Quantcast
PplWare Mobile

De onde vem o dinheiro da Microsoft, Apple e Google?

                                    
                                

Autor: Maria Inês Coelho


  1. Sergio J says:

    Aqui está claro que a Microsoft manter-se-á grande. No mercado profissional as empresas querem é Microsoft.

    • Jose Simoes says:

      Têm de render. O material Mac é caro.

    • flavio says:

      Sempre foi assim. A principal receita da microsoft sempre foi as empresas

    • PM says:

      É verdade, porque as empresas têm medo de inovar, logo nem sequer testam. Existe opções pagas e até gratuitas muito melhores que Windows.

      • Sérgio J says:

        As empresas tem muitas aplicações/sistemas que só funcionam em Windows. Mesmo que haja máquinas que só precisem de office, não faz sentido manter dois sistemas operativos no mesmo parque informático. Mesmo em servidores as empresas estão bastante dependentes de sql server, active director e afins. Normalmente servidores Linux são usados nas empresas para serviços web ou serviço de ficheiros.
        Lido com muitas empresas nacionais, desde empresas de referência nacional até PME’s. 99% são máquinas Windows.

        • Nunes says:

          Sim, é verdade, mas já se vêem sinais que mesmo nesta área de negócio começa a haver a penetração de outras plataformas, pelo crescimento dos aparelhos móveis.
          Isso pode mexer com as prioridades de investimento de empresas, e assim no “bolo” da Microsoft

          • Sergio J says:

            As empresas continuarão sempre dependentes de aplicações especificas e essas continuarão a ser em windows.

            Há duas semanas vi nas directivas da minha camara municpal para os presidentes de junta, que estes deveriam previligiar sistemas baseados em Linux. Nota-se claramente que a experiencia autárquica deles era ZERO. As juntas dependem de diversos aplicativos de gestão que apenas existem para WINDOWS. Eles deviam julgar que as juntas se restringiam a meia duzia de oficios feitos em Office.

          • Nunes says:

            @ Sergio J
            E podem continuar a ter Windows, mas isso não significa que gastem todo o dinheiro de investimento disponível nessa plataforma. Se as empresas passam a investir tb noutras plataformas, a Microsoft corre o risco de ver o dinheiro que vem do mercado empresarial, diminuir!
            Isso já começa-se a ver nos Estados Unidos em empresas e instituições, com a penetração das plataformas da Apple e da Google

    • antonio says:

      Pelo que leio por aqui é o oposto as empresas só querem macs e iphones.
      Tambem de realçar os enormes lucros do iphone, que são impressionante, devem taxar o lucro a mais 200% pelo dispositivo.

  2. Jose says:

    A Google faz dinheiro a roubar e forçar informação dos seus utilizadores.

    Como a historia do Google+ no Youtube.

    • Joao says:

      LOL?
      Em que te baseias para dizer isso?

      • Pedro says:

        Ele por um lado tem razão, apesar de ter sido muito redundante em afirmar que a Google “apenas” faz isso.
        A verdade é que a Google foi uma empresa de investimentos e que compra tudo aquilo que acredita que dará lucro, tal como fez com o projecto Android (e outros mais).
        Em relação ao YouTube ele tem razão: a Google quis manter uma quota de lucros relacionados com as redes sociais; nada melhor que obrigar todas as pessoas que possuem uma conta no YouTube a associarem-se a uma conta no Google+. Eles obrigam, forçam, insistem e não te dão outra opção senão a de associar ao Google Plus. Tal como fazem com a publicidade. Mas verdade seja dita: a Internet sem publicidade não seria como nós hoje a conhecemos… Ajuda muita gente a se manter financeiramente e empresas a continuar a investir em outros projectos.

        • Nunes says:

          haver publicidade não dá o direito de “espezinhar” a privacidade e a protecção de dados pessoais

          • Pedro says:

            No meu comentário nunca defendi que a publicidade dá direito a fazer o que lhes convém. A questão da privacidade nem sequer está para discussão.

          • Nunes says:

            Na actividade da Google as duas coisas misturam-se! Ao enaltecer a publicidade como fonte de financiamento, é como desculpar o que a Google faz!

          • Pedro says:

            O facto dela fazer as duas, não implica que numa discussão se tenha de analisar ambas. A única coisa que fiz foi analisar o que a Google faz numa pequena parte da sua atividade – sem querer desculpar qualquer atividade como a invasão da privacidade.

          • Nunes says:

            @ Pedro
            a google unificou todos os seus serviços para poder cruzar dados, e daí retirar proveitos com a publicidade. Não consegues separar os assuntos dado que foi a Google que os uniu!
            De tal forma que na Europa está a braços com acções de várias entidades de protecção de dados, e arrogantemente ignorando-as!

    • Pato says:

      Q comentário de pouco inteligente.

    • Nelson says:

      Bem, cá está a prova que mesmo um relógio avariado, dá as horas certas duas vezes ao dia!

  3. Diogo says:

    Eu nao percebo como se ganha dinheiro com um motor de busca, alguem sabe? Tirando a parte das publicidades (que mal se veêm, ou será do ADB?) de onde eles vão buscar os $M

    • darth says:

      acho que podes pagar para que a tua empresa aparece em 1º lugar quando se pesquisa pela atividade dela.

      se nao for com isso, ha-de vir de algo parecido, que o dinheiro que faz eh bem real. mas eh na area de pub, de certeza

      • Joao Campos says:

        Não, definitivamente não podes “pagar para a empresa aparecer em 1º lugar”, a única coisa que podes pagar é para aparecer nos resultados patrocinados.

        O ranking de uma empresa numa determinada pesquisa é completamente intocável de forma directa e sempre será assim para salvaguardar a qualidade das pesquisas.

        • darth says:

          mas quando pesquisas por “fibra”, aparece-te em 1º lugar, topo da pagina (assinalado como pub) Meo seguido de Iris. isso é pago… e vai dar ao mesmo.

          tecnicamente, nao é na seccao da “pesquisa”, ai aparece fibra.pt, seguido de wikipedia, …

          • Nunes says:

            Isso não é pago ao motor de busca! O que algumas empresas fazem é pagar certos serviços a outros para que de forma indirecta a sua posição no ranking seja alterada!

          • darth says:

            @Nunes
            se vai para o google, pesquisas por “fibra”, aparece-te meo e depois fibra no topo da pagina (assinalados como pub)

            isso não é pago ao google?!? penso que sim. dizer o contrario ja eh trollar

          • Nunes says:

            desculpa, não vi a parte em que dizias
            (assinalado como pub)
            apenas li que aparece em primeiro lugar!
            Publicidade assinalada sempre houve

    • Marzkor says:

      Os websites pagam há Google para estarem no topo das pesquisas do motor de busca . Um bom exemplo disso são as universidades dos E.U.A(1000€ por cada click valido, uma cena assim).

      • Hugo says:

        1000€ por cada click? :O não fales o que não sabes! é que nem faz sentido uma universidade pagar esse valor já que o seu visitante não vai comprar nada..

        O valor maximo por click que ja vi foi de 50$ e era esse valor porque leva va ao visitante fazer um deposito bancario agora de resto os clicks não passam os 2$

        @diogo a publicidade que tu vez por ai seja em sites seja em motores de busca e 80% da google!

        • Serginho M says:

          Da mesma forma que as empresas ganham likes no facebook. Pagam um X por determinado número de likes, e assim, os utilizadores vão indo aos sites, vendo a publicidade e clicando nela! Ganha o facebook, a seguir a Google, e depois a empresa, que ganha mais seguidores e possíveis compradores. 🙂

    • Joni says:

      Ja la vai o tempo em que a google é um motor de busca..
      Adwords, adsense, youtube, g+, etc etc etc fora todo o “monopolio” deles na net eheh

  4. Nelson says:

    A Apple é a mais transparente.

    A Google basicamente não mostra nada, têm alguma coisa a esconder?

  5. luislelis says:

    Mas alguem e obrigado a usar o q estes senhores vendem?
    Nos fazemos escolhas no pressuposto do nosso beneficio.
    Eles fazem os produtos baseados nas nossas pressupostas necessidades.
    Se vende mais, e pq tem a qualidade q desejamos.
    Uso windows, android mas tenho dificuldade em entrar no mundo apple. talvez pq nao vejo a tecnologia como um luxo. ou pq simplesmente nao vejo onde pode preencher alguma lacuna mo meu mundo tecnologico.
    todavia teem o seu valor como qualquer dos outros apenas nao necessito.
    microsoft obviamente, como qualquer imperio, pode vir a cair (futurologia).
    Google estava no momento certo e no lugar certo.
    Aproveitou os monopolistas estarem a comer bananas (microsoft,ibm,apple,intel).
    Encontrou um mercado q os outros achavam pequeno. O mercado dos tesos. (sem depreciação este termo).
    Podera ser duro mas a google a como os chineses. “a gente so quere aquilo q vcs nao querem”.
    Microsoft, apple, intel etc, seguiram um caminho sem sombra de duvida rentavel, Chamdo de Bom Bonito.
    A google , tal como os chinesesqdeveriam ter a patente, resolveram acresentar mais um B, inventando o Bom Bonito Barato.
    Ok Ok continuo noutro episódio.
    Aquele abraco

  6. FED says:

    Falta aqui apontar uma fonte importante de financiamento indirecto das tecnologicas americanas através da compra de acções por parte do FED e por baixo da mesa.

    • Nunes says:

      essa teoria não tem ponta por onde se lhe pegue

      • Claro que não says:

        É como a NSA. Tudo mentira.

        • Nunes says:

          Em primeiro lugar, a compra de acções não afecta a liquidez das empresas, muito menos os resultados da sua actividade, dado que as acções são transaccionadas no mercado de investidores – as oscilações da cotação da empresa quase nunca têm efeito na sua saúde financeira, apenas afecta os seus accionistas!
          Em segundo lugar o FED não compra acções de empresas. Actua sobre o sistema bancário, ajustando taxas, emitindo dinheiro, supervisionando, etc!

  7. Daniel says:

    O mercado da Microsoft será sempre o empresarial a larga escala. Queira ou não, gostem ou não gostem, o software desenvolvido por eles é extremamente útil e produtivo.

    Se virmos só o Office, nem entrando em mais, é possível ver a dependência geral que existe de um software produtivo como este.
    Se entrar-mos na parte dos SO, os Servers podem ter várias falhas mas continuam a ser os mais flexíveis e por isso os melhores do mercado.

  8. Benchmark do iPhone 5 says:

    Então como estamos quanto ao ranking das empresas mais valiosas em termos de valor de mercado (nº da ações x cotação) ontem, em milhares de milhões de dólares ?

    1° Apple: 463,8
    2º Exxon: 395,7
    3º Google: 395,4
    (Não sei em que lugar) Microsoft: 303,5

  9. A vantagem do Windows para o Linux é a facilidade de um utilizador, sem conhecimentos avançados, poder realizar bastantes tarefas. Além disso, o design sempre foi melhor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.