PplWare Mobile

Lítio – O “petróleo” do futuro

Vítor M.

Responsável pelo Pplware, fundou o projeto em 2005 depois de ter criado em 1993 um rascunho em papel de jornal, o que mais tarde se tornou num portal de tecnologia mundial. Da área de gestão, foi na informática que sempre fez carreira.

Destaques PPLWARE

Deixe um comentário

14 Comentários em "Lítio – O “petróleo” do futuro"

avatar
  Subscreva  
Notify of
Shout
Visitante
Shout

O futuro, que já não é futuro, está no grafeno…. http://www.elmundo.es/economia/2015/11/12/564393fc268e3ea8498b45b6.html

Daniel
Visitante
Daniel

Vamos ver quanto tempo vai durar a corrida ao lítio. Com as necessidades que vamos ter provavelmente irão ser encontradas outras soluções mais abundantes como as baterias de sódio.

CA
Visitante

“1.Bingham Canyon

Está em Utah, nos Estados Unidos, a maior mina a céu aberto do mundo. Localizada a sudoeste de Salt Lake Ciry, a Bingham Canyon Mine tem cerca de 4 quilômetros de largura e mais de 1,2 quilômetros de profundidade. Iniciada em 1848, a mina de cobre ganhou uma reputação mística por seu tamanho. Além da larga produção de cobre, também é produzido na mina onças de ouro, prata e molibdênio”

nota :imagem corresponde a uma mina de cobre

jaugusto
Visitante
jaugusto

Não é bem assim:
(https://www.statista.com/statistics/268790/countries-with-the-largest-lithium-reserves-worldwide/)
… depois já foi dito por especialistas que o litio português não tem a qualidade necessária para pópós e serve essencialmente para a industria cerâmica …

daniel
Visitante
daniel

Não é para ser do contra, mas… ah e tal perfuração para petroleo em Portugal não!
Mas abrais brutais crateras na paisagem para minerar metais pesados … ok está bem!

Certo…. bora lá ser verde… ops, afinal as baterias não nascem nas arvores ou aprecem por geração expontânea!

daniel
Visitante
daniel

O lithiumnão é metal pesado, e até é considerado metal leve depois de verificar melhor! Mea Culpa!
Mas é considerado tóxico e a extracção pode ser nociva para o ambiente e populações em redor!

https://www.theguardian.com/vital-signs/2015/jun/10/tesla-batteries-environment-lithium-elon-musk-powerwall

https://www.washingtonpost.com/graphics/business/batteries/congo-cobalt-mining-for-lithium-ion-battery/

Asdrubal
Visitante
Asdrubal

É pena que quase nada vai chegar aos portugueses. Irá tudo para os bolsos dessas empresas.

Pedro
Visitante
Pedro

+1

EacHTimE
Visitante
EacHTimE

+1

okapi
Visitante
okapi

Como assim? As empresas pagam impostos e esse dinheiro tem é que ser bem aplicado. Se não for a culpa é do dos governos ou das CM. Nem na Escócia e na Noruega produtores de petróleo o dinheiro vai para o bolso do cidadão, ele vai em questões sociais de ajuda. Em gov comunas é que nao é de esperar a não ser sacar. Os recursos humanos também a empregar nessa exploração são pagos. Será que os portugueses trabalham de borla? Eu só trabalho de borla quando faço caridade.

Nuno
Visitante

Que impostos se tem de de em país estrangeiro. É como quase a totalidade das grandes empresas que fogem ao fisco tendo a sua sede em países externos.

SergioM
Visitante
SergioM

Ter sede no estrangeiro não é fugir ao fisco, é legal.

Sergio
Visitante
Sergio
Caro, salários : imposto a pagar sobe a forma de IRS + deduções da segurança social impostos indirectos: IVA -> a empresa tem de fazer compras nacionais, nem que sejam resmas de papel ou acesso á internet. Mesmo que vá deduzir esse IVA, nunca será na totalidade, logo, o Estado ganha alguma percentagem; veiculos , mesmo que importados, pagarão sempre os devidos impostos; impostos directos: IRC -> qualquer empresa, estrangeira ou não, paga o IRC em Portugal, o mesmo acontece com a derrama na Camara Municipal onde está localizada. E isto é apenas no que diz respeito a impostos. Em… Read more »