PplWare Mobile

Exames Nacionais: Há cada vez mais serviços de falsificação de notas escolares


Fonte: Kaspersky

Desenvolveu desde cedo o gosto pela escrita e comunicação. Em leis formado, tem como hobbies a aquariofilia e a música. Mas é na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e no Pplware a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.

Destaques PPLWARE

  1. Marco says:

    Solta o Socrates que ha em ti…
    Estudar que é bom… tá quieto…

  2. Marco says:

    Como é que o Miguel Relvas faz Erasmos?
    Atravessa a estrada!

  3. SANDOKAN 1513 says:

    Eu nem acredito no que li.Mas que vergonha !! 😐

  4. Hugo says:

    Mão pesada nos beneficiários deste tipo de serviço, esses mini corruptos.

  5. Sergio J says:

    O artigo está pouco claro. É lançado no ar a possibilidade de alteração de notas, mas no fim é apenas mostrado um exemplo com a possibilidade de adulteração de um certificado de notas?
    Olhando para a nossa realidade nacional isso tem algum efeito? Efectivamente alteram os valores dos exames nos sistema informático central?

    • BA says:

      Sergio J, não é preciso alterada em sistemas centrais. Quando te pedem um certificado de habilitações não vao de seguida ligar para a instituição que supostamente o emitiu para validar se é veradadeiro ou não. Se alguem conseguir forjar um diploma / certificado de habilitações que não se consiga distinguir de um verdadeiro, no final do dia, passa como verdadeiro. Não importa a nota no sistema central porque a mesma não é validada por externos. Este é o alerta que deve ser tido em conta deste artigo.

  6. Yupi says:

    Muitaaa fixe e loouco tambme há possibilidade para Doutoramentos?

  7. José Carlos da Silva says:

    “A pressão causada nos estudantes pelos exames nacionais” :facepalm:

    Os meninos partem-se, não é? Chegam ao mundo profissional, casam e têm uma casa e carros para pagar, filhos para sustentar e aí há zero pressão, é tipo férias pagas permanentes.

    Estudem e parem com a choradeira todos os anos, tal como todos fizemos na nossa altura!

    • int3 says:

      Agora acrescenta aí a esse mundo profissional + estudar à noite na faculdade a integral e retira os filhos.
      Basicamente agora é que estou de “férias”, ainda trabalho como é evidente, mas durante o ano letivo nunca tenho férias. Nunca tenho fins de semana, ou raramente tenho. Depois há alunos de dia que dizem que é difícil e não têm tempo? NÃO TEM TEMPO LOL.

      Tadinhos.

    • TugaModerno says:

      Nem todo mundo precisa estudar.

      • int3 says:

        então? ficas com uma nação de burros ignorantes? se não estimulas a capacidade cognitiva e intelectual das pessoas a sociedade torna-se uma sociedade de burros. Isso é das coisas mais perigosas que podes ter. sociedade desinformada.

        • TugaModerno says:

          Na verdade não.
          Estudo básico apenas para fins de base, o resto você mesmo faz sem depender dos outros. Sou do tipo autodidata e ganho dinheiro com renda (aluga casas que herdei de herança e outras que consegui investindo em bitcoin no início). Ou seja, trabalho se eu quiser, pois sou independente. Além disso, sou muito a favor do ideal de empreendedorismo. Nada é melhor do que você mesmo ser seu chefe e não ser lambaio dos outros.

    • Olga Passos says:

      O senhor de certeza wue não é pai.caso fosse percebia que existe uma pressão muito maior do que ha uns anitos atrás. Eu também estudei e sei ver as diferenças
      Se é pai.lamento pelos seus filhos

  8. BlackFerdyPT says:

    Estupidez ao quadrado…

    Não só lhes falta inteligência para tirar notas decentes, como não conseguem ver que (ao fazerem batota) estão a criar um sério problema a longo prazo – pois, vão ser maus profissionais ou incompetentes, na área em que se estão a formar, e com isso vão futuramente manchar a sua reputação profissional.

    Não estão bem preparados à primeira? Tentem uma segunda vez… (Há tanta gente, até bem conhecida, que fez isso.)

    • TugaModerno says:

      O mundo é dos espertos, se você não é um pra driblar o sistema e o status quo, então siga a maioria.

      • GM says:

        Deve ser essa a educação que recebeste em casa…

        • TugaModerno says:

          Garanto que sou mais esperto que você, pois ganho dinheiro sem trabalhar no sentido de ser escravo de uma empresa ou de um chefe mandrião. Sou empreendedor e também vivo de renda, além de ter ganho uma grana com bitcoins no início que todos criticavam. Tenho tanto dinheiro que nem preciso trabalhar, se eu quiser.

    • Paula Barum says:

      Tanto disparate junto!!! Falta de inteligência? Há muitos alunos que tiveram boas notas ao longo de 3 anos e espalham-se nos exames!!! É justo? É justo que quem andou na ronha durante 3 anos a passar à justa estude 1 mês e tenha melhores acessos à universidade? E no meu tempo não existiam exames acesso.

  9. Alex says:

    Não há links? Ou um email para contacto? xD

  10. dqdd says:

    isto tem alguma coisa a ver com Portugal?

  11. Tiago says:

    Era assim que o Tomás Taveira lhes dava as boas notas e hoje são bem sucedidas na vida 🙂

  12. jakim bonifácio says:

    que eu saiba os exames ainda são feitos em papel! basta verificar os dados do histórico escolar pra se apanharem os aldrabões!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.