PplWare Mobile

JP Sá Couto pronta para começar a produzir os novos “Magalhães”


Autor: Pedro Pinto


  1. Nuno Machado says:

    Não faz sentido! então isto não deveria ir a concurso público? Ou querem sustentar mais um lobby.

    • Bruno Mota says:

      Pensei exactamente o mesmo. Mas, é o socialismo (compadrio).
      Portugal está podre!

      • Juanita says:

        É essa a maravilha da decretação do ESTADO DE EMERGÊNCIA: essas formalidades FORAM DISPENSADAS. O GOVERNO TEM CARTA BRANCA PARA GASTAR…

      • nelson mota says:

        quando os herois do mar descobrirem vão culpar o pobre do socrates do tempo dos gregos , porque inventou a escola grega

        • Pérolas says:

          Qual é a parte de Microsoft, JP e lobby que não entendeste? Porquê não aproveitar esta oportunidade para termos independência tecnológica e adoptar, por exemplo, o caixa mágica que é código aberto e pode ser auditado??? Porque raio o dinheiro dos impostos tem de ir para a M$?

  2. rikardo pereira says:

    quem é que a JP tem la dentro que faz parte do PS ? curioso.. sempre a JP quando é o PS

  3. Asdrubal says:

    Olha estes fadistas para enfadar novamente o estado português.

  4. Redin says:

    Não será preciso consultar um oráculo para prever a chuvada de comentários a esta noticia. 🙂

  5. Hugo Tavares says:

    Déjà vu

  6. Pedro says:

    Estado XuXa, é o que dá.

  7. Nuno says:

    Basta saber interpretar Português:

    A empresa JP Sá Couto diz estar pronta para começar a produzir os novos “Magalhães”.

    O texto não diz que vai produzir, eu também estou pronto para os produzir.

    • kodiakshadows says:

      O problema é que não és amigo deles, nem tens como apelido Sá Couto. Alguém vai sair desta mais gordo no final do mandato. Querem apostar? Alguém que pensávamos estar esquecido já deve de andar a mexer os cordéis para acrescentar à fortuna da mãe.

  8. Miguel says:

    Xuxalice novamente, já se sabe que daqui a 5 anos vai acabar tudo na PJ.

  9. Jo says:

    Rewind time
    https://pplware.sapo.pt/informacao/sabia-que-o-projecto-magalhaes-foi-um-fracasso/
    “Depois havia o problema da manutenção pois tanto os alunos como os docentes tinham algumas dificuldades em manter os equipamentos em bom estado “sentiram-se sozinhos e sobrecarregados com a burocracia e as avarias dos computadores”.”

  10. Woot! says:

    Epa…outra vez a mesma empresa…outra vez o PS…outra vez o Antonio Costa…que tacho é que existe para ai?
    Mais uma iniciativa para roubar dinheiro dos contribuintes e para os paizinhos irem vender as maquinas no OLX.

    So concordava com esta iniciativa caso as maquinas fossem alugadas por periodo lectivo e devolvidas no final EM CONDIÇÕES – caso contrário pagariam os estragos. Só assim se evita a venda e a falta de zelo do “foi dado, que se lixe”.

    • ElectroescadaS says:

      É impressão minha ou vossa Excelência tem uma empresa de aluguer de equipamentos informáticos?

      • Woot! says:

        Deves pensar que sou como tu e que ando aqui a vender o meu peixe.
        Uma pessoa já não pode ter opinião que é acusado de ter uma empresa de aluguer de equipamentos LOOOL haja paciência 😀 😀

        • ElectroescadaS says:

          Errado. Tu é que deves ter complexos de inferioridade porque não admites que alguém tenha uma opinião diferente da tua. Seja neste tópico como em qualquer tópico daqui do Pplware. Mas sabes, a tua “inteligência” não me atinge em nada.

          Cura-te…

          • Woot! says:

            Estou cheio de complexos de inferioridade não se vê. Não sei de onde sacaste a ideia mas deve ter sido do mesmo sitio de onde tiraste a ideia de ter uma empresa de alugueres 🙂

          • Woot! says:

            Estou cheio de complexos de inferioridade não se vê. Não sei de onde sacaste a ideia mas deve ter sido do mesmo sitio de onde tiraste a ideia de ter uma empresa de alugueres 🙂

          • mightymidget says:

            Ora bem, um perdao de 800 milhoes, contratos manhosos de fornecimento de magalhaes para venezuela e paises palop, socrates , costa…Ahhh e conheco muito bem a Jp e os intervenientes nestes negocios…mas nao tenho interesses ….

  11. Milinho says:

    Não sei qual a vantagem de ser uma empresa portuguesa a “produzir” os computadores. Eles não conseguem fazer nem melhor, nem mais barato do que o existente no mercado.

  12. Samuel MG says:

    Mais um investimento falido do estado português.

  13. Nokas says:

    Mais dinheiro para o lixo!

  14. Nelito says:

    Toma lá Celeron com 2G Ram e discos mecânicos………………499,00€

  15. rikardo pereira says:

    eu tenho um magalhaes sem disco.. ( sim tinham que usar uns discos XPTO e mais caros ) SE alguem quiser comprar / trocar … 2kg de arroz ou 100 rolos de papel higienico

  16. Carl Menger says:

    Era preciso não haver máscaras ….
    para ser preciso o Estado de Emergência….
    para … haver ajusto direto , sem passar pelo tribunal de contas
    e a chancela do Ministério das Finanças.

    Faz-me recordar como o Pai do Trump enriqueceu com a Grande Depressão …
    … Para grandes Problemas … Grandes Remédios ….

    …. Ainda queriam que os Holandeses pagassem a factura !!!
    “Um Povo que não se governa … nem se deixa governar”

  17. Herlander Pacheco says:

    Já vi este filme no passado, onde se gastou 500 milhões á fundação Magalhães criada para esse efeito, fundação essa que depois foi investigada e só encontraram bosta, vejam o relatório do tribunal de contas da altura.
    E por acaso passado 1 ano nem 30% dos Magalhães trabalhavam, pesquisem noticias sobre o assunto.
    E não se esqueçam de uma coisa…Alguém vai pagar, agora pensem.

  18. kodiakshadows says:

    Mais um negócio para amigos, estamos perante uma nova versão SOCRETINO V2.0

  19. Ana Pinheiro says:

    Se vir com supertux tem tudo para ser um sucesso ! 😀

  20. Rodrigo Pinto says:

    Duvida, a produzir ou a colar autocolantes em cima de portáteis de outras empresas como for feito com os primeiros Magalhães?
    https://en.wikipedia.org/wiki/Classmate_PC
    Espero que agora utilizem a plataforma do alibaba para os contribuintes não percam tanto dinheiro, exemplo:
    https://www.alibaba.com/product-detail/Free-Shipping-Cheapest-10-inches-kids_62268094265.html

  21. TugAzeiteiro says:

    Mais lixo electrónico desactualizado a preço premium! Tudo bem que se produza um aparelho para as crianças a nível nacional, dá trabalho aos de cá… e é essa mesmo a ideia actual, produzir e comprar o que é Português… Mas….. vamos ver se não vão ser a mesma porcaria que foram os anteriores! Ou seja, hardware desactualizado e vendido a preços completamente desajustados…..

  22. Carlos Fernandes says:

    Aposto mais num ” cheque” para a mobilidade escolar.

  23. Tiago says:

    Quem quiser aprender que vá a escola ! É na escola que devem estar os equipamentos e as soluções de aprendizagem ! Se querem brinquedos para jogarem e divertirem os paizinhos que os paguem e aí depois já os podem vender no olx e afins !

  24. Manuel Lopes says:

    Não me digam que preferem “comprar” (pagar) computadores non-made in Portugal…
    Qual a vossa preferência..? Chineses,.. Sul Coreanos,… sim, porque eles não são PSD ou PS ou BE ou PCP!!!

    • Manuel Lopes says:

      E pagas os a quem? Aliás, o ponto que referi é, porque carga de água é que confundem afiliação partidária com marcas de computadores.. no final das contas vão ter de ser pagos!

  25. miguel says:

    Vergonha, se eu quiser um driver do Magalhaes 1 e 2 não tenho porque essa empresa fechou a página de suporte!

    E agora querem vender outro?

  26. golo says:

    ao invés de investir em coisas em condições, continuam a ir para lobis que só vendem sucata, isto só mesmo em Portugal…

  27. Mike says:

    …hum.. fico pelas especificações que consideraria mínimas e realistas em 2020:

    Ensino básico em mente:

    – 2 em 1;
    – Painel touch 12″ com suporte a pen
    – AMD A4 mobile ou Intel Celeron série Gemini Lake (N ou J)
    – 4GB Ram (Mínimo)
    – SSD 120GB
    – ChromeOS* (Distro Linux dedicada totalmente em PT-PT, ou á falta de melhor… WIN10)

    * SO bastante funcional, excelente controlo parental, peca largamente pelo suporte STS com cerca de apenas 4 anos de actualizações e aquele sentimento de: “Qualquer dia, dá na gana à Google e desliga a ficha a isto!”

    • Zé Maria says:

      Claro, porque apostar numa empresa que tem como principal modelo de negócio…Marketing (venda de IDs digitais a empresas para promoções de produtos que não lhes interessa) é sempre bom para o futuro das nossas crianças… e nem me venham com a conversa que são todos assim!

    • golo says:

      isso nem para o ensino básico serve, daqui a um ano já anda tudo a dizer isso não trabalha e avariou e acaba num canto como aconteceu com as gerações anteriores…

      é o mais reles que pode existir em termos de especificações.

  28. Tiago says:

    Porque não “reativar” o programa e-Escola com vários equipamentos ou então oferecer um cheque-vale de X euros para a aquisição de um portátil mais a jeito?!

  29. jaugusto says:

    Para v/delicia pag 84 fig 4.2 … agora acham que se desenrascam com magalhães á pressão!!!
    https://eacea.ec.europa.eu/national-policies/eurydice/sites/eurydice/files/en_digital_education_n.pdf

  30. MalicX says:

    A malta do carrocel do IVA está JP de novo. Xuxa nunca dorme, só descansa.

  31. Jorge says:

    Eu por exemplo acho que os 2 submarinos davam para pagar muitos computadores, sim daquele senhor que , após inquirição , nao foi indiciado em nada! Aquele comentador que aparece na TVI! Podiam -lhe perguntar se não achava bem vender os submarinos !!

    Também tenho noção que o novo aeroporto pagava milhares de computadores.

    O aeroporto de Beja serve para que? Vais para qq pais e maioritariamente percorres 1h de carro…. Beja fica longe nao é?

    isso sim nenhum de vcs se questiona sobre isto !!

    • Vítor M. says:

      Atenção que os submarinos são muito importantes para a soberania do nosso país. Não misturem as coisas 😉

      https://pplware.sapo.pt/high-tech/os-submarinos-portugueses-tecnologia/

      • Jorge says:

        Sim, “concordo” com a soberania.
        Não há que misturar nada! Só balançar o quanto custou e custará.
        Já que se questiona todos os mealheiros que agora estamos a “pedir”, enchíamos uns valentes!

        Sobre o Aeroporto de Beja, para os mais distraídos , é um aeroporto que existe em Beja e não é um aeródromo

    • matreco says:

      O problema nem foi comprar os submarinos: foi por quanto foram comprados e o modelo que foi.
      Bem ouvia o pessoal da marinha nos ferrys quando fazia diáriamente a travessia Barreiro-Lisboa a queixar-se de como tinham que andar a desmantelar outros navios para arranjar peças para “ir remediando e não parar”.
      Mais engraçado é como na Alemanha foi pessoal ver o sol aos quadradinhos para a prisão por corrupção nesta compra e do lado de cá nada se passou. Nunca tinha ouvido falar de crimes de corrupção com corruptores mas sem corrompidos, mas há sempre uma primeira vez para tudo…

      • PAULO SILVA says:

        Não sei o que fazia nos ferrys, mas os nosso submarinos (https://pt.wikipedia.org/wiki/Classe_214) são muito modernos do melhor que há. Não dá para tirar peças de outros navios para repor, é preciso importar as peças de reposição, e são do melhor que temos na marinha, foram caros porque são bons. Pelo menos os temos por cá, já agora os Magalhães que não serviram para nada onde andam? para que serviram senão jogar?
        Quanto ao negocio feito, tem as suas lacunas e contrapartidas que os alemães também não cumpriram, mas ninguém os julgou ainda – não são santos!
        Agora o que gostava – embora respeite a sua opinião – era que tivesse orgulho na nossa marinha e nos submarinos novos que temos. Não desdenhe do melhor que temos, se não conhece, não fale mal. Temos a marinha mais antiga do mundo e actualmente precisa de ré-equipar para se manter actual.
        Tenha orgulho das forças armadas.

        • Nuno V says:

          O problema não está nos submarinos, mas corrupção presente na execução do concurso.

          • Malic X says:

            Tens provas? Envia para a PJ asap pois já deve estar a caducar se é que já não caducou o prazo para qualquer reclamação.

          • Nuno V says:

            Quando o Sócrates for exonerado das suas acusações, ou o processo for arquivado (um dos dois vai ser certamente o resultado do processo judicial), vais aceitar a justiça do tribunal e afirmar que afinal o Sócrates era inocente? O mesmo se pode dizer de múltiplos casos de altos dirigentes políticos que foram julgados e dados como “inocente” pelo processo judicial, eram todos inocentes? O processo dos submarinos foi convenientemente arquivado, enquanto que na Alemanha várias pessoas já foram julgadas e presas.

  32. Helder says:

    Não se metam nisto. Na altura fazia assistência para uma escola e era diário o problema com os magalhaes. Só me faz lembre o meme do momento.
    https://www.google.com/url?sa=t&source=web&rct=j&url=https://m.youtube.com/watch%3Fv%3D9GTq9Zsif2A&ved=2ahUKEwi-y6nP6e3oAhWMDxQKHQ9ZBdoQt9IBMAN6BAgNECM&usg=AOvVaw1uib39vuyWELbt9x_R7Im7

  33. Anibal Bairos says:

    Pode ser que desta consigamos trabalhar no notepad 😀

  34. Dark Sky says:

    Li a bosta de comentários e deixo um artigo do “JN”. Pode ser que percebam o que está em causa.

    https://www.jn.pt/local/noticias/aveiro/agueda/leitor-do-jn-percorreu-460-quilometros-para-oferecer-computador-a-irmaos-12081867.html

    • ElectroescadaS says:

      Uma boa iniciativa.

      • Dark Sky says:

        Não havendo uma alma generosa que ofereça o computador – quem é que está obrigado a comprá-lo, para garantir igualdade de oportunidades a todos os alunos que não possam ir à escola por estar fechada?

    • Malic X says:

      Cheque para comprar equipamento de jeito numa loja ? dahhh

      • Dark Sky says:

        De certeza? A família dos alunos a quem estes computador é destinada sabe chegar a uma loja de informática com o cheque e comprar o computador+NET indicado? Como podem não encontrar uma loja aberta, o melhor é fazer uma compra online … com computador e NET que não tem 😉

        E de uma vez por todas, ainda não perceberam que:
        – não é uma compra maciça de computadores como no Magalhães?
        – ninguém disse que os ia comprar à JP Sá Couto.
        – ninguém disse quais eram as especificações dos computadores.
        – ninguém disse qual era o envolvimento das escolas/autarquias, sendo certo que tem de ser o Estado a pagar esses computadores.

        Nunca vi tanta bosta de comentários. Espero que tenha sido o mesmo cretino as escrever vários. A falta de informação do post não explica tudo.

  35. moonlightz says:

    Se isto fôr avante… vamos ter outro buraco de milhões nas contas e quem vai pagar… são os contribuintes.

  36. Joselito says:

    Eu amo o estado!

  37. Pedro Raposo says:

    Ambas as versões do Magalhães não passavam de Intel education PC, muita publicidade e muito dinheiro gasto mas a JP apenas estampou o nome Magalhães nos portáteis e colocou 2 sistemas operativos neles sendo um deles um Linux tweaked para fins educativos

  38. dmtg says:

    Santa Paciência vem ai mais uma pisa papeis…. sim porque aqueles Magalhães nao serviam pra nada.

  39. Prof says:

    Pelo que leio no artigo “O administrador da empresa, João Paulo Sá Couto, referiu que a empresa ainda não foi contactada, mas “têm disponibilidade para produzir novos equipamentos para alunos do primeiro ciclo e também do segundo”.” não podemos concluir que o Governo já encomendou os computadores à JP Sá Couto.
    O que se lê no artigo é que a empresa diz estar disponível e diz ainda que não foi contactada.
    Porque é que o pessoal todo não leu isto? E porque é que leu outra coisa que não está no texto?

    • Andre Lucio says:

      Finalmente alguém que leu a noticia! Foi a JP que mandou o barro à parede, como podia ser outra qualquer empresa. Normalmente qualquer noticia sobre o governo é dizer mal…nem tudo é bem feito e nem tudo é mal feito…esperemos que se faça melhor agora.

      • MalicX says:

        Em tempos idos, num concurso de tecnologia para o estado, recebi respostas a perguntas ao júri que tinham sido elaboradas pelo concorrente que . .. surprise ganhou o concurso.

        É preciso dizer mais ?

  40. JCFB says:

    Oh boa, mal posso esperar pelo meu celeron N com 2GB de ram.
    Best pc ever apenas por 300€

  41. Xnelox says:

    Produzir ou assemblar? Coisas diferentes

  42. FB says:

    Admitam: nunca tivemos um governante tao inovador, Socrates. E-escola, mobi-e, simplex, renovaveis, …; PROBLEMA: o que podia ter custado X, custou X+Amigos; Mas efectivamente os alunos ja deviam andar sem o peso dos manuais, a rede de carregamentos não ser a mesma, tudo o que foi digitalizado nos organismos do estado, pegada ecologica- Mas, o eterno MAS, de como se gasta muito mais para alimentar…

  43. Jorge RIBEIRO says:

    Mas o pessoal que lê esta notícia não teve compreensão de texto na escola? Aqui diz que a empresa está pronta para produzir computadores caso abra um concurso para tal, não diz que vai produzir. Nem sequer se sabe se vai haver computadores como o Magalhães. esta caixa de comentários parece que foi infetada por habitantes do zoo.

  44. Valter Pinho says:

    Lá vem mais um pisa papeis da JP….mas…JP é uma marca de vinhos…ora bolas..está explicado…eles devem estar bêbados pra fazer aquela porcaria de computadores…se é que aquilo se pode chamar computador…a moda dos “netbook” só mostrou que isso não funciona…as aplicações e até mesmo os sites precisam de maior desempenho…correr uma simples página num “netbook” é uma tortura…o Intel Atom não é capaz de mexer…pra não falar do FSB da motherboard…então só o tempo do windows a iniciar é o tempo da aula!

  45. Carlos says:

    Isto é um déjà vu que acabou mal!! Onde é que eu já vi este filme? Será que vamos ter outra bancarrota Xuxalista?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.