Quantcast
PplWare Mobile

Já foi à caixa de correio? Pode lá ter uma carta do fisco para devolver IRS

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Realista says:

    A declaração de IRS de 2015 foi submetida à 3 anos… 3 anos!!!

    • Rui says:

      Sim, mas o Fisco pode fazer correcções em declarações de rendimentos até 5 anos, por isso!!!!!

      • Pintor says:

        È se forem necessários mais anos para corrigir os erros que efectuam em prejuízo do contribuinte sem problema que o governo cria uma nova lei para lhes dar os anos que entenderem.
        O facto de que a grande maioria das pessoas vive com a corda ao pescoço e esse dinheiro já ter desaparecido há vários anos e podem causar problemas bastantes graves a essas pessoas não interessa nada.

      • mlopes says:

        em primeiro a at não está a fazer correções relativas a rendimentos de 2014 mas sim de 2015 8declarção entregue em 2016).
        depois o que está em causa não é a prescrição mas sim a caducidade do direito à liquidação e esta não é de 5 anos mas sim de 4.
        por outro lado a caducidade não começa a contar no ano dos rendimentos mas sim no dia 1 de janeiro do ano seguinte à sua obtenção pelo que para os rendimentos de 2015 conta a partir de 1 de janeiro de 2016 e termina este ano de 2019.
        e uma nota para o @Pintor, a caducidade do direito à liquidação de 4 anos está na lei há décadas 😉 ninguém fez lei “especial” nenhuma para isto nem costuma fazer.
        se falasses nas leis feitas à medida que permitem o branqueamento de capitais dos amigos, aí até tinhas razão

    • António Gomes says:

      2015 foi submetida há 4 anos e não 3… Mas os rendimentos são de 2014 o que faz com que falte 1 mês e pouco para prescrever.

      • mlopes says:

        caramba acertar mais ao lado era difícil!
        em primeiro a at não está a fazer correções relativas a rendimentos de 2014 ms sim de 2015 8declarção entregue em 2016).
        depois o que está em causa não é a prescrição mas sim a caducidade do direito à liquidação e esta não é de 5 anos mas sim de 4.
        por outro lado a caducidade não começa a contar no ano dos rendimentos mas sim no dia 1 de janeiro do ano seguinte à sua obtenção pelo que para os rendimentos de 2015 conta a partir de 1 de janeiro de 2016 e termina este ano de 2019

  2. Pedro Fernandes says:

    O Real problema é que o Estado para “ele” defende-se com 5 anos 😉 o coitado do Contribuinte está sempre a pagar a bem ou a mal.

    Mais uma Vergonha a Clubes perdoam as Dívidas, etc.

  3. Bruno says:

    Se for para o contribuinte receber dinheiro não iam enviar cartas e para saber tal facto seria complicado , como é para o estado receber é tudo automático.

  4. Cidadao says:

    A falta que faz uma Sociedade civil Esclarecida, atenta e mobilizada contra estes abusos, com capacidade e organização para encher Finanças e Governo de ações populares nos Tribunais, e mesmo de organizar campanhas de desobediência Civil maciça. Uma sociedade civil organizada, exigente, e esclarecida, é o pesadelo de qualquer governo. Como nada disso existe por cá …

    • Nelito says:

      Certíssimo, completamente de acordo, mas aqui é mais futebol ……….

      Luz com iva a 23% para uso domestico e ninguém pia, quanto mais contra a AT………

      O Pinto Balsemão só esperou 10 ANOS …………

  5. ToFerreira says:

    Mas de quem foi o erro? Não foi deles? Que se amanhem! Que pague quem o cometeu. O socialismo é maravilhoso.

  6. xoninhas says:

    Sim, é fantástico ! Em 2015 até o Passos Coelho era socialista. Extraordinário !

  7. Rosa Helena Gomes says:

    O Passos Coelho é sempre chamado à letra!!!Por acaso não foi ele que originou a bancarrota…Ai se agora governasse a direita estavam todos trucidados! Assim a esquerda cala-se, porque está sempre à espera de alguma coisa…O PS faz o que quer e os portugueses parvos ficam inertes!!!Que tristeza!

    • BC says:

      Nao foi ele que originou, mas foi ele que aprofundou a crise que passámos. Mas tu é que és a inteligente, os outros todos é que são parvos. Está certo.

      • Tiago says:

        Aprofundou?!! Mas és estúpido todos os dias ou finges ser? A troika não foi chamada pelo PS com o maravilhoso Sócrates?!! Que logo se foi embora deixando o país entregue ao Passos Coelho. Que mais poderia ter sido feito para tirar um país da banca rota??!! A sério, é com cada defeciente. Não me admira que o cepo do Costa tenha ganho novamente….

        • xoninhas says:

          Tens de ser rigoroso. E não estás a sê-lo. A verdade é esta : Sócrates propôs o PEC 4 com gravosas medidas de austeridade, para o qual já tinha apoio da Comissão Europeia e de Merkel e levou o documento à votação da Assembleia procurando o apoio politico do PSD que não quiz tal a gravidade das medidas de austeridade. O que veio a seguir já deves saber. O que nunca saberemos é se o PEC 4 teria resolvido o nosso problema. E o que sabemos é que Passos fez tudo o que de mau podia fazer, desculpando-se sempre com a Troika. Sócrates queria fazê-lo cá dentro com o maior partido da oposição.

      • Cortano says:

        Se tu achas que aquele período de recuperação da bancarrota podia ser evitado, estás muito enganado.

        Se achas que porque o atual Governo anda a dar tudo faz com que o que passámos fosse um erro, estás ainda mais enganado.

        Não sei se já reparaste, mas em o atual Governo anda a dar tudo porque anda a tirar tudo à Saúde e Educação.
        Vai-te preparando para uma nova crise.

        • xoninhas says:

          Estás a ser demagogo. Os cortes já vem de longe, não são do Costa. Isso é ter vista curta. Durante os anos 90 e inicio do novo século tudo se fez para alargar o negócio da saúde e da educação (sim, são um negócio) aos privados. Foi um proliferar de estabelecimentos de ensino privado a receber subsídios do estado, com escolas ao lado a sofrerem cortes. E o mesmo se passou com os hospitais e centros de saúde. Isto claro, apoiado sempre pelos liberais, que acho que sabes quem são. Nesta altura chegámos ao ponto de ruptura. Querer imputar isto a um governo é de mau gosto.

          • Cortano says:

            Isso das PPP na saúde não tem nada a ver com o que se passa atualmente nas urgências a fechar, ou nas maternidades, ou falta de médicos ou enfermeiros.

          • xoninhas says:

            Não ? As PPP são a maior aldrabice de todas. Os privados ficam com a receita e o Estado fica com a despesa. Olha que bem, não é ?

  8. Alpha says:

    Se nos enganamos e o dinheiro é a nosso favor como é? 😀

    • mlopes says:

      se estiveres denro do prazo de reclaamação, reclamas e recebes o que é de direito.
      tal commo tu e qualque contribuinte o estado também tem prazos. neste caso a at está dentro do prazo de caducidade do direito à liquidação (a anos) e por isso é que pode fazer a correção

  9. Jorge ramos says:

    Paguem para terem estradas e passeios novos

  10. k says:

    Dass, outra vez a mesma história que foi, se não estou em erro em 2012 por causa do imposto automóvel de 2008, que o povo já tinha pago. Foi quando as finanças passaram para a plataforma informática e de certeza que deu merda algures.
    Quem ainda tinha o comprovativo de pagamento, foi lá, espetou com eles no focinho das finanças e safou-se (conheço muita gente que tinha). Quem já nem sequer tinha o carro à 2 anos como eu, e por consequência nem os documentos dele, lixou-se que teve que pagar de novo (eu tinha pago inicialmente a dinheiro no balcão, sem registos no banco).
    O meu caso foi agravado por causa dos CTT não entregarem as cartas a tempo, escalou 3x (sempre que ia às finanças pra pagar, os ctt tinham atrasado a entrega, as finanças já tinham mandado nova carta e não aceitavam o pagamento sem eu a receber) e em vez de pagar 28€, paguei pra cima de 150. Quis fazer uma reclamação e obrigaram-me a pagar primeiro. Paguei, fiz a reclamação no livro das finanças e recebi 2 cartas de lisboa em correio azul. Uma a dizer “recebemos o seu pedido e vamos responder” e outra no dia seguinte a dizer por outras palavras “cagamos para ti e para tua reclamação”. Fiz ao mesmo tempo outra reclamação nos CTT e deu ainda em menos, nem sequer me responderam. No fim nós é que pagamos pela incompetência deles…

  11. Cortano says:

    Tenho uma dúvida.
    Já pesquisei e há informações pouco claras.

    Afinal, temos de guardar a papelada do IRS por quanto tempo?!
    O mesmo prazo aplica-se a todo o tipo de despesa?

    • Insider says:

      IRS, e se as facturas forem introduzidas pelos contribuintes, 5 anos.
      Quando as facturas são comunicadas pelos prestadores de serviços e bens não temos preocupações.

  12. Zé caralho says:

    Era bom todos mandarem reclamações para os serviços de finanças para entupir tudo. Tenho de pagar 419€ e estou desempregado. FDP

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.