PplWare Mobile

Google vendeu a Motorola à Lenovo 2.9 mil milhões de dólares


Autor: Pedro Simões


  1. Erro says:

    Erro no título é Motorola e não Motorla.

    Eu que ia adquirir um Moto G já não sei se quero…

    • Vítor M. says:

      Corrigido. Obrigado pelo reparo.

      Nota: O Moto G, independentemente desta venda, continua a ser uma excelente máquina.

      • Nelson says:

        Boa máquina?

        Se fosse para recomendar a um amigo seu, qual recomendaria, pela casa dos 200€?

        Moto g ou Nokia lumia 625?

        Como é de assistência em Portugal a motorola e a Nokia?

        • navyseal says:

          Moto G ou Xiaomi MI2s

        • Sergio says:

          Sem sobra de dúvidas o Lumia.

          O Moto G é um bom equipamento perante alguns modelos (Android) existentes no mercado. Mas sem sobra de dúvida que o L625 está a jogar noutro nível. E não é só a questão da assistência (porque a assistência NOKIA também já não é o que era à uns anos, apesar de continuar excelente, já não há uma loja quase que em cada cidade)

        • Miguel says:

          Recomendaria o Xiaomi Red Rice, 140€ comprei em Espanha.

          Gorila Glass
          Quad Core
          Dual SIM

          Resumindo um Smartphone de 500€ por 140€ 😀

        • Ricardo Luis says:

          Só pelo ecrã, o Moto G vale a o preço. É em tudo superior ao Lumia 625, se pusermos de lado as preferencias pessoais pelo SO.

          Já tive os dois na mão e, pelo preço, é dificil arranjar melhor. O Lumia tem a vantagem de ter LTE, para quem for importante.

          O pior do Lumia sao mesmo os 512Mb de RAM, o que faz com os jogos mais exigentes da Windows Phone Store nao estejam disponiveis ou corram aos soluços, isto apesar do chip grafico dos dois ser igual (Adreno 305 se nao estou enganado).

          No entanto o Moto G tem um Quad-Core 1.2ghz com 1GB de RAm e o Lumia tem uns muito “2012” 512mb de RAM e um simpatico dual-core 1.2Ghz. No SO pode nao fazer diferença, mas em tudo o resto faz. Seja em jogos, seja no rendering de video H264.

          Se o SO for o mais importante, nao importa o hardware ou a oferta de mercado pois a escolha já está feita à partida.

          • Sergio says:

            Diz-me um jogo da Store que o L625 não corra?

            Ai é que te enganas o SO é que faz toda a diferença. Mete 512ram e um dual-core no Android e vais ver o que fazes com ele.

            Em termos de construção o Lumia é superior, mas ecrã sim o Moto é bem melhor.

          • Nelson says:

            Quanto ao 1GB de RAM, é muitomsimoles! tenho um android com 1gb de RAM, e tenho dois ios com 1GB de RAM…

            A diferença é mais que brutal.

            Pega num lumia 625 e num moto g e vês a diferença, no comportamento e na performance do multitasking…

          • Ricardo Luis says:

            Nelson: Nem o Asphalt 8 nem o Halo normais correm em dispositivos com 512Mb de RAM. O que é acontece é umas semanas mais tardem sairem versoes capadas para equipamentos com 512Mb de RAM. Isso tem acontecido com a maioria dos jogos, até os mais simples tipo Subway Surfers.

            Se isso ja acontece agora, daqui a 6 meses nao me parece que vao continuar com esse “cuidado”. Nao me parece que seja um equipamento com futuro.

            http://forums.wpcentral.com/windows-phone-8/254802-why-apps-need-1gb-ram-wp-when-can-run-512mb-other-os.html

            http://forums.wpcentral.com/windows-phone-8/239267-how-future-proof-512mb-ram-lumias.html

            Toma lá factos.

            PS: Eu ja tive os dois na mao e vi bem a diferença. O Lumia é um bom telefone pelo preço, mas o Moto G mete-o a um canto só com a qualidade do ecran. A fluidez é igual. KitKat fez muito bem ao Android.

          • Sergio says:

            @Ricardo Luis
            Os 512ram estão para o WP como o 1Gb de ram está para o Android. L625 não é equipamento com futuro longínquo, dai não ser um topo de gama, Moto G também não é. Se vires o “simples” L820 (que é o que tenho) que saiu à mais tempo e tem 1Gb de ram, mas não saiu ao preço do L625 nem com um ecrã com a dimensão do L625.

            O Asphat como dizes em equipamentos android com 1Gb já tem dificuldades, então se estiveres um multitasking ainda mais.
            Se já estives-te com os dois (ou tens não sei) corre o asphalt nos 2 em multitasking. Eu também já tive e tenho muita vez os 2 nas mãos, a minha namorada tem o Moto G e o meu irmão o L625.

            Quanto ao ecrã como disse o Moto é bastante melhor, mas dai a definir tudo pelo ecrã é discutível, mas…

          • Nelson says:

            É a tua opinião…

            Eu acho que os 512MB estão para durar, não é só aquele telemóvel com 512, nem vai ser o ultimo. Equipamentos na ordem do lumia 520, ainda o devem manter durante uns bons tempos…

          • Ricardo Luis says:

            Apresentei-te factos. Nao foi nenhuma opiniao.

          • Nelson says:

            Factos? LOL!

            Isso são fóruns!

            Não há facto nenhum.

        • diogo says:

          Moto G, obviamente, se tivesse menos dinheiro, em vez de comprar o nexus 5 ( em frança, não paguei aquele preço ridiculo que nos impõe cá) comprava, claramente o moto G

        • ptpedropt says:

          maybe tronsmart ts7 + 90€

  2. Rochita says:

    wat? Agora que a Motorola estava com bons projetos e com bons smartphones vão vendê-la? aposto que vão ficar com o projeto Ara
    -_-

  3. Rochita says:

    Confirma-se… a Google vai tomar conta do projeto Ara. Que roubo mais indiscreto… bem todo o meu fascinio e esperança por este projeto foram pelo cano abaixo. http://www.theverge.com/2014/1/29/5359068/google-keeping-motorola-advanced-technology-group-project-ara-phone

  4. Diogo says:

    Afinal o Moto X não deu para o gasto e nas maos da lenovo a moto acabará pelo mesmo caminho

  5. viperbruno says:

    10 mil milhões em patentes é algo que só os estados unidos seriam capazes de inventar. Um sistema que gira dinheiro à pala de potenciais futuras ideias ou coisas que roçam o grosseiro muitas vezes. Mas muito dinheiro circula neste mundo.

    • diogo says:

      Não te esqueças que as patentes da motorola não são como as da apple, (as ditas ideias para um futuro há muito esquecido), a motorola tem (“tinha”), a par da nokia, as patentes dos protocolos, e outras coisas que tal, que fazem as comunicações por telemóvel serm possiveis, são patentes importantissimas

      • Benchmark do iPhone 5 says:

        Tens que distinguir dois tipos de patentes de tecnologia (além das de tecnologia há, por exemplo, as design):

        – patentes de standards essenciais (SEP). O processo é do tipo: vamos passar para comunicações 3G, das diferentes tecnologias/especificações que andam a ser experimentadas por várias empresas, os organismos internacionais competentes escolhem uma (às vezes mais) que passa a ser o standard (a norma). É condição essencial que a empresa que tem a patente dessa tecnologia se comprometa comercializar em termos “justos, razoáveis e não discrminatórios (FRAND). A Motorola tem muitas patentes destas, mas rendem pouco (a Google tentou esmifrar a Microsoft e a Apple com elas e deu-se mal).

        – Patentes não essenciais – que podem ser coisas parvas como o “slide to unlock” (como, no iPhone, arrastar um botão da esquerda para a direita para desbloquear) que, na verdade, podem ser feita de várias maneiras, mas só uma natural – justamente a patenteada pelo “melro” que chegou primeiro. São estas as que dão dinheiro. Destas a Motorola não tem.

  6. Benchmark do iPhone 5 says:

    “É um preço alto a pagar por todas as patentes que a Motorola tinha e que vão servir para manter o ecossistema Android de boa saúde e protegido contra ataques vindos da concorrência.”

    Que afirmação mais estranha. As patentes da Motorola não têm rendido nada. A Google queria cobrar à Microsoft 4 mil milhões – por ano – por essas patentes (ou um acordo de troca de patentes para o Android) e o tribunal fixou o valor a pagar pela Microsoft em 54 milhões (um cagagésimo).

    A Google também tentou esfolar a Apple com essas patentes mas só recebeu uns trocados.

    O motivo para a Google comprar a Motorola foram as patentes, que foram um negócio ruinoso.

  7. Nelson says:

    A Google já tinha o que ela realmente queria (patentes), pronto…

    • ANDROID +1 says:

      E não é o que todas as empresas querem? Google, Samsung, APPLE…

        • golias17 says:

          LOOL, ainda a pouco tempo a Microsoft mais a Apple deram 4.5B por patentes, mas sim não querem nada disso!

          • Nelson says:

            Isso foi comprar uma empresa de propriedade intelectual.

            Outra coisa é comprar uma empresa débil, chuparem-lhe a propriedade intelectual, como um necrofago, e depois venderem os ossos (a marca, basicamente).

          • golias17 says:

            Sim, só que entretanto com ajuda da google encontraram um caminho como o lançamento do moto g e x. Sem a entrada da google tinham morrido há muito tempo!

          • golias17 says:

            P.S: Tens mais casos como a nokia e a BB. Uma teve ajuda a outra não, qual delas está melhor?

          • Nelson says:

            Amenizar os prejuízos…

            É a única justificação para um negócio de perda de quase 10 instagrams!

          • Sergio says:

            @golias17
            Que ajuda teve a Nokia? Ser comprada ao desbarato?

            Que rica ajuda. A Nokia está onde está deve-se a ela e somente a ela. Primeiro caiu bastante porque acordaram tarde. Depois conseguiu recuperar foi por mérito próprio e não pela MS (e o WP). O WP já existia à muito antes da Nokia entrar nele, a Nokia entrou nele e mexeu com o mercado colocando o WP como terceiro player. É claro que foi bom para a Nokia, mas porque fez por isso, criou todo um ecossistema muito bom para o WP.

            Quem foi ajudado foi o WP e a MS, que para além de verem o WP a crescer ficaram com uma empresa ao desbarato.

          • golias17 says:

            Uma coisa é certa ela quase que morreu devido a mas decisões de gestão e más apostas!

            Capital, esse não conta? Sim a nokia tem mérito mas sem ovos não fazes omeletes!

          • Sergio says:

            @golias17

            Capital, mas qual capital? A Nokia antes de ser comprada assinou parceria som MS. Se fores por investimentos, a BB também recebeu à bem pouco tempo injeção de €. Essa sim precisava e precisa dos ovos para fazer as omeletes (não pela falta de qualidade de construção dos equipamentos, mas pelo mesmo problema que a Nokia teve à uns anos). Sim a Nokia teve muito má gestão (propositada ou não não sei, mas tenho algumas dúvidas quanto a isso) assim como a BB teve (e tem). No entanto a Nokia sempre teve os ovos, andou um tempo é que não os sabia partir.

            De essas más postas que dizes, segundo muitos (mesmo dos que aqui estão) uma delas foi o WP (quando a Nokia decidiu focar-se no WP), pelos vistos não foi assim tão má ( principalmente para a MS). Ainda bem que assim foi, mas tinha outras opções, e mais fáceis para eles.

  8. Tiago F says:

    Comprei um moto g à menos de uma semana e ainda não lhe meti as mãos (ainda não foi entregue) e surge esta notícia.. Que pena, tava com a esperança de ter um aparelho quase nexus, com updates rápidos e android praticamente puro é que durasse uns aninhos com a ultima versão de android, mas com a lenovo a gerir a motorola duvido que isso aconteça.. Pena, quase que me arrependo.

  9. ptpedropt says:

    espero que nao seja uma parceria entre lenovo e android
    quero ver o windows phone no topo

  10. David Guerreiro says:

    Eu estou mesmo a ver o que isto vai dar. A Lenovo que ainda lança equipamentos com Android 4.2 nesta altura do campeonato, se meter a mão na Motorola lá vai tudo pelo cano abaixo.
    Se fosse a Xiaomi ou a Oppo, que são empresas chinesas que apostam forte nos smartphones, ainda via esperança.
    Agora a Lenovo até pode ter muito dinheiro, mas duvido que consiga fazer melhor do que a Google.
    A Motorola até estava a ir por um bom caminho, agora que lançaram o Moto G.

  11. golias17 says:

    Muitos falam só de patentes, não se podem esquecer que a google com a motorola mostrou a Samsung que a têm que respeitar, em especial fizeram o acordo das patentes entre as duas!
    Os últimos relatos dizem também que essa união vai servir para manter o android mais limpo ou seja sem apps em duplicado com é o exemplo da loja de apps da samsung, musica ou filmes, etc. E com os sucessivos atrasos no tizen algo me diz que este vai acabar por morrer antes de nascer, dizem que a Samsung esta cada fez menos focada no mesmo.

    Resumindo tudo, a google atingiu o que pretendia fazer crescer o android e mostrar outro caminho as empresas que o produzem.

    *O projecto ara não vai morrer tal como o glass, são projectos difíceis de implementar mas google sabe como ter sucesso e atingir os objectivos!

    • Scheldon says:

      Isso até desistirem ou venderem, como fizeram com o reader, android (que depois de hoje fica sendo apenas da samsung) e agora a motorola, a propósito, quanto tempo até eles desistir das buscas tambem ?

      • golias17 says:

        Qualquer empresa como com muitos porjectos vai ter sempre de eliminar alguns para não se desviar do seu foco principal, não percebo a dificuldade a entender isso. Sim alguns eram muito bons e davam jeito mas é para o melhor funcionamento da empresa!

    • diogo says:

      o projeto “vamos dar nova vida à motorola” também não era fácil e no momento em que estavam a conseguir reverter o processo, o povo europeu até já estava a dar as tréguas à marca, simplesmente venderam

  12. Betaurus says:

    MAs está escrito 2, $2.91 billion!!!!! não milhães

  13. Scheldon says:

    Quem comprou um moto X/G entrou pelo cano, o Google não sabe o que quer e não sabe o que fazer. Tomou prejuízos por 2 trimestres consecutivos e quando arrumou uma estratégia vencedora achou melhor jogar na latrina, é muita estupidez ou arrogância (ou quem sabe os dois).

  14. golias17 says:

    Não se esqueçam que a google tinha já vendido parte da motorola por 2.5/3 mil milhões de dólares esqueceram-se de acrescentar esta parte nas contas!

  15. André Caeiro says:

    Resumindo e concluindo: a Google nunca planeou nem quis ficar com a Motorola, o único interesse na compra da Motorola pela Google eram as patentes, e depois da compra ter sido concluída, vendem o “lixo” que não lhes interessa.

    Já agora, o slogan da Google é “Don’t be evil”. Irónico.

    • golias17 says:

      A google fez um favor a motorola, sim porque a empresa que era e que é agora não tem nada a ver!
      Não duvido também que tenha havido pressões por parte da samsung para o mesmo acontecer, eles agora estão mais juntos que nunca!

      • André Caeiro says:

        E isso é bom em que perspectiva? Encherem ainda mais o mercado com modelos novos da treta todos os meses, que só as pessoas infoexcluídas compram por causa da marca?
        A Samsung é uma das marcas mais detestáveis por esse motivo. Claro que as corjas de SammieTards virão todas cair-me em cima para defender a sua marca querida, mas a verdade é que TODOS os modelos da Samsung abaixo dos 300€ são pura e simplesmente lixo (são feitos com o hardware que as outras marcas já não compram às fabricantes de componentes por serem tão antigos/fracos, daí serem tão baratos e sairem tantos de seguida). Para se ter um bom Samsung é preciso desembolsar pelo menos 500€, mas mesmo assim toda a concorrência (excepto a Sony e a Apple) consegue ter melhores aparelhos por menos dinheiro pedido. As três marcas que referi (Samsung, Sony e Apple) são compradas maioritáriamente porque as pessoas gostam da marca, e porque os seus amigos também têm essa marca e elas querem sentir-se incluídas no grupo. Lembro-me do mesmo ter acontecido há uns 15 anos atrás na altura dos Nokia 3210 e 3310. Nessa altura toda a gente os queria porque todos os amigos tinham um, mesmo que a Ericsson e a Siemens tivesse modelos muito mais bonitos e capazes. Já nessa altura eu não ia atrás do resto do rebanho e gosto de ver que ainda me mantenho fiel a essa teoria.

        • golias17 says:

          Quanto a quantidade de modelos que a Samsung produz a google não pode fazer nada, mas pode melhorar a experiência android que é isso que eles estão a tentar fazer com a parceria.

          • André Caeiro says:

            Algo que posso dizer que gosto na Samsung foi da “aquisição” do responsável pelo projecto (custom ROMs) CyanogenMod. O resultado disso talvez estará no mais recente TouchWiz, que toda a tem adorado desde a sua apresentação na ultima CES há um mês atrás. Mas é só um palpite meu.

          • André Caeiro says:

            *gente

  16. navyseal says:

    A Google comprou a Motorola por 12 mil milhões e vendeu apenas a divisão de dispositivos móveis por 2.9 mil milhões. Então a Google com o quê além de patentes?

  17. F.R says:

    Na minha opinião(vale o que vale) deviam ter esperado mais um pouco, com o lançamento de novos smartphones a empresa marcava terreno e depois conseguiam vender a um valor superior.

  18. Vinicius Augusto says:

    E eu aqui, com meu moto G na mão, mega ancioso a espera do kitkat e também de sair uma cyanogenmod…. 🙁

  19. Sergio says:

    A Lenovo aproveitou a época de saldos…

    • golias17 says:

      Saldos, foram as patentes que a google comprou.

      “Moto total cost $12.5B to Goog in 2011:
      – $3.2B Moto’s 2011 cash
      – $2.4B Moto’s 2011 deferred tax assets
      – $2.35B Moto’s Set-top-box business sold in 2012
      – $75M Moto’s factories business sold in 2013 (incl 7K factory employees)
      – $2.91B Moto’s Mobility business sold in 2014

      Thus Moto’s remaining assets including patents, buildings (in Chicago and elsewhere), probably a good part of the 12K employees cost Google $1.56B”

      Se fizeres bem as contas vais ver que a Google ficou a ganhar visto que as patentes estavam avaliadas em 5.5 B.

      • Sergio says:

        Yap saldos, só vez para um lado. E os prejuízos que a Moto deu na mão da google? Pois e falas das patentes, segundo o que vi parte das patentes vão com a Lenovo a outra parte a Lenovo tem acesso a elas… Faz lá tu bem as contas…

        • golias17 says:

          Ya as patentes que a google não quer (2000 ao certo) as outras são licenciadas pela google. O prejuízos que o motorola deu não foram assim tanto, no máximo 2B google fez um bom negocio!

          Já para não falar que a Google ficou com o projecto ara!

          Pensa lá um pouco melhor no assunto, vais ver que eles não foram de todo burros!

          • Sergio says:

            Ya foi um negócio da China… hehe

            Compraram a Moto por causa das patentes que não lhes valeu de muito nos processos judiciais por onde têm passado. A Moto sempre foi um buraco financeiro na google e nunca foi aposta da Google, se não os Nexus seriam produzidos lá.

      • Nunes says:

        pelo meio falta as contas das perdas da Motorola
        Os ditos “- $2.4B” em créditos fiscais podem não ter tido esse valor, pois dependem da forma como a Google gere as contas, dada a teia de paraísos fiscais que opera!
        O dinheiro da Motorola pode não ter ido todo parar à Google!
        As patentes, dado o sucesso reduzido nos tribunais, não parecem valer tanto assim!

  20. Miguel says:

    A Google tinha dividido a Motorola e vendido o que não interessava. Não se esqueçam dos 2.3 biliões da venda das set top boxes, entre outras vendas menores.

    Nem tudo vai nesta venda. A Google fica com a divisão de investigação da Regina Duran, que é provavelmente o maior foco de inovação. Talvez fique com outras coisas interessantes para si.

    As patentes tinham sido avaliadas em 5.5 biliões. Continua a ser um prejuizo total de alguns biliões mas não tanto como a imprensa tem dito.

    Por outro lado, a Lenovo é a 2ª marca no mercado chinês. Se este negócio implicar uma parceria para que a Lenovo use os serviços Google na china, estes biliões serão rapidamente recuperados.

  21. Armando says:

    Fiquei desanimado… tenho o meu MotoG aproximadamente à um mês e já com o ultimo update do Android 4.4 KitKat quando li esta notícia, que injústiça!

    É sempre difícil saber os conteúdos dos negócios, mas na minha opinião a Google precipitou-se em vender uma das melhores empresas móveis de hardware do mundo, sabendo que podia com isto aumentar consideravelmente os seus produtos, e como constatei na altura em que adquiri o modelo MotoG, há muita procura por este modelo, nem quero pensar o que seria se existisse lojas da google e falo mais concretamente no nosso país, era bombástico… e dá para perceber que estudos de mercado não são realidade!

    No entanto, o MotoG não deixará de ser a máquina que é, queria acreditar que os futuros updates ainda seriam uma realidade, mas quem sabe!

    Mas, como em todos os produtos, chega sempre a hora de deixar de dar suporte, e este é mais um dos exemplos em que o consumidor será sempre o prejudicado!

  22. Carlos says:

    O Sr. Page está muito sorridente, para quem acabou de torrar 7 mil milhões de dólares.

    Oh, espera, o dinheiro não era dele e com o lucro da venda da Motorola à Lenovo o bonús dele já está no papo.

    Mais a sério, este negócio que deixa um rombo gigante nas contas da Google tem uma explicação: Samsung.

    7 mil milhões foi o preço que a Google aceitou pagar para garantir que a Samsung deixa de trabalhar no Tizen e num fork do Android à lá Amazon.

    • Vítor M. says:

      Pius não deve ter perdido não!!! A matemática deve ser complicada!!!

      • golias17 says:

        Todos os que andam a fazer contas chegam a conclusão que foi um bom negocio! Sim ninguém tem a certeza dos valores exactos.
        Mas não nos pode esquecer que esta venda abriu a possibilidade a aliança com a Samsung. A mesma vai se focar de vez no android e deixar de copiar as apps cores da google, sim vai ter direito a percentagem das vendas, mas no final quem usa android fica a ganhar!

        E ficou com o projecto ara que esse ninguém ainda sabe o valor dele!

      • Sergio says:

        Vitor M. a google ganhou tanto dinheiro com esta venda que vai comprar a Samsung.

        Epa esta malta, é difícil fazer contas… É mais fácil andar à procura de sites/blogs manhosos para tentar (atenção que é só tentar) ver o “excelente” negócio que a google fez

    • Nunes says:

      mas claro que não! O engraçado é que somam tudo o que poderia ser ganho, mesmo que não se tenha confirmado que tenha havido esse ganho, e depois esquecem-se de somar os prejuízos… Já para não falar do valor económico duvidoso das patentes, dado que não têm tido muito sucesso no seu uso!

      • golias17 says:

        A única coisa que se pode ter duvidas é de quanto dinheiro a motorola fica em caixa. De resto é tudo valores certos e tornados públicos, quanto as despesas foram no máximo 2B. Quanto ao valor das patentes elas foram avaliadas em 5.5B e não fui eu que avaliei agora se sabes avaliar isso força diz quanto valem que assim ficamos com melhor ideia do que o que a google ficou a ganhar ou a perder!

        • Nunes says:

          dúvidas no dinheiro da Motorola e dúvidas nos activos fiscais da Motorola que foram usados como benefício fiscal!
          As patentes não têm um valor fixo, é uma estimativa face ao que se poderá fazer com elas no mercado, e o facto é que essas patentes não parecem estar a trazer os benefícios significativos que toda a gente esperava na altura da compra!

          • golias17 says:

            Duvido muito que a google vá perder dinheiro dos activos ficais a que tinha direito, acreditas que eles não sabem fazer bem essas coisas?

          • Nunes says:

            a partir do momento que a Motorola for vendida, a Google deixa de ter acesso a esses activos pois não podem ser transferidos, e se tentar alguma forma de “engenharia” empresarial para ficar com os activos, pode ser muito perigoso, pois a lei proíbe a compra só para ter acesso aos activos!
            A política fiscal numa empresa consegue ser muito complexa… o facto de a Google já operar uma rede de paraísos fiscais para fugir a impostos nos Estados Unidos e noutros países tb não pode ser ignorada nesse esquema! Se fores a olhar para os impostos que a Google declarou ter pago, não vês decréscimo!

  23. ANDROID +1 says:

    Texto que passo a citar: “Quando comprou a Motorola a Google pagou US$ 12,5 bilhões pela empresa e, na negociação com a Lenovo, vendeu a companhia por US$ 2,91 bilhões. Numa primeira análise você pode imaginar que ela perdeu pouco mais de US$ 9,5 bilhões nessa brincadeira, não é mesmo? Bem, saiba que não é bem assim. Entenda por quê.” E DEPOIS “Do valor de US$ 2,91 bilhões, US$ 600 milhões serão pagos em dinheiro e outros US$ 750 milhões serão pagos em ações ordinárias. O restante será pago ao longo de três anos em forma de notas promissórias. Quando a Google comprou a Motorola, a fabricante de celulares tinha US$ 3 bilhões em dinheiro em caixa e mais US$ 1 bilhão em taxas de crédito a receber.

    Assim, você pode descontar US$ 4 bilhões do negócio inicial e temos um déficit, por enquanto, de US$ 8,5 bilhões. Em seguida a Google vendeu a divisão de set-top boxes por US$ 2,4 bilhões. O déficit na nossa conta cai agora para US$ 6,1 bilhões. Agora, foi a vez da divisão de celulares ser vendida, por US$ 2,91 bilhões. O déficit em nossa conta cai para US$ 3,2 bilhões.

    Das 17 mil patentes do início da compra, apenas 2 mil delas vão para a Lenovo. As outras 15 mil permanecem com a Google e serão ainda licenciadas para Lenovo utilizar em seus produtos. Ou seja: é razoável supor que essas 15 mil patentes possam valer US$ 3,2 bilhões. No final das contas é como se a Google tivesse desembolsado apenas essa quantia para ficar somente com aquilo que mais achava importante.”

    • Sergio says:

      Ei cara você vai buscar as novidades aos blogs brasileiros, hein?

      Mas olha volta lá para a semana que vem que eles esta semana ainda só foram à aula de somar lucros. Para a semana é que vão ter a aula de subtrair prejuízos…

  24. NoBodyCares says:

    Adeus telefones “quase” Nexus, adeus. 🙁

  25. CPereira says:

    Desculpem lá mas este artigo está muito fraquinho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.