Quantcast
PplWare Mobile

Apple “despede” a Samsung de fornecedor de processadores A10

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Vítor M.


  1. Miguel says:

    lol o empregado a despedir o patrao 🙂

    Antes dos morangos na tvi, antes do iphone, antes do sporting campeao ja a samsung produzia material.

    • JBM says:

      Se a Samsung é o “patrão” como é que desde há 2 anos que não consegue ser o único “patrão”? Incompetência como patrão? E se é o patrão porque é que faz o que os outros mandam?

      • Pllz says:

        Se conseguisses ver além da Apple e conseguir distinguir um conglomerado de uma empresa minúscula em comparação ganhavas mais. Agora volta lá para o altar do Apple.

        • JBM says:

          O que é que a Samsung ser um conglomerado tem a ver com o assunto? Isso altera os SoCs da Apple, os contractos envolvidos na sua produção, e o facto de a Samsung não ser a única a empresa a produzir os SoCs da Apple?
          Se a Apple é uma empresa minúscula, então a Samsung Electronics é também minúscula.

        • Daniel says:

          A6 – Samsung
          A7 – Samsung
          A8 – TSMC
          A9 – TSMC + Samsung
          A10 ??

          Já agora, a Samsung Electronics fabrica quer os telemóveis como a linha Galaxy e Note, quer chips para outras marcas. É portanto a mesma empresa

        • Renato says:

          Samsung Electronics: $50.8mM de receita e $4.4mM de lucro.

          Apple: $75.9mM de receita e $18.4mM de lucro.

          Samsung é grande no país dos pequenitos.

          A Apple já fazia computadores originais, a Samsung andava a copiar electrónica japonesa porque o governo corrupto baniu a importação de bens japoneses!

          • Mylittlelife says:

            Esqueces-te dum pormenor:
            – a Samsung pode ter menos lucro mas é uma empresa muito mais forte, porque ao produzir tantos produtos, se alguns falharem os outros mantém a empresa
            – se o iPhone falhar -a grande mina de ovos de ouro da Apple, a Apple leva um golpe fortíssimo e fica em jogo se nao reagir rápido. Basta ver outros grandes que dependiam quase só dum negócio (Nokia, Blackberry, etc) e quando lhes falhou o único produto forte, foram ao charco.

            A Samsung produz (além de eletrodomésticos) SoC, LCD, AMOLED, Flash, etc etc. Veja-se a SONY que uma divisao está num caos mas a Playstation mantém o balanco.

          • JBM says:

            Mylittlelife,
            Deves achar que o resto dos produtos da Apple não dão dinheiro ou lucros. Têm tantas receitas quanto toda a Google, por isso não compares com a Nokia ou a Blackberry

  2. night says:

    depois das guerras sobre as patentes e tal, a samsung já deveria ter acabado tudo com a apple a mais tempo

  3. Rui C. says:

    Mais uma facadinha nas contas da Samsung.
    🙂

  4. Hugo says:

    Cada vez mais empolgado com o novo iPhone muito provavelmente irei trocar o meu 5 por este 🙂

  5. David Ramos says:

    Despede? Lol

  6. HB says:

    Entretanto a Apple já pagou isto?:
    “A Apple perdeu uma acção judicial contra a Universidade de Wisconsin e terá de pagar uma indemnização de 862 milhões de dólares (760 milhões de euros). A universidade reclamava que a tecnologia de um microchip tinha sido usada pela Apple sem permissão.”

  7. Boss says:

    Mexer em equipa vencedora… vamos ver se vai perder mais a Samsung ou a Apple.

    • JBM says:

      Já se vê há 2 anos que os processadores da Apple não perderam nada na mudança.

    • Renato says:

      O iPhone 6 também foi exclusivo TSMC, a Samsung não fez falta nenhuma.

      A TSMC está a ganhar contratos á brava. A Samsung não vai aguentar.

    • Boss says:

      E “por alguma razão” para o iPhone 6S a Samsung já voltou a fornecer. E “por alguma razão” o novo iPad vai vir sem force touch.
      A Apple não fabrica nada, portanto está condicionada à partida, ou paga aos melhores para fabricar por si, independentemente de rivalidades e guerrinhas, ou arrisca-se a ficar com produtos de qualidade inferior ou sem produtos de todo; se Jobs optaria pela primeira opção, já Tim é capaz de optar pela segunda, a ver vamos…

      • JBM says:

        Porque há sempre evolução nos processos de fabrico e a Apple tem usado nos últimos anos sempre os processos + avançados disponíveis, chegando a fazer investimentos adiantados nos fornecedores. O facto é que já se demonstrou que a Apple consegue ter outros fornecedores que não a Samsung para os seus processadores – por algumas semanas houve até quem achava que os A9 da Samsung eram piores do que os da TSMC.

        O que é que o force touch tem a ver com o assunto? Será que achas que é a Samsung produz algum componente capaz disso?

        • Boss says:

          O que tem a ver é que há poucos com a capacidade de produção em quantidade e qualidade como a Samsung. “Será que achas” que o “todo poderoso” ipad Pro tem o “revolucionário, indispensável” force touch?

          • JBM says:

            Estranhamente foi a falta de capacidade de produção da Samsung que levou a Apple a aumentar o peso da TSMC na produção do A9 face ao plano inicial. Estranhamente é a TSMC quem produz + SoC para dispositivos móveis. Estranhamente não foram os A9 da TSMC que levantaram dúvidas em termos de qualidade.
            Quanto ao ecrã do iPad Pro, como é que a Samsung iria produzir uma tecnologia que não tem? O + engraçado é que a Samsung até será um dos fornecedores do ecrã do iPad Pro; se bem que para ser honesto o Force Touch nem sequer tem nada a ver com o LCD, mas quase de certeza que achavas que sim.

          • Boss says:

            Queres comparar a Samsung Eletronics com uma empresa 10x menor? Quanto ás dúvidas de qualidade foram dissipadas pela Apple, ou será que “quase de certeza” não sabias disso?
            Não tem a tecnologia, mas se tivesse não haveria problemas na capacidade de produção à escala necessária; se o LCD não tem nada a ver com o Force Touch (cuja tecnologia não me interessa minimamente pela sua inerente inutilidade) para que falaste nele?
            Eu não tenho a certeza é de uma coisa, como sempre… no meio de tanto paleio, discordas da capacidade superior da Samsung enquanto fabricante de componentes?

          • JBM says:

            Boss,
            estás a gozar, só pode. O tamanho da Samsung Electronics nada te diz sobre a sua capacidade de produção de SoCs e qualidade, ou será que me vais dizer que a Samsung é melhor que a Intel na produção de processadores por ser ser 4x maior? Que o ramo de semicondutores é como fabricar pão ou tijolos, tudo a mesma coisa? lol
            Se digo que houve dúvidas por algumas semanas e não afirmo que um é melhor que o outro, para bom entendedor… mas eu explico-te a implicação: ninguém tem dúvidas sobre a qualidade dos processadores A9 fornecidos pela TSMC.
            Os dados estão à vista de todos sobre a capacidade instalada no fabrico de processadores, a TSMC é maior que a Samsung. Não confundas a produção de outros componentes como capacidade instalada, pois muitos são produzidos com tecnologia + antiga e com outros métodos.
            Force Touch, simplesmente ridículo o que dizes. Se a Samsung depende da Synaptics para ter “capacitive Touch…” e ao que parece do equivalente ao “3D Touch” no futuro, como é que seria a Samsung a andar a produzir uma coisa dessas? Outra vez a teoria do pão e tijolos para resolver o assunto?

  8. jesus jones says:

    Traidores essa Apple faz tudo por a calada

  9. BIKES says:

    um iphone com coração de Samsung????? um iphone que vai adotar écrans amoled fabricadas pelas Samsung?? afinal o que é filosoficamente e ontologicamente um iphone???? 🙂 🙂 🙂

  10. MLopes says:

    o importante desta notícia, a confirmar-se, está nos progressos da TSMC. o facto de Apple poder vir a abandonar a Samsung como fornecedor é uma mera curiosidade e não há nada de estranho ou de “traição” ou de seja o que fôr. só os patetas dos consumidores assumem guerrinhas ideológicas e de “camisola” como se a sua vida ou a sua honra dependesse de um eletrodoméstico. as empresas focam-se no números, nos dividendos que pagam aos seus acionistas e na forma (e quantidade) como remuneram os seus gestores. são negócios, só negócios. (talvez possa existir uma pequena questão emocional mas se o negócio não compensar ninguém se suicida comercialmente).
    mas até isto deu origem às guerrinhas iPhone/Outros. tanta m… por umas porcarias de uns eletrodomésticos sem importância alguma…

    • Vítor M. says:

      Não é nada assim, esquece lá isso. Sabemos que no passado a Apple já tirou a Samsung do fornecimento de outros componentes, da parte do ecrã por exemplo. Isto porque arranjou substitutos que garantissem a totalidade das encomendas. Sabíamos também que só não tirou tudo da Samsung porque no mundo não havia quem conseguisse produzir na totalidade os milhões que a empresa de Cupertino necessitava e por isso ainda trabalhava com a Samsung.

      Vimos, de várias notícias ano passado, que no último processador a empresa já conseguiu cerca de 30% do fornecimento dos processadores fora da Samsung, que antes tinha a totalidade do fornecimento, que foi perdendo até agora ao ponto da Apple retirar (segundo a notícia da Reuters) a totalidade do fornecimento. Cuidado com o segredo industrial 😉

      • Boss says:

        Também foi a reuters que noticiou problemas no fornecimento de ecrãs para o iPhone 6. O tamanho e a experiência da Samsung não são fáceis de igualar.

        • JBM says:

          A Samsung não é fornecedor do ecrã do iPhone há vários anos, e o problema não foi com a produção do LCD mas mudanças de última hora nas especificações do “backlight”.

          • Boss says:

            O problema foi que nem todos têm a capacidade de produção da Samsung. A LG, por exemplo, fica bem atrás. Talvez seja altura da Apple investir na produção própria.

          • JBM says:

            agora já inventas coisas que não sucederam?
            O problema reportado na altura foram mudanças nas especificações do backlight em “cima da hora”, não problemas na capacidade de produção dos fornecedores da Apple

          • Mylittlelife says:

            JBM, quem perde é a Apple. Perde os melhores LCD, perde a tecnologia AMOLED com baixos consumos, perde ecras flexíveis, etc etc.

            Se vires que gastas quase 1000€ e recebes uma tecnologia velha de LCD e com baixa resolucao, uma camara ultrapassada por vários modelos mais baratos e no modelo pequeno nem sequer tem optimizacao optica, e ver quanto custa o modelo de 16 Gb (16?????? isso têm os tablets chineses de <100€…)

            Mas ninguém é obrigado a nada

          • Boss says:

            Vou-te contar um segredo, para conseguir produzir mais depressa (necessário após as “mudanças de última hora”), é preciso capacidade de produção, ou se tem ou não se tem, quem a Apple escolheu não teve.

          • JBM says:

            Mylittlelife,
            os melhores LCDs? Considerando que os ecrãs dos iPhones têm sido considerados os melhores LCDs…
            Tecnologia OLED não existe só na Samsung. A LG tem feito um grande investimento e com bons resultados, fornecendo já ecrãs OLED para a Apple.
            O resto do que dizes não passa de hipérbole.

        • JBM says:

          Boss, vou te contar outro segredo, a capacidade de produção é planeada e contratada com antecedência com um período inicial de produção antes do lançamento dum novo produto. Se o período inicial é afectado por mudanças nas especificações a culpa não é da capacidade de produção, nem será fácil arranjar + linhas de produção para compensar, quer seja Samsung, LG, etc, etc. Ou achas que a Samsung tem fábricas paradas à espera de imprevistos dum cliente?
          E por último, continuas a teimar com uma coisa que nada teve a ver com a produção de LCDs

          • Boss says:

            Sim, as linhas de produção não podem ser alteradas, nem por causa de um cliente importante como a Apple, claro. É preciso é que haja linhas de produção, quantas mais, melhor.
            A produção de LCDs e de processadores são coisas que não têm nada a ver, nadinha!

          • JBM says:

            uau,
            incrível como continuas a querer ignorar que a produção de backlight não tem nada a ver com a produção do LCD.
            Mudanças na linha de produção não se fazem em menos de 1 mês e têm custos e impacto na relação com outros clientes.

            Mas para que fiquemos esclarecidos. TSMC é maior do que a Samsung na produção de processadores. A produção de LCDs da LG Display é de dimensão semelhante à da Samsung Display.

          • Boss says:

            Os clientes são todos iguais e a produção desses componentes é comparavel… é mais semelhante á produção de pão… ou de tijolos… entendido!

          • JBM says:

            Boss,
            se defendes que os clientes são todos iguais então defendes que o tratamento das suas encomendas seria igual, a Samsung não andaria a trocar prioridades de fornecimento dum momento para o outro.
            A produção de componentes não é igual, há várias tecnologias de ecrãs no mercado, sem falar que dentro da mesma tecnologia há especificações diferentes.

    • pedro says:

      muito bem escrito…aí está toda a verdade!

  11. Serato says:

    Isso são pinners para a Samsung.
    Ganha mais a divisão militar que a Apple toda junta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.