Casal é preso após abandonar filho menor para jogar Pokémon Go


Destaques PPLWARE

38 Respostas

  1. MarioM says:

    Andavam a apanhar neurónios que não têm.

  2. Diogo Costa says:

    Desconheço a veracidade da noticia mas mesmo que infelizmente seja verdadeira e igual a tantas outras desconhecidas de pais que deixam os filhos sozinhos para ir jantar fora… cinema… ficarem a jogar outros jogos no PC horas a fio… etc sem que tal seja noticia..
    Como o Pokemon esta na moda e normal saírem noticias destas…

    • António says:

      …com pais a andar com os filhos na rua, sem olhar para eles ou com os miúdos atrás deles sem se aperceberem que alguém pode pegar neles ou que os miúdos podem distrair-se com alguma coisa e perderem-se….. tudo isto enquanto estão obcecados a olhar para o telemóvel enquanto andam. Vejo isto todos os dias! Hoje, infelizmente, vive-se para a tecnologia que se tem na mão. Não se percebe que ela existe para nos ajudar e não para nos alhearmos do que nos rodeia. Nunca joguei Pokemon, mas a culpa não é do jogo. Se não fosse o jogo seria outra coisa qualquer…. Hoje em dia vivemos num mundo em que quando se diz que algo é viral, toda a gente quer fazer parte do “vírus”. Todos querem sentir que fazem parte do grupo…. Muita falta de maturidade!

  3. Sergio says:

    Faz-me lembrar o caso do casal McCann, que deixaram os filhos sozinhos enquanto se divertiam com amigos, só que aí, infelizmente uma das filhas desapareceu, e eles não foram presos por “abandono” de criança em casa.

    • Vera says:

      Existe uma pequena diferenca. No caso dos McCann eles não deixaram apenas os filhos sozinhos, mas sim drogados com comprimidos para dormir, o unico problema foi que a dose que aplicaram na Maddie foi tal (ela estava já muito habituada pelo que a dose tinha de ser elevada) que ela veio a morrer.

      Tudo o resto não passou de um esquema para ocultar o cadaver. Aliás os cães ingleses detectaram cheiro a cadaver dentro do apartamento e vestigios de ADN foram encontrados no carro que foi alugado oficialmente…. dias depois do “desaparecimento”.

    • Zefra says:

      Nao foram presos porque tinham peso politico e internacional por tras. Se nao tivessem a cunha que tiveram tinham sido tratados de forma diferente.

    • Mota says:

      Oraaaaaa

      E agora fazem-se de vitimas e apontam o dedo a tudo e a todos. Se fossem pais responsáveis a miúda não tinha desaparecido.

    • Dhark_Love28 says:

      É bem verdade… Se vem que essa estória, já enjoa…

  4. Luis Alves says:

    nao percebo estes casos … como e que pessoas pais conseguem fazer isto ?

  5. censo says:

    Reflexos de uma sociedade desequilibrada, desprovida de bom senso e de sentido de responsabilidade. Não percebo a febre do Pokemon a ponto de chegar a estes extremos. Só o consigo explicar com profundo e inquietante desequilíbrio social, emocional e sei lá que mais. Cá em casa joga-se tal como tantos outros jogos. É só mais um. Há outras coisas importantes a fazer.

  6. killpokemon says:

    Esses pais mereciam era levarem umas punhadas naquelas trombas.

  7. Zefra says:

    Pais desses deveriam ser proibidos de tocar num smartphone. Como isso e impossivel que sejam presos para aprenderem.

  8. Daniel Cardoso says:

    Mais um bom motivo para não começar a jogar Pokémon Go. Esse jogo vai dando cabo da sociedade aos poucos…

    • Bruh says:

      O problema é mesmo do jogo…enfim. O problema são as pessoas, não os jogos. Não foi o jogo que os tornou irresponsáveis, já lhes estava entranhado.

    • Miguel says:

      Por esse raciocínio é o mesmo que dizeres que os talheres são os responsáveis pela obesidade e que nunca irás querer comer de talheres…

    • Paulo Ferreira says:

      Posso te dar um exemplo oposto!! No meu caso pessoal, o Pokemon Go tornou-se um excelente pretexto para sair de casa com os meus filhos evitando que eles fiquem agarrados às consolas, televisão e outros gadgets. Aliás, agora qualquer passeio de fim-de-semana em família transformou-se numa caça aos pokemons com muitas risadas e galhofa pelo meio.

  9. Bóris says:

    Pokémon Go, ou como passar de humano a zombie numa questão de minutos.

    • Hugo says:

      Pokémon Go – É um jogo
      passar de humano a zombie – É da tua única responsabilidade.

      Se não têm cabeça para fazer a distinção entre os dois não se preocupem, o pokemon é o menor dos vossos males, pois facilmente cairão no mundo do álcool, drogas, jogo..etc.etc.etc

    • Algo de errado se passa aqui says:

      Vcs querem dizer que é normal uma criança daquela cidade ser encontrada a chorar do lado de fora da casa?
      E que ela é que se tem de deaenrascar?

  10. Barão Vermelho says:

    Eu não sei, mas quando era pequeno era normal ficar em casa sozinho em quanto os meus pais estavam a trabalhar, não era com esta idade
    Na minha altura era normal, certo que não havia tantos carros na rua, nem noticias alarmantes como hoje, eram outros os tempos.
    Agora é que somos muito protetores, os dias eram passados na rua em brincadeiras com os amigos.
    E quando fui para a primária quando chegava a casa aquecia o almoço e não era no micro-ondas.

    • NT says:

      Ora nem mais…
      Não concordo os motivos(e a idade do menor…) pelo o qual foi deixado sozinho. Mas acho que hoje em dia ficamos alarmados e vamos a correr para as urgências porque a criança caiu e fez ‘doi-doi’ no joelho…
      A geração que hoje são pais, (+/- de 75 a 85) cresceram num mundo onde internet era um mito e computadores era 1 por bairro/cidade/vila… Ficamos em casa ‘calados’ com 2 canais de TV e quantas vezes é que não andava a ‘limpar’ o fogão porque ficava distraído e quando se ouvia o “pfffss” do leite a ferver/entornar é que um gajo se lembrava que queria leite quente.
      Mas por outro lado crescemos de forma que nos tornamos protecionistas demais que acabamos por ‘sufocar’ e provocar comportamentos destes na sociedade, em que a responsabilidade é sempre do ‘outro’.

  11. Paulo says:

    Não é nada que me espante aqui a uns anos um casal no Algarve também deixou os filhos em casa sozinhos e salvo o erro acho que também foram foram apanhar Pokémons.

  12. Paulo says:

    Atenção isto é só para as meninas lindas e belas eu sou um pokémon muito giro e muito fofinho se me quiserem apanhar já sabem onde me encontrar HahahaxD

  13. CP says:

    Que pobreza de espírito

  14. Alvega says:

    Já começa a enfadar…. ele é os Pokemons, vulgo GAMBUSINOS, vulgo NHANHAS, vulgo Electricidade em pó.
    Quando era pequeno eram estes os nomes dados ás partidas que os mais velhotes e sabidoes pregavam aos novatos, hoje em dia os meninos e meninas como sao mais instruídos !!! caçam Pokemons, ou será mesmo GAMBUSINOS ?
    Alguem que me explique a diferença …. é retorica a pergunta pois eu sei muito bem que a diferença é somente o preço do smartfone e da ligação Internet, porque tudo o mais é igual andam a caçar coisa nenhuma, e sim a fazer uma figura de parvos que mete dó.
    O que me irrita é que se mandarem os meninos ir a pé para a escola ou para o trabalho, há que del Rei que nao pode ser, qual deixar o carro longe do destino…isso é inconcebível…mas para andar a caçar Gambusinos …vai de palmilhar terreno (acho bem) mas com as “fuças” mergulhadas no ecran, isso é que pode ser perigoso.
    Os Pokemos a seguir aos Fan-boys ameaçam tornar-se um case study aqui no fórum, somente contribuem para dar Clicks mais nada acrescentam ao saber.
    Quanto aos Pais desnaturados que sao o motivo da noticia em si, é um exemplo acabado que nem todos tem capacidades para executar os deveres que os títulos lhes comferem, seja de pais , Drºs, Engºs, ou outros que tais, ter o titulo nao significa nada, há que ter as competências, neste caso de PAIS.

  15. Homo Erectíssimo says:

    Que vergonha !! E são isto “pais” ?? Para mim é um tipo que se juntou com uma fulana e fez um filho,não passam disso !! Responsabilidades ?? O que é isso para estes palhaços ?? É sairem para caçar pokémons(brincadeira de crianças),e deixar o próprio filho em casa fechado,com apenas 2 anos ?? Um menino abandonado e a chorar ?? E já viram isto—(A polícia conseguiu entrar em casa e ligou para um número de telefone que perceberam ser do pai da criança. Ao atender e ao ser informado do sucedido, este respondeu apenas “Whatever“, desligando de seguida.) !! Whatever(não quero saber/tanto faz) ?? Um monstro com quase 30 anos ?? Este mundo está perdido,sinceramente.Quando se vê situações destas a acontecerem sistematicamente(e vocês sabem-no,tanto como eu),só há uma coisa a dizer—»a sociedade e,principalmente,estas novas gerações são doentias.A sociedade está doente,com falta de princípios.Se fosse eu que abandonasse um filho meu,como este malandro abandonou,o meu pai com os seus 60 e tal anos,dava-me uma coça que me andava para matar.E tinha toda a razão do seu lado !! Mas brincamos ou quê ?? Era bom,era !! Infelizmente agora faz-se filhos como quem dá uma volta de carro.É o paralelismo que faço.E casarem-se ?? Tá bem,era bom !! Muitos só com a vergonha de se casarem,só se juntam !! Nem no civil se casam !! Mas eu fico-me por aqui porque tinha muitas mais coisas para falar e com a raiva que estou mais vale calar-me.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.