Quantcast
PplWare Mobile

Quant 48Volt – Carro elétrico com autonomia de 1000 km

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. manito says:

    Quero um destes 🙂

    • jorge couto says:

      demasiado caro…o ambiente que se lixe. vivam a vida e quem vier depois que se preocupe

    • Jose says:

      Isto é uma treta ! Se os carros forem eléctricos e económicos, o Estado lança imposto sobre a electricidade e nós , ao fim e ao cabo, pagamos o mesmo ! O Estado é que lucra ! É como as lâmpadas económicas: gastamos menos energia…mas a conta da luz ao fim do mês, sobe ! EDP é quem ganha !

      • xexas says:

        O mesmo nunca vai ser, Um elétrico gasta entre 1.5 a 2€ por 100kms, mesmo que aumentem qq coisa vai ser sempre mais barato.
        E podes investir em painéis fotovoltaicos e tens energia à borla.

        e então? Ou achas que tens tudo à borla? Sabes quanto custa ao estado ter uma criança/jovem na escola? 6 mil euros. Para não falar na saúde. Mesmo que pagues taxas moderadoras nunca pagas a totalidade do valor com medicamentos a custar largos milhares de euros. Estes são só 2 exemplos.

        • APereira says:

          O problema nem é quanto custa, pois como é obvio todos os servicos publicos tem custos associados.
          O problema está na carga de impostos que levas em Portugal e depois ainda tens de pagar esses servicos…

          Encontro-me fora de Portugal onde o salário mínimo é 3 vezes o de Portugal e o salário médio deve de rondar as 4/5 vezes o de Portugal.

          O custo de vida é similar a Portugal (Supermercado, Luz, etc etc).

          Percentualmente pago menos impostos que em Portugal.

          – Tenho duas filhas, nao se paga 1 centimo para a escola,
          – Nao pago 1 centimo quando vou ao médico,
          – Nao pago 1 centimo se me forem prescritos medicamentos e se os comprar nos supermercados sem receita médica sao estupidamente baratos quando comparados com Portugal.
          – Ando na rua, estradas nacionais, secundárias e até mesmo auto-estradas, nunca paguei 1 centimo que fosse em Portágens…

          Basicamente pago bué em impostos é verdade(em dinheiro) mas posso usufruir de todos os servicos publicos sem pagar absolutamente nada.

        • Nelson Cardoso says:

          Para já esses automóveis custam 3 vezes mais do que os que consumem combustíveis fósseis, depois há pouca viabilidade ainda para quem os quer, se de facto vierem a vingar no mercado, os impostos vão aumentar e no final o lixado é sempre o mesmo. Quem tem dúvidas sonha muito alto. Depois há outra situação, é que se acabarem com o petróleo, vamos ter de levar com os árabes todos em cima. Porque a partir daí vão ser todos refugiados, e só temos uma solução ou dar-lhes dinheiro, ou dar-lhes de comer, ou ainda outra. Eles ficam a mandar nesta Europa abandonada e nó temos de marchar para os desertos, para depois quando não formos civilizados, voltar para conquistarmos novamente um Europa em ruínas.

  2. Chico Latacha says:

    Eu quero

  3. Fitipaldi says:

    Quant custa? Nice!!!

  4. Vlad says:

    Obrigado por partilharem uma fraude.

    • daniel says:

      Justifique-se sff

    • Rui Bernardino says:

      Basta irem à Wikipedia. O “CTO” é um músico…
      https://en.wikipedia.org/wiki/NanoFlowcell

      Só treta. Recorrente e desatualizada. É pena…

      • Vítor M. says:

        Realmente quem dá a cara pela empresa não goza da melhor reputação, o que não quer dizer que a tecnologia não seja credível… mas já ano passado fizeram um grande show em Genebra. Será que é mesmo só treta? Ou será que há quem queira fortemente que esta tecnologia nunca chegue a ser comercializada? Há sempre esta dúvida no ar.

        • Vlad says:

          Tal como há sempre a dúvida no ar sobre unicórnios, bigfoot,…

          Quando as declarações da empresa estão cheias de contradições, mentiras e o próprio CEO este envolvido já numa anterior fraude, eu cá diria que este não é diferente e é uma fraude. Para a próxima, antes de postarem fraudes, utilizem o lema (Afirmações positivas exigem provas positivas), e os aforismos de Carl Sagan (Afirmações extraordinárias exigem provas extraordinárias) e do Christopher Hitchens (O que pode ser afirmado sem provas pode ser rejeitado sem provas).

          • Vítor M. says:

            Vlad, “dessa conversa está o mundo cheio”, queremos é factos, provas, tens?.

            Sendo ou não uma fraude (até porque pode interessar a alguém que passe por fraude) é necessário perceber o que está anunciado e o que já foi mostrado. Pese o facto de haver quem diga que a tecnologia usada, ou que é dita como usada, não está madura o suficiente para permitir tal potência, a verdade é que este é o terceiro ou quarto modelo produzido e funcional. Além do mais, desde 2014 (salvo erro) que a marca apresenta a sua tecnologia no Salão de Genebra (podendo ser desmascarada sendo, como afirmas, uma fraude).

            Já agora, com esse teu rol de conversa, era interessante mostrar provas cabais que a tecnologia é uma fraude (isso sim é útil), porque como estás a falar por terceiros, podes estar a ser vítima de uma fraude!!!

            Como para nós o que importa é o foco tecnológico, o que está de facto por trás da materialização, a concepção de novas energias e a concepção de conceitos futuristas, isso que dizes – e como o dizes – parece propaganda.

            Sendo ou não um veículo de produção comercial (alguns só apontam esse “defeito” para aclamar a fraude, argumento válido ou não) o que nos interessa, na verdade, é o conceito em si. Portanto, não vale “emprenhar pelas orelhas”, vamos ver o que é mostrado e depois criticamos. Eles já mostraram o carro a andar 😉 agora se é com aquela tecnologia ou não…. isso eu não sei, eles dizem que sim. Vamos ver, fica atento que eu também vou ficar! 😉

        • Rui Bernardino says:

          Pensem: se alguém tivesse esta tecnologia ia usá-la “apenas” num super desportivo? Acham que está disposto a largar os $$$.$$$ por um carro se preocupa com consumos…

          • Vítor M. says:

            Normalmente estes veículos conceito servem para atrair investimentos. Se repararmos nas restantes marcas, vemos que inicialmente produzem um carro com características desportivas/luxuosas é só depois massificar a tecnologia. A Tesla é um exemplo. O Model S e Model X são carros de luxo e só o Model 3 estará num segmento de consumo massivo.

            A Mercedes apresentou o seu conceito para carro 100% eléctrico e autónomo, a imagem é de um super carro e não de um utilitário. Mas há mais exemplos.

          • dino says:

            era como a Tesla…uma treta! Nunca ia Vingar! E agora?? Bom, agora, é tão somente o carro gama alta mais vendido nos EUA, tendo ultrapassado as habituais marcas Mercedes, BMW, Volvo. Agora temos estas marcas e a GM atrás do prejuízo e a apostar em força nos eléctricos!
            Deixem de ser os mesmos “velhos do restelo ” de sempre!!

  5. Freitas says:

    Daqui a 30 anos compro um.

  6. jorge couto says:

    o meu faz 1400 a gasoleo…e fica bem mais barato

    • José Carlos da Silva says:

      Bem mais barato que 14€ por depósito? 🙂 e com 760cv, 2.4 segundos dos 0 aos 100 e velocidade máxima de 300km/h? O que vale é que agora toda a gente tem carros infinitamente superiores aos novos eléctricos (Tesla – que tantos chamam de torradeiras e afins) e que gastam tanto menos que uma scooter 125.

      • censo says:

        Quantos kilómetros precisas tu de andar num Tesla comparativamente a um carro barato a gasóleo, para dizer que compensa comprar um carro com essas características ?

        • APereira says:

          Exacto, porque podes mesmo comparar um carro a gasoleo barato com um Tesla…

          Se queres comparar tens de comparar coisas comparaveis e nao Carne com Peixe, mesmo ambos sendo comida.

      • APereira says:

        É apenas mais um daqueles que acha que poupa muito dinheiro porque comprou um carro a diesel…

        Esta gente nem sabe distinguir um litro de diesel de um litro de óleo Fula quanto mais saber fazer contas.

      • Carlos says:

        fica mais barato sim, não te esqueças do imposto que pagas por mês sobre as baterias dos eléctricos.

        • helder silva says:

          Carlos. Quando não se sabe do que se fala, corremos o risco de cair no ridículo! Perdes-te uma grande oportunidade de estar calado! 😉
          Censo, Vamos comparar o comparável! Logo um Mercedes não pode ser comparado com Renault clio! Se tiveres em conta que o Tesla S é um carro de luxo, vais ver que dentro da gama dele o preço é muito competitivo (e mais barato que a maioria da sua gama! 😉 )

          • censo says:

            Muito bem, então se falamos de carros de luxo, deixem de enaltecer a vertente económica do Tesla, porque de econômico tem.muito pouco.

        • APereira says:

          Mas qual imposto sobre as baterias?

          Tenho um Tesla já vai fazer 1 ano, e até hoje nunca paguei nenhum imposto sob as baterias do carro.

          • xexas says:

            Ele deve estar a falar do Renault Zoe, que tens a opção de alugar a bateria invés de a comprar.
            ZOE ZE40:
            opção 1: €32.000
            ou
            opção 2: €17.500 + €70/mês do aluguer da bateria

          • APereira says:

            @Xexas,

            Sim deve de ser disso que ele fala, mas mesmo assim é uma opcao do utilizador comprar as baterias ou nao.

            Na Tesla nao tens essa opcao.

        • Justo says:

          Pode haver alternativa de combustiveis mais baratos. Mas o ladrão do único Estado o Português, encarregasse de colocar impostos até ficar igual ao combustivel ultrapassado. È a Norma Portuguesa!

  7. milkshaker says:

    Ainda o carro não foi apresentado a público e já o querem”enterrar”. Deixem ver o que ai vem primeiro, mas parece-me bem.

    • dino says:

      concordo plenamente. Aliás só tenho pena de uma coisa, não ter o money necessário para ter uma coisa destas. Mesmo um TESLA, já lhe chamava um sonho. Deve ser bem melhor que a minha megane de 2001!

  8. MarioM says:

    O Governo quer que o povinho tenha muitos destes ora 14 de Combustível + 1,20 € no mínimo de impostos, uma mina

  9. Mariopac says:

    Quando houver versão a 4 pilhas 1,5V talvez…

  10. Sérgio J says:

    As marcas estão a apostar outra vez em força nas células de combustível a hidrogénio.

    • xexas says:

      Não são as marcas, é o lobby do petróleo que querem continuar a fazer o mesmo negócio que fazem até agora. O hidrogénio é interessante mas não é eficiente, primeiro é altamente instável e precisas que um bom tanque para o conter, e segundo é preciso criá-lo. Separar as moléculas de Oxigénio das de hidrogénio requer muita energia, e assim sendo custaria o mesmo que um litro de gasolina custa agora. Nos elétricos só precisas de um painel fotovoltaico e já está a criar energia elétrica! As baterias também estão quase no nível de autonomia que um a gasolina. O único aspecto a melhorar é o preço que estão a cobrar pelos carros que ainda é um disparate. Falta concorrência.. por agora.

  11. Filipe Fernandes says:

    Caro Victor, crie a opção de compartilhar seus artigos também no WhatsApp, obrigado!

  12. RF says:

    Finamente estamos a deixar os ridículos motores a combustão…

  13. int3 says:

    Este conceito parace muito interessante. Talvez seja esta a melhor maneira se abastecer carros elétricos. Muito interessante.

  14. Darksantacruz says:

    Se forem verdade os valores para a autonomia agora e após a massificação da tecnologia entre os fabricantes de automóveis já se pode dizer adeus aos carros de combustão.

  15. Justo says:

    Tudo o que seja PARA ACABAR COM O PETRÓLEO, É MUITO BOM! Coragem para estas novas iniciativas e continuarem, Não é só ficar no papel!

  16. Az8teiro says:

    Ora bem, vamos cá elucidar a malta:

    Primeiro não sei porque falam em eletrecidade, se é um carro com um motor a combustão. Não leva combustíveis fósseis, leva água salgada, e utiliza uma célula de combustível, já há muitos carros a circular com esta tecnologia, são os carros a hidrogénio, é isso que a célula de combustível produz.

    É óvio que os 1000kms de autonomia se conseguem com depósitos de 150litros, comparando com um carro a gasóleo que faça média de 4litros, (e há os que fazem menos ainda) dá 3750kms portanto tem 1/4 da autonomia de um carro diesel.

    Se dá 300 há hora, claro que sim, muitos carros o conseguem dar, só não dão porque as marcas não os fazem para dar, assim podem cobrar preços mais elevados, é apenas uma forma de distinguir estatutos sociais. Basta meter um a caixa de 8 ou 9 velocidades num motor 1600cc e esse veículo também dá 300km/h. A questão é, dá 300kmh durante 1000km de autonomia? Não! Tal como os carros a combustão também não o fazem!

    Se o preço gasto aos 100kms para este carro é mais barato que os convencionais a gasolina/gasóleo? Sim. Se é mais barato que os a GPL talvez! Se é mais barato que os carros a hidrogénio? Não!! Ora bolas, agora é que estraguei tudo não foi?

    Tendo em conta que estes projetos têm preços astronómicos quem quiser um veículo que faça deslocações baratas pesquise por eles a hidrogénio! Já existem há venda, há quem os transforme e o custo é semelhante ás transformações de GPL! Assim podem ter um carro com consumos muito baratos e que podem comprar sem ter que pagar o valor de uma casa!

    • APereira says:

      Parei de ler onde dizes que bastava colocar uma caixa de 8 ou 9 velocidades num motor 1600cc para ele dar 300km/h…

      Para além de mostrares que nada percebes acerca de caixas de velocidades nem da forma como um motor funciona também nao percebes tao pouco qual é a diferenca entre um carro ter uma velocidade máxima de 200km/h e ir dos 0 aos 200km/h em 5 segundos.

      Isto já para nao falar em tudo o que está por trás de um carro conseguir chegar até aos 300km/h e ter o minimo de estabilidade para permanecer a essa mesma velocidade…
      Nao é só, ah e tal vamos fazer com que isto chegue aos 400…

    • int3 says:

      Estava a gostar da tua argumentação até que:
      “Basta meter um a caixa de 8 ou 9 velocidades num motor 1600cc e esse veículo também dá 300km/h.”
      Estragaste tudo. já parei de ler.

  17. Bruno Lopes says:

    Já está na altura de ver alguns barões do petróleo a comer areia, ou o próprio petróleo.

  18. Hugo Silva says:

    Só um ponto, dizer que este carro não tem baterias não me parece o mais correcto. Apesar de não ser uma bateria das convencionais (alcalinas ou de litio), as baterias de fluxo existem há muito tempo e são consideradas baterias sim. É um processo electroquímico como acontece nas baterias comuns, mas com algumas propriedades diferentes na medida em que se vai reutilizando o líquido (neste caso, água salina) para gerar electricidade.

    Ainda assim, há muitas notícias de que ninguém consegue reproduzir os resultados deles seguindo o processo que explicam. Das duas uma: ou eles descobriram a pólvora, ou são a Theranos dos carros

    • Vítor M. says:

      Exacto, mas são eles próprios que referem a não existência de baterias. Depois, sobre a tecnologia, pese o facto de haver algum cepticismo, a verdade é que já apresentaram dois modelos, funcionais. Claro, daí até ser uma opção viável… vai um grande passo, nisso não há dúvida. Mas, seja como for, eles dizem que vão apresentar este já no próximo salão automóvel de Genebra.

    • 8ff says:

      Podes desnvolver sff a parte da Theranos?

  19. Luigi says:

    Queria aproveitar para partilhar a minha magnifica experiência de condução deste final de semana! testei um veiculo totalmente autónomo no interior de Portugal no Alentejo. À primeira vista fiquei um pouco desconfiado nas reais capacidades do veículo em questão mas após o test drive só posso atribuir uma nota muito positiva. Vamos aos factos velocidade de ponta 3 a 4 kms por hora, aproximadamente 15 kms por dia! reabastecimento com fardo de palha ou erva fresca e água, nada mais ecológico!!! este veiculo tem a designação de ASNO mais conhecido entre nós como vulgo BURRO e são uma máquina se querem uma experiência de condução fora de série tem de testar um se sentirem sono podem dormir tranquilamente que ele cuida de tudo com o seu auto drive system.

  20. ir says:

    Tudo é muito bonito no que toca ao impacto ambiental, quem não utiliza luzes LEDs? Já muita gente utiliza para reduzir a conta da electricidade e reduzir a pegada ecológica, mas não se esqueçam de uma coisa, para produzir um led é necessário um ácido do qual não é aproveitado, existem fábricas na China que tem barragens com esse tal ácido à espera que se infiltre nos solos. Daqui se pode tirar algumas ilações, será que compensa a nível ambiental???

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.