Lítio – O “petróleo” do futuro


Destaques PPLWARE

14 Respostas

  1. Asdrubal says:

    É pena que quase nada vai chegar aos portugueses. Irá tudo para os bolsos dessas empresas.

    • okapi says:

      Como assim? As empresas pagam impostos e esse dinheiro tem é que ser bem aplicado. Se não for a culpa é do dos governos ou das CM. Nem na Escócia e na Noruega produtores de petróleo o dinheiro vai para o bolso do cidadão, ele vai em questões sociais de ajuda. Em gov comunas é que nao é de esperar a não ser sacar. Os recursos humanos também a empregar nessa exploração são pagos. Será que os portugueses trabalham de borla? Eu só trabalho de borla quando faço caridade.

      • Nuno says:

        Que impostos se tem de de em país estrangeiro. É como quase a totalidade das grandes empresas que fogem ao fisco tendo a sua sede em países externos.

        • SergioM says:

          Ter sede no estrangeiro não é fugir ao fisco, é legal.

        • Sergio says:

          Caro,

          salários : imposto a pagar sobe a forma de IRS + deduções da segurança social

          impostos indirectos: IVA -> a empresa tem de fazer compras nacionais, nem que sejam resmas de papel ou acesso á internet. Mesmo que vá deduzir esse IVA, nunca será na totalidade, logo, o Estado ganha alguma percentagem; veiculos , mesmo que importados, pagarão sempre os devidos impostos;

          impostos directos: IRC -> qualquer empresa, estrangeira ou não, paga o IRC em Portugal, o mesmo acontece com a derrama na Camara Municipal onde está localizada.

          E isto é apenas no que diz respeito a impostos.

          Em termos económicos, a empresa não cria apenas trabalho/emprego para ela própria, também promove emprego indirecto: restauração, fornecedores, construção civil, estradas, infraestruturas, etc….

          Em vez de se queixarem de terem um copo meio vazio, vejam antes o copo meio cheio! Ou será que o que se passa na AutoEuropa não revela bem o que o PCP e os sindicatos fazem, que é meramente destruir? ao ponto em que nem os trabalhadores se revêem no sindicato e pedem a sua expulsão (nota que nem demissão é, é expulsão!).

          Agora em genero de desafio, @Asdrubal e outro iguais: porque não estudam engenharia de minas, engenharia quimica, engenharia fisica, engenharia mecanica, e criam uma empresa de mineração de litio 100% nacional?
          pois é! “no guts no glory”!

          A diferença entre um americano e um tuga: o americano vira milhonário, e é idolatrado por todos e todos querem seguir o mesmo caminho. O tuga vira milhonário, e é visto como um ladrão, diz-se que o gajo deveria ser preso porque a empresa dele só rouba. Se calhar, assim só se calhar, o problema está na atitude! EUA têm uma quantidade impressionante de milhonários. Alguns até são tugas! Cá não temos mais porque não se faz mais! E não é (só) culpa do(s) governo(s)!

  2. daniel says:

    Não é para ser do contra, mas… ah e tal perfuração para petroleo em Portugal não!
    Mas abrais brutais crateras na paisagem para minerar metais pesados … ok está bem!

    Certo…. bora lá ser verde… ops, afinal as baterias não nascem nas arvores ou aprecem por geração expontânea!

  3. jaugusto says:

    Não é bem assim:
    (https://www.statista.com/statistics/268790/countries-with-the-largest-lithium-reserves-worldwide/)
    … depois já foi dito por especialistas que o litio português não tem a qualidade necessária para pópós e serve essencialmente para a industria cerâmica …

  4. CA says:

    “1.Bingham Canyon

    Está em Utah, nos Estados Unidos, a maior mina a céu aberto do mundo. Localizada a sudoeste de Salt Lake Ciry, a Bingham Canyon Mine tem cerca de 4 quilômetros de largura e mais de 1,2 quilômetros de profundidade. Iniciada em 1848, a mina de cobre ganhou uma reputação mística por seu tamanho. Além da larga produção de cobre, também é produzido na mina onças de ouro, prata e molibdênio”

    nota :imagem corresponde a uma mina de cobre

  5. Daniel says:

    Vamos ver quanto tempo vai durar a corrida ao lítio. Com as necessidades que vamos ter provavelmente irão ser encontradas outras soluções mais abundantes como as baterias de sódio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.