PplWare Mobile

Jeans “tecnológicos” pensados por um português no MIT


Responsável pelo Pplware, fundou o projeto em 2005 depois de ter criado em 1993 um rascunho em papel de jornal, o que mais tarde se tornou num portal de tecnologia mundial. Da área de gestão, foi na informática que sempre fez carreira.

Destaques PPLWARE

  1. Miguel says:

    Ganga não… que grande tanga.
    Vou já lá por 1M € porque me estou a sentir desconfortável.
    Estes professores da treta, usam as universidades para fazer as pseudo investigações, mas depois na horinha de facturar, toca a criar uma empresa ali na esquina.

    • ze says:

      Ó Miguel… Não fale do que não sabe. Fica tão feio ver ignorantes a quererem mostrar que o são. Congratule-se pela possibilidade de abrir mais uma empresa em Portugal e deixe as suas suposições absurdas para o futebol.

    • David says:

      Pois é mas eles a maior parte morre na estrada porque não têm espírito empreendedor. Acabam por vender a patente… E as universidades quase nada lucram.

  2. lo says:

    As pessoas usam calças de ganga (ou roupa de rua) quando estão em casa durante várias ou muitas horas? Pensei que isso só acontecia nas novelas estarem o dia todo em casa com roupa de rua, ou tipo porem os pés calçados em cima da cama ou do sofá como nas novelas, como se fosse algo usual na vida normal.

    Mas se calhar, analisando melhor, se fizerem estas roupas casuais mais comfortáveis, até mais pessoas não se importariam de ficar com as roupas de rua vestidas durante mais horas.

    ps. gira modelo 🙂

    • José Antonio Maria says:

      Eu não sei onde você vive. Mas toda a gente que conheço incluindo eu proprio usa a mesma roupa fora e dentro de casa, não tira os sapatos quando chega a casa e muito menos muda de calças ou qualquer outra peça de vestuário.
      Eu uso calças de ganga todos dias em todas as horas que estou acordado depois de me vestir de manhã, e toda a gente que conheço tb.
      Btw, também ponho os pés calçados em cima da cama e sofá todos dias tb.

      • JJ says:

        Só usa porque quer, só anda calçado dentro de casa porque não limpa o chão, só põe os pés calçados em cima cama e sofá pk não os limpa xD
        “Pode-se tirar o porco da poçilga mas não a poçilga ao porco”

        A respeito do artigo, As calças de ganga coladas(não cosidas) e elásticas já eram uma boa evolução. Estas são ainda mais.

      • Carlos Correia says:

        José António Maria fale por si, eu não, nem muita a gente que conheço, em casa ando sem o calçado de rua, e se for para ficar em casa mudo de roupa também, eu é que não sei onde você vive, nem o porquê de ficar com a mesma roupa se está em casa.

    • Marco says:

      é a diferença entre vestir roupa confortável e roupa da moda pouco confortável.
      Ando o dia todo com calças de ganga e não me queixo, se tivesse de andar com estas “novas” calças de ganga bem que só andava qd saio à rua.

  3. jdoe says:

    O mais interessante deste artigo é a posição da modelo………rrrraaauuuu

  4. Manuel says:

    Pode ser uma solução mas desde o ano passado que uso calças de ganga em que a ganga é ligeiramente elástica. Além de se adaptar ao corpo não magoa, é flexível e não foi notícia de um professor. Há países que realmente estão muito à frente e não é Portugal.

  5. cc says:

    A obesidade já não vai ser travada pelas calças agr 🙂

  6. TiagoDM says:

    a ideia, cientificamente está…aplicada à realidade, ou mais ou menos aplicada… mas n me estou a ver a abotoar e desabotoar calças sempre que faço um movimento…

  7. Rui says:

    Países que estão muito a frente e não é Portugal? Portugal tem a Salsa por exemplo! Onde as calças são confortáveis o suficiente para até dentro de casa ter o prazer de andar com elas! Pode não ser para todas as carteiras! Mas tem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.