PplWare Mobile

CEO morreu sem revelar a palavra-passe e a empresa perdeu 126 milhões


Responsável pelo Pplware, fundou o projeto em 2005 depois de ter criado em 1993 um rascunho em papel de jornal, o que mais tarde se tornou num portal de tecnologia mundial. Da área de gestão, foi na informática que sempre fez carreira.

Destaques PPLWARE

  1. Tekman says:

    Se é verdade que a cold wallet estava guardada num único portátil, e que a chave só era conhecida por 1 pessoa (que agora morreu), então estamos perante um amadorismo total.
    E como não há entidades reguladoras nem fundos de garantia dos depósitos, agora fica tudo à espera que apareça um cromo ou uma agência que consiga desencriptar a coisa e libertar a massa.

  2. Migueldias says:

    Se tiver no mínimo SHA-512 e AES-256 e portátil bem configurado contra dump de memórias e filesystems podem chamar até o PAPA que nada feito.

  3. neo says:

    Fácil de resolver – Password: 12345678

  4. José Pedro says:

    O pessoal continua a deixar as keys nas exchanges… Depois ó tio ó tio, perdi o dinheiro.

    Regra n. ° das criptomoedas: guarda as tuas próprias Keys! Mesmo que as guardes num papel na carteira, com jeitinho estão mais seguras do que numa exchange da treta.

  5. Chuck Norris says:

    Password: password

  6. Rui says:

    “morreu”… pisgou-se mas é com o dinheiro e uma nova identidade.

  7. Louro says:

    Falem com aquela mulher que fazia aquele programa do Alem ou lá que era…

    Ela falava com pessoal que morreu, é só falar com ele e ver se o espirito dele está disposto a facultar a password.

  8. Balmer says:

    “Bury me with my money”

  9. MAD says:

    Muitas coincidencias
    1º morreu de Crohn. Imensas pessoas sofrem desse trato e vivem embora com algumas limitações não morrem aos 30 anos.
    2º Na india. O país mais facil e conhecido para falsificar obitos.
    3º Criptomoedas. muito dificil de seguir as suas transacções
    4º estavam a ter dificuldades com os bancos devido a contas congeladas. A empresa tinha 20 milhoes em activos financeiros no banco congelados devido a uma tentativa de fraude supostamente por parte de um funcionario, o tribunal decide na semana antes da morte do Sr. que o dinheiro devia ser descongelado e devolvido aos clientes da quadriga.
    5º casou 2 semanas antes de morrer e fez um testamento a deixar tudo á esposa.
    6º usavam um sistema de multi distribuído para aceder ás criptmoedas e resolveram mudar
    7º ele não construiu o orfanato ele doou dinheiro a uma instituição na Índia para ajudar a sua construção portanto não precisava de estar na Índia por causa de um donativo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.