Quantcast
PplWare Mobile

COVID-19: Portugal continua a ser o país da UE com mais novos casos

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. SPr says:

    Que engraçado! Um dos mais vacinados e com mais casos… Quem diria wooow! Realmente it works. Ja sei ja sei, a vacina não impede de transmitir o vírus. Enquanto isso países com menos taxas de vacinação têm menor casos.

    E se quiserem um argumento que nem têm como responder vejam os relatórios do covid semanais do SESARAM (Hospital Publico da Madeira) a maioria das pessoas que estão internadas cerca de 60-90 pessoas ou mais… A maioria delas é com a vacina completa ou com reforço!!! Como é possível digam lá?

    Congratz.

    • Luis Rosalino says:

      Acho q consigo ajudar-te, embora não seja especialista em dados.

      A primeira parte pode ser explicada com o numero de testes efetuados por milhão de pessoas.
      Portugal esta no lugar 13 do mundo com mais testes por milhão.

      A segunda é mais facil. Ora, se Portugal é um dos Países mais vacinados, faz sentido que a probabilidade de as pessoas internadas serem as vacinadas seja alta.

      Cumps.

      • Carla Sousa says:

        Ok, ajuda-me então a mim e explica como como as mortes em PT são elas também as mais altas da UE?

        • Luis says:

          Maior numero de casos/maior numero de doença grave e morte.
          Convém sublinhar que a variante BA5 se tornou dominante em Portugal ao contrário do resto da Europa e é de esperar o aumento de casos nos restantes paises Europeus à medida que esta variante se tornar dominante nesses países.

          • Carla Sousa says:

            E eu pergunto, a vacina não veio diminuir os casos, ops, não, os casos graves? ops, não, os intenramentos, ops não. E as mortes? ops, também não!

            Então para que serve a “vacina”?

          • Vítor M. says:

            A vacina salva vidas, porque quem as toma consegue resistir com muito menos sintomas, alguns até sem qualquer sintoma, evita internamentos (sobretudo UCI) e liberta a sociedade, como temos visto.

            A vacina não evita os contágios, ou melhor, pode não haver tanto contágio se as pessoas com a COVID não a tiverem com grande gravidade é grande propagação.

            Como a vacina é leve, não tem uma caso de longo prazo. É de meio em meio ano, há necessidade de reforço.

            Pelo menos até aparecerem novos fármacos.

          • Carla Sousa says:

            @Víctor M., isso de “vacina salva vidas” não passa de narrativa. Não quero dizer que são boas ou não, quero apenas dizer que os dados que começam a sair não confirmam essa efectividade que foi relatada. Podes ver uma timeline dos maiores politicos a dizerem que se fores vacinado não apanhas covid, depois já podias apanhar mas não era grave, depois pelo menos já não és hospitalizado, depois ao menos não morres. O que temos agora com os dados a sair é que afinal os paizes mais vacinados apresentam taxas de mortalidade maior que os outros paizes com menos taxa de vacinação.

            O mesmo aconteceu com as doses de reforço, não era preciso para estarmos agora ainicial a 4ª dose (2ª de reforço)

            Isto são factos e não narrativa.

          • Vítor M. says:

            Meu caro, só acredita quem quer. Não te quero, nadinha mesmo, convencer a nada. Os dados são da medicina. Pessoas com a vacina ficam mais resistentes ao vírus e a probabilidade de terem a doença na sua forma grave, é muito menor, mas muito menor. O que evita internamentos em UCI e, por sua vez, perda de vidas.

            O que tu dizes é-me totalmente irrelevante, se é o que acreditas, ok, é contigo. Agora, não há dúvidas que foi a vacinação que ajudou a combater a mortalidade incrível e os níveis de internamento hospitalar que vimos em 2020 e 2021. Isso só quem não quer ver é que diz o contrário.

          • Carla Sousa says:

            Tens razão numa coisa. Só não vê quem não quer…

        • Mr. Y says:

          Essa comparação não faz muito sentido. Parece que estás a dizer que as vacinações é que estão a provocar as mortes.
          O que se deve comparar é o antes e o depois das vacinas. Não houve uma quebra nesse número, após Janeiro de 2021?

          • Carla Sousa says:

            Eu não estou a afirmar nada, são factos. Portugal é o paiz mais vacinado da EU e o que tem mais portes por milhão de habitantes (cerca de 3 a 4 vezes mais, pelos dados da notícia).

            As elações sobre estes dados cada um as tira como quizer.

          • Filipe says:

            Se as vacinações provocam as mortes, não faz sentido nenhum. Factos é que a média de mortes diária por Covid-19 a 20 de junho de 2021 era de 2 ou 3, e a média de mortes diária por Covid-19 a 20 de junho de 2022 é de 38, e isso tem acontecido ao longo dos últimos meses.

          • Hugo says:

            Boa lógica Filipe.
            Hoje também há mais acidentes de automóvel que há 50 anos, logo os carros são menos seguros.

          • Filipe says:

            Por acaso Hugo, hoje devem existir 100x mais automóveis que há 50 anos atrás em Portugal, e não sei se existem mais acidentes, mas devem haver menos mortes, decerto. Acredito que uma evolução da tecnologia em 50 anos teve os seus efeitos.

            Agora, acerca a doença Covid-19 de apenas 1 ano para cá, todos dizem que Portugal é o país mais bem preparado do mundo, com mais vacinados e mais imunes da doença com taxas a atingir os 100% da população acima dos 11 anos, com doses duplas, doses de reforço e segunda dose de reforço, contudo, é o segundo país no mundo e primeiro na Europa com mais casos por habitante e mais mortes.

            Não sou contra as vacinas, eu próprio levei 1 vacina da Janssen no ano passado, todos à minha volta já levaram com 3 vacinas e tiveram a doença do Covid-19, e enquanto eu, como os outros tinham a doença, tinha de fazer os testes, e nada acusou.

            Sou pois a favor das vacinas, tenho o meu plano nacional de vacinação em dia, sou a favor da ciência e não em teorias da conspiração.

        • Hugo says:

          Assim sem pensar …população envelhecida?

    • gt says:

      Vacinas sao so para reduzir os sintomas….

    • mamba says:

      Aqui temos alguém que não faz ideia qual a função da vacina.
      A vacina não impede infeções, impede sim complicações e sintomas severos quando a infeção acontece.
      Se todas essas pessoas não estivessem vacinadas, os hospitais estariam à pinha e haveriam muitas mortes.
      Convém informarmo-nos antes de escrever asneiras.

      • Carla Sousa says:

        Então informa-te no gráfico da notícia que diz que temos uma mortalidade 3 a 4 vezes maior do que os restantes paizes comparados (que têm menor taxa de vacinação).

      • SPr says:

        Leste o meu comentário? Eu disse que impedia a infeção? Lê novamente até agora a sesaram a questão fica por responder ooops 😉

      • Américo Mendes says:

        Que dizer do nosso cientista? Estás a contradizer o homem…

        Filipe Froes, 6Jan2022: “Risco de infeção entre pessoas com dose de reforço “é praticamente nulo”

        https ://www.tsf.pt/portugal/sociedade/risco-de-infecao-entre-pessoas-com-dose-de-reforco-e-praticamente-nulo-14468905.html

  2. Joana Canheto says:

    Venha a 7°a dose.
    Essa sim vai acabar com este vírus maldito.

  3. MCruz says:

    A cobertura vacinal provavelmente explica o facto de sermos um dos países com mais casos e o baixo impacto que isso aparentemente tem nos hospitais. Quanto à sua questão de a maioria dos internados na Madeira serem vacinados, é lógico se 90 a 95% da população está vacinada é normal que assim seja (se por absurdo a cobertura vacinal fosse 100% todos os internados eram pessoas vacinadas), o útil era saber da população de não vacinados qual a percentagem que se encontra internada e o mesmo para vacinados, não a percentagem de internados vacinados/ não vacinados).
    Também seria útil saber os dados relativos à testagem nos outros países.

    • Carla Sousa says:

      Se o que interessa é não ter impacto nos hospitais, é deixar morrer em casa. Já viste o gráfico no artigo? Em mortes temos 3 a 4 vezes mais que os restantes paizes comparados e com menor taxa de vacinação.

      • MCruz says:

        Era bom apresentarem o gráfico dos casos por milhão de habitantes para os mesmos países apresentados no gráfico das mortes. Mas grosso modo, o rácio entre o número de mortes e o número de casos anda em linha com os restantes países.

  4. Food Gym Todo says:

    Bora, estamos quase a chegar à imunidade de grupo!

  5. Profeta says:

    A verdade e que as vacinas nao estao a funcionar. Entendam isso. Alem disso de que serve sermos vacinados se vamos parar na mesma aos hospitais ? Aquela comparacao de um comentador que falou que a explicacao e simples ” a probabilidade de as pessoas internadas serem as vacinadas seja alta” Que logica e essa que eu nao consigo entender ?

    • Mr. Y says:

      Não estão a funcionar? Olha bem para o gráfico e vê o que se passou em Janeiro de 2021 que foi na altura que se começou a vacinar.
      Achas que a vacina não teve influencia nenhuma? Agora há 10x menos mortes. Nunca se disse que era 100% eficaz, nenhuma o é.

      • SPr says:

        Responde ao do SESARAM vá ainda estou a espera!! Ahahah ninguém consegue… Vê os relatórios semanais.. E vê quem é os mais internados

      • Carla Sousa says:

        O mesmo se passou nos outros paizes da UE. Baixou após o início da vacinação, o que foi logo associado à vacinação. Agora que os dados não batem certo, já não se pode comparar com os outros paizes?

        O facto aqui é simples. Portugal é o paiz mais vacinado da EU e o que tem taxa de mortalidade mais alta (2 a 3 vezes mais pelos dados disponíveis). Ou seja onde está o efeito benéfico da vacina? É uma questão a estudar.

        • Mr. Y says:

          Os dados não batem certo? Os números continuam a ser mais baixos que antes da vacinação. Entretanto naturalmente surgiram novas variantes e, como já foi reconhecido, isso baixou a eficácia das vacinas.

          O que tem ser o mais vacinado? Isso é mau? E o que sugerias? Não se vacinar e ver o que iria dar? Fechar toda a gente em casa para não haver contágios?

          • Carla Sousa says:

            Certamente não entendeste. Os números baixaram em todos os paizes. O que podemos comprarar aqui é que Portugal é o que tem maior taxa de vacinação e o que tem maior numero de mortes por covid.

            Ou seja, os outros paizes com menor taxa de vacinação têm taxas de mortalidade inferiores a Portugal. No entanto também baixaram o nº de mortes de à 1 ano, tal e qual aqui em Portugal.

          • Mr. Y says:

            @Carla Sousa sinceramente, não entendo o que queres dizer com isso de os números terem baixado em todos os países, menos em Portugal, que tem a maior taxa de vacinação.
            Em Janeiro deste ano, houve um pico ainda maior de casos e isso não fez disparar o número de mortes como está a acontecer agora.
            O que mudou de lá para cá? Talvez a causa possa ser esta variante da Omicron? A perda da eficácia da vacina? Não sei, mas poderá haver outros factores…

          • Carla Sousa says:

            Vamos ver se me consigo fazer entender:
            1. Ano passado todos os paizes tinham altas taxas de mortalidade.
            2. Todos os paizes iniciaram a vacinação
            3. Em todos os paizes as mortes baixaram
            4. Hoje temos em todos mortalidades mais baixas que à um ano atrás
            5. No entanto, Portugal apresenta uma taxa de mortalidade quase 4 vezes maior que outros paizes da UE.
            6. Esses paizes com menor taxa de vacinação conseguem ter taxas de mortalidade cerca de 4 vezes mais baixas, mesmo com uma menor taxa de vacinação

            No final temos a premissa que disse desde o meu primeiro comentário. “Portugal é um dos paizes mais vacinados e mesmo assim a taxa de mortalidade é bastante mais elevada (cerca de 4 vezes maior) que outros paízes com menor taxa de vacinação”

            Isto não sou eu a inventar, são os dados validados mundialmente.

  6. Zedotelhado says:

    Podem agradecer a bacina, já estava previsto e documentado.

    A bacina tem uma toxina que vai colocando o sistema imunitário em sobrecarga constante. já varias vezes coloquei aqui varias vezes enrevistas e docs com essa informação.

  7. dfs says:

    Portugal é claramente dos paises que mais testa, e provavelmente dos que mais é correcto no número de mortos. Ainda me lembro quando no início em França quem morrece nos lares não era considerado para os mortos, apenas os que estivessem no hospital. Muitas pessoas morrem fora do hospital, provavelmente em muitos paises não são testados.
    A meu ver a vacina reduziu em muito o número de mortos e internados apesar de quase não termos regras de contenção.
    Contudo também é um facto que apesar da maior parte das pessoas estar vacinada, o número de casos e de mortos é bastante elevado. Apesar da vacinação a covid está a matar bem mais do que a gripe, pelo que das duas uma, ou este virus é realmente mais mortal que o da gripe, ou as vacinas são menos eficazes que a da gripe.
    Em breve teremos vacinas adaptadas a esta variante, pelo que se não surgir outra, as novas vacinas poderão minimizar o contágio e as mortes. Mas acho que daqui para a frente apenas bastará vacinar os vulneráveis, até porque já quase todos tivemos covid!

    • Ricardo says:

      Dos que mia testa? Lol já não se faz teste para nada, só quem tem sintomas e recorde aos hospitais é que faz um teste real, daí cerca de 50% dos testes serem positivos, metessem os testes obrigatórios de novo e iam ver os números la em cima.

      Entretanto estamos pior que nos dois anos anteriores, perto de 1900 hospitalizados por covid 19, quando nos anos anteriores pela mesma altura e sem vacina tínhamos cerca de 300, de fato a doença não faz mal a ninguém… continuem a andar sem máscara, deviam era pagar as despesas hospitalares e não ter direito a subsídio de doença por ficar em casa de férias.

  8. Antonio says:

    “COVID-19: Portugal continua a ser o país da UE com mais novos casos”.
    Injetem mais meia dúzia de doses que isso passa 🙂

  9. Toni says:

    mais numero de casos e mais gente sem cérebro

  10. Profeta says:

    Estamos perto do fim

  11. Miguel says:

    Quando uma pessoa morre por exemplo atropelada, mas na autopsia fazem teste e acusa covid e o motivo da morte passa a ser covid… não há muito mais a dizer. Esses números estão todos martelados! principalmente o dos Óbitos.

  12. Leo says:

    Querem saber qual o motivo, eu digo, aliás todos os responsáveis sabem mas não querem dizer ao jornalistas acéfalos.

    Há mais mortos porque a vacina já não é eficaz nesta variante. Era a mesma coisa que tomar a vacina de há dois anos da gripe este ano.
    Há mais mortos pq há pobreza energética ávfartazana em Portugal.
    Idosos morrem com frio e calor em Portugal que nem tordos.
    Há mais mortos pq os idosos ainda tem medo de ir ao sns e quando lá chegam estão super descompensadoS.
    Há mais mortos devido ao estado do nosso sns.

    Mais casos positivos também se justifica com:
    Qualquer sintoma é motivo para o tuga enfiar o cotonete, ainda mais que sabe que nada perde…ganha. 7 dias em casa tudo pago e livre daquele emprego chato.

    Fácil não foi?

    • Profeta says:

      E para algumas pessoas a palavra do governo vale mais do que os investigadores que levam uma vida de pesquisa ao servico da populacao. Vao tomar a quarta dose ? Nao seria melhor ponderarem sobre o assunto ? Ao inves de andarem a jogar roleta russa com a vossa saude. As pessoas tem de perceber que isto de vacinas nao tem nada. Mas so acredita quem quer obviamente. Foi uma forma camuflada de andar a matar pessoas. Vamos ver a longo prazo o que isto trara a populacao. E nao me venham dizer que sabem porque nao sabem. Ainda nem chegamos la.

      • jota says:

        “investigadores que levam uma vida de pesquisa ao servico da populacao”, mas estes investigadores já descobriram a cura de alguma doença ou são só do contra? Para ser do contra não é preciso investigar muito… Sim, penso que na investigação há muita tentativa/erro, mas se não for assim como descobrimos se funciona?

      • Mr. Y says:

        “Foi uma forma camuflada de andar a matar pessoas”
        Se acreditas mesmo nisso nem vale a pena tentar contradizer-te…

        És mesmo um Profeta da Desgraça

        • Profeta says:

          Mr Y sabes o que a vacina da covid ira fazer num futuro a longo prazo a algumas pessoas ? Nao sabes , entao perdeste boa ocasiao para ficar calado. Alem disso ja te perguntaste o porque dos laboratorios nao assumirem responsabilidades sobre as vacinas ? Pensa la um bocadinho es capaz de la chegar digo eu.

          • Hugo says:

            Até parece que sabes o que fará a vacina ou o covid a longo prazo.
            És um leigo…a dizer leiguices. Não é vergonha…desde que não faças afirmações descabidas.
            Falas dos laboratórios como se eles se responsabilizassem pelo que quer que seja lol

          • Profeta says:

            Hugo mas num mundo mais justo nao deveria ser assim ? Trazer a justica aqueles que nos fazem mal sejam la eles quais forem ? Nao sei quanto ao teu mundo mas no meu “deveria” funcionar assim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.