Quantcast
PplWare Mobile

Bill Gates defende que Apple deve desbloquear iPhone para o FBI

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Marisa Pinto


  1. Kel cardoso brasil says:

    Sem dúvidas.

    • borderline says:

      +1 limpinho limpinho como dizia o outro. Isto de uma empresa se querer sobrepor ao estado/poder judicial dá para rir. Precedente perigoso é a não colaboração com o FBI neste caso

  2. Catarino says:

    Sim e Não.
    Basicamente a apple podia aceder ao conteúdo do iphone e passar todo o conteúdo do mesmo para o FBI.
    Acho que assim a apple ficava na mesma com a protecção que acha necessária e o FBI com o conteúdo que pretende.
    Todos ficavam a felizes.

    • JBM says:

      a partir do momento que a Apple criar isso, todos os países quererão usufruir disso e dificilmente esse sistema ficará só dentro da Apple

      • Zacarias says:

        Não digas asneiras, JBM. 2 dedos de cérebro chegam para perceber que não é preciso desbloquear todos os iPhones do mundo para ter acesso ao conteúdo do iPhone do terrorista em questão. Tudo o resto é diversão para toda a gente bater palmas à “salvaguarda da privacidade dos utilizadores, incluindo terroristas”.

        • JBM says:

          :S prestaste sequer atenção ao que está escrito. A partir do momento que for criada, países como a China poderão requerer que a Apple lhes faculte a ferramenta, já que a sua legislação obriga empresas como a Apple a prestar o auxílio possível

          • Miguel says:

            Mas qual ferramenta….A Apple só tem de facultar os dados, não tem de criar nenhuma blackdoor. O que se fala é só especulação, não está provado que o FBI pediu nenhuma aplicação ou alteração do SO.

          • JBM says:

            A Apple já facultou todos os dados que tinha.
            não está provado? está + do que provado no texto da ordem judicial.
            O FBI quer que a Apple crie um sistema sem as defesas contra brute-force, e que tenha drivers que permitam controlar a inserção de passwords do exterior

          • Miguel says:

            Onde está isso escrito?

          • JBM says:

            está escrito na ordem judicial. Não te vai ser difícil encontrar. Creio que no Pplware já citaram dessa ordem os requisitos necessários para o SO

          • Paulo Martins says:

            A Apple ao admitir que realmente consegue desbloquear e caso o governo chinês queira ter acesso a um iPhone não há meias medidas ou tentativas diplomáticas ou judiciais para obrigar a Apple a fazê-lo, ou dão acesso ou têm o mercado com maior potencial do mundo vedado a todos os seus produtos…
            E aí não haverá publicidade, será dado o acesso porque são milhões de lucro em risco senão derem.

          • JBM says:

            Paulo Martins,
            A Apple não admite que consegue desbloquear iPhones, nem é a Apple que irá desbloquear o aparelho neste caso, é o FBI.
            Mas não deixa de ser verdade que a partir do momento que criar o que pedem, a China irá pedir o mesmo. A Apple não poderá fazer nada porque a ferramenta passará a existir e lei na China obriga a ajudar com as ferramentas que tem, tal como nos EUA deixará de ter argumentos para protestar nos casos futuros.

          • Ppllz says:

            “Ainda há poucos instantes, noticiámos que Tim Cook admitiu que a Apple consegue, sim, quebrar a segurança do iPhone, mas não é por isso que pretende fazê-lo.” olha aqui IJBM, esta na noticia, aprende a ler em vez de dizeres lixo como “A Apple não admite que consegue desbloquear iPhones”

          • JBM says:

            Ppllz,
            eis o que a Apple diz:
            http://www.apple.com/customer-letter/answers/
            onde é que diz que consegue desbloquear iPhones?

            eis o que o FBI pede:
            assets.documentcloud.org/documents/2714005/SB-Shooter-Order-Compelling-Apple-Asst-iPhone.pdf
            onde é que diz que a Apple tem que desbloquear o iPhone?

            O que é pedido é que a Apple crie um novo sistema para o FBI, e depois o FBI irá tentar diferentes combinações de passwords.

        • Emagon says:

          Pode não ter de “publicar” essa actualização mas o FBI tem acesso a ela, e se o FBI tem acesso a ela porque não pode ter o governo chinês ou russo? Basta mandar o tribunal emitir também uma ordem judicial.

          É um bico de obra. Por um lado a Apple não quer fazer uma actualização que quebra alguma da segurança do dispositivo, pois tem uma posição a manter. Do outro lado temos o governo americano que não deve querer dar o telemovel à Apple com medo de fugas de informação relativo ao caso.

        • Vítor M. says:

          Zacarias ou Helder Correia?

  3. Glink says:

    claro que tinha de vir o criador da plataforma que neste momento é mais escachada que a Rosa Peixeira dizer que concorda com a backdoor.

    Não é ao calhas que o windows é como é…

    • Mark says:

      Pelo que li ele é contra a BackDoor. Vem é defender que se deva desbloquear aquele dispositivo especifico.

      • JBM says:

        O governo americano já tem dezenas de aparelhos à espera de usar a mesma ferramenta, por isso o argumento de que é só para este aparelho não é verdadeiro, será para ser usado sempre que eles acharem necessário.

        • Mark says:

          Isto é um assunto nada fácil de lidar.
          Nao faz sentido ser permitido somente alguns tipos de violação de privacidade.

          Se assim for que se acabe também com tudo que é violação de privacidade ou se legalize.
          cameras de vigilância , acesso a contas bancarias, escutas telefónicas, revistas, fazerem scan ás malas onde todos sabem o que lá temos, gajos a seguir os nossos passos diários, entre outros. Até nos transportes públicos sabem todos os nossos movimentos

          • Kekes says:

            Totalmente de acordo. As pessoas só querem direitos e nada de obrigações . Uma pessoa que priva gente do direito à vida tampouco tem direito a privacidade. Tudo marketing, pois estão fartos de ajudar as autoridades.

          • JBM says:

            do meu ponto de vista o problema maior não está na invasão de privacidade per si no contexto actual de países como o nosso.
            O problema está nas outras consequências todas de se criar uma ferramenta que facilita entrar em aparelhos de qualquer pessoa em qualquer país. Isto tem consequências à escala global, em países com regimes muito menos simpáticos para os seus cidadãos, na espionagem e política internacional (o EUA andaram a criticar a China por querer algo parecido das empresas americanas), e no aproveitamento para actividades criminosas, pois será difícil se não impossível controlar o acesso a este tipo de ferramenta.

        • Humberto says:

          Podia ter um milhão de dispositivos para desbloquear, se são de criminosos então que os desbloqueiem a todos! Estás com medo de quê JBM?

          • JBM says:

            Quando se usa como argumento para pedir uma autorização judicial que isto é para 1 único caso isolado, ao se confirmar que afinal não são essas a pretensões coloca em dúvida parte da argumentação dada ao juiz.

          • Jarbas says:

            Houve alguém mais sábio do que tu e do que eu que disse um dia:

            “Aqueles que abrem mão da liberdade essencial para obter um pouco de segurança temporária, não merecem nem a liberdade nem a segurança.”

            Benjamin Franklin

          • Khidreal says:

            o problema é que se o FBI deita as mãos nesse backdoor, nada irá impedir a sua divulgação para com outras áreas de segurança. imagina só a NSA: vamos pedir o backdoor para investigar aquele assassino de aluguer. e depois vira-se o diretor “Nice! agora posso ir ver os nudes daquelas meninas brasileiras lá do Rio de janeiro!”.
            claro que não funciona assim, mas passando para as mãos do FBI basicamente passa para as mãos da America, e aí a America talvez possa “distribuir” o backdoor pelos varios serviços de segurança, swat, nsa, operações especiais, etc. alegando que será para vigiar determinados criminosos, mas todos sabemos que eles não se ficariam pela vigia de criminosos, eles iriam vigiar também os outros atrás de alguém com atividade suspeita no seu Iphone.

    • Miguel says:

      Mas qual blackdoor. O que se fala é só especulação, não está provado que o FBI pediu nenhuma aplicação ou alteração do SO. isso é so especulação.

    • Taximetro says:

      Ate parece que não usas Windows….

  4. TP12 says:

    talvez se os 38% do gráfico tivessem perdido alguém graças a estes……. (não há adjetivo), tivessem outra posição

    apesar de ser compreensível a razão que leva a não desbloquearem, quem é que de nós ia dizer agora: “ai vão divulgar os dados dos terroristas? então não compro mais iphones porque não tem privacidade” ?

    • JBM says:

      com o devido respeito pelas vítimas, o facto é que entre os familiares há quem apoie a posição da Apple.
      Não tem nada a ver com a privacidade dos terroristas, mas com o perigo que levanta a ferramenta que querem obrigar a Apple a criar, e com o precedente jurídico criado.

      • Miguel says:

        Lá esta tu com a ferramenta. Tu e ninhem sabe se o FBI pediu isso. O que se sabe é que o FBI pediu acesso aos dados do telemovel.

        • JBM says:

          é preciso paciência contigo! A ordem judicial é de conhecimento público e está lá bem descrito que o FBI quer que a Apple crie um SO com 3 requisitos para correr no aparelho. E é o FBI que depois fica com a responsabilidade do crack à password do aparelho e a recolha de dados.

      • Mónica says:

        Qual ferramenta? Ninguém quer que a Apple faça isso. Quer que apenas aceda aos dados daquele telefone. Tu defendes a Apple mesmo quando não não razão. Não és capaz de deixar uma crítica a empresa. És imparcial para esta aqui a comentar jbm.
        O estado se quiser também acede a tua conta bancária e tu nem sabes. Agora tá tudo preocupado com um telefone.

        • JBM says:

          Pareces o Miguel. Queres que te dê o link com uma cópia da ordem?
          assets.documentcloud.org/documents/2714005/SB-Shooter-Order-Compelling-Apple-Asst-iPhone.pdf
          Este assunto afecta muito + do que o acesso do estado a um telemóvel.

  5. cacun says:

    Gostava de saber se tivesse familiares ou amigos atingidos se a opinião seria a mesma…
    A liberdade e os direitos de cada um terminam onde começam os dos outros. Se invadiu os direitos e a liberdade dos outros porque há-de manter os dele….

  6. Kekes says:

    A Apple já fez isso pelo menos 70 vezes antes. Só agora quer dar o lado de salvador só consumidor. Estou do lado do Bill Gates, a Apple devia desbloquear o aparelho em específico, com ordem das autoridades, não facilitar o desbloqueio em geral e todos felizes.

    • Mark says:

      O backdoor sou contra por questões de segurança e facilmente um hacker poderia ter acesso.
      Agora desbloquear um (ou vários) dispositivos a pedido das autoridades sou 100% de Acordo.

      • JBM says:

        ISto é uma forma de backdoor, já que levam a Apple a criar uma forma de ultrapassar as defesas que criou para o SO. Há fortes probabilidades de que esse conhecimento caia nas mãos erradas.

        • Mark says:

          O facto de a Apple poder fazer isso já está nas mãos erradas. Mas os governos já tem acesso todos os nossos dados pessoais.

          • JBM says:

            isso é suposto ser uma piada? Se a Apple é quem faz o hardware e o SO, terá sempre este tipo de responsabilidade.
            Não olhes para as protecções dos outros SO móveis, és capaz de gostar ainda menos

          • Mark says:

            Informação pessoal nas mãos de qualquer empresa, sim está em maus mãos, seja M$, Google, APPLE. No final disso tudo estar nas mãos das autoridades não é assim tão mau como isso.
            Bem sei que existe pessoal fanático o suficiente para confiar a vida á APPLE mas para mim não passa de uma empresa privada igual a qualquer outra.

          • Miguel says:

            Este JBM revelou-se é um dos defensores da Apple.

          • JBM says:

            Mark,
            a informação que a Apple tinha já entregou às autoridades, e a informação que tem é aquela que a pessoa decide colocar na sua conta iCloud.
            informação no aparelho é outro assunto.

          • kekes says:

            Eu opino que as autoridades devem ter acesso a essa informação desde que seja para investigação criminal. E a Apple tem capacidade para fazer o que lhe pedem. Desde quando necessitas de mais privacidade o que tens no telemovel que o que tens na iCloud. No minimo é equiparavel. Deixemo-nos de demagogias. TUdo não passa de markting.

          • JBM says:

            kekes,
            o iCloud não faz pagamentos, não guarda informação de saúde, é opcional no que se quer guardar, etc, e mesmo assim ainda pode ter parte da sua informação protegida com password a que + ninguém acede a não ser a pessoa.

            Num mundo ideal seria provavelmente útil que autoridades em países que respeitam bem os direitos dos cidadãos pudessem aceder a informação numa investigação. Mas o mundo não é ideal e para abrir a porta da encriptação às autoridades, também se deixa a oportunidade para quem não é autoridade usar método semelhante para outros fins. E abre-se também a porta para que em certos países…

          • Mark says:

            Pagamentos? Os governos e afins conseguem facilmente acesso ás conta bancarias, e ainda fazem mais, se quiserem congelam a conta e nem podes mexer no que lá está. E se a pessoa reclamar muito ainda levam o carro e casa.
            Saúde? Basta pedir o relatório médico que está lá tudo.

            A única coisa que o governo não consegue ter acesso é ás mensagens que estão dentro do aparelho, de resto sabem absolutamente tudo e não há forma de esconder.

          • JBM says:

            Mark,
            o nível de segurança do aparelho pensa em todos os acessos não autorizados, não dá para criar buracos na criptografia só para alguns.

          • Boss says:

            Aquilo que o Mark disse foi que não tens nada para além de SMS não acessivel por qualquer outro modo.
            Num mundo ideal também não haveria criminosos e não seria necessário vasculhar dados privados de ninguém, mas como tu bem disseste, o mundo não é ideal e para proteger eventuais abusos contra inocentes protegem-se os criminosos, em todos os países sem excepção.

          • JBM says:

            Boss,
            o iCloud não tem como guardar tudo o que passa e fica no iPhone – muitos dados não têm como sair do iPhone para o iCloud. Nem é no iCloud que o acesso permite a instalação de software que possa comprometer informação em aplicações com níveis + elevados de segurança, nem é o hardware do iCloud que pode ser roubado em qualquer rua por onde andemos – defesas contra acesso físico necessitam sempre de ser + robustas do que contra acesso remoto.

            Sim é verdade, num mundo ideal não haveria criminosos… mas no mundo real também não há leis que regulamentem o acesso que está a ser pedido. Ponho doutro modo então, seria bom haver uma encriptação ideal que permitisse que só por bons motivos se pudesse aceder aos dados, mas ninguém arranjou ainda uma “fórmula” que evite que esse acesso seja aproveitado por outros, daí tanta gente da área levantar objecções à criação de backdoors.

          • Boss says:

            Estas a afirmar o obvio, mas o que se procura é uma solução que minimize as do sequências nefastas em ambos os lados.

          • JBM says:

            em criptografia não há soluções milagrosas criadas por vontade política.

          • Boss says:

            No terrorismo e já agora no direito à privacidade também não há soluções milagrosas criadas por empresas.
            Vamos portanto recostar-nos, desistir de encontrar a melhor solução, porque só interessam soluções perfeitas, milagrosas, e “deixar arder”.

          • JBM says:

            Boss,
            O FBI está a propor conferências e workshops para se inventar novas soluções criptográficas?

          • JBM says:

            Será que o único poder de investigação e luta contra o terrorismo envolve ultrapassar encriptação?

          • Boss says:

            A Apple está a propor conferências e workshops sobre novas formas de combate ao crime?
            Será que o único meio de combate ao crime é o sistema prisional, que tantos inocentes tem comprovadamente privado da liberdade, quer por negligência, ou não? Vamos acabar com ele para que mais nenhum inocente seja preso?

          • JBM says:

            Boss,
            Não é a Apple que foi a tribunal para obrigar outros a fazer determinada coisa. E sim, a Apple propôs que esta problemática seja discutida nos locais próprios, que não no tribunal .
            Onde é que o meu comentário põe em causa o sistema prisional ou as outras ferramentas judiciais e policiais consagradas na lei?
            A tua posição é que na prática está a defender o uso de qualquer método não consagrado na lei como justificável para perseguir criminosos, mesmo que ponha em causa direitos de todos.

          • Boss says:

            Portanto o teu problema todo é a lei… se esta for modificada e se acabar de forma legalmente consagrada na lei com todo e qualquer sistema de encriptação estás de acordo… deixa de te armar em jurista, homem.

          • JBM says:

            O teu problema é não gostares que haja limites ao que as autoridades podem fazer (até os tribunais)… para ti que se lixe a lei e os direitos de pessoas individuais ou colectivas se isso estorvar as autoridades, como se um estado democrático fosse criado com o pressuposto de que as autoridades podem fazer tudo.
            Se se está a tratar de decisões de tribunais o problema começa sempre por ser de leis, e o que se constata é que não há nenhuma lei que dê esta legitimidade às autoridades. O problema da encriptação não é de agora, nem exclusivo dos smartphones; os computadores usam há décadas e não são raras as vezes em que as autoridades ficam também sem poder aceder a dados, chegando a usar intimidação para obter passwords. Tudo isto já foi ponderado noutras situações e momentos sem que tenham criado limitações, pois sabem dos perigos que isso cria fora do raio de acção do estado, ao contrário das leis que dão certos poderes de investigação mas que não retiram protecções do cidadão contra actividade criminosa.

        • Miguel says:

          Então tambem há forte probabilidade de os dados que a Apple guarda dos seus clientes cairem nas maos erradas. Isto é so marketing por parte da Apple para ficar bem vista perante os clientes.

          • JBM says:

            os dados que a Apple tem são basicamente apenas aqueles que a pessoa quiser colocar no iCloud, bastante diferente das opções que toma sobre o uso que dá ao aparelho.
            E dependendo da aplicação associada há dados no iCloud que nem a Apple consegue desencriptar (dependem de password), e certo tipo de informação nem sequer tem a possibilidade de ser guardado no iCloud.

          • Miguel says:

            JBM mas que tanga está tu a escrever. Para mim os dados que eu tenho na icloud são mais importantes que o uso que dou no iphone. Como é que tu sabes se a Apple consegue ou não desencriptar os dados da icloud?….Uma coisa é certa, se eles conseguem aceder aos dados do Iphone em questão tambem acedem aos dados na icloud não achas?

          • JBM says:

            tanga? vindo de quem anda por aqui a dizer que é tudo especulação…
            Os dados que tu (não) tens no iCloud estarão sempre ao alcance dum mandato judicial, assim como os dados em quase qualquer outra empresa com serviços online pois há leis que obrigam a isso em quase todos os países.
            Isso de dizeres que os dados no iCloud são + importantes do que o iPhone é simplesmente ridículo. O iPhone tem acesso a tudo no iCloud, mas o iCloud simplesmente não tem como guardar tudo do iPhone. O iCloud é sempre opcional.
            Não disse que a Apple não consegue desencriptar os dados da iCloud, disse que há dados associados a certas aplicações que a Apple não consegue desencriptar, já que são protegidos pela aplicação com password.

            e têm o mesmo risco

          • Boss says:

            Os dados que estão no telemovel também são só os que a pessoa quiser lá colocar, é óbvio, não?

          • JBM says:

            Boss,
            a partir do momento que a pessoa use o iPhone/”Android”/computador haverá sempre alguma coisa que fica guardada nele, que será à partida propriedade da pessoa.
            O uso do iCloud é opcional (e dependente do uso dum aparelho), no sentido que não é por a pessoa ter um aparelho da Apple que a Apple terá dados da pessoa. Percebeste? E sendo que esses dados não estão guardados em propriedade da pessoa, sujeita-se a não poder defender o direito a privacidade desses dados.

    • JBM says:

      A Apple nunca fez isto antes.

        • JBM says:

          Não! A Apple nunca desbloqueou um aparelho ou criou um SO capaz de ultrapassar encriptação por password.

          • Miguel says:

            Mas como tu sabes disso. estas la dentro para dizeres isso.

          • JBM says:

            lê o link dado pelo Renato

          • Miguel says:

            Mas afinal quem tem tem razão? é o que dá a noticia ou os outros reporters. Mas tu não sabes se é verdade?

          • JBM says:

            mas leste sequer o que lá está escrito!?
            Fizeram total confusão com a possibilidade de recolha de alguns dados em versões anteriores do iOS, por não terem encriptação total do “disco”. Não era necessário desbloquear o aparelho.
            Agora o iOS tem encriptação total, e para ler algum dos dados é necessário desbloquear, saber a password.

          • kekes says:

            JBM, mas isso é a mesma coisa! Perdes a privacidade de igual forma. Se tu pegas no meu telemovel sem minha autorização e ves o que eu la tenho é violação da privacidade tenha eu o conteudo encriptado ou não!

          • JBM says:

            kekes,
            os argumentos são jurídicos. Nessa altura o iOS tinha forma directa de extrair alguns dados do aparelho, e a Apple nessa condição não tinha grande argumento perante a lei para não o fazer.
            A partir do momento que o “disco” é encriptado com password a Apple não tem como retirar dados, de tal forma que nenhum tribunal lá a pode obrigar a fazer isso. O que querem agora, para contornar essa impossibilidade, é que crie um novo sistema que facilite a vida ao FBI, mas isso também pode ir contra a lei, pelo peso do trabalho que exige, e pelo direito da Apple a ter liberdade de criação/expressão nos seus produtos.
            Vês como é diferente?

          • Boss says:

            Portanto a Apple criou uma ferramenta para contornar a lei que a obrigava a ceder os dados.

          • JBM says:

            Sabes perfeitamente que não há nenhuma lei que obrigue a ceder dados nos aparelhos. Há é uma lei que um tribunal pode invocar para que a Apple ajude o tribunal. Em versões anteriores do sistema tal processo era simples, podendo ser enquadrado nos limites de uso da lei de assistência ao tribunal.

          • Boss says:

            E portanto criou uma versão que dificultou o processo para não se enquadrar “nos limites de uso da lei de assistência ao tribunal.”

          • JBM says:

            queres fazer do efeito a causa é engraçado.

          • Boss says:

            Veio antes o ovo ou a galinha?

          • JBM says:

            Isso é o que tu terias que demonstrar, dado que o que se vê é o efeito e não a causa.

      • Miguel says:

        Isto é a noticia de um reporter. Ele não é o dono da verdade. Como poder ler existem outras opiniões bem diferentes. quem tem razão? Tu sabes quem?

        • JBM says:

          Deve ser por não saber que o NY Times, um jornal com boa reputação, fez uma correcção na sua notícia depois de verificar que não era como o 1º blogger dizia. Isto são factos documentados, não está sujeito a grande opinião, apenas sujeito a que alguém cometa um erro de leitura.

        • Andr8 says:

          Como diz o artigo da Fortune, os “artistas” que dizem isso, não têm provas.

          A Apple também o disse publicamente, que nunca o fez. Se tivesse dito uma mentira, sendo a Apple, já era o mundo inteiro a apontar o dedo!

          • Boss says:

            O VW AG também nunca mentiria, sobretudo sobre uma coisa importante como manipulação das emissões que pusesse em causa toda a sua reputação… nunca!

    • Carlos says:

      A carta escrita pelo Tim Cook tem lá tudo, experimentem ler la, Tim Cook escreveu muito mais que isto, mas isto é para apenas esclarecer pessoas que fazem comentários sem saberem a realidade 🙂

      “We were shocked and outraged by the deadly act of terrorism in San Bernardino last December. We mourn the loss of life and want justice for all those whose lives were affected. The FBI asked us for help in the days following the attack, and we have worked hard to support the government’s efforts to solve this horrible crime. We have no sympathy for terrorists.

      When the FBI has requested data that’s in our possession, we have provided it. Apple complies with valid subpoenas and search warrants, as we have in the San Bernardino case. We have also made Apple engineers available to advise the FBI, and we’ve offered our best ideas on a number of investigative options at their disposal.

      We have great respect for the professionals at the FBI, and we believe their intentions are good. Up to this point, we have done everything that is both within our power and within the law to help them. But now the U.S. government has asked us for something we simply do not have, and something we consider too dangerous to create. They have asked us to build a backdoor to the iPhone.

      Specifically, the FBI wants us to make a new version of the iPhone operating system, circumventing several important security features, and install it on an iPhone recovered during the investigation. In the wrong hands, this software — which does not exist today — would have the potential to unlock any iPhone in someone’s physical possession.

      The FBI may use different words to describe this tool, but make no mistake: Building a version of iOS that bypasses security in this way would undeniably create a backdoor. And while the government may argue that its use would be limited to this case, there is no way to guarantee such control.”

      • Miguel says:

        Mas isso é a versão do Tim

      • kekes says:

        É o que o Tim diz.
        O que se passa é que o que o FBI está a pedir lixa o negocio todo da Apple. Quebrar a segurança de algo que eles dizem que é inquebravel, e que sabem como fazer-lo. Se o fazem lixam todo engodo que têm tentado incutir as pessoas, que o IOS é inviolavel.
        Não penses que é para salvaguardar o consumidor.
        Acham que o FBI só pediu agora a Apple para lhes fazerem este favor? Em que mundo estamos!? O que se passa é que a Apple viu uma boa forma de markting nesta questão, um caso mediatico e que podiam fazer-se de vitimas.
        Atenção, quando falo da Apple falo de todas as empresas de tecnologias, pois eu não acredito em nada relativamente à privacidade.
        Não nos esqueçamos das movimentações da EU nesta questão a uns tempos atrás, eu creio que a questão vai por aí, parece muito oportuno esta questão apenas surgir agora.

        • JBM says:

          estás a querer dizer que o FBI, o governo, os tribunais, etc, foram pagos pela Apple para fazer uma campanha de marketing?
          É um marketing estranho até, já que o assunto parece estar a colocar a maioria da população contra a Apple.

          • Boss says:

            “E SE”… a Apple ganhar a causa e o iPhone for visto como inviolável pelos criminosos? E se na verdade a Apple colaborar com o FBI e este tiver acesso aos dados todos, criando uma falsa percepção de segurança nos criminosos? Seria a típica situação win-win.

          • JBM says:

            Onde é que está o ganho para a Apple se o suposto marketing parece levar a maioria das pessoas a desgostar da posição da Apple? O marketing não é suposto funcionar na maneira oposta?

            Uma avalanche de notícias que revela formas em como é possível reduzir a segurança dos sistemas da Apple, e o interesse do governo nisso, não parece ser uma maneira eficaz de reduzir a desconfiança de criminosos, pelo contrário. Teriam melhor resultado mantendo o status quo

          • Boss says:

            Os últimos dados que vi estavam meio-meio, na população em geral o que inclui quem só tem a perder com a decisão, porque para os clientes Apple que têm ganhos, que é quem interessa à Apple a coisa muda de figura e a marca faz um brilharete com a confiança que inspira.

          • JBM says:

            os dados aqui mostram a maioria desgostar; com outros a apelar a um boicote. A tomada desta posição tem um risco muito alto para afectar negativamente a Apple, longe de ser o que uma campanha de marketing pretende. É uma posição de princípio pelas políticas e garantias que já tinha estabelecido.

          • Boss says:

            O risco é a Apple ser vista como defensora dos criminosos. Seria mau para um político, mas a Apple vende telemoveis e se estes forem os mais seguros, inquebráveis até mesmo pelo FBI, só abona a seu favor.

          • JBM says:

            Quando há sondagens que dizem o oposto… faz mesmo sentido dizer isso.

          • Boss says:

            Mostra-me lá essa sondagem sobre o impacto na imagem da Apple entre os seus clientes.

          • JBM says:

            A sondagem aqui citada mostra que entre os clientes da Apple a maioria não concorda com a posição da Apple. Qualquer análise prévia de risco desaconselharia tomar uma posição destas para fazer uma campanha de marketing.

          • Boss says:

            “Concorda que os criminosos fiquem com os dados em segurança em troca do direito à privacidade dos dados?” Não.
            “Prefere um telemóvel que guarde os seus dados de forma comprovadamente segura em detrimento de outros inseguros?” Sim.
            Incongruente?

          • JBM says:

            Boss,
            isso é a tua tentativa de pôr em causa o resultado, mesmo sem saberes ou procurar pela pergunta?
            As you may know, RANDOMIZE: [the FBI has said that accessing the iPhone is an important part of their ongoing investigation into the San Bernardino attacks] while [Apple has said that unlocking the iPhone could compromise the security of other users’ information] do you think Apple [READ; RANDOMIZE]?
            (1) Should unlock the iPhone (2) Should not unlock the iPhone (3) Don’t Know.

          • Xinuo says:

            JBM, eu acho que a Apple aproveitou do momento e o pedido da justiça para fazer marketing. Mas nem todo o marketing é bem sucedido.

            A pesquisa divulgada no post foi feita nos EUA e mostra que a Apple ficou um pouco mal em relação ao que pensa a maioria da população. Mas a população poderia tido uma opinião majoritária em prol da Apple, foi um risco.

            Mas será que a posição da Apple é bem vista no resto do mundo? Creio que para o resto do mundo seja interessante a posição da Apple. É bom saber (acreditar) que a Apple está disposta a enfrentar a justiça e o FBI para não dar acesso a um smartphone deles. Muita gente que têm algo a esconder gostou de saber disso.

            Mas eu acho que a Apple, pelos bastidores, pode sim colaborar. Seria uma situação onde tanto a Apple, quanto o FBI, teriam só a ganhar. O FBI teria acesso ao software para desbloquear qq iPhone, e a Apple venderia mais e se livraria da mancha de ter colaborado para quebra a segurança do seu iPhone, ao mesmo tempo que os utilizadores, possíveis alvos do FBI, se sentiriam mais seguros em usar aparelhos Apple.

          • JBM says:

            Xinuo,
            o mercado de smartphones depende cada vez + em manter clientes fiéis à marca, especialmente com o histórico da Apple. Quer fosse 45% ou 55% a concordar com a Apple, significaria sempre que cerca de metade dos seus clientes teriam uma opinião contrária num assunto demasiado marcante com um grande risco de perder clientes, longe de ser o que se pretende com marketing. O facto puro e simples é que a Apple está a manter e a defender a posição e princípios que já tinha tomado noutras ocasiões. Se mudasse agora de posição é que se estaria perante uma jogada de marketing

          • Boss says:

            Que misturada para aí vai…
            A imagem da Apple pela oposição ao FBI pode piorado, mas a imagem do iPhone, nomeadamente no que à segurança concerne melhorou sem dúvida nenhuma, portanto a Apple e em concreto o seu CEO perdem em simpatia mas ganham em vendas de iPhones.

          • JBM says:

            Tem se ouvido falar em boicotes às instalações da Apple ou aos produtos da Apple?

  7. neapo says:

    Peçam à NSA que o faça ou que acedam ao histórico que já possuem nos seus servidores.

  8. JustQuit says:

    voltar ao basico tijolão

    • Miguel says:

      O que ele diz é que tem de haver cuidados no acesso aos dados que o governo quer. E é isso que eu concordo. Acesso aos dados deste telemovel mas não atraves de blackdoors ou alterações ao SO.

      • JBM says:

        Só consegues acesso a dados se o sistema de encriptação for enfraquecido de alguma maneira. E na prática será sempre um backdoor.

        • Miguel says:

          Então a Apple já disse que consegue aceder aos dados, isso já quer dizer que é possivel fazer uma blackdoor ao IOS. E para ele dizer isso possivelmente já existe.

          • JBM says:

            A Apple não disse que consegue aceder aos dados, disse que o que o FBI pede para criar é possível ser feito. Saber que é possível não quer dizer que já existe – sei que posso fazer muita coisa, mas isso não quer dizer que já fiz ou que vou fazer.

  9. António says:

    A história está mal contada. O FBI tentou “sakar” a informação. Depois das tentativas o iphone bloqueou. Mas o FBI em vez de solicitar à Apple o desbloqueio pela “porta das traseiras”, foi ao tribunal. A Apple ficou furiosa e agora está com este braço de ferro.
    Se o FBI tivesse agido discretamente já tinha os dados.

  10. 123456789 says:

    Esquecen-se q sem saberem ja pode ter ocorrido um acordo entre a apple e FBI, a reputação da “segurança” da apple mantém-se….

    e as inforações são usadas em investigações

  11. Jose Mendes says:

    Engraçado, o Tim não quer desbloquear o conteúdo do Iphone de um terrorista MORTO por razões de privacidade, mas já ninguém se lembra das extraordinárias debilidades da Apple a quando das fotos de milhões de pessoas com aparelhos da Apple. Em especial as estrelas femininas apanhadas em fotos de trajes menores ou sem trajes, podemos ir pela orientação sexual do Tim, como eram fotos da Jennifer nua ele não ligou, agora pode ter uma foto do terrorista morto e ele pode ficar excitado…enfim, dois pesos duas medidas, já agora já fez um filme sobre um dispositivo da marca, não sei se com patrocínio da mesma. Agora só pode ser uma manobra de publicidade e enganosa…o tipo está morto e a mulher também defende a privacidade de quem?

    • JBM says:

      Não tem nada a ver com a privacidade do terrorista

    • Bruno says:

      Não leste o artigo, não leste o que o FBI pede, não leste o que o Tim disse, ou simplesmente queres falar mal da Apple? É que estou a tentar perceber a tua parte…
      Mas em relação ao caso das fotos, tens noção que aconteceu pelas fracas passwords que as “estrelas” tinham? Ter uma password “12345” é da responsabilidade delas. Não da Apple.
      Mas não fugindo ao assunto, o FBI quer acesso exclusivo a qualquer iPhone. Daí quererem a backdoor. Assim acedem a qualquer iPhone que tenham em posse, sem chatearem a Apple. E é isso que o pessoal é contra!

      Entendes?

  12. Francisco Pinto says:

    Upps. Parece que o bill gates não está muito contente por andarem a dizer que ele apoia o FBI..
    Já que não apoia o FBI nem a Apple a 100%
    http://www.theverge.com/2016/2/23/11098592/bill-gates-fbi-apple-comments

    • Miguel says:

      O que eu entendi na primeira entrevista dele é que estava no meio (nem a favor do FBI nem da Apple), disse que a Apple devia desbloquear o equipamento mas tambem disse que não devia de ser de qualquer forma.

  13. Carlos says:

    Leiam o que realmente foi pedido pelo FBI, está tudo escrito ai pelo Tim Cook, invés de andarem a fazer comentários desnecessários, preocupem se com fatos reais não com o vosso pequeno cérebro.
    http://www.apple.com/customer-letter/
    (gosto do aparte de referirem até a sexualidade dele como se fosse importante, pequeno cérebro que têm mesmo).

    • Miguel says:

      isso é a versão do Tim

    • Miguel says:

      Pelos visto o teu é que é pequeno. Tu emprenhas pelos ouvidos.

      • Carlos says:

        E porque não haveria de ser a versão verdadeira se ninguém o contrario o? E sendo que é o nome da empresa dele que está em questão? Agora as pessoas é que estão a tirar vantagem da Apple para ficarem reconhecidas, ambos sabemos que a Apple não precisa de publicidade a este ponto xD. Ele dá se ao trabalho de fazer isto e mesmo assim as pessoas são cegas para acreditarem em sites de contos de fadas. Oh e já agora pelos vistos serviu te a carapuça a boca do cérebro… era um geral não para ti

  14. José Gomes says:

    Se a Apple fornecer alguma ferramenta, acho que essa ferramenta irá demorar pouco a ir do FBI á Internet, para assim qualquer um poder desbloquear e aceder a qualquer iphone encontrado ou roubado….

  15. HelderVales says:

    Só eu a que acho que isto é tudo fachada? Eles já o desbloquearam, apenas dizem que não pára todos nós pensar que eles nao o fizeram 🙂

  16. diogo says:

    Como disse antes isto é tudo pura propaganda, mentiras atrás de mentiras. ate se contradizem, se fosse realmente uma protecção a serio, nem a apple conseguia.
    Antigamente diziam que não conseguiam desencriptar agora já conseguem, lol.
    Boas encriptações são o pgp ou truecrypt, a pgp quase ninguem utiliza, ainda bem, por isso não interessa para esse tipo de agencias, o truecrypt fecharam a empresa, pois não podiam fazer mais nada, tal como fizeram com o serviço lavabit.
    os S.O da apple tem e sempre tiveram spywares e ou backdoors e ou vulnerabilidades e ou outro tipo de virus, pois só assim eles conseguem ter acesso aos dados, e conseguem ter acesso a este equipamento. abram os olhos. o unico software de confiança é o open source.

    • JBM says:

      tanto quanto eu sei essas ferramentas de encriptação estão sujeitas ao mesmo tipo de ataque à password, daí ser sempre aconselhável usar uma boa password.
      A Apple não consegue desencriptar, apenas remover algumas defesas contra ataques de Brute-Foce, sem que isso afecte o resto das protecções de encriptação. Basta a pessoa usar uma boa password que + ninguém acede aos dados desta maneira; com uma password alfanumérica de 10 caracteres demoraria milhões de anos.

    • Pentestbox says:

      Concordo com você, Snowden utilizou muito GPG, truecrypt e Lavabit , infelizmente não temos mais o Truecrypt e Lavabit, mas podemos recorrer ao Protonmail e ao Veracrypt que são as excelentes ferramentas que existem hj, ambas para substituir no Truecrypt e Lavabit, e o GPG é uma ferramenta incrível de criptografias, so podemos confiar em software livre mesmo, nada de Apple e Microsoft q escondem tudo dos olhos dos outros, não duvido que os seus sistemas tenham backdoor, a NSA ja se encarregou disso, por isso uso Linux Tails.

  17. Manuel says:

    A discussão é muita e as versões também. Pelo que entendo de tudo isto a apple não tem de criar nenhum backdoor, eles têm acesso total à informação pretendida, apenas estão no papel de virgens. Assim como todos os operadores/empresas em aceder a info de todos nós. Mas alguém acredita em privacidade nos dias de hoje? A privacidade é violada no exato momento em que ligam algum aparelho online. Isto não é mais que um ENORME golpe publicitário para a apple, apenas e só isso.

  18. sakura says:

    a apple quis fazer PUB á conta das vitimas e que o iphone é seguro …. já tem a PUB, mas .essa PUB vai-lhe sair cara.
    vai ter que desbloquear o iphone, e repor todas as patentes ROUBADAS.

    so é pena o povo perder Tempo com esses palhaços<—TimC..

  19. diogo says:

    JBM a apple disse que conseguia quebrar, e não é daqui a uns anos. e sabes como com spyware ou backdoor consegue quebrar logo. tambem diziam que a empresa RSA era uma empresa de confiança, até se saber que receberam muitos milhoes para colocarem um backdoor.
    pentestbox e sakura obrigado e concordo totalmente convosco

  20. Jiggawhat says:

    E alguem aqui ainda acha mesmo que Apple preca esta causa,vai haver muita gente assim abandonar o uso de iPhones?? Sinceramente acho que nao,os compradores da Apple querem so big scream,a maçã a brilhar,muda uma coisa ou outra,aumenta o preço ou nao e eles vao continuar a comprar na mesma.Nao sera isso que vai abalar a Apple.Mas pra os que tão dentro desta materia,será um caso perdido pra Apple,muitos vão deixar os iPhones de lado completamente.

  21. Zé Coelho says:

    Vejo que há aqui gente preocupada com o que poderia eventualmente acontecer se a Apple criar a tal backdoor e se eventualmente for facultada à China.
    Acham mesmo que se a China quiser hackar um iPhone, não consegue?
    A terra do Tse-Tung está cheia de hackers altamente qualificados pá

  22. Diogo says:

    jbm fonte pplware:
    Onde diz que é para ter acesso directo ao equipamento. diz me lá como é que eles fazem isso. com recurso a backdoors é simples. uma boa encriptação eles não tem acesso directo, só com brute force.
    https://pplware.sapo.pt/apple/sim-a-apple-consegue-quebrar-o-iphone-mas-nao-o-quer-fazer/
    As palavras de Tim Cook são claras e dão a entender que a Apple tem todas as capacidades de criar um novo sistema operativo para o iPhone, em que incluiria todas as medidas que estão a ser exigidas pelo FBI para acesso directo e sem controlo aos dados dos utilizadores, sempre que esta força policial assim o entendesse.

    Yes, it is certainly possible to create an entirely new operating system to undermine our security features as the government wants. But it’s something we believe is too dangerous to do. The only way to guarantee that such a powerful tool isn’t abused and doesn’t fall into the wrong hands is to never create it.

    • JBM says:

      Eis o que é pedido e o que a Apple diz que pode fazer:
      assets.documentcloud.org/documents/2714005/SB-Shooter-Order-Compelling-Apple-Asst-iPhone.pdf
      http://www.apple.com/customer-letter/answers/

      Lê com atenção. Em lado nenhum diz acesso directo, a citação que dás não diz que tem acesso directo.
      O FBI quer um novo sistema operativo que permita fazer um ataque de brute-force à password, já que o sistema actual tem defesas contra esse tipo de ataque – é a capacidade de remoção dessas defesas que a Apple considera um backdoor.

  23. Tony says:

    Confio mais no FBI do que na Apple. Acho uma falta de respeito uma empresa que se move por objectivo econômicos se sobrepor à autoridade, sobretudo num caso concreto que pode evitar com mais informação outros ataques terroristas.

  24. leo says:

    Como pode ter tanto idiota em um lugar só? É sério que vcs acreditam tanto em seus governos? Coitados…

    “Aqueles que abrem mão da liberdade essencial por um pouco de segurança temporária não merecem nem liberdade nem segurança.”

    Benjamin Franklin

    • Tony says:

      e tu confias nas empresas, é? Porque aqui a questão não é “em quem confias?” Mas “em quem confias mais”?”

    • Tony says:

      e qual seria a liberdade essencial que abririam mão a Apple e os users? Como o Gates já disse isso, este tipo de informação em certas circunstancias é pedida a informação bancaria, etc. O que estamos a falar é de um problema de justiça e prevenção de terrorismo e o pedido é plenamente justificado.

      • Catarino says:

        No meu ponto de vista a nossa liberdade termina onde começa a dos outros.

        Ou seja acho bem dar acesso a todo o contudo pedido pela justiça seja no caso dos terroristas seja em outro caso que involva a mesma, contudo como é por exemplo nos casos Judiciais em que é pedido acesso a casas para investigação, nessa investigação não permite acesso à casa de todos os vizinhos mas sim à casa em investigação.

        Pelo que percebi é isso que o FBI quer, ter acesso a todas as “casas” e não à casa sob investigação.

        Atenção não levar o texto à letra, pois é apenas uma comparação.

        • Tony says:

          O FBI pelo que li, quer a informação, nem faz questão de ser eles a irem buscar ou saberem como ir buscar a informação.
          E a comparação com uma investigação e ter mandato para entrar em uma ou várias casas em particular, é um bom exemplo, uma boa comparação. E é exatamente o que se passa aqui. Sendo que além do user a Apple tem o acesso de todas as “casas”, mas não quer deixar que ninguém nem mesmo a justiça investigue.

          • JBM says:

            O FBI faz questão de ser o FBI a retirar a informação, não faz é questão que isso seja feito nas suas instalações.
            A Apple não tem acesso de todas as “casas”, não tem nenhuma “chave” para isso.

          • Catarino says:

            Mas para ter acesso a essa informação não precisam de backdoor nenhuma, certo?
            E pelo que li já tem acesso ao que pretendem, mas eles querem tudo, e deve ser esse “tudo” que a Apple não quer divulgar.

            E por um lado compreendo o lado da Apple pois um backdoor é sempre uma backdoor e se ela existe tanto pode FBI hoje ter acesso como amanhã um Hacker qualquer aceder, o que poderá ajudar hoje o FBI pode prejudicar amanhã milhões de pessoas, neste caso será um “pau de dois bicos”

          • Tony says:

            JBM, eu não sei ao que Apple tem acesso, se faz uso ou não, nem ninguém sabe a não ser eles próprios. A questão é que a justificação é mais que legitima. Não se trata de um caso como o Snowden ou Assange se refere como espionagem indiscriminada.

            Obviamente para garantir a integridade das evidencias é um processo que tem de ser acompanhado pelas autoridades, os as evidencias ficariam contaminadas.

          • JBM says:

            Tony,
            a encriptação é feita com base numa password que só a pessoa conhece.
            A justificação não é + do que legítima pois querem obrigar a criar algo que enfraquece as defesas de qualquer aparelho da Apple. Não há sequer uma lei que dê este tipo de autoridade, e por isso estão a tentar reinterpretar outra criando um precedente grave. As consequências ultrapassam este caso e a justiça.

  25. Tony says:

    Deixo uma pergunta: se tiverem de voar em dois aviões disponíveis, preferem escolher o que não divulga informação dos seus passageiros, não querem saber dos seus passageiros, não revistam as malas, sacos etc
    Ou
    um avião, em que ha informação registada nos sistemas sobre quem embarca, controlo de bagagens, etc?

    • JBM says:

      Estás a querer dizer que a Apple deve verificar tudo o que está em qualquer dispositivo para + tarde divulgar caso seja preciso?

    • leo says:

      1-é faz sentido darmos autonomia ao governo resolver todos os problemas de segurança gerados pelo próprio governo.

      2-a iniciativa privada (aeroporto ou empresas aéreas) podem e devem fazer o mesmo sem governo nenhum se metendo.

    • Vrael says:

      Este assunto é muito polémico, mas realmente se o governo começa a “espiar” ou a ter acesso a tudo o que tens, vês, lês, com quem falar o que dizes tudo, acho que deixamos de viver em liberdade e passamos a ditaduras. Viver com medo dos governos lerem ou saberem tudo o que fazemos não me parece uma boa opção de vida… Acho que deve haver cuidados com a segurança nos governos com o terrorismo, e sei que para essa segurança acontecer o governo tem de ter acesso aos nossos dados e vida, mas tem que haver um limite, uma grande citação para mim ” Os guardas protegem-nos, e quem nos protege dos guardas?”

  26. Tony says:

    hoje em dia acho mais secretismo nas empresas do que nos governos
    e os interesses são claros: empresas dinheiro, governo poder
    confiar num ou noutro? nim, mas cada caso um caso e em casos como terrorismo, os métodos têm de ser fora do normal, já que é uma guerra fora do normal

  27. Vrael says:

    Pelo que percebi das notícias que tenho lido(não tenho a certeza) é de que o FBI quer uma backdoor para o iphone em questão.Ora se a apple lhes der isto eles podem fazer isso para qualquer um. Agora é assim eu acho que toda a gente tem direito à liberdade e à privacidade. Concordo com a citação quem não deve não teme, MAS, por exemplo eu nao tenho nada a esconder mas se a policia me batesse a porta sem um mandato e quisesse vasculhar a minha casa, obviamente eu não ia deixar, trata se da minha liberdade e privacidade. Tem de haver provas e justificações, no caso da apple acho sim senhor que no caso especifico daquele iphone deve ser dado os dados que o FBI pede mas de maneira a que nao comprometa o IOS.

  28. Francisco Pinto says:

    @Marisa Pinto
    Parece que nem o Bil gates está do lado do FBI nem o povo Americano
    http://www.theverge.com/2016/2/24/11105140/apple-fbi-encryption-american-poll

  29. 3nvy says:

    É incrivel como 80% dos comentarios continua a nao ter nada a ver com o tema da noticia lol. Toda gente ta de acordo que a Apple deve facultar os dados daquele especifico iphone, não é preciso ser o bill ou outra pessoa a dizer, basta senso comum, nós tamos é contra a criação de uma backdoor que foi o que o FBI pediu inicialmente. E para aquele que dizem “eu não tenho nada a esconder, por isso é na boa” é obvio que o tema tecnologia não é com voçes lol O meu problema com uma backdoor não é o FBI andar a verme o telemovel, mas sim, os hackers que vao explorar e encontrar com 100% de certeza maneira de a exploitar a backdoor tambem e depois quando forem vitimas de roubo de identidade ou tiverem as contas bancarias vazadas porque foram hackeados porcausa da backdoor êm praqui chorar e dizer que afinal foi uma ma ideia…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.