PplWare Mobile

Coca-Cola usa Blockchain para combater trabalho forçado


Vítor M.

Responsável pelo Pplware, fundou o projeto em 2005 depois de ter criado em 1993 um rascunho em papel de jornal, o que mais tarde se tornou num portal de tecnologia mundial. Da área de gestão, foi na informática que sempre fez carreira.

Destaques PPLWARE

17 Respostas

  1. Marco says:

    “You know what’s bulllllllllshiiiiiiiit … ?” ….

    • Jorge says:

      Nem mais!

      O trabalhador forçado, no campo, vai passar a ter um registo de que não é forçado, só porque o seu patrão registou o seu contrato numa rede virtual.

      Enquanto isso, gastou-se mais um pouco de energia, e polui-se mais, só para fazer algo que já antes se fazia com menos poluição. Era mesmo disto que o planeta precisava…

      • R says:

        Essa de gastar energia e poluir é completamente descabida e de quem nao percebe do que se está aqui a falar.
        Queres menos poluicao? anda menos de carro, gasta menos agua, come menos carne, evita produtos que usam oleo de palma….

        • Antonio Salaraz says:

          Acho que você é que não sabe do que esta a falar.

        • Papa Joe says:

          Corretissimo

          • Narciso Miranda says:

            Come menos carne para poluir?? Come é mais! Que assim os animais já não libertam metano ….

          • R says:

            O Narciso sabe tanto disso como de rolhas de queijo…
            podes juntar todos os automoveis, avioes, barcos e comboios do mundo, que nao chegam a metade do que a producao de animais polui. Obviamente que a producao de aniamis e derivados de alimentos é a maior causa de poluicao do nosso planeta, devido a todo o consumismo e velocidade de producao. Faz uma pesquisa para perceberes a quantidade de recursos que sao gastos para te meter um bife ou um hanburger á frente….
            Reduzimos a carne na nossa aliemtacao, reduzimos o impacto no planeta. O mesmo em produtos que usam oleo de palma (certas batatas fritas, certos champoos, certos cereais, certas bebidas) e assim se evita a desflorestacao de florestas tropicais.
            Já para nao falar no impacto que estas comidas teem na saude… Pesquisa.

          • joao santos says:

            Os animais poluem muito de forma intensiva. Animais sempre existiram, nos somos animais também produzimos metano e não somos poucos no mundo

          • Nuno says:

            @R
            Mais uma vez eu pergunto, qual é a solução que tu propões? Como é que alimentas uma população de mais de 7.5 milhares de milhões de habitantes, que se estima que em pouco mais de 10 anos ultrapassemos os 8 milhares de milhões, mudando a sua dieta para que esta seja maioritariamente de origem vegetal? Sabes que o planeta não fornece nem sequer próximo a capacidade suficiente para alimentar a nossa população? Que sugeres? Praticar o extremismo de quase 2 milhares de milhões de pessoas apenas para agradar os vegetarianos? O problema é que as toneladas de organizações de vegans não produzem a sua própria investigação, mas sim atiram ideias para o ar sem se preocuparem se estas são viáveis. Dizem que devemos utilizar agricultura orgânica mesmo quando a sua produção é 25% inferior à convencional. Ou seja, em vez de quererem praticar o extermínio de quase dois milhares de milhões de pessoas querem sim praticar um extermínio que passa os 3 milhares de milhões. E tu pensas que a agricultura não consome toneladas de recursos na sua produção? Eu é que digo, pesquisa um pouco antes de proferires barbaridades.

        • Nuno says:

          Sim, pois. Pelos vistos o nosso planeta tem capacidade para produzir comida maioritariamente de origem vegetal para sustentar uma população que ultrapassa os 7.5 milhares de milhões de habitantes. Há com cada um.

        • Marco says:

          @R

          True 🙂

      • Marco says:

        O que interessa à marca é o lucro puro e duro apenas. Chama-se capitalismo. A parte em foco … chama-se marketing, trending … parece bem falar destas coisas ambientais e de eco-sustentabilidade e afins e faz a empresa parecer aquilo que não é. A marca automaticamente admitiu que está a usar trabalhadores em condições ilegais 😉

  2. XJarreta says:

    “Quem acredita nisso, acredita em qualquer coisa”

    Duque de Wellington

  3. Hugo Gomes says:

    Bebam mais umas vá que isso passa

  4. Gordo says:

    ” Coca-Cola, o departamento de estado americano, e outras três empresas, lançaram um projeto que usa Blockchain para criar um registo seguro de trabalhadores em todo o mundo”

    Mais um falso pretexto usado com segunda (e bem óbvia) intenção, que é cadastrar tudo o que mexe. Registar e controlar, já não chega ser só nos EUA e agora querem de todo o mundo.
    Acho que vou começar a ver documentários dos malucos das teorias de conspiração, começo a achar que se calhar esses malucos até são capazes de ter algum fundamento.

  5. ervilhoid says:

    “…é invocar uma nova tecnologia, criteriosamente criada, que poderá ser usada num futuro próximo com um regulador mundial…” Por isso é que acho que não devia ser regulado nem centralizar a blockchain, nova ordem mundial está próxima

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.