Há refugiados a trocar comida por Internet


Destaques PPLWARE

65 Respostas

  1. InLight says:

    Pessoas que não dão valor à vida.

  2. PeFerreira98 says:

    Hum… A internet também serve para enviar dados importantes ao estado islâmico, digo eu.

    • Marisa Pinto says:

      Sim, contudo devemos ser, sempre, ponderados com essas ideias pré-concebidas 🙂

      • jorge santos says:

        Será que devemos?
        Será o Islão (e os seus membros) um sistema político que permite ser encarado de uma forma despreocupada?
        Lembrem-se de 2011-09-11… a despreocupação saiu cara…

        • Drummas says:

          O Islão é uma religião, não um sistema político. A propósito, o que aconteceu a 11-09-2011 ? Foi dia de bola e a malta não se preocupou ?

          • Bruno M. says:

            @Jorge Santos… O teu conhecimento do Islão (bem como a larga maioria que os defendem) é 0!

            O Islão acima da pseudo-religião é um sistema político integrado, sendo a lei do Islão, a Lei sharia. Esta é a supra-sumo das leis e qualquer país Muçulmanos em que o Estado é o Islão, é regido por esta lei, integral ou parcial (a maioria tem esta lei implementada integralmente).

          • José says:

            O islão além de religião É, também um sistema politico e é neste sentido que tem tido mais força! Leia o que diz o Bruno M. e estude, por favor, antes de comentar.

        • ANDS says:

          O teu conhecimento do estado islâmico está ao nível do teu conhecimento de história… NENHUM

          9/11 – 2001

      • Bruno M. says:

        @Marisa… como disse acima:

        99% dos pseudo-refugiados (para não lhes chamar outra coisa) são homens, os restantes 1% são idosos, mulheres e crianças..

        É só normal que isto aconteça, visto que a maioria estão em idade militar, e se nao combatem pelo seu país no seu país, só se pode concluir uma coisa….

        (usem a massa encefálica para saber o que … )

    • MLopes says:

      sim, vamos então desligar a internet… 😉

  3. Ricardo Vieira says:

    Dinheiro para comprar telemóveis e ter internet há ! Agora dinheiro para comprar comida…

  4. Cesar says:

    Prioridades…

  5. helfrei says:

    Por acaso já pensaram se o intuito dessa troca será para contatar com os seus parentes que ficaram para trás … ?!

    • Raul says:

      Fia t na virgem e depois diz que apanhas t sida…

    • Bruno M. says:

      LOL Mais um ataque desta vez nos states, enn de ataques na Alemanha, Holanda, Suécia, França, Hungria..
      Cada vez mais levantam-se vozes de alerta sobre os pseudo-refugiados, que na verdade não o são, cada vez mais se levantam vozes a alertar na Islamização europeia e a imposição da Lei sharia…

      Claro que sim…

      • ervilhoid says:

        Ataques nos States? Enquanto comentas esse teu LOL, o ocidente destruiu e continuará a destruir tudo onde conseguir proveito de gás petróleo e afins..

        O que os ataques tem a ver com refugiados se os autores já tinham nascido cá??

        É à custa de gente que pensa como tu que até conseguiram dar outro sentido à palavra Terrorismo, se acontecer um ataque e morrer 1000 pessoas, sem qualquer ligação a muçulmanos não é terrorismo, se um muçulmano ferir nem que seja só uma pessoa já é noticiado como terrorismo!!

  6. Miguel Sousa says:

    Não é complicado.
    Bastava ver as imagens do ano passado, em que 90% das pessoas que chegavam à Grécia tinham telemóveis com menos de 2 anos.
    E na Grécia foram vendidos 400% dos cartões pré-pagos com acesso à internet, em relação a 2014.
    E ainda há poucas semanas sairam notícias que raparigas entre os 12 e os 30 andam a oferecer-se em troca de terem acesso à internet.

    • Luís M says:

      O nível de vida na Síria antes da guerra era superior ao de Portugal.

      • jorge santos says:

        Por aí já podemos ter uma ideia do que o Islão faz a um país.

        • MLopes says:

          vê se páras de usar a palavra islão sem saberes o que dizes, já irrita e aidna te fica mal alardeares a tua ignorância aos sete ventos

          • Bruno M. says:

            MLopes, sabes ao menos a história vergonha dos 1400 anos do Islão?!
            Sabes que evolução o Islão teve nesses 1400anos? Eu respondo-te… NENHUMA!

            Sabes quais os valores do Islão que são praticados nas mesquitas e madrassas?!
            Morte aos kafir (se nao sabes o significado o google é teu amigo, eu nao te vou explicar!)

            O Islão no fim, não é uma religião, é mesmo um Estado, que usa a religião como moeda de acção contra o Mundo.
            A Taqyia é o que os Muçulmanos no seu dia-a-dia praticam em países não Muçulmanos!

            Não sabeso que é Taqyia? PEsquisa pois nao te vou explicar também!

            Antes de falares, tenta saber o que é realmente o Islão antes de o Defenderes!

        • ervilhoid says:

          Qual islão qual que? abre os olhos, lê 1º um pouco sobre o período antes da guerra, viviam bem, país tolerante a outras religiões..

          Será difícil ver que estão a sofrer por causa de interesses económicos?

          Feliz de nós que não precisamos de passar pelo mesmo, mesmo assim em Portugal há quem troque coisas piores por uns trocos ou um maço tabaco, imagino o que fariam se um evento como uma guerra acontecesse aqui…

      • judas iscariotes says:

        essa teve piada

    • Andreia says:

      As pessoas não estão a fugir da pobreza, estão a fugir da guerra.

    • Vanessa says:

      Até te digo mais…. existem “refugiados” a comprarem telemoveis topo de gama com o dinheiro que recebem das ajudas. Isto é facil saber na Suica porque eles recebem o dinheiro através de uns vouchers e sâo esses vouchers que eles usam nas lojas para comprarem iphones.

      É engracado é como algumas pessoas continuam a acreditar nessa mentira… a maioria dos “refugiados” não sairam da Siria, Eritreia ou Iraque, que serão os unicos paises em guerra de momento. São pessoas que se querem aproveitar da boa-vontade dos europeus para viverem à grande… Apenas uma pequena parte são pessoas sérias e que realmente têm necessidades.

  7. Ricardo says:

    E a pensar que ja tinha ouvido de tudo mas esta ta boa. Coitados de nós os portugueses que cada vez estamos pior com ordenados miseraveis. Se teocam comida por internet é porque estão de barriga cheia.

    • MLopes says:

      estaremoss?!
      a mercedes e a bmw estão entre as cinco marcas de automóveis mais vendidas em portugal. a porsche, masserati, aston martin, etc nunca vendara, tanto. algumas com crescimentos de 800%

  8. Berrio says:

    Julgo e penso que no ano passado a maioria dos migrantes era da classe alta/média síria, portanto com algum poder económico.
    A questão dos dados por comida e vice versa é compreensível na medida que precisam de internet para falar com amigos ou familiares ou outros para os orientarem a entrar na Europa ou outro destino. O Gps é como pão para boca e então se tiverem o navionics europe no device irão sempre saber onde se encontram(pessoalmente já o utilizei para navegar nos canais do Tejo) meio do Mediterrâneo. Na verdade o sucesso da sua travessia depende igualmente de outros factores. Em boa verdade esta é uma das guerras mais estúpidas que o homem produz, se os States e a Rússia quiserem ela termina em dois segundos. E claro todas as guerras são estúpidas, mas enquanto houverem dois homens a face da terra a paz não existirá.

  9. Alex M. says:

    Felizmente estou demasiado afastado dessa realidade para fazer juízo de valores.
    Tive a sorte de nascer onde nasci.

  10. P.C. says:

    Eu não acredito que alguém fique 10 dias sem comer só para ter internet, muitos deles se não a maioria vieram para a Europa não como refugiados de guerra mas sim económicos.
    Os Europeus que abram mas é os olhos se não qualquer dia a Europa é deles.

  11. David says:

    Trocava os nazis europeus pelos refugiados!

  12. Jakin says:

    Quero ver quando acabar algumas gerações que suportam esta geração que não faz nada na vida

  13. Toninho Marreco says:

    O que faz falta á Europa é muitos muçulmanos para com a sua grande capacidade de trabalho dinamizarem a economia europeia . Já vereis onde vamos TODOS parar …

    • MLopes says:

      e pelo contrário a europa é tudo bons rapazes e raparigas: duas guerras mundiais, inquisição, colonialismo, escravatura, vários genocídios perpretados em vários pontos do globo, massacre de todo o tipod e vida selvagem em todo o mundo, exploração desenfreada e louca de todos os recursos naturais com escravização das populações e contaminação dos solos, rios e atmosfera.
      se fôr mesmo preciso posso continuar

      • Helena says:

        Se vais continuar podias ter entrado logo com o facto de que a escravatura não foi inventada na Europa, e nem a escravatura que teve origem no tempo dos Descobrimentos teve origem na Europa (na verdade os portugueses iam para Africa para NEGOCIAR escravos porque eles já estavam lá para serem vendidos, foram os pretos que os levavam para os entrepostos para serem vendidos).

        Depois o resto é muito estupido para ir sequer comentar…. Os japoneses devem ser europeus porque a segunda Guerra mundial comecou com a invasão da Manchuria…

      • Bruno M. says:

        Não te preocupes que a 3a grande guerra está à porta… será militar e económica e religiosa.
        A Económica está já cá, a religiosa, está às nossas portas e apoiada pelas comunidades que sem noção do que o Islão é e manipulados pela comunicação social e governos, os defendem.

        A Mililtar está a ser preparada.
        Russia – a aumentar o investimento militar.
        EUA – a aumentar o investimento militar.^
        China – a aumentar o investimento militar
        Coreia do Norte – Poder nuclear
        França, Itália – a aumentar investimento militar
        Alemanha e Reino Unido – a aumentar investimento militar.

      • José says:

        Deixe-se de disparates! As guerras foram houve-as em toda a parte! Inquisição não é nem de perto aquilo que dizem ser, hã muito disparate e ignorância sobre o assunto devidas às campanhas feitas no século XIX contra a Igreja e hoje repetem-se muitas mentiras! Colonização não foi invenção europeia, e no caso Português devia ter estudado melhor esse assunto, sobretudo, no seu início pois houve imensos territórios que não tinham gente e outros não tinham estado ou nação alguma! Fizemos o que sempre se fez na História Humana, expansão. Escravatura? Outro disparate! O europeus não inventaram nada aqui, foi uma prática praticada em todo Mundo! No tempo que os portugueses se “lançaram” no negócio, aprendendo com os negros que o faziam, os muçulmanos traficaram mais de 15 milhões de pessoas, inclusive portugueses! Outro assunto que a ignorância do politicamente correcto, não deixa que se saiba! Mas não se LEMBROU que, foi na Europa que nasceram os Direitos Humanos, sobre os quais, ninguém em lado algum pensou e ou lutou por eles! Foi na Europa que nasceu a democracia, também o único local do Mundo onde se tentou limitar o poder das classes dirigentes! Não nasceu aqui a escravatura, os genocídios (que aconteceram por todo lado), mesmo “massacre da vida selvagem. Esses seus estudos de História andam pelas ruas da amargura. Denota “cultura de café”, não aquela que é obtida ao estudar os arquivos, os documentos da época, nem em estudos sobre as temáticas. Para não alongar mais digo-lhe frontalmente: fazia-lhe bem estudar um pouco.

  14. Torres says:

    Temos de ver que se acontecesse a nós mesmos provavelmente faríamos o mesmo… Porque? Porque sem darmos por isso fomos tornando a internet um bem de primeira necessidade… Basicamente já não vivemos sem internet
    Mas claro… Se trocam comida por internet então é porque estão de barriga cheia

  15. Berrio says:

    Não digam tolices, infelizmente no meio de gente boa também vem a escumalha.
    Este filme já se passou no passado nos States quando Fidel Castro libertou prisioneiros políticos juntamente com ladrões ,assassinos entre outros, não duvidem que no meio destes migrantes também vêem assassinos enviados pelo Daesh e outras organizações terroristas.

  16. Valadares says:

    Se existirem abrigos com comida e alojamento garantidos não vejo problemas neste contexto, mas é verdade que não deixa de ser alarmante os refugiados definirem estas “prioridades”…

  17. Aguamenti says:

    Ao ler esta secção de comentários, fico seriamente assustado com a mente tacanha de muita gente acerca das religiões predominantes do Médio Oriente. Metem todos os muçulmanos dentro do mesmo saco, esquecendo que a guerra que decorre nestes países já matou mais muçulmanos num mês do que o terrorismo matou desde 2001. E até parece que o cristianismo/catolicismo tem uma história de rosas… Ainda por cima falam com termos árabes e tudo, feitos muito conhecedores, mas saber uns termos (convenientemente associados ao tema) não faz ninguém conhecedor de nada. Eu não sou um sábio do Alcorão, todavia fico curioso em saber quem sabe que Este tem 2 fases, por que motivo tem 2 fases e qual a regra pela qual os extremistas se regem para interpretarem a morte aos infiéis a partir do Alcorão, essencialmente ignorando boa parte dos ensinamentos Deste.

    • José says:

      Deveria era estar calado para não exibir tanta ignorância! Faço como eu estude a História do islão e veja de facto o que é essa religião e o que tem feito ao Mundo desde há 1.400 anos! Andam para aqui a “filosofar” tretas enquanto que eles na realidade nesses 1.400 só deram ao Mundo, tudo somado, 120 de paz! Isto que estamos a viver só é novo porque se espalhou e usa tecnologia recente em seu favor, nada de mais, sempre o fizeram. Dou só como nota final eu estudei a História do Islão na faculdade (disciplina obrigatória só para ver ao que isto chegou). Recomendo que faça o mesmo em vez de andar a armar-se em bonzinho e dar de tolerante sem saber na realidade do que fala!

      • RubenS says:

        E por acaso viste o que os islâmicos/muçulmanos fizeram aos cristãos/católicos na África do norte, médio oriente e arredores? Se estudaste esta religião deves ter ouvido falar do sucedido então diz ao mundo a realidade, porque a sociedade atual só gosta de ficar bem na fotografia e então vamos lá fazer o bom papel. Se fosse o contrário não seriamos tratados da mesma maneiro isso é garantido, pois islâmicos/muçulmanos tem muito que se lhe diga sem criticar uns ou outros a verdade é que esta relegião mudou muito desde à cerca de 50 anos para cá (provavelmente até menos tempo). Basta verem fotos ou relatos do modo de vida e compará-los com os dias de hoje.

        • José says:

          Sim sei! E precisamente por isso não suporto a defesa infantil dos valores dela! Os cristãos além de outros, foram massacrados. Deu-se e dá-se nos países onde entram islâmicos uma limpeza étnica e religiosa! Hoje poucos sabem, nem sequer pensam nisso, mas a Síria e o Egipto e todos Norte de Africa, já foram países cristãos! Libertar esses países foi uma das missões dos Cruzados. Como sabemos os cristãos são cidadãos de segunda! Em Marrocos é proibido, tal como em muitos países muçulmanos mudar de religião! Na Arábia Saudita, Irão, Afeganistão e Paquistão entre outros dá mesmo o direito de condenar à morte! Não imaginava que século XXI, estivéssemos a discutir religião (uma invenção dos homens), e ainda por cima uma que nada nos diz e é sinal de retrocesso civilizacional e mesmo do próprio Homem.

  18. Portuguesa says:

    Tanta idiotice junta…

    “O homem é o único animal que pensa que pensa.”, anónimo

    E estes comentários comprovam-no.

  19. NT says:

    Basicamente os refugiados existem porque nós (EUA principalmente e com o apoio da UE) continuam a bombardear sistematicamente esses países. Não tem nada com religiões e/ou regimes políticos. É tudo por causa de recursos(principalmente petróleo).
    O Sr. Putin não é flor que se cheire mas no que toca à Síria tem muita razão. Quem armou/treinou os mercenários que lutam pelo Estado Islâmico? Com que dinheiro é financiado o Estado Islâmico? E porque é que raio os “maumés”(muçulmanos) recentemente é que se lembraram de conquistar o ocidente?
    Tem muita história mal contada por aí…

    Quanto à situação dos refugiados se têm alguma comida e não têm net e vice versa tens aí um mercado de trocas que certamente irá satisfazer um lado e outro. Para já ainda não existe noticias de venderem filhos para comprar IPhone como se faz no “mundo civilizado” visto que por trocarem comida por net parecem ser uns bichos.

  20. eric cartman says:

    Refugiados???!!!…. onde e quem???!!!… os portugueses que estao no fundo de desemprego???!!! sem duvidas de que sao refugiados do sistema politico economico portugues,…

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.