PplWare Mobile

MEGA: Manuais escolares gratuitos a partir de hoje! Inscreva-se já


Pedro Pinto

Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

125 Respostas

  1. Jose says:

    Não percebo uma coisa. Os manuais de hoje em dia são feitos para serem escritos, pintados, e já agora… Usados… Como é possível entregar em bom estado? Mesmo que se escreva a lápis e depois se apague, nunca ficam em bom estado. A medida é boa para intelectualoides de esquerda (ou deverei dizer especuladoloides?), mas em termos práticos não faz sentido.

    • blablabla says:

      Se não sabe como estimar um livro, se calhar o problema está em si.

      • Sérgio E. says:

        Se você acha que todas as crianças de 5 e 6 anos sabem estimar um livro, se calhar o problema está em si…

      • Gonçalo says:

        Não à forma de estimar livros escolares

      • Sofia Guimarães says:

        Desculpem lá mas como é que se ensinam crianças a estimarem os livros??? Sim porque eu mesma com a idade que tenho por mais cuidado que tenha não consigo estimar um livro de tal forma que ele pareça novo ao fim de uma ano, a não ser que fique na prateleira!
        É lógico que ao longo do ano, abre e fecha livro, escola – casa – escola… os livros têm desgaste. Não ficam obrigatoriamente destruídos mas notasse o uso.

    • V3rm3 says:

      Por exmeplo, o professor pode sempre fotocopiar os exercicios e distribuir pelos alunos, afim de poupar os livros.
      Isso é um NÃO problema!

      • Luis says:

        Se é para fotocopiar então não são precisos livros. Basta cederem o suporte informático.

      • Rui says:

        A fotocópia de livros, no todo ou em parte, é legal? NÃO!

        Ah, pois é! “Se calhar o problema está mesmo nos pais das crianças que não as ensinam a estimar um livro.” E os pais que sugerem ilegalidades?

        • Xavier says:

          Ok, não costumo comentar nestes fóruns mas isto deu-me trigger…..
          1. Fotocopiar os livros é legal para motivos educacionais( Faz parte das leis de copyright e fair use).
          2. Suporte Digital não é uma solução economicamente viável para todos os agregados familiares. Até porque muitas crianças são descuidadas e a probabilidade de partir um tablet é muito grande. Custos que o governo também não tem que suportar.
          3.Ainda mais, é muito mais saudável para o desenvolvimento cognitivo da criança trabalhar no papel do que num ecrã o dia todo. tenho vários artigos que provam este ponto de vista- o qual eu concordo. Também poderia meter os links aqui mas acho mais produtivo fazeres a tua própria pesquisa.

        • Miguel says:

          O problema não é dos país nem das crianças nem da forma de ensino utilizada, claro que ao longo do ano, eventualmente, haverá um desgaste nos livros escolares.NORMAL.
          Muitas das vezes acontecem imprevistos como, uma garrafa de agua que não esteja bem fechada ou um dia de chuva que poderá molhar o livro ou até uma caneta que arrebente.Repetindo NORMAL.
          Os livros são fabricados em papel .
          E segundo a lei é permitido fotocopiar um livro se este for usado a nível educacional.

    • Bruno M. says:

      Sim, um livro pode estar em bom estado…
      Um livro em bom estado, não tem que estar imaculado, pode ter um ou outro risco, pode eventualmente estar rasurado ou ter apontamentos.

      Um livro em mau estado, está rasgado, com desenhinhos, bonequinhos, completamente riscado!

      Quem não tem dinheiro, acho que sim, que se aproveite !

    • VERÓNICA MATEUS says:

      Os manuais são para consulta, os livros de actividades/exercícios é que são escritos e pintados, esses não são oferecidos, têm de ser comprados. Quanto aos manuais ninguém é obrigado a aceitar, porém acredito ser uma excelente fora de ensinarmos os nossos filhos a estimar os livros e os bens que não lhe pertencem, respeitando o que lhes é gentilmente cedido.

      • Ana says:

        Os manuais não estão feitos para consulta… todos os do primeiro ciclo estão feitos para preenchimento, 95% das páginas são para escrever, pintar e até colar os autocolantes que vêm com o próprio livro, o problema é esse, não são feitos para serem reutilizados… os livros do meu filho estão todos em bom estado, mas é impossível serem reutilizados

    • Marcela says:

      Comentario Correcto.
      Os livros da minha filha foi entregues em muito bom estado, mesmo assim não tem como entregar sem nenhuma nota .Foram escritos, respondidos (conforme pedido em sala de aula) e etc
      A próxima criança que ficar com o manual ,ja terá a sombra das questões ja respondidas. Não faz sentido nenhum repassar livros.

  2. Rui Machado says:

    Provavelmente os manuais de hoje em dia são assim porque interessa ás editoras que se comprem manuais novos TODOS os anos.

    Não seria melhor para todos que fossem manuais de texto onde não se pintasse nem escrevesse?
    Poupavamos todos dinheiro e o meio ambiente…..

  3. 365 says:

    Os alunos que estão no privado, apesar dos pais pagarem impostos, ficam excluídos.

    • Nuno says:

      Obviamente.
      Apesar dos pais pagarem impostos, os colégios privados também não são pagos pelo Estado.

      • 365 says:

        A mensalidade do colégio é paga pelos pais, no caso dos livros há discriminação.

        Exemplo, se fores a um médico, público ou privado, quando compras os medicamentos há alguma distição na comparticipação do estado sobre o valor do medicamento? Parece-me que não, logo, aqui também não deveria haver.

        Não sou como os outros que reclamam o direito de escolha da escola e ainda pedir para o estado pagar essa mensalidade, no entanto, no caso dos livros, se são grátis para uns, deverão ser grátis para todos.

        • V3rm3 says:

          +1
          faz todo o sentido.

        • Bruno M. says:

          Se os papás têm dnheiro para pagar um colégio, então terão dinheiro para pagar os livros.

          Se não tiverem dinheiro para os livros, não os metam em colégios!

          • 365 says:

            Os papás tem dinheiro, no entanto, há discriminação. Não me parece que o seu brilhante comentário tenha dito algo em contrário.
            Se não entente a constituição Portuguesa então é mais ignorante do que pensa ser.

          • Bruno M. says:

            @365 entendo perfeitamente a constituição, também entendo que estas ajudas vão para quem não têm possibilidades… Porque se tivessem possibilidades, dinheiro… provavelmente também metiam os filhos em instituições privadas!

            Se meteu os seus no privado e tem dinheiro, quer o quê mesmo? É que segundo entendo e sei, as ajudas são para quem não tem mesmo possibilidades.

            É como dizem, quem tem, mais quer, quem não tem, contenta-se com o que tem!!

            Tristes mentalidades as de hoje, que se aproveitam de tudo, mesmo quando não precisam!

          • Bruno M. says:

            P.S.: Elucide-me a qual parte da constituição se refere, pois esta aborda muitos !

          • Stephane Moser says:

            Como os manuais tem de ser devolvidos no final do ano às escolas para serem reutilizados, é como se fosse um recurso da escola como é os materais de apoio às aulas (por exemplo equipamento de educação fisica, material de laboratorios) logo no meu ponto de vista não faz sentido os manuais serem fornecidos a quem esteja no ensino privado porque ai o estado tambem nao contribui para os materiais de apoio

          • anon says:

            Por essa lógica quem não tem dinheiro para livros nem devia de ter filhos!

          • 365 says:

            Bruno M., vá lá ler o artigo 13° novamente, parece que se está a esquecer de algo.

            Se fosse pela sua lógica, mesmo estudando no público, haveria certamente distinção entre ricos e pobres. Estará a falhar-me alguma coisa? Parece-me que não há distinção entre ricos e pobres no público, só entre público e privado.

            Eu não estou a reclamar nenhum benefício, só escrevi o meu ponto de vista, e no meu ponto de vista há discriminação entre o público e o privado nos manuais escolares. O exemplo que escrevi sobre os medicamentos é bastante claro, não há redução na comparticipação a medicamentos, independentemente da consulta ter sido feita no privado ou no público, seja rico ou pobre.

            Está a criticar as mentalidades que se aproveitam mesmo quando não precisam? Ponha a mão na consciência, quer ver que não tem telhados de vidro??? Não seja assim …. só lhe fica mal

            Olhe, muitos dos que vão receber os manuais gratuitos no público, recebem subsídios sem necessitarem, pagos com impostos de quem trabalha, e cujos filhos não terão direito a estes manuais. A hipocrisia é tramada!!!

          • Bruno M. says:

            @365 e agora elicide-me por favor em que sentido é que o Artº 13 diz que deve favorecer o privado em prol do público!
            O artº 13 tem a ver com a igualdade social perante a lei!

            O Sr não está privado de qualquer direito! O Sr tem o direito de por os seus filhos no público, e aqui incide a constituição no sentido de dar educação à população.
            O Sr escolheu meter os seus filhos no privado que como é óbvio não está englobado nestas ajudas!

            Meu caro, a partir do momento que escolhe o privado fica automaticamente isento de qualquer tipo de ajudas (E bem)!!!

            O Estado não faz qualquer tipo de discriminação, o estado dá a todos, mas dá ao público que é o que compete!!
            Se está no privado, fale com a escola privada… aliás é para isso que paga!

            Pela minha lógica no público são todos iguais, ricos e pobres. Lógico que quem tem menos deve ter ajudas.

            Pela sua lógia, um pobre deve andar nú, não ter instrução, morrer à fome…. Ou seja, não deve ter ajudas do estado ou outras!!

            Quer dizer, você paga para andar num privado, e quer ajudas do público? Mas que cabimento tem isto?!
            Vá para o público e tem as mesmas ajudas!

            Sim, estou a criticar as mentalidades que se aproveitam de quem tem pouco ou nada!
            Se tenho telhados de vidro? Tenho, mas não neste assunto e ajudo sempre que posso quem precisa… não instituições, porque sou contra à gestão das mesmas, mas directamente, sem abrigo, pessoas pobres, etc…

            Quanto a muitos não necessitarem, é questionável. Depende muito da situação e ninguém sabe da vida de ninguém… Por vezes o que parece, não é, e disso já vi muito!

            Relativamente a serem pagos com os impostos de quem trabalha, cujos filhos não terão direito a esses manuais, lembro-lhe que os impostos são pagos por todos, privado ou publico!

            Mas sou da opinião que se devia taxar fortemente os ricos!

          • Cesar Santos says:

            Caro Bruno, escreveu mais abaixo que os manuais são grátis para quem precisa. Mas isso não é verdade. São grátis para qq pessoa com miúdos no público, mesmo que não precisem. Se o filho da família mais rica de Portugal estiver no público, vai ter os livros dados. Acha justo?… falo eu que também os vou receber… e felizmente também não preciso.

        • anon says:

          Para ser justo devia de ser quem paga mais impostos tem direito a mais coisas, mas infelizmente não é assim. Não passa de uma maneira de conseguir votos.

          • 365 says:

            isso daria uma boa discussão, mas depois lá vinham os de esquerda com as suas demagogias. No final lá teríamos que pagar na mesma os manuais dos “pobres” para poderem ir ao café tomar o pequeno-almoço logo pela manhã 😉

            O pessoal de “esquerda” gosta muito desses valores quando são os outros a pagarem e eles a receber, quando o caso muda de figura lá se vão esses conceitos. Basta ver o exemplo do ex vereador do Bloco que acabou por se demitir pois a trapalhada era demasiado grande.

          • anon says:

            Eu só digo uma coisa. Socialismo é viver à custa dos outros.

          • David says:

            @anon Uns pagam mais outros pagam menos! Contudo há escalões de IRS…ou seja imaginando que alguém recebi 500eur de ordenado e desconta em impostos 10% e alguém que ganha 1000 desconta 15% porque tem um escalão superior de ordenado…
            Quem deveria ser ajudado? Aquele que recebe no banco 400 ou o que recebe 750? 😉
            Quem desconta mais, fa-lo pq recebe mais…E se recebe mais pode suportar mais os livros dos filhos…porque fica com mais dinheiro disponível para tal! Mas claro que em média se ganha mais gasta mais logo só se lembram de despesas adicionais quando elas chegam e depois são as asneiras que vemos por este país fora…
            Uns reclamam que socialismo é assim, outros reclamam que a direita é que é… só quero lembrar que Portugal só endireitou com uma “ditadura” 😉

            Não sou a favor de nenhum, atenção 😉

          • Bruno M. says:

            Capitalismo é sugar o dinheiro da maioria, haver 2 ou 3 ricos, haver exploração social, laboral, emocional, enfim… haver escravos em prol da economia e de dois ou três macacos!

          • 365 says:

            Bruno M., socialismo é haver uma maioria a viver de apoios com o dinheiro de quem produz, trabalha e paga impostos.

            Sabe, custa muito ir para a universidade, estudar, tirar cursos, pós graduações, mestrados, fazer formações ao longo da vida, não é para todos. Mas custa ainda mais, sair de manhã para ir trabalhar e ver pessoas que sabemos que não trabalham, irem para o café tomar o pequeno almoço à pala do rendimento que vão receber nos CTT.

            Para quem acha que ganha pouco, a sugestão é simples, estudar, tirar cursos.

            Quando você nem sequer percebe o que escreve, não admira a sua mentalidade de esquerda.

            “em que sentido é que o Artº 13 diz que deve favorecer o privado em prol do público!
            O artº 13 tem a ver com a igualdade social perante a lei!”

          • Bruno M. says:

            Caro 365, com a sua resposta só o faz parecer ignorante:

            Veja por favor, para além do Artº 13, os seguintes artigos:
            Artº 73
            Artº 74
            1. Todos têm direito ao ensino com garantia do direito igualdade de oportunidades de acesso e êxito escolar.

            2. Na realização da política de ensino incumbe ao Estado:

            a) Assegurar o ensino básico universal, obrigatório e gratuito;

            b) Criar um sistema publico e desenvolver o sistema geral de educação pré-escolar;

            c) Garantir a educação permanente e eliminar o analfabetismo;

            d) Garantir a todos os cidadãos segundo as suas capacidades, o acesso aos graus mais elevados do ensino, da investigação cientifica e da criação artística;

            e) Estabelecer progressivamente a gratuitidade de todos os graus de ensino;

            f) Inserir as escolas nas comunidades que servem e estabelecer a interligação do ensino e das actividades económicas, sociais e culturais;

            g) Promover e apoiar o acesso dos cidadãos portadores de deficiência ao ensino e apoiar o ensino especial, quando necessário;

            h) Proteger e valorizar a língua gestual portuguesa, enquanto expressão cultural e instrumento de acesso à educação e da igualdade de oportunidades;

            i) Assegurar aos filhos dos emigrantes o ensino da língua portuguesa e o acesso à cultura portuguesa;

            j) Assegurar aos filhos dos imigrantes apoio adequado para efectivamento do direito ao ensino.
            Artº 75
            Artº 76

            Veja igualmente e principalmente o que eu disse mais abaixo, ao Sr Rui e ao qual transcrevo:

            ARTIGO 81.º
            (Incumbências prioritárias do Estado)
            Nomeadamente as seguintes alíneas:
            a) Promover o aumento do bem-estar social e económico do povo, em especial das classes mais desfavorecidas;

            c) Promover a igualdade entre os cidadãos, através da transformação das estruturas económico-sociais;

            d) Operar as necessárias correcções das desigualdades na distribuição da riqueza e do rendimento;

            e) Orientar o desenvolvimento económico e social no sentido de um crescimento equilibrado de todos os sectores e regiões;

            A constituição é regida por vários artigos que se complementam entre si, pelo que em alguns casos, como este, um unico artigo não é viável, quando outros complementam o anterior ou o ulterior!!

            Cumprimentos e informem-se antes de dizer que ajudar os mais desfavorecidos através destas medidas é inconstitucional, pois só ficam a parecer ignorantes….

            P.S. A minha mentalidade é de centro. Mesmo nas leis de esquerda (tais como as de direita) não concordo com algumas!
            Ainda assim, antes mentalidades de esquerda que mentalidades capitalistas desenfreados em que quem dinheiro tem tudo, tem direito a mais, e quem não tem dinheiro nada tem direito a não ser a morte…. (trabalhar para os ricos, continuar pobre, e morrer sem nada)!

            Isto é mentalidades de china antiga e coreia do norte actual! Isto é mentalidade de politicas de escravidão!

          • 365 says:

            Bruno M., você anda a copiar textos da constituição para quê??? Continua a não entender o que lá está escrito…

            Onde é que nesses artigos, em tudo o que você copiou (e certamente não entendeu ou quis entender), diz que essas igualdades são promovidas apenas e só no ensino público???

            “antes de dizer que ajudar os mais desfavorecidos através destas medidas é inconstitucional, pois só ficam a parecer ignorantes….” – onde é que eu disse que ajudar “pobres” é inconstitucional???

            O que eu escrevi é que não concordo com a medida ser exclusiva das escolas publicas, e dei como exemplo o caso dos medicamentos comparticipados que não o deixam de o ser pelo facto de terem sido prescritos num hospital privado. Você veio apenas com um punhado de artigos da constituição que de forma alguma suportam as suas ideias.

            “A minha mentalidade é de centro. Mesmo nas leis de esquerda (tais como as de direita) não concordo com algumas!
            Ainda assim, antes mentalidades de esquerda que mentalidades capitalistas desenfreados em que quem dinheiro tem tudo, tem direito a mais, e quem não tem dinheiro nada tem direito a não ser a morte…. (trabalhar para os ricos, continuar pobre, e morrer sem nada)!”

            Se você quer enganar-se a si próprio, esteja à vontade, agora não queira atirar areia para os olhos dos outros. Não veja a classe “rica” ou mais “favorecida” pelo prisma dos bancários que roubaram os bancos, ou dos politicos que andaram a usufruir de dinheiros públicos indevidamentes. Ponha a mão na consciência! Há quem tenha feito muitos sacrificios para chegar onde chegou, que estudou muito para poder aspirar a ter trabalhos bem remunerados, que trabalha mais do que as 40 horas por semana, e que depois tem de entregar directamente ao estado bem mais de metade do seu rentimento ao estado, e para quê? para que outros possam ter saúde, educação, etc, gratuita ou tendencialmente gratuita. É este o estado social que você defende… e depois afirma-se de centro. É para rir, certo?

            Não são os 50€ que estão em causa para mim. Felizmente e graças a esforço próprio, não faz mossa alguma no meu orçamento. É a discriminação entre público e privado que está em causa.

            Passe bem!

          • Bruno M. says:

            Caro 365. A Constituição é clara!
            Você para se queixar sobre o ensino, que é o que fez, veio mencionar a inconstitucionalidade porque diz o senhor, não promove a igualdade!

            Ora vejamos, e repito, a constituição diz que que deve promover o ensino. E fá-lo!

            Desigualdades onde homem?!?
            Porque você é rico, tem o filho numa instituição privada e acha-se mais que os outros?!

            Leia os artigos da constituição!
            O Artº 74 complementa o outros artigos no que ao ensino diz respeito!

            Aqui quem não entende é o Sr… (típico do seu estatuto social salvo raríssimas e louváveis excepções)!

            Se acha que estudar é sinínimo de bom emprego não vive, claramente, neste mundo, talvez num mundinho à parte!

        • Mãe privado says:

          Olá 365,
          Existem colégios privados que já aboliram os livros escolares. Sim!! Porque os livros não são obrigatórios a não ser no ensino público.
          O estado praticamente só comparticipa o ensino público, só paga ordenados aos professores do público. Faz todo o sentido de só pagar livros aos alunos do público.

          • 365 says:

            Os livros não são “obrigatórios”alguns, mas são necessários. Pessoalmente compro os livros na mesma, consigo perceber a diferença entre o ter e não ter os livros.
            Antigamente, os livros ou parte dos livros eram gratis para os alunos, até ao 12º ano, e isto era de acordo com o escalão que a família se enquadrava. Agora, é para todos até ao 6º ano MAS desde que seja estudante no público.

        • alfredo says:

          bem visto ! é deixar de comparticipar os medicamentos a que vai ao medico particular !

        • M. Coutinho says:

          Concordo. Tanto mais que os pais, ao escolherem um colégio privado, estão a poupar uma despesa (muitas, aliás) ao estado. Não deveriam ser penalizados por isso.

  4. Rui Machado says:

    Serei só eu ou ninguem consegue fazer o registo?
    Tentei a primeira vez e deu erro, tentei segunda vez e disse que já estava registado, tentei entrar disse password errada, repus a passward e continua a dizer password errada.
    Parabens aos programadores que fizeram para já um péssimo trabalho…..

  5. David says:

    E porque não propor às escolas e pais, a aquisição de um dispositivo tipo Kindle (e-paper ou e-book), (TIPO) e que os manuais fossem digitais, sendo que haveria o manual para as crianças fazerem os deveres e/ou pintar à parte em papel!
    Apenas a pensar no peso que elas carregam desde muito cedo para as escolas!!!
    Mas venham lá os defensores de que o cheiro ao papel, e livros e etc… quando a Ultima àrvore cair, quando as costas das crianças começarem a “ceder”, o mundo será um mundo melhor e os médicos agradecem!

    Mas é apenas uma ideia… simples e prática

  6. Miguel Batista says:

    Os manuais são gratuitos 🙂 os livros de fichas não ;( , e embora não sejam obrigatórios, são pedidos pela maior parte dos professores.
    Porque não se utilizava os manuais como guias e os livros de fichas para escrever/pintar/fazer exercícios.
    Assim os manuais ficariam utilizáveis e poderiam ser aproveitados, embora seja muito complicado que os alunos do 1ª/2ª ano pelo menos os consigam manter em boas condições até ao final do ano letivo.

  7. constantina coias says:

    não consigo entrar dá-me erro. já tentei varias vezes e tenho a certeza da passe

  8. Golden says:

    Fiquei muito esclarecido com toda esta informação, obrigado a equipa peopleware.

  9. SUSANA CRISTINA DE JESUS FIGUEIREDO says:

    QUANTO TEMPO DEMORA O AVISO E QUE O VOUCHER ESTA CONFIRMADO?

  10. SUSANA CRISTINA DE JESUS FIGUEIREDO says:

    QUANTO TEMPO DEMORA A RESPOSTA DE QUE O RESPECTIVO VOUCHER ESTA CONFIRMADO?

  11. jaugusto says:

    Não percebi uma coisa, isto é para toda a gente ou tem a ver com os recursos económicos de cada agregado?
    – É que eu não sou fpúblico nem trabalho na CM Lx com aumentos de 80%
    – Já agora 2/3 de quem entra na Universidade são filhos de fpublicos ou profissionais liberais / empresários.

    • M.PEREIRA says:

      EXISTEM CENTENAS de F. PÚBLICOS QUE GANHAM O ORDENADOS MINIMO E DECLARAM NO IRS E PAGAM IRS NÃO FOGEM UM CÊNTIMO PORQUE EXISTE UMA COISA QUE SE CHAMA RETENÇÃO NA FONTE …

  12. Maria Clara Silva says:

    boa tarde meu filho mais velho te 21 anos, eu já ando a falar nessa possibilidade desde que ele foi para o quinto ano.
    Mas claro isso não interessa ás editoras nem aos senhores do governo, porque não são os filhoes deles que andam a carregar todo esse peso das mochilas ( não falando no dia de educação fisica, que até dá dó dos miudos)

  13. mariana says:

    Estou com o mesmo problema de alguns EE. Dá erro no registo, diz pass errada, ja pus nova e pass e continua igual….

  14. Joana Cândido says:

    Boa tarde;

    Já fiz o registo com sucesso e já validei com o meu nif como faço agora para ter acesso ao voucher quanto tempo demora?

    Obrigado

  15. Sofia Teixeira says:

    Peço desculpa se disse…..é o país que temos, queremos fazer o registo e não dá…é simplesmente vergonhoso…o sr. Pedro Pinto, administrador do site faça alguma coisa de jeito…belo site que o sr. inventou…mas não deve ser para todos…

    • Vítor M. says:

      😀 calma, acha que foi o Pedro Pinto que fez o site? Cara Sofia, o Pedro Pinto deu a conhecer, informou e dado que hoje milhões de pessoas certamente tentaram entrar, a estrutura não suporta, mas vai suportar mais logins. Antes de atirar a matar, 😉 ainda pode ferir o Pedro, veja que o portal não é nosso 😉

      Cumprimentos.

  16. Afonso Santos says:

    Já alguém conseguiu levantar os cupões? Registei-me há uns dias na plataforma, confirmei hoje o NIF e nada de cupões. Apenas este erro: “Os dados dos vouchers do(s) seu(s) educando(s) estão a ser processados e validados pela Escola. Receberá um email assim que estiverem emitidos.”

  17. carla reis says:

    estou com um problema nao sei se me podem ajudar, fiz o registo e quando entrei no mega em vez de colocar o meu NIF coloquei o da minha educanda como posso alterar.

  18. Dina says:

    Boa Tarde
    Registei-me à alguns dias e hoje acedi com o contribuinte, tudo OK.
    Efectivamente devolve a informação que está em processamento e que me será enviado um email com novas informações. Entretanto recebi um email do MEGA de boas vindas…. pelo menos estará tudo encaminhado…
    Quanto ao registo, para quem ainda não conseguiu, experimente colocar uma pass com letras e numeros… pode ser que consigam.
    Ficamos todos a aguardar….
    Obrigada.

  19. José Malaquias says:

    Contactei hoje a escola para confirmar se estava tudo bem com a matrícula. Disseram-me que faltava o NIF do encarregado de educação.
    Será que algum encarregado de educação forneceu o seu NIF aquando da matrícula dos seus educandos ?
    Sem NIF do encarregado de educação na matrícula não há relação entre encarregado de educação e aluno. Nunca vão aparecer vouchers.

  20. Vanessa says:

    Boa tarde por lapso meu no registo inseri outro nif que não é do encarregado de educação como posso fazer para alterar a validação do nif

  21. Tania says:

    Urgência… aconteceu a algum o nome do aluno não bater certo cm o ano que irá??

  22. Tania says:

    Urgência…aconteceu a alguem o nome do aluno não bater certo cm o ano que irá?

  23. Rui says:

    Os livros gratuítos não é para todas as crianças, são para os filhos de pais que recebem pouco ou fogem bastante ao fisco (recibos verdes, empresários em nome individual, restantes profissões liberais e pais com baixos salários declarados). Só quem está salvo erro nos 2 primeiros escalões é que têem direito aos ditos livros.
    Quem tem os filhos num colégio privado está claramente a ser discriminado (agradeçam a esta geringonça caviar) e estão claramente a violar a constituição (artigo 74º – Ensino) ao criarem discriminação entre crianças.
    Podem argumentar que quem tem filhos num colégio tem dinheiro para pagar este mundo e o outro (sem sentido, até porque estes pais estão a pagar a educação dos seus filhos e ainda patrocinam o ensino dos filhos dos outros via impostos), pois bem, o meu filho até aos 3 anos frequentou uma creche pertença de um Município. O meu filho nunca teve direito a nada e pagava o máximo de 200€ por mês. No entanto, outro casal pagava apenas 30€ por mês (não tenho dúvidas de que declaram o salário mínimo), mas o pai é construtor civil e a mãe arquitecta e ambos têem uma frota automóvel que não cabe no meu apartamento!!!!! Na realidade eu é que me sinto pobre, mas as Finanças diz que não, eu é que tenho de pagar impostos ao contrário da isenção dada a esse casal, apesar de terem vários carros de mais de 50.000€ cada um! Mas também digo que não tenho pena nenhuma quando chegarem à reforma e receberem 300€ por mês e eu receber significativamente mais….. é que já contribui!!!!!!!

    • Bruno M. says:

      @Rui
      1. Todos têm o direito ao ensino com garantia do direito à igualdade de oportunidades de acesso e êxito escolar.
      – Ensino público – Check

      2. O ensino deve contribuir para superação de desigualdades económicas, sociais e culturais, habilitar os cidadãos a participar democraticamente numa sociedade livre e promover a compreensão mútua, a tolerância e o espírito de solidariedade. – CHECK

      3. Na realização da política de ensino incumbe ao Estado: – Todas as Alíneas – CHECK!

      Não percebi onde é que alguém que estuda no privado é discriminado!
      ESTUDAR NO PRIVADO É UMA OPÇÃO!

      O restante que dizes, são injustiças sociais! Nada a ver com inconstitucionalidades!
      Relembro que na altura de um dos maiores mentirosos de todos os tempos (Passos) era igual!

      • Rui says:

        Bruno? Onde é que o artigo 74º fala no Ensino Público? Só refere no ensino pré-escolar! “a) Assegurar o ensino básico universal, obrigatório e gratuito;”, “1. Todos têm direito ao ensino com garantia do direito à igualdade de oportunidades de acesso e êxito escolar. ”
        Mas é que não tenha dúvidas de que está a violar a constituição. Por essa ordem de ideias, só tem abono de família quem anda em escolas públicas (porque as declarações emitidas pelas escolas privadas não servem)!!!!!!
        Mas há mais violações grosseiras da constituição. Porque é que em Lisboa há transportes públicos e no resto do país não? Onde está a igualdade? E porque é que se podem deduzir despesas do passe colectivo no IRS quando só tal existe em Lisboa, Porto e pouco mais?
        Já agora e como já referiram em cima, quem vai a um hospital público ou centro de saúde pode ter medicamentos comparticipados, quem for a uma clínica ou hospital privado já não pode, é isso? (outra violação da constituição se alguma alminha decidisse tal aberração, mas isso nunca vai acontecer, porque os funcionários públicos como têem ADSE não usam o SNS que é muito lento e pobre para eles!!!!!!

        • Bruno M. says:

          @Rui, que eu me lembre, o ensino público é fornecido pelo Estado. O Artº 74 não fala no ensino público, tens razão.. mas sendo o Estado a fornecer, é público!

          Não está a violar constituição nenhuma.

          O direito ao ensino básico universal e gratuito [artigo 74.º, n.º 2, alínea a)] consubstancia-se, em primeiro lugar, no acesso a uma “rede de estabelecimentos públicos de ensino” (artigo 75.º, n.º 1) e, em segundo lugar, na ausência de cobrança de propinas.

          Assim, terás que ver os seguintes artigos e respectivas alíneas para entenderes a constituição, para não correres o risco de te enganares, porque um artigo complementa o outro…..

          ARTIGO 74.º
          (Ensino)
          1. O Estado reconhece e garante a todos os cidadãos o direito ao ensino e à igualdade de oportunidades na formação escolar.
          2. O Estado deve modificar o ensino de modo a superar a sua função conservadora da divisão social do trabalho.

          3. Na realização da política de ensino incumbe ao Estado:
          a) Assegurar o ensino básico universal, obrigatório e gratuito;
          b) Criar um sistema público de educação pré–escolar ;
          c) Garantir a educação permanente e eliminar o analfabetismo;
          d) Garantir a todos os cidadãos, segundo as suas capacidades, o acesso aos graus mais elevados do ensino, da investigação
          científica e da criação artística;
          e) Estabelecer progressivamente a gratuitidade de todos os graus de ensino;
          f) Estabelecer a ligação do ensino com as actividades produtivas e sociais;
          g) Estimular a formação de quadros científicos e técnicos originários das classes trabalhadoras.

          ARTIGO 75.º
          (Ensino público e particular)
          1. O Estado criará uma rede de estabelecimentos oficiais de ensino que cubra as necessidades de toda a população.
          2. O Estado fiscaliza o ensino particular supletivo do ensino público.

          ARTIGO 76.º
          (Acesso à Universidade)
          O acesso à Universidade deve ter em conta as necessidades do país em quadros qualificados e estimular e favorecer a entrada dos
          trabalhadores e dos filhos das classes trabalhadoras.

          Mas se te queres acreditar na inconstitucionalidade…. boa sorte!

          MAs os que poem os filhos no privado, queixam-se mas queixam-se por nada…
          https://www.idealista.pt/news/financas/economia/2017/03/28/33098-escolas-privadas-tiveram-isencoes-e-beneficios-fiscais-de-63-milhoes-de-euros

          O Estado oferece nos seus hospitais… NÃO TEM QUE DAR A QUEM ANDA NO PRIVADO!
          Andas no privado por opção… Hospitais, Ensino, etc! Ninguém te obriga. Tens tudo no público e é no público que o Estado respeita a constituição!!
          Realmente tristes mentalidades que escolhem pagar o privado e ainda querem benefícios.. vocês deviam era de estar bem caladinhos, porque não têm razão de queixa! Aliás, sinceramente, metem-me fastio quando com dinheiro, escolhem o privado e ainda se queixam!! (Eu escolho privado porque posso, porque quero, e não me queixo!! Se quiser ter isenções, vou ao público, peço P1 e faço os exames sem pagar)!!!

          • Rui says:

            Ó Bruno, eu não sou funcionário público nem moro em Lisboa, portanto não sei de que benesses falas. Onde moro ou vamos a um hospital público que fica a 60km de distância (Centros de Saúde funcionam bem….. para quem não tem nada que fazer e pode ir de madrugada marcar consultas, para quem trabalha é inviável!).
            Quem mora no interior ou tem carro próprio ou está tramado se tiver que fazer uma deslocação que seja por motivos de saúde, educação…….

          • Bruno M. says:

            @Rui independentemente disso, tem educação e saúde pública gratuita (agora com as taxas moderadoras) mas tem!

            Nem é obrigado a pagar educação a preço de ouro, nem muito menos é obrigado a ter seguro se saúde!

            Se há zonas que falha, sim é verdade… mas tanto falha num governo PS, como num governo psd… E devo lembrar de desde 76 só PS e PSD governam com o apoio do CDS (exceptuando a geringonça)!

            E todos sabemos que desde 76 há promessas mas nem de um lado nem do outro reparam essas falhas.

            Mas no geral, ensino gratuito ninguém se pode queixar! E se metem no privado, bem.. problema dos que metem os filhos no privado.
            Simples!

          • Bruno M. says:

            E Mais sobre a inconstitucionalidade:
            ARTIGO 81.º
            (Incumbências prioritárias do Estado)
            Nomeadamente as seguintes alíneas:
            a) Promover o aumento do bem-estar social e económico do povo, em especial das classes mais desfavorecidas;

            c) Promover a igualdade entre os cidadãos, através da transformação das estruturas económico-sociais;

            d) Operar as necessárias correcções das desigualdades na distribuição da riqueza e do rendimento;

            e) Orientar o desenvolvimento económico e social no sentido de um crescimento equilibrado de todos os sectores e regiões;

            A constituição é regida por vários artigos que se complementam entre si, pelo que em alguns casos, como este, um unico artigo não é viável, quando outros complementam o anterior ou o ulterior!!

            Cumprimentos e informem-se antes de dizer que ajudar os mais desfavorecidos através destas medidas é inconstitucional, pois só ficam a parecer ignorantes….

          • Rui says:

            Parece que nunca teve direito na sua vida. Se já teve vá lá rever as suas teorias, explique-me lá ou pergunta a um jurista onde é que oferecer livros a alunos distinguindo quem frequenta o ensino, distinguindo entre público ou privado não é uma discriminação! E se há discriminação é inconstitucional, ponto. Uma coisa é o Estado dar dinheiro às escolas públicas para estas oferecerem aos alunos (de certeza que as Escolas declinam essa chatice, aliás, nem sabem o que fazer aos livros que têem lá a apodrecer, os tais que eram emprestados), outra coisa é discriminar os alunos.
            Assim como não tenho a menor dúvida de que quem vive em Lisboa é beneficiado em detrimento de todos os restantes portugueses e isso para mim é inconcebível.
            Se não consegue entender isso é problema seu, não é meu.

          • Bruno M. says:

            Exmo, volto a responder-lhe com TODOS OS ARTIGOS que lhe passei anteriormente!

            Volto-lhe a repetir!
            Se está no privado e o estado oferece-lhe um serviço QUE NAO O QUER USAR, não é inconstitucional.
            É opção sua não usar o serviço público que está na constituição!
            O Estado Não dá dinheiro às escolas públicas, é este que as fornece e define uma parcela do orçamento! As escolas públicas são do estado e é este que tem que se certificar do seu bom funcionamento, ÀS CUSTAS DO ESTADO!

            De tudo o que disse, apenas concordo numa coisa:
            A centralização de tudo em Lisboa que é errado!

            De resto meu caro, se o Sr não concorda nem entende a constituição nem a entende, se só vê um artigo ou uma alínea, em vez de o ver como um todo, o problema é exclusivamente seu, não meu!

          • 365 says:

            @Rui, quem não estudou direito como o Bruno, é normal que não entenda o que significam os artigos da constituição, e no caso dele, há que moldar os artigos aquilo que lhe convém. Depois diz que não é um esquerdista… pasme-se… é de centro! LOL

  24. Marta Pereira says:

    Para quem está a ter dificuldades com a senha, deixo a minha experiência. A senha que damos para fazer o registo não é a mesma para quando se entra na parte para pedir os vouchers. Nessa parte, onde pedem o NIF, a senha é relativa à inscrição na plataforma do IRS.
    Espero ter sido de alguma ajuda.

  25. BRUNO COIMBRA says:

    Uma medida que pretende que niguem fique sem manuais ou seja mais barato a aquisicao dos mesmos e quais os comentarios que se ve:

    Esquerdalhos isto é so gastar dinheiro- (andaram anos e anos a chorar do preco absurdo dos livos e lobbys das editoras)
    Deviam era dar um Kindle — (o drama que foi quando se introduziu o magalhaes…enfim sem comentarios)
    Deviam tb dar aos privados — (nem merece resposta depois do drama dos subsidios do estado ao privado)
    É so para alguns — (nem se deram ao trabalho de ler que é para alunos do ensino publico…)

    Cada vez mais acho que temos o país que merecemos e representa (por muito difícil que seja admitir) perfeitamente a populacao e mentalidade que temos

    • Rui says:

      Precisamente por só beneficiar quem estuda nas escolas públicas é que viola sem dúvidas nenhumas a constituição. Além de que não sei se sabe, neste país há concelhos sem ensino secundário e das 2 uma, ou paga a deslocação do seu filho para outro concelho para frequentar uma escola pública ou paga para ele ficar numa privada….. não sei qual fica mais caro!
      Portanto na sua cabeça, quem ganha mais de 8.000€ per capita/ano é rico e só tem de pagar imposto e nada de receber de volta. Quem consegue fugir ao fisco, até pode ter um património de milhões de euros, mas se não paga IRS é um pobrezinho aos olhos da lei……. estou esclarecido!
      Não seria muito mais fácil o Estado escolher os livros e impedir que mudem em menos de 6 anos? Em vez de ser cada Escola (com interesses pelo meio ou não, porque não sei se sabe, mas normalmente não são só as livreiras que ganham dinheiro, os professores que fazem os manuais também ganham) escolher os seus livros a seu bel prazer!

      • Bruno M. says:

        Rui, novamente, em que Artº viola a constituição?!
        O Estado respeita a constituição no sentido de fornecer ensino à população!

        Queres ver que eu tendo uma empresa privada sou obrigado a pagar o que quer que seja a terceiros que não os meus funcionários e/ou fornecedores?! NUNCA!

        O Estado é igual. Dá o que a constituição diz, pagamos para ter as escolas (e não só)… só não usufrui quem não quer! E quem prefere a alternativa (privado) é prque:
        1º pode pagar
        2º perde direito prque não está numa escola pública!
        3-º perde o direito a qualquer exigência

        • 365 says:

          Oh Bruno, deixe-se dessas coisas de esquerda. Leia um bocadinho que ajuda.

          https://www.dn.pt/portugal/interior/psd-de-lisboa-quer-manuais-gratuitos-no-privado-e-pede-parecer-ao-provedor-de-justica-9142915.html

          “Assim, o PSD considera que o “Partido Socialista e o Bloco de Esquerda, ao arrepio dos direitos fundamentais consagrados na Constituição da República Portuguesa, criaram a diferenciação entre estudantes do ensino público, privado e cooperativo, facto que a Constituição não permite, violando todos os princípios de direitos, igualdades e garantias”.

          “Existem no ensino privado e cooperativo também alunos carenciados como nas escolas públicas, apoiados com bolsas de terceiras entidades, a quem os estabelecimentos de ensino chegam a não cobrar mensalidades”, salienta o documento.

          Os sociais-democratas da concelhia de Lisboa, liderada por Paulo Ribeiro, consideram ainda que “a organização do sistema educativo deve estar orientada para o sucesso de todos os alunos, independentemente da condição social e da natureza do estabelecimento de ensino, valorizando a liberdade de escolha e a diferenciação dos percursos escolares”.”

          • Bruno M. says:

            Exmo, abomino o PSD em toda a sua plenitude!
            Já percebi de onde vem a sua ladaínha, e já entendi por que lado o sr come!
            Assim, meu caro, não não entendo, principalmente deitando para fora noticias vindas de um partido, capitalista, anti-social e pró-desigualdade social!

            Para vocês, a escravatura era a ideal, sendo vocês os patrões, e os restantes os escravos!
            Não obrigado!

            Passe bem.

  26. Claudia says:

    Porque é que os madeirenses não têm direito?

  27. Sam says:

    Boa tarde,
    Li aqui que os manuais escolares são gratuitos só para os alunos que estão nos escalão 1 e 2, não estarão enganados?
    Pelo que tem sido anunciado os manuais escolares são gratuitos para todos os alunos do 1º ciclo e 2º ciclo.
    Os escalões também são uma grande treta….. Pais a levar filhos à escola com grandes carros e a viver em grandes casas e com escalão 1 ou 2. Enquanto a nossa classe politica olhar só para os rendimentos declarados no IRS isto irá ser sempre uma injustiça e uma treta!!!!!

  28. Patricia says:

    Olá Marta eu fiz o registo e só inseri o n contribuinte porque não tinha a certeza se era a senha do IRS e no fim recebi um email a dizer que o regime foi feito com sucesso será que está bem até porque a última senha não era campo obrigatorio* se puder e souber responda por favor

    • Marta Pereira says:

      Olá Patrícia, teve mais sorte do que eu. Na parte em que inseri o NIF pediram-me a senha. Pu-la mal uma vez, a pensar que era a senha que tinha criado para o registo. Falei com o meu marido e ele deu-e a dica que talvez fosse isso. Logo me deu a indicação que também a si deu “Registo com sucesso”. Apareceu-lhe também alguma mensagem em como o pedido do voucher estava a se tratado e que lhe enviariam uma msg para o mail mal estivessem disponíveis?

  29. cristina reis says:

    Andreia, no meu caso aparece o nome do meu educando com o respetivo nif, o ano em que vai entrar e a escola em questão e a msg diz que o voucher está a ser tratado com a escola

  30. maria inacia recto samina says:

    Boa noite fiz o registo fiz confirmação do imail, mas por engano no que pertence as livrarias preenchi com os meus dados e gravei, e agora como agora ESTOU MUITO PREOCUPADA AJUDEM-MEOBRIGADA

  31. diana gonçalves says:

    Boa tarde, já fiz o registo mas não consigo ver o nome da minha educanda, a mensagem que me é transmitida é que esta a ser tratado pela escola e mandar-me-iam um e-mail logo que estivesse disponivel

  32. Marta Pereira says:

    Para qualquer dúvida, deram-me da plataforma MEGA, os seguintes contactos:
    E-mail: suporte@manuaisescolares.pt
    Telefone: 960 242 870

  33. Beatriz says:

    É assim concordo com os pais que querem o o melhor para os seus filhos mas eu não consigo um emprego o que faço a vida?boa iniciativa dos manuais gratuitos para quem não pode.

  34. Sónia says:

    Qual o critério para a entrega de livros reutilizados ou novos, ou seja alunos de primeira e de segunda? (estou a falar de livros do primeiro ciclo)

  35. Cesar Santos says:

    Desculpe-me, mas muitos comentários que aqui vejo são de pessoas que não têm filhos na escola ou que não estão atentos… os livros do 1.º ano, mesmo os de leitura (não de actividades), têm muitos exercícios para escrever, desenhar, pintar, cortar e colar… naturalmente, não podem ser reutilizados… e o meu filho até escreveu tudo a lápis, mas a professora corrigiu a caneta!! Informem-se, que isto de reutilizar é estória da carochinha.

  36. Rita Crispim says:

    Boa tarde! Acho que acima de tudo não são só os pais ou professores que devem ensinar a manter os manuais em condições de reutilização. Passa pela direção das escolas e pela nova estruturação de manuais. A minha filha foi avisada no inicio do ano que deveria escrever a lapis, duas semanas depois disse-me “mãe a professora diz para a gente fazer com as cores do livro!”. Resultado: autocolantes, lapis de cor e outras formas de resposta muito pouco reutilizáveis foram utilizadas em todos os manuais? Deu para apagar? NÃO!!!
    Penso que muitas escolas com quadros interativos em sala de aula já deveriam permitir uma nova abordagem dos manuais escolares!!! Mas não sou eu que mando e noto que vai demorar tempo ao sistema “chegar lá”!

  37. Anabela says:

    Quando iram ser entregues os livros falta um mes e ainda nao se sabe de nada vai comecar a escola e as crianças não vão ter os manuais!!!

  38. Anabela says:

    Quando iram ser entregues os livros falta um mes e ainda nao se sabe de nada vai comecar a escola e as crianças não vão ter os manuais!!!

  39. Marcia Ribeiro says:

    Alguém me sabe dizer como alterar o registo? Coloquei o email errado. Obrigada

  40. maria says:

    Alguém poderá esclarecer a que propósito, a partir do 7º ano os livros apenas são gratuitos para crianças do distrito de Lisboa e as dos restantes 17 distritos do país não. Portugal será só Lisboa ou haverá alguma razão lógica

  41. Maria says:

    Tento ligar há dias para o contacto 960 242 870, sem sucesso. Nem respondem aos mails. Enganaram se no meu Educando. Aparece o nome de outro aluno, e mesmo assim recebi os Vouchers. Inacreditável !! Fazem asneiras, e agora eu é que tenho de andar as voltas para resolver , Não acho normal.
    O pior é que quando cheguei ao Agrupemento, disseram me que o Contribuinte associado a minha filha (no sistema do agrupamento) não era o MEU ! ! !
    Não dá para acreditar. Tive que fazer novo registo , e agora estou a espera. Palhaçada…

  42. Anamaria says:

    Eu tenho dois filhos e recebi só para um deles ,para ó mais pequeno , queria saber porque

  43. Isabel says:

    Esta medida é muito positiva. Assim como a pressão que fizeram para que as editoras não mudassem de livros todos os anos. Sim, todos os anos. Mesmo que as alterações fossem nenhumas. Tenho 3 filhos e durante 7 anos nunca apanhei livros iguais, só parecidos. Nestes últimos três anos, os livros não sofreram as ridículas alterações que já nos tinham acostumado. No entanto não me parece viável aproveitar os livros no 1º ciclo. Eles estão pintados recortados, com autocolantes colados e escritos e reescritos várias vezes. Depois, entrega-los em junho impede que trabalhem nas férias as fichas que ficaram para trás e obriga os pais a comprar um livro de férias desnecessariamente.

  44. Maria Cristina Carvalho Chaves says:

    Consegui fazer o registo, mas agora não consigo fazer mais nada. Terei feito algo errado?

  45. Ana says:

    A medida da reutilização dos livros é de louvar…. está é desadequada às idades das crianças. Crianças que pintam, recortam, escrevem com muita força para fazer as letras bem feitas… Crianças que usam os livros que são adequados à sua idade.
    Livros de crianças com 6, 7, 8 anos não podem estar em condições de serem reutilizados por completo. Apliquem a medida às crianças mais velhas. Essas sim, poupam os livros, porque já têm idade para o fazer. Não é uma questão de boa ou ma educação dos pais… é assim!

    E não concordando em pleno com a medida, já que entendo estra DESAJUSTADA às idades dos educandos, qual o critério de atribuição de livros novos ou usados? Não se admite que numa mesma sala todos recebam livros novos, e haja apenas um ou dois com livros (bem) usados.
    Gostava se possível que me respondessem a essa pergunta.

  46. MARIA TERESA MOAS says:

    Com o devido respeito por todos, quero acreditar que vamos a caminho de uma educação mais equitativa!
    Estamos a caminhar todos pelo desconhecido e como em tudo na vida as opiniões são bem divergentes.
    Eu não estudei em Portugal e eu nunca pude escrever, fazer desenhos nos livros. Os meus livros bem como os dos meus coleguinhas foram sempre reutilizaveis. Os livros pertenciam à escola, não havia livros novos para ninguém! Os pais não tinham acesso aos livros, expecto quando fossem chamados individualmente à escola! Não me lembro se estavam muito usados ou pouco! Arrisco a dizer que para as crianças esse ponto não faz a menor diferença no percurso escolar! Lembro-me ainda, de ter um caderno de suporte onde eram cuidadosamente registas as respostas de forma muito organizada! Tudo era feito naquele caderno, excepto os desenhos, que eram guardados numa pasta! Acredito que os manuais eram cuidadosamente pensados para esse fim e tudo corria muito bem.
    Posto isto, creio que apresentando os problemas que vão surgindo e consequentemente soluções positivas, chegaremos a bom porto!
    A aprendizagem de cuidar dos livros foi-me introduzida na escola quando eu era menina

  47. Júlia says:

    Boa tarde;

    Já fiz o registo com sucesso há mais de um mês e já validei com o meu nif como faço agora para ter acesso ao voucher quanto tempo demora?

    Obrigado

  48. FERNANDA SILVA says:

    POIS, RELATIVAMENTE AOS MANUAIS ESCOLARES, ESTE SISTEMA FOI MUITO MAL IMPLANTADO. SOU LIVREIRA NO DISTRITO DE BRAGANÇA.
    DESDE 27/08/2018 QUE ESTOU A RESGATAR VOUCHER`S, E ATÉ HOJE 10/09/2018 AINDA NÃO SABEMOS O RESULTADO. NÃO EXISTEM NÚMEROS DE COMPROMISSO PARA PODERMOS FATURAR AOS AGRUPAMENTOS. NÃO HÁ DINHEIRO PARA PAGAR ÀS EDITORAS ATÉ AO DIA 25 DO CORRENTE MÊS.
    PERGUNTO EU: QUEM PAGA OS LIVROS. ISTO É UMA VERGONHA, OU UM DESCALABRO TOTAL.
    É MUITO LINDO DIZER-SE: O ESTADO OFERECE OS LIVROS.
    E QUANDO VÊM AFINAL OS EURINHOS DO ESTADO PARA PAGAR OS LIVROS?????

  49. Vanessa says:

    E assim eu sou mãe e quero responder a pessoas que não sabem mesmo o que e ter uma criança em casa mas eu passo a explicar e como aluna que já fui também vou falar começando por dizer que uma criança de 6 anos não e igual a uma de 15 ou vá 10 pessoas que têm crianças pequenas como e que conseguem que uma criança estime um livro acho impossível sim eu tenho 25 anos andei no 6 ano e nunca gostei de ter livros amarrutados e sem crer acabava por acontecer o tirar da mala voltar a colocar na mala isso e natural simplesmente e se aqui a alguém que num ano tenha um livro em bom estado como o comprou na loja que diga sem nenhum rasgo sem nada mesmo acho impossível por isso pessoal uma criança com 6 anos não vai de certeza conseguir estimar um livro nem uma professora consegue estimar um livro quanto mais um bebê de 6 anos mas emfim cada um pensa como quer e não venham falar de educação em casa ok não se venham dar de Jet 7 porque já foram crianças e sabem bem que os livros ao fim do ano ficam danificados cuidados podemos ter agora ninguém pode dizer que não se estragam estragam sempre mas não e por isso que não podem ser emprestados para outras crianças mas emfim eu só vou a deixar este comentário porque vi aqui pessoas a falar de educação e etc olhem para cada um nem os próprios que tão para aqui a falar de cuidados os têm com os seus próprios manias de Jet 7 asserio poupem me disso e mais se emprestam o que teem só tem de agradecer e não criticar ok eu penso assim e acho que muitos pais que por aqui estão a passar acham o mesmo que eu espero não ter sido mal educada com ninguém só algumas coisas que eu vi e não gostei espero que algumas mães que leram o meu comentário quem concorda comigo e que me diga se disse algo de mal obrigada e espero não ter ofendido ninguém

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.

Blogs do Ano - Nomeado Inovação e Tecnologia