PplWare Mobile

Mais um país que quer desistir do Windows e abraçar o Linux?


Autor: Vítor M.


  1. Luis says:

    Uma coisa que não entendo é porque não pegam um distro já existente e preferem fazer forks de forks? E pra quem reclama que Linux não tem suporte, vai lá de SUSE, RHEL ou Ubuntu Core

  2. Danilo says:

    “estão a usar o Harmonica OS 3.0 baseado no Linux Linux 18.04 LTS”

    Linux Linux? Que distro é essa? Deve ser o verdadeiro “Linux”

    *risos maléficos*

  3. Alvaro Campos says:

    Quanto será o custo do suporte e da migração de todo o sistema para o Harmonica?
    Se calhar será bem maior que atualizar o licenciamento, digo eu que não entendo nada disto…
    É que deixam de pagar o sistema operativo mas terão de pagar o suporte para o Harmonica (não sei qual será o gestor de janelas mas dificilmente será igual ao Windows e sabemos todos o quanto custa mudar a forma de trabalhar ou as rotinas habituais).
    Além disso, nem todos os programas se baseiam em webservices, logo haverá necessidade de adapta-los ao ambiente Linux e, possivelmente, em alguns casos terá de haver desenvolvimento do 0…
    Mas é tudo simples, um mundo maravilhoso e maravilhosamente barato.
    Ou não…

    • cat says:

      Concordo em parte. No que toca ao software, aos programas – e estou a imaginar o tipo de software que a administração pública poderá usar – muitos deles dão para correr em wine e afins. Sendo assim, creio que essa questão não deva ter muito peso.

      De qualquer forma, sim. Seria interessante e muito pertinente quantificar tudo isto.

    • ze says:

      Leste o artigo até ao fim?
      Internamente continuam com windows, só para acessos web externos vão ter linux.. É o mesmo que dizer que não serve para nada.
      Pior, a nível de licenciamento não têm nenhum ganho, se tiverem VDI com uma CAL asseguram 2 postos windows..

      • Alvaro Campos says:

        Oh Zé, para que complicar e manter 2 sistemas em paralelo? Mais custos? E será que a máquina que seria somente para acesso web não tenderá, em alguma altura, para o serviço e vice-versa?
        Mantenho a minha dos custos que terão se não serão superiores à atualização do sistema atual.

  4. Junior says:

    Não há nada na vida melhor que o Windows!!!! Amo a falta de privacidade do sistema. É por isso que eu uso, só quem tem coisas a esconder, é traficante, pedofelo ou ladrão quer a privacidade!!

    Microsoft é minha vida.

  5. Jota says:

    … mais um que quer passar de cavalo para burro!

  6. Fulano says:

    “O país pensa que terá no sistema operativo livre a opção ideal para as milhares de máquinas com Windows 7. Será mesmo que é alternativa?”

    OBVIAMENTE QUE NÃO!!!

  7. ze says:

    Os Coreanos acabaram de classificar o Linux como inutil, basicamente dizem que só trocam linux para os funcionários irem às redes sociais e pouco mais..

    • Ruy Acquaviva says:

      Você tem medo de ter que aprender um sistema novo ou é apenas um troll que quer causar polêmica inútil? Sendo que uma coisa não exclui a outra.
      Eu tenho certeza esses que os “Linux Haters” e fanboys da Microsoft são apenas trolls que querem chamar a atenção e não tem capacidade de fazê-lo de outra forma que não seja escolher um blog que versa sobre um assunto e ficar xingando de forma boçal.
      Na verdade quem faz isso não está se importando com o assunto em si. E aparentemente a imensa maioria nem tem conhecimento algum do assunto. Prova disso é a não colocação de argumentos coerentes, limitando-se a asneiras superficiais como é a afirmação acima.
      Tenho pena desses recalcados que tem necessidade de recorrer a tal expediente para aliviar suas frustrações pessoais, mas essa praga polui a sessão de comentários com suas bobagens, limitando o espaço para comentários com conteúdo.

  8. Minoru Takeo says:

    portanto, transformar o pc num computador de cozinha!!!

    • Ruy Acquaviva says:

      Cozinha sim. Cozinha, banheiro, sala, quarto, bolso, escritório, garagem, fazenda de servidores, centro de supercomputação, sala de controle de agência espacial, satélites e muito, muito mais.
      O Linux é hoje o sistema operacional mais importante do mundo e está presente em toda parte.

  9. Vitor says:

    De forma muito simplificada o que o artigo refere é que os Coreanos vão continuar com os PCs com o SO da Microsoft instalado e fazerem parte do trabalho num Linux alojado na cloud! Como a maioria das grandes multinacionais e organismos públicos tem os seus serviços de cloud alojados no Azure…a Microsoft vai ganhar duas vezes! Ou então vai acontecer como em Munique…saem e passado pouco tempo regressam!

  10. moonlight says:

    O artigo podia estar melhor escrito.
    Migrar para o Linux não é assim tão fácil. É preciso adaptar programas que correm em Windows para correr em Linux. O Wine não resolve isto. As máquinas virtuais até podem tornar as coisas ainda mais lentas.
    Se eles forem avante com a migração, então depois terão de se ver abraços com formação das pessoas que irão usar o Linux. Depois se o LTS acabar então, terão obrigatoriamente de actualizar por cima e algumas vezes a actualização pode partir a instalação. Para não falar nas alterações sofridas entre actualizaçãos pelo menos a nivel de interface e programas.
    O próprio hardware tem de estar configurado no Linux.

    • Ruy Acquaviva says:

      “Migrar para o Linux não é assim tão fácil.” -> Concordo. Qualquer migração não e assim tão fácil. A migração para Windows 10 também não é isenta de problemas, muito antes pelo contrário.

      É preciso adaptar programas que correm em Windows para correr em Linux. -> Depende. Isso só ocorre quando existem programas desktop específicos. Se os sistemas forem Web isso não ocorre, os sistemas correm no navegador independentemente do sistema operativo. Se forem programas desktop mas de uso genérico como planilhas e editores e texto existem alternativas viáveis que correm em Linux.

      As máquinas virtuais até podem tornar as coisas ainda mais lentas. -> Concordo, mas você não deveria se esquecer de containeres como o Docker por exemplo, que conseguem virtualização com velocidades bem maiores que as máquinas virtuais completas.

      terão de se ver abraços com formação das pessoas que irão usar o Linux -> E se forem migrar para o Windows 10 terão que fazer reciclagem das pessoas também. A adaptação ao uso do Linux não é significativamente mais custosa que a adaptação do Windows 7 para o Windows 10.

      Depois se o LTS acabar então, terão obrigatoriamente de actualizar por cima e algumas vezes a actualização pode partir a instalação -> Agora você está, como se diz na minha terra, “procurando chifre em cabeça de cavalo”, ou seja, procurando problema onde não há. A atualização é um dos pontos fortes do Linux, havendo inclusive sistemas “rolling release”, onde a atualização é constante.

      O próprio hardware tem de estar configurado no Linux. -> Aí já estamos diante de uma inverdade. Não é necessário mudar o hardware para utilizar o Linux. Ele pode ser instalado em qualquer PC que utilize o Windows sem alteração de hardware.

  11. Elias says:

    Eles poderiam migrar logo pro Win10 e sem custo algum, visto que o upgrade ainda continua free.
    Falta de informação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.