PplWare Mobile

Drone cai na pista do aeroporto de Lisboa e dono é constituído arguido


A tecnologia e aquilo que é possível fazer com ela sempre foi algo que me cativou bastante. Estudo Ciência de Computadores na Faculdade de Ciências da Universidade do Porto. É a escrever para o Pplware que partilho os meus conhecimentos e a paixão que tenho pelos computadores.

Destaques PPLWARE

  1. RM says:

    Chumbo com eles (os drones!).

    • JM says:

      Não consegues… chumbar drones não é solução… se quiserem obrigar a tirar uma licenca, pois 90% ou mais dos proprietarios nem sabe onde ir buscar o regulamento ou nem querem saber… https://www.voanaboa.pt/regulamento
      https://www.voanaboa.pt/codigo-drone

      Uma das soluções seria obrigar, que já é, registar o drone…
      mas não só o drone como também todas as peças de eletrónica que os compõem… pois podes contruir tu mesmo o teu drone. qualquer pessoa que comprasse uma peça que compõe um drone teria que ser feito registo…

      Já agora, depois dos atentados que houve (no mundo) com cartas de anthrax, achas que deviamos chumbar também o correio(ctt)??? e que tal chumbar também todos os “brinquedos telecomandados”?? todos podem ser adaptados e utilizados como um drone mas em outros meios… temos de andar para a frente e encontrar soluções e não “chumbar” ou proibir a utilização de drones ou brinquedos telecomandados….

      • Ricardo Appleton says:

        Penso que a ideia de “chumbar” os drones não era da perspectiva legal… Seria mais algo tipo “chumbo neles” no sentido de os abater… Ok. Teria que ser nada menos que um atirador profissional para conseguir acertar num objecto daqueles, e em movimento. Mas poderá haver outras soluções. Estou a pensar em dispositivos como aqueles que bloqueiam o sinal dos telemóveis. Bloquear o sinal do controlo remoto poderia ser um princípio. Claro que há outros problemas, como drones programados para fazer uma rota…

        • Miguel says:

          O problema de bloqueio de sinal do drone é mesmo a perca total de controlo sobre o mesmo.
          O que não me parece ser uma boa solução é que aí nem o piloto do drone, nem ninguém o consegue controlar.
          A DJI já tem aparelhos (radar)que conseguem fornecer a posição do drone e o seu proprietário, bem como a localização do proprietário.
          Isso sim é um bom sistema.

          PS: sou proprietário de um dji

    • Miguel says:

      Vai levar poucas, o dono!

  2. Pedro H. says:

    10 anos de prisão? Não será muito dura a pena?

    • Tx2 says:

      Dura? Se entrar pela turbina a dentro quando o avião está a levantar vôo e se despedaçar no chão também vais achas que a pena é dura ?

      • Miguel says:

        Quando é que as pessoas vão entender que são motores que um avião tem e não uma turbina?!

      • Paulo L says:

        O avião não se despenha se o drone entrar pela “turbina”, eventualmente poedeira ser um prejuízo se avariasse o motor.

        Acho que a medida de 10 anos exagerada se comparada com outros crimes mais graves, mas de alguma forma é preciso fazer entender que não se pode brincar com coisas sérias.

        • JORGE says:

          Será que não sabem ler..pode ir ATÉ 10 anos, depende da avaliação feita causa/efeito

        • Far says:

          Se um pássaro é suficiente para obrigar a reparações num reactor/turbina/ ventoinha/motor/hélice ou como lhe queiram chamar imagine um drone metálico. E se isto acontece durante uma aterragem ou uma descolagem pode ter consequências e perdas danosas tanto materiais como humanas. A áera de aeroporto é grande o suficiente para que quem anda lá com os drones saiba exatamente o que anda a fazer.

          Parece um exagero, mas se for suficiente para espantar estas “aves raras” seja.

        • r says:

          não sabe ler, nem percebe nada de aviação..

    • 365 says:

      Se houvesse um acidente e 130/140 pessoas morressem, 10 anos seriam suficientes?

      Queres ver que tinha um drone e por algum milagre desconhecia as regras?

    • Ricarfo says:

      Imaginemos que provoca a queda do aviao, e mata as pessoas a bordo. É homicídio …

    • EC says:

      10 anos acho tb demasiado. A malta aqui anda inventar condenações por algo que não aconteceu: uma coisa é ter trespassado a area restrita, outra coisa é ter causado um acidente.

    • Pintor says:

      Os violadores apanham 3 os pedófilos pouco mais que isso, os Salgados e companhia não apanham nada, 10 anos para esses bandidos dos drones faz sentido no nosso sistema judicial?

      • Far says:

        10 anos é a pena máxima. Imagino que só deva chegar a esse patamar quando os danos causados foram consideráveis. Imagine que o drone causa um acidente sério em que morrem pessoas?

        Se calhar uma questão menos dramática, tem ideia de quanto é que este tipo de brincadeira atravanca o funcionamento do aeroporto e dos milhares de pessoas que lá trabalham? E dos custos que minutos (!) têm? e tudo isto porque alguém decide andar a brincar aos drones num sitio onde é óbvio que não deve ir brincar?

        Não defendo penas menores para crimes como os que mencionou, mas estes merecem (a ser verdade o noticiado dos 10 anos de pena máxima) este “castigo”. Mais não seja para afugentar.

      • Jorge says:

        se fosse voce a ir no aviao e um drone fosse sugado pelo motor e visse a sua vida andar para trás talvez começa-se a pensar de outra forma, será que esta gente tem que ir para a área do aeroporto para competir com os avioes não há mais espaço em outros sitios para brincar

    • JORGE says:

      Será que não sabem ler..pode ir até 10 anos, depende da avaliação feita causa/efeito

    • Eu says:

      São 10 anos de prisão para o Drone 😀

    • Sérgio says:

      pois eu não acho muito e devia ser aplicada porque este sr. pode provocar a morte a centenas de pessoas.

    • Ricardo Appleton says:

      Até 10 anos. O limite máximo das penas raramente é aplicado. Só em casos particulares. E não, não é uma pena muito dura. Os outros comentários já explicam o porquê

  3. mik says:

    10 anos é pouco. devia ser para o resto da vida. retardados

  4. Luis santos says:

    10 anos …ahh ahahhahahah a hha hahhah aahahahhahhahaha aahhhhhhhhhhh nunca me ri tanto

    • Nuno says:

      Porque de facto devia levá-los, bem como toda a gente que embarque nestas brincadeirinhas e seja apanhado.

    • Antoninho Pitágoras says:

      Achas piada, agora imagina um brincalhão com um drone fazer cair um avião e ir um familiar teu lá dentro, já não tem piada. Infantilidade, deves ser dos que acha normal andar com um drone junto à aeroporto

    • Balmer says:

      😀 Fico vivamente à espera do dia em que um familiar próximo teu vá a bordo de um avião e o mesmo se despenhe devido a incidente com drone. Vai ser de morrer a rir!

      Não são temas para brincadeiras, mas se achas que sim.
      Isto não é uma criança de 10 anos. É um adulto com, esperavamos nós, senso comum… depois de tudo o que se passou para trazer a legislação dos drones até onde está um caramelo ainda faz destas? “Só acontece aos outros”. Ainda assim estatelou-se o drone, agora imagina o que podia ter acontecido mais.

      • João Moniz says:

        O pior é que o avião onde o familiar dele iria nao vai cair só com ele. Coitado dos outros que pode eventualmenre e infelizmente ser qualquer um de nós…

    • JORGE says:

      Será que não sabem ler..pode ir ATÉ 10 anos, depende da avaliação feita causa/efeito

  5. Flin says:

    Convém dar o exemplo para ver se outros spotters percebem a mensagem. Quem sabe a ANA não abre o olho e facilita a vida destes apaixonados pela aviação e desta forma reduz a tentação de chegar o mais perto dos passarões

  6. Xello says:

    Os argumentos são válidos mas, não causando danos físicos a ninguém (mortos, feridos, etc), devia ser dado uma valente multa e/ou trabalho comunitário (exemplo, 50% do ordenado). As prisões estão cheias de pessoas mal intencionadas e malandros, alguém que por brincadeira ou parvoíce acabasse na prisão sairia de lá pior… Mas é só a minha opinião.
    Causando mortos, assim como já mencionado acima, é homicídio ‘não intencional’ e aí sim, prisão.

  7. José Moreira says:

    @Xello, eu também sou contra a pena de prisão, em muitos casos. Neste, incluído. A punição de via ser de modo a que doesse onde costuma doer mais: no bolso. Uma multa bem pesada, de modo a que o atrasado pensasse duas vezes antes de comprar outro drone. Ou então, como dizes, trabalho comunitário. Mas 50% é pouco. Por exemplo, viver dois pu três anos com o RSI.

  8. Fabio says:

    O drone deve ter tantas hipóteses de mandar um avião abaixo como um bando de pássaros…
    Isto sem querer tirar as culpas da besta que se lembrou de levar o drone para lá…

  9. Falcão Azul says:

    Que não se vai safar de uma valente multa,lá isso não vai !! Era só o que faltava se,no mínimo,isso não acontecesse !!

  10. Rui Nunes says:

    Como é que eles conseguem descobrir a identidade do dono do drone?

  11. poiou says:

    Pelo que li algures, num jornal online, o que se passou neste caso é que o senhor é fotógrafo, estava a usar o drone para tirar umas fotos a uma casa para uma imobiliária, e perdeu o controlo do drone.
    A ser verdade, não acho que faça sentido ele ser acusado do mesmo crime que seria acusado um terrorista que tivesse posto o drone de propósito no caminho do avião.
    Assim como no caso dos incêndios, uma coisa é fazer uma fogueira para queimar sobrantes e aquilo descontrolar, outra é mandar engenhos incendiários para a mata.

    • Helio says:

      A zona do aeroporto é área proibida.
      Basta ver a APP da ANAC “Voar na boa”, para se perceber que os 57km2 de área proibida

      • poiou says:

        Eu sei que é área proibida e é grave, no entanto não me estou a focar tanto na questão do local, mas mais na intenção do “infractor”.
        E outro pormenor, lá para maio não se admirem ver no RASI um número estapafúrdio de “atentado à segurança de transporte por ar, água ou caminho-de-ferro”.
        Como disse no comentário anterior, isto tem tanto sentido, como um caso que vi há uns tempos em que um homem bebado ia a conduzir, furou o pneu do carro, a jante a raspar na estrada provocou incêndios, e no final o homem foi acusado acho que 18 crimes de incêndio florestal.

        • Mateus says:

          O que dizes não faz nenhum sentido:

          Quando pegas num carro alcoolizado, estás a colocar em perigo a ti e aos outros. Se bateres num camião cisterna e provocares um incêndio num prédio, esses crimes deves levar com eles. Não é o mesmo que ires sóbrio, arrebentar um pneu e acontecer o mesmo, aí foi um acidente cumprindo as normas.

          Qualquer pessoa sabe que há zonas proibidas para os drones, há apps para o efeito e até o “bom senso” (raro hoje em dia) deveria chegar. Mas não foi o suficiente. Agora que pague uma agora multa e dez anos de pena suspensa para refletir.

    • Rodrigo Da Silva says:

      eu sou dono de um drone e nao estou a ver como ‘e que uma pessoa se pode perder controlo do drone – so se for daqueles rascos.

      • JM says:

        qual é o valor de um drone “rasco” para ti ??
        naõ estou a criticar, so estou curioso.
        sou dono de um drone Parrot Bebop 2 com saida de preço no mercado de 700€ e ja vi videos no youtube em que perderam conexão com o drone.

        Tenho um amigo que tinha um de 1000€ perdeu conexão com o drone e este só foi encontrado a 15Km do local em que estava a ser controlado… encontrado por pura sorte…
        depende se o drone esta configurado para voltar a “casa” ou não… senão segue caminho… há varias situações reportadas com desconexões entre o drone e comando…

      • Rodrigo Da Silva says:

        Drones rascos para mim sao tipo o meu primeiro drone – Syma X5C. Aquilo voava mas com um bocado de vento la ia ele!

        Isso de perderem conexao acontece de vez em quando. Mas quando isso acontece, o drone deve permanecer no mesmo local ate estabelecer conexao ou entao retorna automaticamente para o local de descolagem. No software da para escolher estas opcoes.

        Isso ‘e com drones DJI, nao sei se outras marcas tem isto tb.

    • Fabio says:

      É proibido. Se o fez estava consciente que estaria a cometer uma infração. Também me posso embebedar e conduzir depois de ter ido a uma festa de aniversário. Nao deixo de cometer uma infração apenas da intenção ter sido apenas ir à um aniversário

  12. Tim says:

    Espero que a pena seja exemplar. 10 anos no minimo.

  13. Mateus says:

    Acho no mínimo curioso como, não todos, mas a maioria aqui nos comentários ainda de alguma maneira justifica ou quer arranjar atenuantes ao infrator. Já nem sequer falo dos comentadores que comparam um drone com elementos metálicos e plásticos rígidos, vidro das lentes e baterias que explodem com… pássaros…

    Acho que a opinião dos comentadores demonstra o porquê destas coisas acontecerem recorrentemente em Portugal, apesar das proibições, aplicações das entidades e aparecer nas notícias a demonstrar a perigosidade. Cada um acha que sabe, pode e deve fugir às regras e no final o “resto” que usa drones com juízo, vai pagar pelos toinos. Com estes exemplos em pouco tempo não se podem usar drones em Portugal a não ser que sejam registrados, carta, seguro e voem só sobre o mar. Tristeza.

  14. Tostas says:

    Tem dinheirinho para comprar drones e ir para o aeroporto brincar aos aviões… então arrota e mais nada.

  15. Jorge Avelino Fernandes Gomes says:

    Uma multa exemplar de vários 1000’s para este palhaço isso sim! por causa de nabos como este, para eu utilizar meu drome é um filme…….. há por ai kem fale de prisão, meu Deus em ke mundo vivemos ……

  16. Batatinhas Saloias says:

    Vejam a série Mayday no NG e depois já percebem o quão perigoso pode ser levantar ou aterrar um avião sem um motor!

  17. lintengartkten says:

    ate 10 anos acho muito pouco. Isto de brincar com coisas serias e quebrar as regras porque achamos que nao sao para nos tem de ter consequências. Ha espaços onde tem de haver respeito. Querem brincar vao para os sítios apropriados e nunca para um aeroporto.

  18. Ricardo Gonçalves says:

    Mas eles não tem jammers ?

    • JM says:

      Nope… não creio… ou ainda não pensaram nisso… só se fala nisso quando o Papa vem a Portugal… de resto….
      Eu tive um Parrot Bebop 2 e este se ligasse o GPS tem uma geo-vedação, por exemplo onde vivo é uma area militar aerea, logo o drone não ultrapassa os 30m de altura automaticamente… desde que sairam as leis sobre drones em Portugal a Parrot tem vindo a atualizar varias vezes o firmware dos drones e do comando… uma delas que reparei logo foi que não me deixa ultrapassar a altura de voo (se o gps tiver ligado)… mas há varios drones que vem com geo-vedação… agora jammers no aeroporto penso que só vai haver na altura que houver problemas sérios com um avião… nem sei que quantidade de drones esse “jammer” pode inlcuir, quantidade e tipos, pois os drones têm difierentes tipos de comunicação com o comando… quando veio o Papa a Fátima eles avisaram que mandariam abaixo qualquer drone detetado e que não tivesse autorização para sobrevoar o local do Santuário…
      https://pplware.sapo.pt/informacao/visita-do-papa-portugal-sem-drones-voar/

      • Alex says:

        Pondo de lado este caso, um Aeroporto Internacional não ter Jammers é vergonhoso. Este caso foi um acidente, mas imaginem que alguém quer mesmos fazer mal, planta uma bomba caseira num drone, e o leva para o Aeroporto de Lisboa, Porto ou Faro. Pilotos de drones sem respeito pelo bem publico são problemáticos, mas para mim é pior ainda uma identidade como a ANA não garantir a segurança do seu espaço aéreo.

  19. Rolando says:

    So comentários tristes de quem gostaria de ter um drone mas têm de se limitar a aviões de papel, em Portugal como sempre aparecem os especialistas de tudo , alguém vai de moto levanta roda e claro pagam motociclistas todos e isto para nao aprofundar muito , façam croché e vao para os lavadouros.

  20. Claudio Oliveira says:

    Pena exemplar sff.
    Não digo 10 anos, pois é um exagero.
    Foram avisados n vezes, e continua.
    Defendo uma pena de prisão curta, para o/a indivíduo aprender.
    Por exemplo 10 dias de prisão efetiva.

  21. Jose says:

    Este deve ser um drone anti-poluição.
    Ele estava a tentar que o passarão grande fosse defecar partículas de fuligem para longe. Lisboa livre de gases queimados.
    Mandem o aeroporto lá para o deserto da margem sul onde os drones não existem.
    Este aeroporto já devia ter saído de Lisboa há muito tempo.
    Não aconteceu porque muitos interesses se cruzaram.
    Marques Mendes e outros lá têm as suas razões (bem escondidas).
    Lol

  22. Pedro Fernandes says:

    Espero que a Pena seja bastante alta mais respectiva Multa (para este caso concordo que seja a máxima aplicada) quanto ao resto posso dizer cada caso é um caso. Na actualidade (2018) Desconheço, em tempos disseram sem saber se é/era Verdade….. antigamente no Aeroporto de Lisboa existia uma varanda com bar onde se podia ver os Aviões a levantar e aterrar penso que a Ana ou quem quer que seja Responsável devia colocar/ponderar essa hipótese de criar um espaço (lógico, com a devida segurança) onde fosse possível as pessoas desfrutar das suas Paixões (lógico se fosse criado, também ia passar lá algum tempo).

    Um dos Pontos que li noutra notícia é que a pessoa pode ter perdido o controle do Drone, ao ser Verdade ocorre numa infracção por não ter pedido uma Autorização prévia para uso do mesmo a Lei é bem especifica e não é por falta de informação.

  23. Jonas says:

    Independentemente se sao 10 ou mais ou menos anos, so o facto de andarem com essas porcarias de drones junto a um arroporto ja deveria sr motova para serem sancinados. Falta de.responsabilidade dessa gente anormal que agora nada com esses m***** dos drones. Apeaar de proibidos jinto ao espaço aereo continuam a ir para essas zonas. Multa pesada é o que merecem,mas nao era de 100€ era de 10000 para cima. Cambada de anormais

    • Rodrigo Da Silva says:

      olha o sr. 835! Parece que alguem tem problemas com drones.

      Que aconteceu?! A tua maezinha nao te deu um no natal e ficaste chateado foi??

  24. Jonas says:

    Independentemente se sao 10 ou mais ou menos anos, so o facto de andarem com essas porcarias de drones junto a um arroporto ja deveria sr motova para serem sancinados. Falta de.responsabilidade dessa gente anormal que agora nada com esses m***** dos drones. Apeaar de proibidos jinto ao espaço aereo continuam a ir para essas zonas. Multa pesada é o que merecem,mas nao era de 100€ era de 10000 para cima. Cambada de anormais

  25. TJ says:

    se calhar deviam-se começar a estudar os verdadeiros efeitos de colisões de drones com aviões.

    a mim parece-me que está questão não passa de um mito propagado por forma a que o cidadão comum tenha acesso a uma tecnologia que possa um dia possibilitar liberdade de expressão.

    a autoridade chinesa para aviação efectuou testes com os drones comuns e concluiu que não ha grandes estragos aquando de um impacto.

    https://dronedj.com/2017/12/29/chinese-test-drone-airplane-collision/

  26. Narciso Miranda says:

    Teem o outro de Braga que matou o coitado do rapaz que entregava pizzas.. e está solto com termo identidade e residencia…

  27. Norberto Ramos says:

    Tudo treta da grande todos se divertem e ninguém sabe bem o que diz ou quer, uns interessa mais uns cobres para impostos outros umas lições nos seus estabelecimentos de venda para levarem algum também. Afinal as armas matam, qualquer viatura mata todos os dias, as pontes caiem por negligência de alguém…… Afinal o que fazer para evitar tudo isto? Ou tudo isto é inevitável devido ao avanço das tecnologias? Mas pessoalmente penso que a sociedade está a ficar estérica e não sabe a quem atribuir a culpa que afinal é de todos nós…..

  28. Manuel says:

    Em vez de brincarem com drones, bebam umas minis. ..
    Deixem isso para profissionais que sabem usar e não colocam vidas em perigo.
    Com tanto espaço que há no mundo é necessário ir para um aeroporto? Só podem estar a brincar!!!

  29. PoPey says:

    Pilotar um drone perto de um Aeroporto é uma situação POTENCIALMENTE perigosa, pelo que 10 anos parece excessivo. Isto se tivermos em conta o que realmente aconteceu. Ou seja,

    O homem deixa cair o drone na pista são 10 anos de prisão efetiva. O “outro” tinha álcool no sangue atropelou um ciclista provocando-lhe a morte e está em liberdade, ou aquele que também alcoolizado atropelou o rapaz da telepizza. Também está em liberdade…

    So posso concluir que a nossa justiça so penaliza malta que deixa cair drones* e malta que agride jogadores no balneário…

    * a confirmar-se que o homem vai mesmo preso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.