        Sabes o que também está ligado à tecnologia? TUDO. Tudo é material para o Pplware? Talvez…mas futebol dá conversa e vindima, por exemplo, nem tanto.

    • Pedro Pereira says:

      Repara como numa frase mostraste como és triste. A NOS deve ser uma empresa de seguranças.

    • Vítor M. says:

      Jedi… penso que todos já te responderam. Nada tem a ver com o clube, com estas confusões, tudo tem a ver com uma empresa tecnológica que reage.

      Não misturem as coisas sff. Não confundam as coisas sff.

      • jedi says:

        Mas o que nos afeta a nós em termos tecnológicos. a questão é essa e mais nenhuma. Isto é relacionado com desporto e não tecnologia em si. Isto é o que eu penso.

        • Vítor M. says:

          Desculpa, não percebi.

          • jedi says:

            o que eu quero dizer é, o contexto em si não é sobre tecnologia ou evolução de uma tecnologia ou afeta alguma tecnologia. Isto é sobre duas empresas e relacionado com respetivo contrato, no contexto desportivo e publicidade.

        • Onurb82 says:

          Vamos ver se consigo responder.
          Nada!
          Mesmo eles alegando que tem a ver com tecnologia.
          A nos não rescinde!

          Mais depressa vai o Bruninho passar férias para nunca mais nos atormentar!

          O SCP já passou por dificuldades e de certeza que saberá sair de mais esta… e tanto o seu representante maioritário na SAD assim como esta empresa que aqui falam sabem que apesar de este episódio não direi chato mas vexatório para quem ama o Sporting, incluindo eu os ofendidos deste episodio sairão por cima… SL.

  4. Vitor says:

    Para que não restem dúvidas assumo que sou Benfiquista dos “quatro costados” e condeno cenas de violência no desporto VENHAM DE ONDE VIEREM…se alguém pertencente a um dos “Grupos Organizados de Adeptos” (o Benfica não tem claques!) do meu clube fizer algo do género do que se passou ontem na Academia do BCP (vulgo do Sporting) eu serei o PRIMEIRO a condenar e a EXIGIR que seja severamente punido pelo ato! Dito isto…a NOS não vai rescindir contrato nenhum porque,de forma fria em termos de gestão,vai chegar à conclusão que tudo isto foi “publicidade gratuita” para que as pessoas fiquem “agarradas” à televisão a assistir ao “espetáculo”! A NOS vai “lamentar” o ocorrido,pensar que já adiantou o dinheiro de mais de metade da totalidade do contrato que tem com o Sporting…e seguir em frente!!

  5. TeArs says:

    Por favor Bruno, sai!

    Por favor Bruno, sai. Sai e leva contigo os que trouxeste. Os putos das redes sociais, a Young Network, os amigos da fundação, o vendedor de cartões do Barclays, os novos empresários de jogadores que estão na fila da frente para agredir jogadores, os comentadores que não defendem o Clube e que defendem a tua pessoa.

    Por favor Bruno, sai. Falhaste em toda a escala. Cinco anos de terrorismo. De perseguição a Sócios e Adeptos, de faltas de educação, de ameaças a profissionais, do Clube à Comunicação Social, de insultos a Magistrados e outros Profissionais e fornecedores.

    Por favor Bruno, sai. Encara o fracasso que construíste. Encara a miséria que criaste e vais deixar para resolver. Não sairás pela porta pequena, sairás de rastos, prostrado em vergonha e sem capacidade de reação. És a vergonha de mais de três milhões de Sportinguistas e a vergonha de todo um universo de apaixonados pelos reais valores do desporto.

    Por favor Bruno, sai. Mas sai rápido. Tu representas o pior que já aconteceu ao desporto em Portugal. És mal formado, incitas à violência recorrentemente, não olhas a meios para atingir os fins.

    Por favor Bruno, sai. Sai e deixa a Judiciária resolver as polémicas que envolvem o Andebol, o futebol, comissões e outros exercícios relacionados com o fisco e a gestão financeira.

    Por favor Bruno, sai. Sai antes que te expulsem. Pois não merecemos mais um episódio de violência. O Sporting não é isto, nem tem existido Sporting desde que tomaste posse.

    Por favor Bruno, sai. Olha para a tua família. A família que tantas vezes citas para mostrar o teu lado mais humano. Sai, também eles querem a tua cura. Estás doente, cego, numa batalha contra Ti mesmo.

    Por favor Bruno, sai. Sai sem sobressaltos. Sai, desparece para sempre. E faz-nos um favor, nunca mais comentes e fales sobre o Clube. Jamais entres numa instalação do Clube.

    Por favor Bruno, sai. És a vergonha de um Clube. A vergonha de um país. A vergonha do mundo do desporto.

    Por favor Bruno, sai!

  6. Arlindo says:

    Caro amigo, lamento, mas mantenho o que disse. Um artigo sério não pode ter como título “NOS poderá rescindir contrato com o Sporting” quando é a própria operadora que desmente que sequer esteja a ser estudada essa possibilidade.

    <> [Comunicado Oficial da NOS]

    Temos só visões diferentes do que é fazer jornalismo e dar notícias, com verdade e, acima da tudo, com rigor. Para mim, o que fizeram neste artigo é o oposto do que deve ser feito.

  7. Arlindo says:

    “A NOS aproveita para negar que, ao contrário da notícia veiculada no Jornal ‘O JOGO’, estaria a estudar a eventual rescisão do contrato com o Sporting Clube de Portugal.” [Comunicado Oficial da NOS]

  8. Adalberto says:

    Os atacantes já foram soltos, ataque contra terceiros não é crime.

  9. George Orwell says:

    PROFUNDAMENTE LAMENTÁVEL e inenarrável aquilo que aconteceu ontem !
    Canais internacionais de notícias passavam a notícia dos incidentes que se seguiam aos dos ocorridos na faixa de Gaza e de bombas em várias igrejas na Indonésia, notícia aquela que se perpetuava em notas de rodapé.

    Já não bastava uma canção cujo “riff” de berreiro em dó menor é “não sou o teu brinquedo”, como se brincar não fosse uma qualidade que nos aproxima e lembra da inocente infância ( até as galinhas brincam em alegre cacarejar ) ganha o único Festival da Eurovisão disputado em Portugal, e quando adeptos (?) de um clube devastam as instalações do mesmo e depredam os seu jogadores num tropel que pouco se diferencia de Átila e os Hunos, os sinais dos tempos estão aí. E não auguram nada de bom.

    Se a NOS e os jogadores vítimas dos ataques rescindirem os seus contratos, para não falar em hipotéticas sanções por parte da UEFA, um dos clubes históricos do futebol português cuja “cantera” , uma das melhores do mundo, havia gerado futebolistas da craveira de Cristiano Ronaldo, Figo, Quaresma etc., corre o risco de passar por uma longa travessia no deserto.

    E convém lembrar que o problema do “hooliganismo” e claques agressivas, além da corrupção desportiva, não se cinge apenas ao SCP mas também ao SLB ( atropelamento de adepto e “very light”, ambos mortais, o caso dos “emails” ) e FCP ( ataques a autocarros e o caso da fruta e apito dourado), uma procissão de misérias também muito alimentada pelas extensões do fanatismo clubístico que são alguns painéis televisivos de futebol que consomem largas horas de horário nobre nos grandes canais, onde o histriónico se sobrepõe ao racional o que muitas vezes resvala para num berreiro tribal de um primitivismo nada exemplar.

    Com efeito, Desmond Morris, o conhecido autor britânico de “O Macaco Nu” salientava que o fanatismo pelos clubes futebol assentava na herança das antigas tribos ou espírito de clã que se gladiavam pela posse do poder e do território o que acontece também na vida animal entre membros da própria espécie, numa afirmação de prepotência do próprio e exclusão do outro, também uma reminiscência do circo romano.

    E com se isto não bastasse, o mercantilismo dos “passes” dos jogadores por empresários movimentando vultuosos capitais de fazer inveja ao somatório de todos os proxenetas europeus, com passagem obrigatória por “offshores” fiscais concubinados com nababos do petróleo que compram clubes europeus como quem vai ao supermercado comprar farinha por atacado, num “mix” com outros untuosos capitais a necessitar de lavandaria, além das apostas desportivas quantas vezes objecto de distorção por gangues sobretudo orientais, tudo conspira para fazer do futebol profissional um ecossistema primário e primitivo instrumentalizado e alienante que ofusca a beleza do espírito desportivo.

    • Rui Esteves says:

      “E convém lembrar que o problema do “hooliganismo” e claques agressivas, além da corrupção desportiva, não se cinge apenas ao SCP mas também ao SLB ( atropelamento de adepto e “very light”, ambos mortais, o caso dos “emails” ) e FCP ( ataques a autocarros e o caso da fruta e apito dourado)…” Algo que a CS portuguesa não deu nenhuma importância na altura. E por conseguinte não se repercutiu no estrangeiro

  10. Albano Silva says:

    Estou Fidelizado na NÓS. Abandonem imediatamente essa Associação de Criminosos!!! O SCP só assim poderá Renascer…

  11. Daniel Lourenço says:

    Se visses a novela isto não acontecia…

  12. Miguel Porto says:

    Se a NOS já negou a notícia porque mantém o título?

  13. Francisco says:

    Gosto de desporto e condeno tudo isto, mas tenho a dizer o seguinte. Foi preciso acontecer isto com os jogadores e equipa técnica para todo o mundo repudiar, pois é isto é o que se passa todos os fins de semana dentro dos autocarro alugados a esta gentalha reles, batem no motorista, destroem autocarros, assaltam as áreas de serviço etc… nunca vi ninguém repudiar estes acontecimentos nem ser punido, porque o motorista ganha 600,00€ não é um ser humano e o autocarro não é do clube? os senhores jornalistas sabem disto mas como não dá nas vista e não vende já não interessa, cambada de hipócritas.

  14. pintor says:

    A culpa de todo isto é do Benfica no Sporting são só anjinhos.

  15. informado says:

    Dá-se demasiada importância ao futebol.

    • pois..... says:

      é…
      quando o governo falha, ninguem entra pelo parlamento a dentro, para mandar duas chapadas nos ministros 😀 (obviamente a solução não é essa)
      mas sim , futebol parece ser o que alimenta as familias neste país 😀
      Fátima, Futebol e Fado !!!!!!!

  16. Filipe Ezequiel says:

    Malta, eu posso rescindir o contrato com a Meo, por causa destes eventos! hahahahahaha

  17. Joao Ptt says:

    A malta dos operadores poderia deixar de transmitir canais desportivos e que transmitam constantemente desporto. E ainda podiam repercutir a poupança na mensalidade.
    E deixa-se voltar o desporto àquele nível anterior em que só os parolos e analfabrutos gostavam de ver homens de boxers a correr atrás de uma bola, e gente a correr feita parva só porque sim e por aí em diante.

  18. Rui Esteves says:

    noticia da treta. poderá?

  19. Rodrigo says:

    Futebol, Politica e Igreja são as maiores máfias que existem ao cimo da terra. Não percebo porque é que os medias continuam a alimentar notícias deste tipo. Quando eram pequeninos tinhas as barbies e os kens, agora brincam ao faz de conta, armando-se em adultos. Há coisas mais importantes do sque discutir as fatochadas de qualquer um destes 3 temas e o pior é a ingenuidade da maioria das pessoas levarem cada um destes temas a sério.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.