Quantcast
PplWare Mobile

EUA: Porta-aviões e outras unidades de guerra perto de Taiwan

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. BonFire says:

    …oh ho… we’re f**ked

    • SPr says:

      Neste caso quem esta lixado é Taiwan são uma Ilha… Achas que os Estados Unidos os vai proteger? Podem fornecer armas… Como na Ucrânia.

      NATO quieta a ver.

      • émeu says:

        Eles vão proteger porque têm um acordo de defesa, a NATO é só defesa dos países da NATO

      • RPG says:

        Mas proteger de que? LOL.. Aparentemente, os americanos de alguma forma conseguiram convencer várias mentes, de que a China iria atacar/invadir Taiwan. A China tem muito mais a perder, do que a ganhar, se for por esse caminho, e eles sabem isso melhor que ninguém. O que te leva a crer que um país que se desenvolveu nos últimos 30 anos, mais que qualquer outra nação na história da humanidade, sem estar envolvido ou causar qualquer conflito militar, sem colonizar, escravizar, etc, usaria da força para conseguir o objetivo de reunificar Taiwan? A China sempre disse e continua a dizer, que não usará força, se Taiwan não proclamar independência, coisa que não o fizeram (e podiam ter feito), mesmo antes da China ter algum poder militar e ser maioritariamente um país de agronomia. Nenhum país no mundo reconhece Taiwan como um país independente da China, e enquanto continuar assim está tudo bem para eles LOL. Cerca de 45% de todas as exportações de Taiwan, são para a China.. E 20% das importações são da China (O maior parceiro em ambos).. É só uma questão de tempo.

      • darth says:

        defendem defendem
        Taiwan tem impacto económico nos EUA, ao contrario da Ucrania

        • AlexS says:

          “em estar envolvido ou causar qualquer conflito militar, sem colonizar, escravizar”

          Muitos Vietnamitas e Chineses discordam.

          Se os Taiwaneses se quiserem ser independentes têm todo o direito. As ameaças continuadas PCC contra Taiwan mostra bem a sua cultura imperialista.

      • David Guerreiro says:

        Vão intervir sim. É que Taiwan tem um valor muito grande para os EUA, nomeadamente no fabrico de semicondutores vitais para a indústria militar. Se a ilha caísse nas mãos da RPC, a ditadura poderia impedir os EUA e países ocidentais de ter acesso a semicondutores de última geração. E mesmo que se quisesse iniciar a produção no ocidente, leva bastante tempo até a uma fábrica ficar pronta a produzir.

    • jorgeg says:

      Desde que roubaram a Presidencia aos americanos de 2020 o mundo esta num caos completo.
      Alguem o disse e bem “…que o que esta a suceder no mundo e um plano das elites pois nao existia outra explicacao para o que se esta a suceder, mas que depois de certos acontecimentos afinal se encontra enganado os tipos da admin LGBRandon sao completamente incompetentes e bur…, os tipos nao sabem o que fazem! ”
      Orange man Bad!!!

  2. Yamahia says:

    Andam mesmo assanhados.

  3. SPr says:

    Os EUA são os que causam a guerra em tudo, ajudam sim. Mas a que preço? Toda a gente sabe que o preço vai ser cobrado a Ucrânia…

    Os EUA são os causadores de guerras, conflitos em quase tudo o que mexe! Ainda falam de trump? TRUMP meteu a China no sitio.

    Veio Joe Biden começa as guerras, conflitos e mais. É totalmente visível a olho nú

    Mais uma guerra se aproxima.

  4. Olaf says:

    Os EUA / NATO estão mortinhos por causar uma guerra mundial e de tudo estão a fazer para isso mesmo. Mas lembram-me malta, que os “mortinhos” não vão ser eles, vamos ser “nós” que seremos enviados para a batalha enquanto eles têm jantares pomposos nas seguranças dos seus palácios. Está na hora de acordar e rejeitar a escravatura a que nos querem submeter.

    • Fusion says:

      Enviados para a batalha? Não sei quanto a ti, mas se isto entrar em guerra boa sorte em que eu vá para lá com uma arma lutar pelos outros. Estou literalmente a marimbar para defender Portugal ou outro pais qualquer. Eles que venham a minha procura para ir para a guerra, eu e muito que se vão recusar a ir 😀 😀

      • B@rão Vermelho says:

        @Fusion, respeito a sua opinião, mas como ex militar entristece-me saber que nada fazia.
        No meu caso pessoal até as orelhas arrancava à dentada aos Chineses, Americanos ou outro qualquer, não sei se sabe mas os militares quando fazem o juramento o que estamos a proteger é a constituição e não o governo.
        Mas como disse respeito e até acho que se realmente fosse pedido o seu esforço acho que ia dar o seu contributo, não acredito que se visse os seus amigos vizinhos ou familiares fica se a assobiar para o lado.

        • Fusion says:

          Respeito quem que ser militar e tem esses princípios, de verdade que também respeito.

          No entanto a minha vida é superior a qualquer a qualquer governo ou entidade. Vamos lutar todos pelo país, e passado uma semana regresso num saco de plástico? Pode ser tentador para muitos mas não para mim.
          Querem chamar-me de individualista, que só penso em mim? Opá estão no direito e está tudo bem, mas vou recursar-me lutar por quem que seja, se eles querem lutar e matar-se? Força, mas não contem comigo.

          E respondendo a sua ultima a afirmação, a resposta continua a ser a mesma, a minha vida é mais importante do que tudo o resto.

          Para não falar que me recuso a matar pessoas, bons ou maus e não tenciono nem quero matar ninguém.

          • B@rão Vermelho says:

            @Fusion, Não estou convencido que não ia dar uma ajudinha 🙂
            Eu compreendo mas acho que as circunstancias podem mudar as mentalidades, imagine que de um dia para outro os Espanhóis decidiam invadir Portugal só por que temos petróleo ou ouro ou outra riqueza à escolha, acredita que nos Portugueses iríamos ser tratados como iguais?
            Os Nazis quando invadiram por exemplo a Polónia, os polacos nunca foram tratados com justiça, se acontecer algo parecido aqui em Portugal não o deixava revoltado ao ponto de defender o seu direito de ser Português?
            Espero que compreenda que estou a respeitar a sua opinião e estamos a ter uma conversa não quero que intérprete isto como um ataque pessoal.

          • Fusion says:

            Não estou a levar isto para um ataque pessoal, ambas as opiniões são válidas. No entanto acredite, nada me faria mudar de ideias.

            Se os espanhóis invadissem Portugal? Era chato de facto para Portugal, no entanto nunca na vida iria colocar em risco a minha vida por um país entende?

            Eu sou Português porque nasci em Portugal, mas poderia ter nascido em qualquer parte do mundo, e não consigo ser nacionalista a esse ponto, acho que a minha vida e segurança se sobrepõem aos outros interesses.

        • Pedro says:

          Não se pode culpar quem não tem interesse em servir a nação, se que a nação não defende os seus…

          Cumpri serviço militar como RC e vi a realidade atual das FA, completamente degradadas com falta de material, falta de pessoal, com navios de guerra parados por falta de orçamento mas com campos de golf a ser construídos dentro de unidades militares.

          Metendo o filme do patriotismo a parte, o nosso juramento é com a CRP, que nem o próprio estado cumpre, não é com Taiwan, nem com o Congo, nem com a Bósnia. Basta observamos os resultados da intervenção da KFOR (reativada recentemente) ou do Afeganistão &companhia para percebermos que só adiamos o inevitável armados em policia do mundo.

          Vamos mesmo dar a vida por quem não dá o mínimo pelo nosso esforço? Apanhem é o F…

          • B@rão Vermelho says:

            Eu não tenho uma visão tão dramática, acho mesmo que Portugal é um país fantástico mas não é perfeito.
            Eu defendia o meus país, já o fiz antes e voltaria a fazer, não sou patriota como por exemplo ser um apoiante da seleção Portuguesa de futebol, mas no que toca aos nossos valores, nisso há poucos como eu, não nasci em berço de ouro e tudo o que tenho é fruto do meu trabalho sem nunca ter saído do país para trabalhar, tenho uma vida boa e tudo graças ao país que vivemos, vivemos com grande segurança o nosso serviço de saúde publico é dos melhores que podes encontrar, mas como digo Portugal é fantástico mas não é perfeito.

      • David Guerreiro says:

        É isso mesmo que a China quer, muitos mais como tu, para poder subjugar os povos com facilidade.

      • PorcoDoPunjab says:

        Fusion, já somos dois.
        A minha vontade em defender este Portugal corrupto, capturado por autênticas quadrilhas de bandidos que fazem disto uma coutada particular, é inferior a zero.
        Viesse para aqui um exército invasor de um país de jeito que quisesse fazer aqui uma limpeza, seria mais provável eu alistar me nesse exército do que alistar me na tugalandia
        O Costa e o Marcelo que mandem para lá os filhos porque eles é que teriam muito a perder.
        Já eu ficaria bem contente em me ver livre deles.

        Atenciosamente, PorcoDoPunjab, o encantador de burros

    • Infinity says:

      Os primeiros a ir deveria ser quem representa o pais para dar o exemplo… Marcelo, Costa, etc…

  5. PorcoDoPunjab says:

    Depois venham os débeis mentais do costume dizer que os EUA é só virtudes.
    Andam a ver se entram em guerra com a China, é o que é.
    É só isso que sabem fazer, levar a “democracia” a outras paragens.
    Se fosse eu o presidente chinês fazia assim, Oh Dona Pelosi, se vier cá abatemos o avião.
    Agora faça como entender.

    Se a China não fizer nada arrisca se a perder qualquer credibilidade sobre este assunto no futuro.
    Isto, para eles, é terrível.
    Ainda acabam é por fazer com que os chineses ataquem Taiwan mais cedo do que o esperado.

    Atenciosamente, PorcoDoPunjab, o encantador de burros ( já recebi stock reforçado de encantamentos).

    • AlexS says:

      Mas desde quando a China tem direito sobre Taiwan?

    • David Guerreiro says:

      Oh lá, desde quando uma representante do Senado norte-americano tem de dar cavaco a um país estrangeiro, para onde resolve viajar? Taiwan não é uma província chinesa. Não podemos ceder à chantagem dos ditadores. Não gostam? Temos pena.

      • RPG says:

        Quer se goste ou não, se não é parte da China, consegues explicar o que é? Se conseguires indicar um único país no planeta que reconheça a República da China, aka Taiwan, como um país independente da China.. essa conversa ainda faz algum sentido. Mas quando os próprios EUA são os primeiros a não reconhecer tal independência, Taiwan não é nenhum país. É um facto, independentemente da interpretação que se possa fazer.

        • David Guerreiro says:

          Ora aqui tens os países com relações diplomáticas com a República da China, e que reconhecem a mesma

          https://pt.wikipedia.org/wiki/Rela%C3%A7%C3%B5es_exteriores_de_Taiwan

          • RPG says:

            Certo, só te faltou ler, ou talvez tentar perceber…Nesse artigo é explicado que esses estados reconhecem o governo de Taiwan como sendo o governo legítimo de toda a China (Mainland+taiwan).. Apenas existe essa China, e mais nenhuma. A diferença é apenas que, alguns países reconhecem o ROC (Taiwan) como o governo da China, e a vasta maioria considera ser a RPC (mainland). No entanto, Taiwan como sendo independente/separada da China, absolutamente nenhum país no mundo o reconhece, nem a própria Taiwan o reconhece, nem nunca proclamou a sua independência da China. Na realidade, por mais absurdo que te possa soar, Taiwan reivindica do mesmo modo que a Mainland pertence a Taiwan, e passo a citar do link que enviaste “A República da China reconhece todos os Estados-membros das Nações Unidas exceto a República Popular da China (cujo território o governo taiwanês reivindica)”. Resumindo, contrariamente ao que afirmaste, Taiwan é uma província da China sim, e o mesmo não é negado pela própria Taiwan. Cya.

  6. freakonaleash says:

    Tadito do Xi…Só aquele porta aviões leva caças com capacidade suficiente para estabelecer superioridade aérea em poucas horas sobre os céus de Taiwan…quase de certeza que andará também um submarino com ogivas nucleares da NATO algures lá perto.

    • PorcoDoPunjab says:

      freakonaleash, a questão não é essa.
      A partir do momento em que a base do direito é a força militar, estamos a voltar aos antigamente e os resultados serão sempre desastrosos.
      Não é por eu ser mais forte que o meu vizinho que tenho o direito de lhe entrar pela casa adentro sem permissão.
      Se não percebe isso, precisa de um encantamento.
      A questão entre a China e Taiwan é bastante delicada e não são precisos estes actos de provocação.
      Como dizia o outro, não havia nexexidade.

      Atenciosamente, PorcoDoPunjab, o encantador de burros

      • freakonaleash says:

        A provocação partiu de ambas as partes. Ambos mobilizaram forças. Taiwan não pode ser cedida à China. Deixar a resistência de Taiwan a eles próprios é assistir ao um genocídio equivalente ao Holocausto.

        • RPG says:

          Genocídio do próprio povo? Essa é nova também. O genocídio é um tipo de limpeza étnica. O povo da República da China, aka Taiwan, é da mesma etnia da China, mais propriamente da etnia Han que representa 92% da China. Isto hoje vale de tudo, para criar drama e problemas onde eles não existem LOL.

        • Tónio Piroco says:

          Este pessoal não faz a mínima ideia do que está em questão, desde os acordos dos EUA com Taiwan ao que a China realmente anda a fazer com eles… e que fez, desde 1950..

    • José Orlando says:

      Portanto está a dizer que concorda que uma aliança do Atlântico Norte tenha intervenções em Taiwan ? Ou seja eu crio uma aliança para defender a Europa e agora tenho um submarino no Indico ou pacífico para atacar a China? E quanto ao porta-avioes está em aguas internacionais. E neste conflito os adultos estão a ter muita paciência com as crianças. Adultos aqui digo China, Índia e Rússia. Crianças digo EUA e Europa. Se os EUA atacarem tanto a Rússia como a China estes dois unem-se juntamente com a Índia, Síria, Afeganistão, Iraque, Iémen, Bielorrússia, Coreia do Norte, Egito, Irao, Paquistão, Venezuela, Cuba. Países que há anos estão em alerta militar.

      • freakonaleash says:

        Falei em NATO porque o submarino que deve andar lá perto deve de ser Britânico, logo da aliança, logo aliado dos EUA vão onde estes forem…não quis dar a entender que NATO deve intervir para evitar o genocídio da população de Taiwan caso estes sejam invadidos, mas o mais certo é que se forme uma aliança de democracias ali à beira. Nomeadamente Japão, Austrália, Índia a juntar aos EUA e aos britânicos.
        Achar que a Índia une-se à China é de quem não está atento às notícias internacionais!

      • Tónio Piroco says:

        Claro, metes aí o Afeganistão que literalmente ganhou uma guerra contra os Russos…

    • Secadegas says:

      Andas a ver filmes a mais… Já vários generais americanos disserem em directo na TV que em caso de guerra, não só os EUA não têm a capacidade humana como enviar equipamento seria quase impossível.

      • freakonaleash says:

        links faz favor!
        Duvido e muito do que disse!
        A marinha norte americana tem por hábito estar sempre de prontidão, ainda por cima nos mares Este da Índia, por onde o Xi tem a mania de dizer que é tudo dele nem que seja à força.

    • David Guerreiro says:

      Um ou mais submarinos, um porta-aviões norte-americano viaja sempre com “comitiva”.

  7. B@rão Vermelho says:

    Não há ninguém que intenda a atual situação, a China apoia a independência das províncias da Ucrânia os EUA pelo contrário, rejeita o ato de independência, mas nesta parte do globo já a China não reconhece o direito a independência, mas os EUA já reconhece.
    O problema é que estão todos com fome de poder, encontram inimigos em todo o lado para poderem justificar atos vergonhosos, estamos todos reféns das propagandas e ideologias das super potências.
    Agora todos estão a medir às pilinhas achando que quem a têm maior é que vai mandar, e nos apenas podemos ficar a ver as nossas vidas a serem completamente subjugadas aos interesses e ganancia de alguns anormais que infelizmente chegaram a cargos de poder.

  8. Lanterna Vermelha says:

    Taiwan, Mianmar, Hong Kong, Tibete… alguém sabe o que se passou e o que se passa nestes territórios que querem soberanos da China?
    Claramente a China, está a aproveitar-se da guerra da Ucrânia com a Rússia para ficar com os seus territórios.
    Que posição tem a China na guerra da Ucrânia? Porque é que os países que têm lá fábricas não começam já a sair e vem para a Europa, ou quanto muito para outros países do Sudeste Asiático? Vietnam, Singapura, Camboja, Tailândia… vão cometer o mesmo que cometeram com a Rússia, a sanciona-los quando já era tarde demais.
    Tenho um mau presságio quanto à China, mas o pais pode ficar pior que o resto do mundo…

    • RPG says:

      O País Basco e a Catalunha, já há muito que lutam pela sua independência de Espanha também.. No entanto, parece que todos olham para o lado lol..

    • David Guerreiro says:

      Veja só índice de desenvolvimento de Taiwan, o PIB per capita, as liberdades, e verá que é completamente diferente da China continental gerida pelo PCC.

      • PorcoDoPunjab says:

        David, qualquer pessoa com bom senso e que conheça minimante a China e as suas coisas muito sui generis, chega facilmente à conclusão que um regime democrático acabaria a mergulhar a China numa guerra civil.
        Sei bem do que estou a falar.
        Para eles, o melhor é assim.
        Do mal o menos.

        Atenciosamente, PorcoDoPunjab o encantador de burros

  9. Mysta says:

    Ora bem, não façamos da China a vítima nesta história..eles andam há muito a provocar situações conflituosas e estão claramente à espreita do lugar topo da pirâmide que é ser a maior potência mundial. Não sei se já estão prontos, mas mais tarde ou mais cedo o conflito terá de acontecer e os states não se podem esconder nem deixar intimidar pelas ameaças, se quiserem manter o seu posto.
    Fome de poder resume isto tudo mas não há inocentes.

  10. Ivo says:

    Esta situação de “status quo” já dura desde a aprovação da Resolução nº 2758 das Nações Unidas (com aprovação do governo Português), onde os Americanos votaram contra.

    https://pt.wikipedia.org/wiki/Resolu%C3%A7%C3%A3o_2758_da_Assembleia_Geral_das_Na%C3%A7%C3%B5es_Unidas

  11. Secadegas says:

    Dentro de dias ficamos a saber o resultado desta “visita de cortesia”. Minerais raros acabou para os EUA, no fly zone ou acesso marítimo na província de Taiwan, grande maioria das fábricas que trabalham para empresas americanas vão ter problemas em produzir… E os chips vão triplicar o preço.

    • darth says:

      temos especialista doutorado nos comentários

    • freakonaleash says:

      O tigre chinês é de papel…quais são os últimos conflitos armados em que participaram?

      • B@rão Vermelho says:

        Isto faz lembrar as corridas de automóveis, motas, nos treinos de pré-temporada são todos muito bons mas quando começa a competição é ai que realmente se vê o real valor, aqui é igual a China acha que por ter “meia” dizia de armas já pode invadir ou desrespeitar a ordem mundial, relembro que o Putin também achava que em 4 dias já tinha dominado a Ucrânia, eu realmente tenho mesmo medo é dos EUA foram os únicos que utilizaram, não uma mas sim duas bombas nucleares.
        Nesta cantiga não há inocentes todos são culpados andam todos a desviar as atenções.
        Nenhum destes países pode apontar o dedo todos têm rabos de palha

      • PorcoDoPunjab says:

        freak, o tigre chinês já foi de papel, agora não.
        Outros tempos, que não mais voltarão.
        A China foi invadida por Franceses, Ingleses e até os Portugueses por lá andaram a limpar o Mar do Sul Da China de piratas e assim recebemos Macau como presente.
        Durante a guerra do ópio um ou dois navios britânicos destroçaram por completo os pobres juncos que eram a marinha Chinesa.
        Vão lá agora…
        Portugal já foi muito forte, veja como está agora.
        Pois é, esqueceu-se desta parte?
        Não há nada que sempre dure….

        Atenciosamente, PorcoDoPunjab, o encantador de burros

        • freakonaleash says:

          Foi demasiado atrás na história volte apenas até à 2ª Guerra Mundial. Os japoneses massacraram chineses a torto e a direito, a China mal resistiu! Por isso eu repito desde a 2ª Guerra Mundial quais foram os conflitos armados em que chinês se envolveu?
          Os EUA para o bem ou para o mal nunca mais pararam de guerrear meio mundo desde então. Acho que posso afirmar que a economia dos EUA acaba por funcionar em clima de guerra de forma permanente ainda que ligeiro (não há racionamentos) mas à custa de não haver SNS naquele mundo há sempre investimento e guerras para fazer.

          • PorcoDoPunjab says:

            Freak, conforme foi dito, o tigre era de papel, mas já não é.

            As coisas hoje estão diferentes.
            A China antes era praticamente indefesa, nem se podia chamar àquilo forças armadas.
            É que de armadas não tinham nada e por isso todos esses exemplos aconteceram.

            Hoje as coisas são radicalmente diferentes.
            Tanto a política chinesa como as forças armadas não tem nada a ver com o passado.

      • AlexS says:

        A China combateu contra o Vietnam em 1979 e perdeu.
        Tem combatido contra a Ìndia nos Himalaias em várias escaramuças. Apoia o Paquistão nas suas guerras contra a Ìndia.
        Ocupou o Tibete.
        Tem construido uma data de Ilhas artificias no Mar da China para aumentar a ZEE com ameaças a todos os vizinhos. Basicamente quer fazer do Mar da China um Mare Nostrum.

        • freakonaleash says:

          Aí está perdeu contra o Vietnam e de resto é escaramuças, ou pequenos conflitos com quem não pode escalar.
          EUA cacetada no Japão, cacetadas contínuas no médio oriente contra povos relativamente bem equipados (armamento russo e israelita), cacetadas na Europa (Jugoslávia, etc) outra vez contra equipamento militar de nível elevado!
          Não esquecer todos aqueles momentos da guerra fria contra exércitos armados pelos russos!

    • David Guerreiro says:

      O resultado é nada… isto é show off. Fica tudo como estava.

  12. darth says:

    giro ver tanta malta pro china por aqui
    rápidos a apontar o dedo aos EUA, mas a ignorar o que a china anda a fazer na região, nomeadamente no mar da china

    • RPG says:

      É tão mau o que supostamente andam a fazer no mar da China (note-se o nome), que os países que envolvem esse mar, continuam a ser parceiros da China, e ninguém os vê a suportar os EUA nestas acções que apenas visam desestabilizar aquela região do globo, tão distante dos yankees.

      • AlexS says:

        É tão mau o que supostamente andam a fazer no mar da China (note-se o nome), que os países que envolvem esse mar, continuam a ser parceiros da China, e ninguém os vê a suportar os EUA nestas acções que apenas visam desestabilizar aquela região do globo, tão distante dos yankees.

        Mentira, talvez possas explicar porque é que a Marinha dos EUA visita os portos Vietnamitas. O ùnico aliado que a China tem no Mar da China é a Birmãnia.

      • darth says:

        chama-se mar da china, mas não pertence a china, só tem esse nome (logo estar a aludir ao nome só demonstra que não tem noção). quanto aos países vizinhos serem parceiros é pura mentira, visto que a china tem feito esforços para tentar apoderar-se da zona marítima deles, ao fabricar ilhas artificiais junto da costa deles. não seja um mentiroso

    • Tónio Piroco says:

      Agora estamos na fase em que os Estados Unidos são culpados de tudo. O Trump é que é fino que controlava o Putin e o Xi, o Bolsonaro é o maior que sobreviveu a uma tentativa de assassinato. Em que a Ucrânia e a NATO/EUA é que provocaram a Rússia, porque a Rússia nem sequer tomou posse da Crimeia à uns anos atrás, supostamente, “já lhes pertencia” porque a maioria da população é já era Russa ou então eram “ucranianos” pró-russos…

      Santa paciência, estes Venturas antam todos mamados da tola… É triste ver esta cultura de cancelamento, de racismo, xenofobia, e outras tretas do género a crescer quando já tivemos tantos maus exemplos por esse mundo fora no que toca a extremos da direita à esquerda…

    • freakonaleash says:

      É asqueroso mesmo. Enaltecer uma nação que trata o próprio povo como objetos descartáveis não é de gente de bem!

      • RPG says:

        Tens a casa branca e o próprio pentágono a criticar e com declarações oficiais, esta ida da Pelosi a Taiwan.. Nem democratas nem republicanos podem mais com ela.. mas hey.. Escalar as tensões numa região com a qual não temos nada a ver, nesta altura do campeonato com tudo o que está a acontecer no mundo, e que pode originar o conflito que todos esses asquerosos querem evitar.. Isso sim é de louvar não é?. Esta ida da Pelosi a Taiwan trás algo de benéfico para eles? Claro que não.. Vai tudo ficar exatamente como está em Taiwan, se não ficar pior.. Outra coisa que tens de entender, que parece complicado para ti, é que criticar esta ida da Pelosi nesta altura a Taiwan, não significa defender o PCC nem a forma como governa o país.

    • AlexS says:

      Precisamente darth mas isso é consequência dos jornalismo que temos, só noticiam o que os USA fazem.
      USA diga-se têm se portado muito bem a preservar a livre circulação marítima no Mar da China enquantoa China quer controlar tudo e impedir a livre circulação.

    • David Guerreiro says:

      Não sei se sabes, mas o PCC tem o “50 cent army” espalhado por todo o lado, a fazer propaganda pró-China.

  13. PorcoDoPunjab says:

    freak, qual é a nação que trata o próprio povo como atrasados mentais e descartáveis?
    É que assim lembro-me de repente de uma data deles, Tugalândia incluída…

    Não se esqueça, estamos em Agosto, não pode adoecer, cuide-se…
    Eu tinha agendado partir um braço em meados deste mês e tive que adiar para Outubro.
    Cuidadinho com o bacalhau à Brás…

    Atenciosamente, PorcoDoPunjab, o encantador de burros

    • freakonaleash says:

      Das trapalhadas do Ti Celito e restante tropa fandanga a ver tanques nas ruas da sua cidade vai uma distância tremenda não acha?

      • PorcoDoPunjab says:

        Freak, Sim, até porque nós mesmo que os quiséssemos pôr na rua, há um problema, não os temos.
        E acabei por não perceber se as munições voltaram a Tancos ou não.
        Dá última vez que soube algo parece que regressou material a mais.
        Desapareceram X granadas e reapareceram essas e mais algumas.
        Só visto…

      • PorcoDoPunjab says:

        Freak, o tuga é manso, ou sereno, como quiser.
        Basta o Punjab dizer que fica tudo em casa e ninguém sai.
        Não são precisos tanques até porque se fossem precisos não os temos.
        Entretanto manda se a PSP multar o pessoal que está a comer uma sandes no carro e prontos está feito.

  14. silverio says:

    Quem se lixa é Taiwan, quanto ao resto é lixo.

  15. PorcoDoPunjab says:

    Freak, que povos no médio oriente estavam bem equipados?
    Estavam bem equipados para uns contra os outros mas contra material mais sofisticado de nada valiam.
    Que equipamentos tinham a Jugoslávia que pudesse ombrear contra a Nato?
    Que exércitos armados pelos russos?
    Kalashnikovs contra mísseis?
    Grande equipamento….
    Uma coisa é certa, quaisquer forças armadas, sejam quais forem, se defrontarem inimigos sofisticados, as coisas não são tão simples como mandar mísseis e aviões bombardear porque são abatidos ou há grande probabilidade disso acontecer.
    Quando é aviões contra antiaéreas é uma coisa, agora contra mísseis terra ar modernos, a coisa muda de figura.

    Não há grandes dúvidas que o material militar dos EUA é o mais avançado, mas outros países estão a reduzir essa distância.

    • freakonaleash says:

      OK. E achas mesmo que o PCC tem equipamento militar que se equipare ao dos Estados Unidos!?…é que aparentemente pelo desenrolar da invasão na Ucrânia nem a Federação Russa tem, ou se o têm a quantidade é manifestamente insuficiente ou a manutenção é inexistente. E eu não acredito que os chineses estejam a par dos russos e duvido ainda mais que os israelitas vendam quer a russos quer a chineses. E no meio disto tudo não esquecer o equipamento militar de fabrico europeu (Reino Unido, Alemanha e França), que mesmo sendo insuficiente para escalar contra um invasão verdadeira dos russos, é provavelmente mais avançado e está também à disposição dos EUA.

      Aquilo que muitos comentadores parecem ignorar é que nas democracias há escrutínio e nas autocracias não. E esse escrutínio também conta para a qualidade do material de guerra!

      • David Guerreiro says:

        A Rússia tem um imenso arsenal obsoleto, herdado da URSS. Muitos dos equipamentos utilizados pela Rússia são dos anos 70. Já a China tem equipamento militar bem mais recente.

  16. PorcoDoPunjab says:

    Freak, se os Chineses têm material equiparável aos EUA, poderão ter algum, mas no conjunto geral estarão em desvantagem.
    Uma coisa lhe digo, eles estão a apostar bem forte na força militar, tudo material novo e de topo.
    Estão já a fazer o segundo ou o terceiro porta aviões, de vanguarda.
    O primeiro não conta, aquilo é uma traineira com uma pista por cima.
    Mas os novos…são outro nível.
    Destroyers e corvetas bem armadas com armas de primeira linha são às dezenas já e sempre a somar.

    E outras coisas que não sabemos.
    O tigre de papel de outrora não existe mais.

    Não confunda democracia com organização e disciplina.
    Há democracias assim ( Suíça, Áustria e mais alguns ) e depois há as democracias tipo América Latina, como a nossa, onde é tudo corrupto de uma ponta à outra e organização, disciplina, rigor, são coisas que por esses sítios não existe.

    Quer uma gola anti fogo que arde?
    Quer dar festinhas ao velhinho a dizer que vai ter a casinha de volta e o pobre morre sem ver casa nenhuma mas as dos políticos e casas de férias foram reconstruídas em primeiro?
    Quer que o dinheiro das doações para ajudar essas pessoas desapareça e ninguém saiba explicar nada?
    É democracia dessa que quer?
    Pois é isso que tem e sinceramente nem merecemos mais.

    • freakonaleash says:

      Disciplina e organização não é fazer desaparecer rodos de pessoas a troco de ideias contrárias às do comité central do PCC…chama-se a isso ditadura/autocracia e eu não convivo bem com isso.
      Os EUA não são uma autocracia e há disciplina e organização, Alemanha também. Eu não confundo liberdade com libertinagem mas também não confundo trabalho digno com escravidão como a que o Xi impõe a milhares de chineses!

      • PorcoDoPunjab says:

        Freak, se vc reparar bem, na anterior legislatura tínhamos no poder partidos que defendem ditaduras e das mais sangrentas.
        Foram lá postos com os votos dos portugueses.
        Se calhar os tugas gostam de levar no lombo, só pode.
        Não, eu não voto PCP nem Bloco de Esterco.

        Atenciosamente, PorcoDoPunjab, o encantador de burros

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.